Posts com a Tag ‘vivenciar’

INFINITAS REALIDADES PARALELAS…

- sábado, 26 de novembro de 2016

realidades-paralelas Existem infinitas realidades paralelas, todas são; simultâneas, verdadeiras e importantes. Uma realidade é apenas uma das infinitas experiências vibracionais, que eu mesmo sinto agora, seja vivendo ela fisicamente, usando um ou mais dos meus cinco sentidos numa ação física ou apenas vivenciando através de; observação, visualização ou imaginação. Em qualquer realidade que eu estiver, eu só posso incluir mais, sempre! Eu posso até mudar de realidade, mas excluir qualquer; pensamento, pessoa, coisa ou evento, jamais! Eu ativo qualquer realidade paralela, com o meu foco e a faço ser sempre mais, com a minha poderosa atenção não dividida.

Então, se todas as experiências são vibracionais, eu só preciso escolher mais as realidades que eu quero “ativar” agora, com o meu foco e atenção, aquelas que já estão em alinhamento com a Fonte de Bem Estar, que é tudo o que é… Para só então agora, vive-la plenamente ou vivencia-la alegremente. Na realidade, viver ou vivenciar, dá no mesmo, já que tudo é totalmente vibracional. Eu só preciso escolher mais, estar muito mais, bem mais consciente e deliberado, para que jamais uma só observação ou uma circunstância, seja a razão de eu escolher a realidade emocional que eu mesmo vou ativar agora. Assim como eu jamais posso deixar com que o comportamento das outras pessoas, as escolhas das realidades dessas outras individualizações, também sejam o motivo de eu estar escolhendo agora, a realidade que eu vou experimentar agora, por ativa-la emocionalmente, ao pensar e sentir mais, sobre ela, aqui e agora.

Os desejos e a imaginação…

- quinta-feira, 14 de março de 2013

Primeiro eu imagino. Só depois, tudo se manifesta. Nada nessa vida tem outro inicio. Nem mesmo o meu desejo. A maioria dos desejos verdadeiros, aqueles que nascem dos meus encontros diários, com os contrastes, aquilo que tenho certeza que não quero no momento e até mesmo aqueles que, eu simplesmente observo com o meu foco. Pode ser andando pela rua, na televisão ou numa revista. É preciso que eu primeiro use, o poder da minha imaginação para que, ele venha a se manifestar; agora, amanhã ou nos próximos dias. Eu preciso vivenciar isso na minha mente, eu tenho que sentir isso vivo, profundamente em minha vida.

Eu ja desperdicei muita energia, vivenciando coisas que eu não queria. Eu podia estar feliz da vida com o meu desejo já realizado e, lá vinha alguém tentando fazer eu imaginar o que eu não queria. Eu lembro quando comprei o carro dos meus sonhos, um Dodge Charger lindo, vermelho sangue com o capo preto. Eu passei quase um mês viajando de ónibus de Friburgo para o Rio de Janeiro, sempre imaginando eu subindo e descendo a serra dentro do meu carrão. Só foi eu realizar, as pessoas começam a tentar me fazer abandonar o seu sonho, e não é por mal, mas as religiões os ensinaram assim, a motivar o que eles querem pelo medo, e até os nossos pais pegaram essa mania nefasta. Então, minha mãe dizia, cuidado, isso é muito carro pra um garoto, você pode sofrer um acidente, Outro já queria que, eu imaginasse o quanto eu ia gastar de gasolina, porque ele bebe muito. Outro queria que eu imaginasse um ladrão, cara com esse carrão, você vai atrair muitos assaltos, vão arranhar o seu carro e por ai vai…

As pessoas nem percebem, mas a maioria, vivenciam até mesmo muitas cenas das novelas, quando despertam sentimentos fortes, eu mesmo já vi acontecer isso em várias casas de amigos meus, a mãe estava super bem, ao ver alguém ser maltratado, ela ia ficando com raiva e depois transferia toda essa raiva, para as coisas, a comida já não saia igual, brigava mais com os filhos e despejava toda a sua raiva, atraindo mais coisas para ficar mais irada ainda.

