Posts com a Tag ‘Rio de Janeiro’

A MINHA BUSCA PERMANENTE E DOMINANTE…

- domingo, 24 de janeiro de 2016

escandalosamente feliz É e sempre foi, eu mesmo me divertir mais e mais, o máximo que eu puder. Agradar mais a mim mesmo, me conectar mais comigo mesmo, ser mais eu mesmo, sempre me divertindo mais e amando mais a mim mesmo. Eu tomei essa decisão quando eu tinha menos de oito anos e minha família ainda era da fanática e resistente seita, Testemunha de Jeová, eu fui quase que banido dentro da minha própria casa, mais permanecia sempre feliz. Eu sai de casa aos 13 anos em Manaus, seguindo a minha própria felicidade. Depois larguei tudo; mulher, filhos, amigos, o budismo, meus negócios e tudo o que ainda amo muito, lá no interior do Rio de Janeiro e vim morar no nordeste, isso há mais de 19 anos atrás, apenas para seguir a minha própria felicidade. Então eu sou um dos poucos que pode dizer que, a minha busca permanente é e sempre foi a minha própria felicidade…

Muita gente ainda diz e acha mesmo que eu sou muito egoísta, e sou mesmo, com muito orgulho. E ainda me sinto muito em casa, ao me deparar com os Abraham me relembrando, que eu deveria ser sempre mais egoísta. E é até fácil de entender e sentir isso. Se eu mesmo sou, o suficiente egoísta para chegar sempre mais à essa conexão maravilhosa com o meu próprio ser interior, com o meu próprio Bem Estar, só assim, eu tenho algo valioso para dar a qualquer pessoa, principalmente para as que eu mais amo. Fora disso eu não teria nada para dar. O que tem uma pessoa infeliz para dar a não ser a sua própria infelicidade e declínio como exemplo? Eu já tive; parentes, amigos e pessoas próximas assim, vivenciei isso muitas vezes na pele. E sempre que eu sou bem mais egoísta, o suficiente para me manter e permanecer bem mais conectado com que eu realmente sou, pura alegria, puro Bem Estar, agora. Então, nesse ponto eu tenho o melhor presente que eu posso dar a tudo e a todos, a minha energia e informação do mais puro Bem Estar, já sentido, aqui e agora.

CONTROLAR E EXCLUIR, SÃO CRENÇAS RESISTENTES…

- quinta-feira, 5 de março de 2015

eu itamaraca Os Abraham sempre me relembraram que a minha própria experiência é o único aprendizado valido nessa vida. E como eu mesmo criei e realizei muitas coisas, montei muitas empresas e tive muitos negócios, eu pude comprovar que tanto tentar controlar pessoas, como elimina-las da minha vida, só me trazia mais gente não exatamente igual, mas um pouco mais resistente do que eram as que eu queria excluir ou controlar. Já teve momentos que eu fui ao mesmo tempo, chefe de distrito na BSGI, sendo responsável por muitas e muitas famílias, isso em mais de 12 municípios do estado do Rio de Janeiro, e ainda tendo de administrar o meu supermercado de moda intima em Friburgo, onde eu lidava com mais de 81 confeccionistas, foram as funcionarias e as outras das minhas lojas no Rio e São Paulo, fora um jornal mensal e a campanha publicitária para divulgar Friburgo como a Capital da moda Intima, que envolvia; fabricas de elásticos, rendas e tecidos, fora o restante dos mais de 900 confeccionistas que eu tinha catalogado da cidade, eram muitas gente envolvida nessas minhas várias experiências simultâneas de vida. Sem eu me treinar em ser um permissor, nunca seria possível manter tanta gente junta, feliz, livre e expansiva, no que elas faziam. Isso fora a minha família.

