Posts com a Tag ‘Alimentos’

O POR QUE DE TANTAS DOENÇAS?

- terça-feira, 26 de junho de 2018

supermercados O normal, o natural é o Bem Estar, e por que tanta gente sobrevivendo mais na ausência desse mesmo Bem Estar que eternamente abunda? O Universo é abundante em tudo, tudo nesse mundo prospera. E por que só o lado da ausência de Bem Estar prospera mais? Por que tanta gente doente? Hoje, são tantas as grandes redes de farmácias crescendo no mesmo ritmo dos templos evangélicos que, já superam de longe o número de supermercados quase que em todas as cidades. Quanto mais hospitais se constrói, mais gente doente superlotam e os tornam obsoletos em tão pouco tempo de uso. E isso tem mesmo uma simples explicação…

Os Abraham me relembra que, não é a atenção para a falta de Bem Estar, o que faz as pessoas ficarem doentes. É a atenção delas para a falta de muitas coisas… A atenção crônica a coisas indesejadas é o que mantém qualquer pessoa em um lugar de não permitir o seu natural fluxo de Bem Estar físico, assim como não permite as soluções para outras coisas nas quais ela ainda está focada agora. Se cada um de nós, individualmente, focalizasse sua atenção não dividida, na experiência do Bem Estar físico, o tanto quanto se concentrasse na ausência dela, não apenas a sua recuperação aconteceria rapidamente, mas manter o seu Bem Estar e esse equilíbrio físico, também seria bem mais fácil…

EU MANTENHO A MINHA SAÚDE BOA, ASSIM…

- segunda-feira, 11 de abril de 2016

alimentos Eu nunca perdi o meu contato com o meu eu interior, eu jamais desprezei a minha alegria, a minha felicidade que sempre brotou dentro de mim, em todos esses meus infinitos momentos, não só nos momentos já mais agradáveis ou felizes, mas também no meio de circunstâncias muitas das vezes até indesejadas. E foi exatamente isso que sempre me deu mais essa sensação gostosa de mais, liberdade, expansão e Bem Estar. Mas, só foi depois que eu passei a receber respostas do acesso Abraham, como do porque de eu estar sempre com saúde, enquanto a maioria a minha volta sempre pegavam mais viroses ou até ficavam mais doentes, foi que eu entendi como é que tudo isso funcionava. Eu jamais gostei de remédios de farmácia, só tomo, se em algum momento, que eu já estiver me sentindo muito bem e ainda me der um desejo, que me aflore mais alegria em tomar. Eu jamais sigo conselho de alguém.

A minha alegria, seja natural ou forçada, sempre cria uma química dentro de mim, que fortalecem as minhas próprias células, tanto que os “Doutores da Alegria”, atuam sempre em lugares onde as pessoas tem sérios problemas de saúde. E ainda mais, junto com o Sol que eu pego, todos os dias, quase sempre sem camisa, eu jamais uso protetor solar algum, assim, os raios solares criam em mim o hormônio D, que é o que ativa todo o meu sistema imunológico, e com mais com a minha; própria, deliberada e consciente escolha, de só comer e beber, exatamente aquilo que meu organismo pede, exatamente aquilo que o meu eu interior me mostra que é o que eu preciso naquele momento, justamente pela minha própria alegria desse desejo mais aflorado, agora. Então, naquele exato momento, a soma disso tudo, me fazem produzir, tudo o que as minhas células mais precisam, para elas estarem também, em perfeita harmonia com o meu natural fluxo de energia e informação do mais puro Bem Estar, que é o que dá a vida e a forma a tudo, inclusive ao meu corpo físico maravilhoso que eu tenho, aqui e agora.

Um ser feliz ou um homem emburrecido?

- terça-feira, 1 de abril de 2014

feira-legumes-frutas Desde pequeno eu percebi, que as pessoas que comem muito mais as coisas da sua localidade, tinham uma saúde melhor, eu tinha parentes no interior que tinham suas galinhas, porcos e até vacas, plantavam quase de tudo, e até trocava com vizinhos o que não plantava. O meu avô que morava em Friburgo, também tinha uma saúde de ferro, também gostava de tudo que era plantado ou criado em sua região. Só mais tarde eu fui saber que todo alimento é apenas uma informação para o cérebro, um legume ou um grão, leva a informação do que tem no solo ou no ar, tudo daquela região, e preparava o corpo para se defender de alguma coisa que ele ainda não estava preparado. Hoje, as pessoas comem alimentos vindo de lugares distantes, de outros países, o organismo recebe uma informação, as células gastam energia para se preparar e a informação que chega pelo ar, pela água, é completamente diferente da que o corpo se preparou. E as pessoas estão cada vez mais doentes. O numero de farmácias não param de crescer… O numero de pessoas que acham normal sentir um mal estar ou um desconforto também aumentou… O normal já não é mais se sentir bem, estar feliz…

