Posts com a Tag ‘Sindrome’

A SÍNDROME DO FINAL FELIZ…

- terça-feira, 3 de abril de 2018

dinheiro bom O seu próprio desejo, a sua escolha pessoal de um final feliz, que não existe nem nas novelas e filmes, nem mesmo na vida real, veja o STF que, sempre aparece com um colegiado para mudar o final feliz sonhado de alguém. Em tudo isso, logo aparece uma continuação, muitas vezes viram até séries na TV, isso sempre se torna em sua própria síndrome do final feliz… A vida lhe oferece infinitas possibilidades de se ser feliz em toda a jornada, mas você escolheu só ser feliz no final, que nunca existe… Os aposentados estão ai para lhe provar isso… Os caras que esconderam toda a grana que atraíram com o seu foco, que deixaram tudo escondido nas paredes, na Suíça, para o seu tão sonhado e idolatrado final feliz, não estão vivendo o seu final feliz… Ou você se faz de cego nesse momento? Você foi “predeterminado” para ter uma experiência alegre e expansiva, e a maneira pela qual você fará isso depende de você. Todas as outras opções são para o seu formato físico. Tudo ainda está em processo de criação. Não há criação que tenha atingido sua própria conclusão…

“O mundo só me devolve o que eu mesmo sinto, sobre mim mesmo”.

- sábado, 29 de setembro de 2012

Durante muito tempo eu fui revoltado com as religiões. E isso só atrapalhava a minha diversão de viver. As pessoas nem percebem, mas, são poucos nessa vida que, não tenha criado suas próprias crenças, tendo como base, alguma religião especifica. E mesmo as que, não tivessem contato direto com elas, receberam a sua influência pelas leis, nas politicas de seus governantes e até pelas novelas, já que, todos que as escrevem, adquiriram suas crenças por essas entidades religiosas ou em suas escolas. E isso não foi diferente comigo. Eu vivia numa guerra constante, para poder ser quem eu sou hoje; livre, feliz e expansivo…

As pessoas e o mundo inteiro, sempre viveram envolvidos em guerraa, por esse motivo. Porque todas essas crenças qua as religiões implantaram, só sobrevivem ainda hoje, por elas mesmas, sempre estarem alimentando no ser humano, a Síndrome do Eficiente Perfeccionista, e foi muito simples implantar isso. Antes eles matavam quem não concordava que, ela, era o único caminho. E depois que já não podiam mais matar abertamente, criaram as suas guerras santas. E para não perder esse poder nos tempos de paz, criaram suas escolas, que batiam e zombavam dos alunos que, não repetiam o que eles queriam que fosse repetido. E assim estava instalado a Síndrome do Eficiente Perfeccionista. Porque agora, as pessoas só se sentem bem seguindo aquele caminho, qualquer outro caminho o faz se sentir mal. Mesmo que se decepcione com alguma, logo sente a necessidade de encontrar imediatamente outra religião. O seu próprio corpo físico lhe despeja um cocktail químico que, o faz se sentir mal, diante das muitas escolhas que a vida oferece. Alguns até entram em pânico. Eles já não tem mais escolhas.

Só para você ver como isso é prejudicial ainda hoje, existem pessoas que encontram uma maneira de trabalhar, até mesmo não tendo nenhum trabalho para ser feito agora, para isso, procuram informações na internet, usam laptops, tablets eletrônicos, smartphones e acabam achando mais trabalho para fazer, quanto mais conectado estiver, melhor, mesmo estando de férias. E este problema vem causando ansiedade e deixam as pessoas bastante estressadas, desenvolvendo assim outra doença, a chamada Síndrome do Workaholic, este problema vem afetando tanto trabalhadores comuns, como profissionais independentes.

E a vida me mostrou algo com que, eu pude derrubar toda essa influência nefasta. Primeiro eu aprendi a criar minhas próprias crenças, repetindo apenas sempre mais, o que eu mais queria, ver, ouvir e viver, e depois fui transformando-as em crenças dominantes, envolvendo-as em fortes emoções positivas. Então, eu mesmo pude confirmar que, o comportamento sempre variado das pessoas, simplesmente, só adiciona ao meu mundo e ao próprio planeta, sempre mais Bem Estar…

Quando esse meu desejo por sempre mais, me fez encontrar com algo que, me fez lembrar que, nada nessa vida pode entrar em minha experiência, sem a minha própria permissão, sem o meu convite vibracional, então eu simplesmente passei a me divirtir mais, apenas prestando mais atenção, à minha própria oferta vibracional, e assim, eu sempre economizo uma enorme quantidade de energia, ao invés de gastá-la com o que é impossível, que é tentar controlar o comportamento dos outros.

Quando eu mesmo me lembro que é, o comportamento variado de todas as outras pessoas, o que realmente contribui para o equilíbrio e o Bem Estar do meu mundo e de todo o planeta, mesmo que eles ainda estejam, sempre oferecendo um comportamento que eu jamais aprove, e que eu jamais terei de participar desse comportamento indesejado por mim. A não ser, a menos que, eu mesmo dê a minha poderosa atenção a esse comportamento. Então, só essa minha nova percepção sobre isso, já me torna bem mais disposto, a permitir com que, os outros vivam como eles quiserem viver, sem nunca “esperar” que isso venha afetar ou interferir na minha vida.

Afinal para realizar qualquer coisa nessa vida, basta eu mesmo; desejar, permitir e “esperar”…