E eu descobri isso na pratica, no meu dia a dia, que eu só posso incluir mais, para isso eu tive que entender como é ser mais consciente e deliberado em; pensar, sentir e focar mais, apenas no que eu mais queria desde muito cedo. Como eu nunca abri mão da minha liberdade desde criança, e eu consegui fazer essa proeza de me divertir mais e ainda ser muito feliz no meio de uma seita muito, louca, controladora, resistente e reagente, chamada Testemunha de Jeová, foi bem mais fácil para mim, eu mesmo desbravar esse mundo maravilhoso repleto de contrastes, e eu comecei a fazer isso quando sai de casa com meus 13 anos e fui morar na rua em Manaus. Outra coisa que eu senti na pele é que, sempre que aparecia alguém me oferecendo ajuda, eu sempre me ferrava mais, era só eu aceitar ajuda de alguém. Quando eu só aceitava a alegria das pessoas eu sempre progredia mais. Todas as pessoas que acreditavam que podiam me ajudar, na verdade só queriam ter mais companhia na vida pequena e chata delas, ela só veem mesmo, os problemas nos outros e assim não veem os delas ou os justificam com seu foco no querer resolver os dos outros, e ainda tentam controlar todo mundo com suas próprias crenças resistentes, e quando não conseguem, tentam eliminá-los de alguma maneira de sua vida. Mostrando assim, toda a sua resistência ao fluxo de energia e informação de puro Bem Estar.

A felicidade é uma coisa muito contagiosa…

- sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

felicidade contagiosa.. PORQUE AS COISAS SEMPRE DÃO CERTO PARA VOCÊ? Essa é a pergunta que eu mais tenho respondido até hoje em toda a minha vida, toda hora tem gente dizendo. Porque tudo sempre dá certo para você? Você nunca leva nada muito a sério e ainda vive se dando bem em tudo, porque? Eu me esforço o máximo e não consigo ficar tão feliz como você é, assim, durante todo o seu dia, em todos os momentos, o que é que eu estou fazendo de errado? A minha resposta é sempre essa… A única coisa que você está fazendo de errado é pensar e sentir que, você mesmo está errado agora. Não existe coisa pior na vida de alguém do que ela mesma criar o seu próprio auto-flagelo… Eu mesmo já experimentei essa porra e nunca gostei…

Hoje quando leio uma citação dos Abraham como a de hoje que fala sobre a inteligência das minhas células, eu fico rindo de como as pessoas ainda não perceberam como tudo é tão simples. Eu mesmo cheguei hoje de Salvador, eu ia passar o Réveillon no Rio, já estou vendo agora voo para o Rio esse mês, o bom de poder ser feliz o dia que quer é maravilhoso. Posso ir para onde eu desejar na hora que eu desejar. Mas, ao chegar na Bahia, a minha sogra Margô (na foto) estava muito resistente ao seu natural fluxo de Bem Estar, e nada é mais importante que a minha própria felicidade, eu adoro saber que minha felicidade, minha liberdade e expansão muda tudo a minha volta, e não existe coisa melhor que aproveitar todos esses momentos do lado da falta dos contrastes, para usar mais todo esse meu poder e sentir como isso é bom e verdadeiro. Eu adoro ser feliz e minha amada é um grande objeto de desejo para mim. E mesmo, que a minha KK e seus familiares ainda não percebam coisa alguma sobre crenças dominantes. Eles estão sempre tão ocupados em procurar fazer algo para quem sabe um dia ser feliz, que nem conseguem enxergar as suas próprias crenças resistentes, que está estampada na cara deles…

Minha sogra estava tão ruim e triste quando cheguei, que eu mesmo levei um susto, eu não esperava encontra-la tão magrinha e definhando assim tão rapidamente, parecia que ela só tinha ossos pelo corpo e sofrimento para soltar. A minha campainha tocou na hora. Essa é a hora de alguém ser o mais porra louca que puder ser, fazer todos as outras pessoas, inclusive ela a Margô, em fim, todos tirarem o foco do que eles estão mais do que certos em saberem que não querem. Mas, que suas crenças não os permitem enxergar. De cara os separei em grupos, quem bebia eu dei um porre para relaxar, quem não bebia eu dei minha palhaçada e minhas loucuras para eles focarem mais em mim, e me chamarem de doido varrido e caírem muito nas muitas gargalhadas gostosas, em pensar que eu era o doido entre todos eles, o palhaço do momento. O mais incrível disso tudo é que, ninguém percebeu que eles mesmos pararam de resistir os seus muitos momentos felizes, e toda essa alegria deles mesmos, que já estava o tempo todo com eles mesmos, passou a jorrar. Eles só depois de alguns dias que começaram a dizer, a Margô já melhorou muito, ela até saiu de casa várias vezes com o Billy, ela antes nem se levantava muito de um lugar, vivia deitada e reclamando da vida, dos remédios, agora está até sorrindo, jogando cartas com os filhos e dando belas gargalhadas…