Hoje, eu quase que não assisto televisão, quando vejo, sei muito bem não me deixar envolver pelas emoções que as cenas querem me provocar. Eu aprendi a imaginar o que eu mais quero e envolver toda essa fantasia com muita emoção boa. Eu chego a fingir estar vivendo aquilo que eu quero ainda viver, e minha imaginação faz eu sentir isso vivo dentro de mim, então é assim que eu programo a minha própria realidade, mas ninguém. Se eu quero mais saúde, me imagino me divertindo com meus esportes preferidos. Se eu quero mais dinheiro, me imagino comprando muito feliz e agradecendo por ter sempre mais dinheiro sobrando, para eu poder realizar. Se eu quero paixão, eu imagino minha mulher, chegando em casa, colocando uma camisolinha e me provocando muito. Então, é isso que eu mesmo vivo, aqui e agora.

Vivencie o seu desejo

- segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Traga o seu desejo para sua realidade, agora!

Faça do seu desejo a sua realidade virtual que, ela se tornará realmente a sua verdadeira realidade atual.
O grande segredo é trazer o que você quer muito, o que você realmente deseja e misturá-lo com muitas emoções gostosas e vivenciá-lo ao máximo que puder, emotizar cada pensamento, envolvê-lo em sentimentos gostosos por no mínimo 68 segundos.

E isso qualquer um pode fazer sem muita pressa, basta ir fazendo essa viagem emocional em espaços menores de 17 segundos, e a cada etapa de 17 segundos, tudo ficará muito mais fácil, por que exclusivamente você estará comandando o momentum, está colocando no agora, toda a força de todo o Universo a seu comando e a Lei da Atração terá indubitavelmente que lhe obedecer e lhe trazer todos os recursos possíveis para realizar isso.

É você fechando lacunas, é você criando suas próprias pontes de emoções até chegar ao seu vórtice criativo, é levar você mesmo até onde está o seu desejo já realizado no fluxo do Bem Estar.

È praticamente impossível com esse corpo físico, se fazer saltos quânticos e querer ficar vivendo ou vivenciando um orgasmo sem fim, porque isso é passar muito tempo num redemoinho de emoções, no seu vórtice, sem estar preparado para isso.

A distância entre você sair de uma emoção de falta, de uma emoção de medo ou até mesmo de depressão e querer estar sentindo um êxtase, é muito grande.

Relembre, compreenda e tente entender que as pessoas que todos nós adoramos, que nós amamos, e que os perdemos fisicamente, para alguns seus filhos ou pessoas amadas que faleceram, para nós, os nossos astros, as pessoas que idolatramos em qualquer área, seja um cantor, ou um artista, um grande médico, eles tentavam e os que vivem ainda tentam fazer essa viagem através das drogas, só que, sempre quando se faz um salto quântico fisicamente, sua energia vital se esgota, e todos voltam bruscamente a sua depressão, ao medo incrível de estar vivendo sem estar a mil por hora em sua própria cabeça.

E isso vicia, a felicidade vicia todo mundo, todos nós somos viciados por felicidade, nós por pequenas doses, nossos ídolos por grandes quantidades de alegria, por esse motivo poucos tem a coragem de se arriscar a perder o medo da morte.

Porque se drogar é perder o medo da morte.

Agora! Se você fizer essa viagem astral, este fechamento de lacunas gradativamente, sua jornada será segura, e nunca precisará se dopar, ou se drogar para chegar lá, e quando chegar, se você cair do êxtase, jamais cairá para a depressão profunda, ou ter de se internar em clinicas especializadas, e com certeza jamais sentirá esse choque brusco emocional que pode até esgotar de vez a sua energia vital neste corpo físico.

Você poderá eventualmente cair da sua eufórica alegria, do poder que lhe dá estar no seu vórtice, e passar a estar apenas enfadado, ou quem sabe frustrado ou até mesmo irritado, mas estará a poucas emoções abaixo do seu vórtice, e será sempre mais fácil voltar a ele, subir na sua escala emocional sem a necessidade de dar saltos quânticos, seja por drogas ou bebidas para realizar o sonho de todo mundo que é estar no seu vórtice nesse corpo físico.

Afinal, tudo o que fazemos nessa vida é apenas por uma única e exclusiva razão, ser feliz, o objetivo final é só um, é somente esse, ser feliz e mais nada.

Boa jornada e aproveite bastante a sua viagem emocional, Boa Viagem.

Porque eu já vivo nela, afinal eu moro no Recife, cheia de pontes maravilhosas e com a minha estonteante praia de Boa Viagem.