Posts com a Tag ‘Windows Phone’

O desejo e a sua jornada…

- sexta-feira, 8 de março de 2013

Passei muitos anos de minha vida, desejando muito e também realizando muitas coisas que, eu mesmo acreditava ser muito importantes. E eu dizia pra mim mesmo, isso até a poucos anos atrás que, a minha frase preferida, fruto dos meus anos de estudos de budismo era. “Desejar é bom de mais, mas realizar é melhor ainda”. Eu cresci com esse pensamento definido em minha cabeça, onde eu procurava confirmar em tudo o que eu fazia essa premissa. Eu aprendi lendo e repetindo muitas e muitas vezes que, para uma crença se tornar uma filosofia de vida verdadeira, era preciso se ter as três provas; a documental, a teórica e a mais importante, a prova real.

Então eu realizei muitas coisas, mas não sabia a verdadeira razão de tantas realizações. E a verdadeira razão escondida por anos era que, eu era muito apaixonado por tudo o que eu fazia. E só depois que eu descobri que, a jornada emocional é o que vale nessa vida é que, pude perceber que eu mesmo tinha mais essa falsa premissa limitante. O mais importante nunca foi e nem é o final, porque o final nunca existe. O que sempre foi e sempre será, o mais importante em toas as minhas experiências é, a minha jornada emocional de Bem Estar que, eu mesmo desbravo acompanhando alegremente esse meu desejo conceitual, porém nunca mais definido. Porque tudo o que eu realmente quero em cada desejo é, me sentir bem. E todas essas definições que eu mesmo criei ao longo de minha vida, só me faziam demorar muito mais em apreciar as minhas realizações, porque ao eu mesmo resistir muito mais ao meu próprio Bem Estar, eu mais atrapalhava do que ajudava a realizar o que eu queria, porque nada é definitivo nesse Universo. E ninguém e nada pode ser menor do que já é. Então até o meu desejo, sempre vai ser mais.

Já fazem alguns anos e ainda mais intensamente, nesses quatro últimos anos ou mais que, eu venho mudando minhas experiências. Então, venho criando essa minha nova crença dominante de que, nada é mais importante que a minha própria alegria. “Ser feliz antes de tudo, é tudo”. E que tudo, tudo mesmo é, apenas mais uma jornada exclusivamente emocional em minha vida. Desde o primeiro ano em que eu criei a rede social Vibreleve, já me fizeram várias propostas, tanto de novos sócios, agora capitalistas ou até à compra total da minha empresa. E eu continuo com os mesmos sócios que iniciaram felizes essa minha nova jornada.

Muitos amigos meus me chamam de louco. Eles dizem, porque você não vende essa rede social, já que ela ainda não te dá grandes lucros? Já lhe ofereceram três milhões de dólares, depois até dobraram e agora você ainda recusa, dez milhões de dólares… Você é doido? E isso tem sido a minha feliz viagem emocional até agora. Eles não entendem mesmo que, o meu objetivo não é só ter os milhões de dólares. Meu objetivo é ser muito mais feliz agora, mesmo ainda perfazendo esse novo caminho emocional, para então viver com meus muitos milhões de dólares.

Eu sempre estive na vanguarda do pensamento, as pessoas a minha volta sempre diziam que eu sempre estava a um passo adiante delas. Foi assim em todas as minhas empreitadas que fiz. Eu tenho uma visão de que minha empresa já vale hoje, do jeito que está agora, muito mais que um bilhão de dólares. E eles ainda só enxergam os milhões. Veja bem, o Instagram um simples aplicativo para melhorar fotos para smartphones, foi vendido por um bilhão de dólares. Só o Mark Zurckerberg foi quem enxergou isso, seus investidores ficaram uma fera, e não é a toa que ele ainda é o CEO do Facebook que, com essa aquisição, sua empresa passou a valer mais alguns bilhões de dólares. Quem tem visão, tem!

O primeiro ponto é que minha empresa Vibreleve tem como base, tudo aquilo que eu acredito; desejo, felicidade em permitir as muitas realizações conceituais. As pessoas querem um carro e sempre vão poder acrescentar algo a mais nesse desejo; cor, ano, modelo e etc. Seu desejo sempre é e será expandido.