Realidades paralelas…

- quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Universo paralelo Muitas pessoas não percebem nem concebem que elas existam de verdade. A maioria não consegue por dois motivos óbvios; por falta de dinheiro sobrando e por não querer sair da zona de conforto. Eu já tenho a minha consciência expandida e aberta para os mundos paralelos ou seja, para as realidades paralelas, por já ter muitas e muitas vezes, saído da zona de conforto e por ter realizado também muitas vezes, ter muito dinheiro sobrando.

A minha primeira experiência foi com 8 anos de idade, meu pai era funcionário do IBGE, em Friburgo, uma cidade industrial, colonizada por; suíços, italianos e alemães. Então, todo mundo era educado nas escolas e criado pelos seus pais, para serem operários de fabricas, era uma cidade pacata, sem crimes, sem violência e não tínhamos mendigos nas ruas. Minha vida era a normal de toda criança, escola, brincar, apanhar para ir na igreja e cuidar dos animais que criávamos; galinhas, patos, cachorros, viveiro de pássaros e os tanques de peixes que pescávamos nos rios.

Eu juntei por um tempo, os trocados que meu avô Marino e minha avó Belinha me davam, e comprei minha caixa de engraxar sapatos, e sem ninguém saber, eu já fazia meu dinheiro depois das aulas, enquanto meus amigos iam soltar pipa, eu ganhava dinheiro, era um mundo novo para mim, uma realidade paralela completamente diferente das outras crianças, quando eu juntei muito dinheiro e sai e comprei todos os brinquedos que eu desejava para mim e meu irmão, minha mãe recebeu visitas da sua igreja, pedindo que não deixasse mais eu sair trabalhando nas ruas, mas meu mundo já era diferente.

Ela me tirou a caixa de engraxate, e eu no mesmo mês, realizei o sonho do meu primeiro emprego, eu parei na frente da papelaria Tanajura no Paissandu e pedi ao dono, para trabalhar lá nos meses antes do natal. Ele só me pediu que eu levasse meu pai, e meu pai me autorizou, foi uma briga com minha mãe e a sua igreja, eles queriam eu vendendo revistas para só o Salão do Reino faturar… Mas, eu já conhecia outras realidades… E nunca mais a minha vida seria à mesma.

A segunda experiência de realidades paralelas, já foi em Manaus , nos anos 70, meu pai foi nomeado para chefiar o senso do IBGE em todo o Amazonas, e ao chegar lá, as aulas já tinham começado, e como eu ouvi meu pai dizer que ele ia fazer uma viagem de barco por no mínimo 6 meses, e lá fui eu pedindo para ir junto, muitos garotos poderiam ter ido junto comigo, mas todos estavam na zona de conforto. Eu passei 6 meses num grande barco de três andares; Tomando banhos de igarapés, caçando, pescando, convivendo com índios, mundos jamais visto por garoto algum das cidades que eu já tinha passado, quase que eu não lembrava mais o que era uma cidade; trabalho, igreja, escola, pobreza, mendigos, maldades, castigos, culpas, apanhar e muito menos escassez…

Depois que sai de casa, ainda adolescente, construí minha vida financeira diferente, nunca gostei ou desejei ser empregado de ninguém, eu só escolhia fazer o que me dava muito dinheiro, então me dava ao luxo de ter uma vida completamente diferente de muito da minha idade. E assim eu voltei para Friburgo, eu trabalhava no Rio de Janeiro 3 vezes por semana, tinha um Dodge Charge, vermelho sangue com o teto preto, era o carro mais lindo e possante da minha cidade, eu fechava boates para só receber os meus amigos, minha realidade era completamente diferente da de todos os que viviam a minha volta. Hoje eu vejo o porque de eu ter essa visão diferente da maioria das pessoas de agora. Muita gente não consegue enxergar que isso existe aqui mesmo, realidades paralelas…