Outra coisa é a liberdade, as pessoas hoje comem mais o que alguém recomenda, não come isso, aquilo, isso aqui tem muita calorias, parecem que estão comprando remédios em vez de alimentos. E assim, perderam o contato com sua felicidade interna, aquela que você via uma fruta, um legume e sentia uma vontade louca de come-lo, na verdade era o “eu interior” dizendo, coma isso, seu corpo vai ficar melhor, mais flexível com isso, e as pessoas tinham muito mais saúde… Está na hora de pararmos de fazer todas essas coisas, para só então poder merecer algo, para agradar alguém ou para ser igual a todo mundo. É a hora de pararmos de tomar tanta responsabilidade sobre nos mesmo, e viver mais felizes para sempre. É a hora de fechar as lacunas emocionais, entre onde estamos e onde queremos estar, em cada assunto, agora, agora, agora, agora e agora. Cavalgar a onda e ser mais feliz. Apenas colher o fruto… Você não tem que ser aquele que apenas coloca no terreno mais. Você pode simplesmente ignorar toda as partes que o ego criou das coisas, com suas crenças limitantes e só colher o fruto de todas as coisas que você quer. “Oh, frutas. Oh, delicioso isso, delicioso isso, delicioso isso e delicioso isso também.” Em outras palavras, está tudo bem lá para você, está tudo pronto para que você receba o mais rápido que puder permitir, e tudo virá assim que você mesmo permitir tudo entrar, vibracionalmente, se sentindo bem…

Inteligência humana

- segunda-feira, 7 de novembro de 2011

O ser humano foi induzido a acreditar que ser inteligente é resolver problemas ou qualquer outra coisa com o seu fazer físico, e já está mais que provado que os mais inteligentes são os que mais utilizam o conhecimento de sua Consciência maior, a do seu eu interior, e assim são os que menos fazem fisicamente qualquer coisa.

Todo o conhecimento que existe no Universo está e sempre esteve a sua disposição, e usá-lo, isso sim é ser inteligente. Buscar conhecimento pelo fazer, leva tempo, pode levar anos, como os que a maioria perde nas escolas e faculdades tradicionais, que o fazem perder anos e anos de pura diversão, e que você poderia estar a muito tempo curtindo todas as suas maravilhosas realizações.

A Consciência maior sabe de tudo, quando ela fez as suas células tronco, foi justamente para te dar mais chance de existência aqui, que era seu desejo, então ela poderia recuperar qualquer dos seus órgãos, fez também as coisas terem propriedades, como os alimentos e as plantas, por que sabia que para experimentarmos todas as emoções, precisaríamos de apenas desejar o que comer, que isso que desejaríamos teria tudo o que o nosso corpo precisa.

Só que para quem não esqueceu, ou até para os que já se lembraram que não somos só esse ser físico, que como seres físicos, somos apenas uma pequena parte desse Ser maior não físico, focado nessa realidade, e portanto somos capazes de moldar energias, e a energia é como se fosse uma célula tronco, ela pode se transformar em qualquer coisa para nutrir esse corpo físico.

Hoje mesmo já existem muitas pessoas que não comem de nada que seja sólido, só ingerem líquidos, e vivem com saúde, já vi entrevistas no Jô, já tive oportunidade de vivenciar isso, e isso acontece porque estas pessoas conseguem fazer as energias suprirem, ou se transformarem em qualquer coisa que elas mesmas precisam para viver essa vida.

Ai fica o idiota do ser humano, estudando anos e anos o que poderia saber perguntando ao seu próprio Ser interior, quem realmente fez toda essa parafernália para existir essa espécie de vida, que você chama de eu, ainda por cima, criando mais e mais crenças limitantes, podendo sem isso, ser um eterno criador magnífico nesse corpo físico, curtindo a liberdade de ser, a felicidade de ser e vendo toda a expansão da sua existência, de quem você realmente é, uma Consciência infinita.