Outra coisa muito importante são os meus sócios que eu atraí com a minha alegria, desde o inicio. Eles são garotos que poderiam ser meus filhos, e fizeram da nossa rede social ser a mais inovadora em termos de tecnologia, deixando, Orkut e Facebook para trás. O Orkut vem se atualizando mais que o Face que, está agora na frente em números de usuários. E olha que, ainda não temos um aplicativo da rede social Vibreleve como eles tem, um especifico para os smartphones. Para ter a rede social Vibreleve, você acessa nos smartphones direto pela nossa pagina na internet.

Se você pegar o Facebook, ele ainda não vira suas paginas quando você vira o seu smartphone, seja; IOS, Android ou Windows. Nem mesmo amplia as fotos nas paginas publicadas. E mesmo com meus parcos investimentos, todos os dias temos mais e mais, novos usuários, e melhor, muita gente muito feliz em ter mais essa ferramenta que, os ajuda a realizar seus muitos desejos. Breve também teremos nossos bilhões… E o melhor, nos divertindo muito, em toda essa jornada emocional que é a vida.

Eu, como o Eike Batista, não tenho a menor vergonha, eu adoro ser milionário… E eu quero é mais…

- domingo, 24 de junho de 2012

A maioria dos empresários brasileiros ainda não acreditam muito que se pode fazer fortuna apenas com uma grande ideia. Ainda temos poucos investidores Anjos no Brasil. Só que esse sonho já inspirou mais de 300 mil pessoas em 90 países, dos quais 6.800 são jovens brasileiros que, assim como eu, já se cadastrou na Apple Store, e no Google, para desenvolver aplicativos para iPhones IOS e smartphones Android. Sem contar com BlackBerry, e Windows Phone.

Em quatro anos de existência, o universo digital portátil já coleciona histórias de grandes sucessos instantâneos. Casos como o do Instagram que vale um bilhão em US$, e isso não é raro, já tem vários com esse mesmo valor de mercado, veja o programador americano Steve Demeter, que rapidamente faturou US$ 2 milhões com um quebra-cabeças em que peças são combinadas com o chacoalhar do próprio aparelho. Ou de Bill Rapos, que conseguiu US$ 1 milhão com uma simples brincadeira de embaçar a tela para que o usuário desenhe com os seus próprios dedos.

Isso até parece muito fácil? Mais é. O jogo de Demeter teve um milhão de downloads e o de Rapos, dois milhões, porque eles criaram depois de estarem muito felizes e continuaram muito felizes ao desenvolver e ficaram ainda mais felizes ao colocarem para rodar, esse é o grande segredo, estar se sentindo bem o tempo todo, atraindo o que se quer.

Embora apenas 10% dos aplicativos da Apple Store alcançem mais de 100 mil acessos. Os outros 79%, tem menos de 10 mil. Sabe o porque? Porque estes caras que os criaram, estavam sem alegria na hora de criar, e resolveram criar apenas para ganhar grana e só depois quem sabe pensar em ser feliz, esse é todo o motivo de seus aplicativos serem apenas mais um, é assim como acontece com a maioria dos jovens que sai da faculdade sem alegria alguma, fez por que disseram que iria dar grana, e se “fu” de verde e amarelo.

O pessoal da Maya Labs, pretendia faturar R$ 3,5 milhões só em 2010. A Nuvem Lab do Recife que atende a Vibreleve.com e a Liber Editora, quer mais, quer faturar US$ 12 milhões esse ano ainda. Aqui mesmo no Brasil há, sim, várias empresas faturando milhões com a onda móvel. Mas nenhuma depende apenas de aplicativos vendidos diretamente ao usuário final. “O segmento mais promissor é o de customização de aplicativos para empresas”.

Se você observar o mercado nacional de soluções móveis corporativas dobra de tamanho a cada ano. Itaú, Bradesco Seguros, CVC e o grupo Ticket investem milhões em aplicativos.