Eu adoro praia e me divertir…

- sexta-feira, 29 de março de 2013

Eu realmente sou um criador magnifico, sou muito poderoso mesmo, moro numa praia muito linda e maravilhosa, Boa Viagem no Recife tem hoje, uma das orlas mais bonitas do Brasil, toda reformada, barracas de coco, ciclovia, postos de Salva vidas novos, banheiros públicos, equipamentos de lazer. Tem os dois maiores shoppings do nordeste o Recife e o Rio Mar, a melhor churrascaria e um lugar muito especial para eu não só tomar o meu chopp preto geladinho e delicioso, a Cia do Choop que, também é o único lugar onde encontrei uma deliciosa rabada com “agrião” e a melhor massa de salgadinhos no Recife. É sem duvida o bairro que mais tem evidências reais de prosperidade e abundância em tudo, não só do Recife, talvez do Brasil inteiro, muitos prédios novos e praticamente dobrou o numero de carros nos dois ultimos anos e a maioria importados. Estou muito feliz por ter criado isso tudo, primeiro em minha própria mente, pensando e sentindo, e o melhor, poder ter curtido muito vendo isso tudo se realizando, tudo isso que não tinha quando aqui cheguei. E olha que nesses anos que estou aqui, venho sempre viajando e, passando finais de semana maravilhosos, principalmente pelo nordeste, onde tem muitas praias belissimas.

Esse é talvez o maior motivo de eu trocar de carro de dois em dois anos, eu já não tinha pressa para nada mesmo e agora ficou ainda melhor, porque as rodovias que já estão quase todas duplicadas, estou há 2 horas de João Pessoa e 3 de Maceió ou Natal, 5 de Sergipe e 10 de Salvador ou Fortaleza. E como tenho muitas milhas todos os anos, eu sempre faço minhas maiores compras apenas nos cartões que me dão milhagens, então eu posso sempre estar viajando mais e para praias mais longe.

Eu também adoro as praias de rio, em Manaus, a Ponta Negra é uma praia maravilhosa e no interior do Amazonas tem muitas outras praias lindas é só pegar o barco. Eu também adoro as praias do Pantanal, adoro andar de barco, adoro andar de Jet Ski, adoro pular de Asa Delta e me divertir muito… Adoro poder apreciar e ver crescer e se valorizar a minha rede social Vibreleve, de qualquer lugar, simplesmente pelo meu iPhone ou meu iPad, eu amo muito tudo isso, eu adoro essa minha total liberdade.

A base da minha vida é a liberdade absoluta, o meu objetivo sempre é a minha alegria, e o resultado dessa combinação perfeita é um movimento sempre para a frente e, de crescimento. O Universo sempre deseja expandir mais. O meu principal objetivo é encontrar objetos de atenção que, me permitem estar sempre em alinhamento com quem eu realmente sou. Essa extensão da Fonte de energia de Bem Estar que cria mundos, aqui e agora. São os meus desejos que fazem eu mesmo, ainda como esse ser físico, chamar, atrair ou aglutinar energias do fluxo ininterrupto da Fonte de Bem Estar, para passar por mim e criar muito mais mundos. Quando eu mesmo entendi isso, minha vida mudou, para melhor e, melhor ela fica a cada dia, a cada momento.

Porque eu não paro de desejar?

- quarta-feira, 27 de março de 2013

Minha mãe sempre dizia, isso desde de que, eu ainda era muito pequeno… Você nunca está satisfeito com nada menino? Meus professores também diziam a mesma coisa quando, eles apenas queriam que eu repetisse, apenas aquilo que eles aprenderam a repetir, para apenas me fazer repetir mais também. Depois vieram as religiões, as seitas e filosofias, e então todas; Os testemunhas de Jeová, os católicos, presbíteros, luteranos e os budistas, todos repetiam a mesma velha pergunta. Porque você nunca está realmente satisfeito com nada, Eduardo Billy?

Eu dizia para todos eles… Isso é que a minha vida é, apenas um jogo gostoso de brincar de sempre se desejar mais, e eu já nasci de um desejo, minha mãe pode até não ter desejado fazer sexo com meu pai, mas meu pai, com toda certeza desejou, e se não fosse esse desejo, eu nem seria esse Billy criador. Eu vim para me divertir com tudo o que eu penso e sinto, enquanto faço qualquer coisa. A minha vida sempre foi e ainda será uma aventura, como se fosse uma férias sem fim, que você pode ver nessa minha trajetória agora; Uma infância e uma vida muito louca e feliz, começando em Friburgo, Lumiar, São Sebastião do Paraíba, Itaocara, Aperibé, Niteroi, Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Manaus, São Paulo e São José dos Campos, Caragua, Ubatuba, Ilha Bela, Recife, Salvador, Paraíba, Natal, Maceió e muitas praias, muitas mesmo e você ainda fica querendo que, eu seja igual como todo mundo…

Todas as pessoas que eu passei a apreciar, foram pessoas que até hoje em dia, nunca se acomodaram em apenas repetir, o que todos queriam que elas repetissem, cada um em sua época, mas todos foram completamente diferentes; Meu avô Marino com a sua própria filosofia do Bem Estar. Os três Budas; Sidarta Gautama (Shakyamuni), Tientai da China e Nitiren Daishonin do Japão, todos com suas ideias que mudaram a minha vida. Nikola Tesla, o maior inventor de todos os tempos, dizia que, as escolas não me ensinariam a nada, tudo o que ele inventou, veio tudo pronto a sua mente. Napoleon Hill, que me abriu a minha cabeça para a transmutação sexual. Bill Gates, que abriu meu mundo para a nova tecnologia, Jerry Hicks para as muitas respostas de minha vida. Mark Zuckerberg, e sua rede social maravilhosa, a garotada dos novos alicativos e a Esther Hicks, que até hoje repete, repete e repete que, eu mesmo nunca poderei errar e que eu nunca vou fazê-lo, e ainda me recomenda a me divertir muito mais, o tanto quanto eu puder, e isso, ao longo dessa minha fantástica jornada emocional, sempre entrando e saindo do meu vórtice criativo, sempre procurando o caminho de volta, ao fluxo de energia do Bem Estar, pelo simples, mas, poderoso alivio, procurando sempre razões para me sentir bem e que, esse é o natural para mim e a minha própria vida. E que é também, a única garantia de eu mesmo poder realizar, todos os meus desejos, inclusive o da minha própria rede social Vibreleve, aqui e agora.

Eu sou um criador nato… Eu crio a minha própria realidade…

- domingo, 10 de fevereiro de 2013

A coisa mais natural do mundo, não só para mim, mas para a grande maioria das pessoas, no seu dia a dia é, observar uma coisa “boa” qualquer, aquela que está acontecendo agora ou até aquilo que já aconteceu há algum tempo atrás e, ter imediatamente um bom sentimento como resposta a isso. Essa é a parte boa, a melhor para todas as pessoas que, são apenas meras observadoras da vida e que, já nem se lembram mais que, são exímias criadoras de sua própria e magnifica realidade, a que vivem hoje, ai e agora.

E isso pode mesmo, me levar a fazer viagens imaginarias magnificas como aconteceu hoje… Eu estava hoje de manhã, em pleno carnaval, sentado na praia de Boa Viagem, e de repente vejo uma criança linda, sentadinha e brincando na areia da praia e, do nada, imediatamente me veio na cabeça… A minha neta Bia, lá no Rio de Janeiro, há alguns anos atrás, sentada também na areia da praia, lá na Urca, do lado do Pão de Açúcar… Ela brincando com a minha gata, a minha filha Nayana e, eu mergulhando naquela agua fria de doer e, de repente, a Bia se levanta do nada e grita… Calma vô! Calma, que eu vou te salvar… Isso me fez delirar de alegria, uma felicidade sem fim invadiu minha alma, é muito bom sentir isso novamente… Realmente é muito bom sentir esse sentimento de Bem Estar novamente… Mesmo que isso não esteja ocorrendo nesse exato momento.

Do mesmo modo acontece, quando estou observando uma coisa muito ruim, mesmo que distante, como o que aconteceu recentemente com a minha cidade natal. Friburgo há pouco tempo atrás perdeu muita gente querida, foi uma das piores tragédias do meu estado. Ou até mesmo esse caso mais recente, o da boate Kiss em Santa Maria. Então, observando todas essas coisas muito sofríveis que, as mídias teimam em ser o mais desagradável o possível, as vezes até ao extremo, na buscar de especificar o máximo que podem, todo aquele sofrimento das pessoas em questão, para fazer o mundo inteiro vivenciar toda essa desgraça horrível. E imediatamente, eu aqui, no nordeste, longe de tudo isso, então passo a ter um sentimento também muito ruim, como resposta a tudo isso que eu mesmo observei, aqui e agora.

Eu posso lhe dizer que, isso sempre me parecia ser, uma coisa muito frustrante, quando essas situações quase sempre sem controle, pareciam controlar a minha própria vida de qualquer maneira. E eu sei muito bem que, é por isso que muitas e muitas pessoas continuam a viver uma vida, infeliz, sem um rumo certo, cheias de sofrimentos. Afinal; as rádios, jornais e a própria televisão, reportam e repetem insistentemente todos os dias, a toda hora, muitas dessas coisas desagradáveis. Até muito mais do que as poucas coisas boas que eles comentam para que, ninguém venha morrer de vez. A verdade é que eles só querem mesmo lhe deixar doente e assim eles faturam cada vez mais com as empresas; farmaceuticas, de seguros, hospitais e drogarias… Afinal as drogas sempre deram muito dinheiro.

Então, eu fiquei pensando e me perguntando… Como eu poderia sair desta situação, de um mero observador, a voltar a ser realmente o criador da minha própria realidade, aqui e agora? Isso sem jamais me importar com qualquer situação que esteja acontecendo no momento e até a gravidade que se apresente, nesse meu momento presente. Porque o que eu realmente quero nesses momentos ruins é, voltar a me sentir bem e, assim poder ajudar a mais gente, a sair desse sofrimento que parece nunca ter fim.

Pensei nisso por muitos dias e muitas horas, li alguns livros, e até pesquisei pela Internet e, cheguei a várias formas, para fazer esse giro, essa mudança brusca de sentimento. Mas, tinha de ser uma coisa bem pratica e até mesmo muito fácil, para que fosse possível para qualquer pessoa, fazer isso numa hora dessas. E a minha favorita, aquela que funcionou muito mais rápido do que todas, foi eu imediatamente passar apreciar… Isso mesmo, apreciar as coisas que me façam imediatamente viajar mentalmente, aqui e agora. Isso mesmo… Apreciação é tudo de bom. Isso faz eu voltar a me sentir bem, agora!

Então, ao me encontrar com algo que não me faz sentir bem, eu imediatamente me concentro em alguma coisa ou em alguém, e tento encontrar por todos os meios, de todas as formas, pensamentos sobre esta coisa ou pessoa que faça imediatamente eu me sentir bem, muito bem mesmo, aqui e agora, nesse exato momento. Então, eu aprecio mesmo, fico ali valorizando o máximo que posso, agradeço o quanto eu puder agradecer. E eu posso afirmar que, ainda não encontrei uma forma melhor, de eu mesmo voltar a me sentir Bem, de entrar novamente no fluxo ininterrupto e natural do Bem Estar, aqui e agora.

A cidade onde eu moro é maravilhosa, e a sua?

- quarta-feira, 18 de julho de 2012

Eu vejo meus amigos pernambucanos falando na praia, sobre a violência no Rio de Janeiro. E quando estou no Rio, ouço pessoas de lá, falando sobre Maceió, que é a cidade que mais se mata gente, e até sobre Pernambuco onde dizem que existe muita violência contra a mulher. Eu juro que eu não vejo nada disso, em nenhuma vez que fui a Maceió, nas muitas vezes que vou ao Rio, e nem mesmo morando aqui em Boa Viagem. Parece até que eles falam de um outro lugar, onde eu não conheço.

Na verdade, nem mesmo importa se você está vivendo em um estado ou em um país onde há frequentes ataques terroristas, como nos EUA ou Europa. Nem mesmo importa o que a cultura de cada lugar é.

Tudo isso que elas, essas pessoas falam é, apenas o resultado do sentimento de vulnerabilidade que sempre as colocam em uma harmonia vibracional com o que elas mais temem. Então elas atraem mais de tudo isso…

É o seu medo, a sua vibração de receio, o que faz com que você tenha tudo a ver com esses acontecimentos lá fora. Agora veja, como eu não tenho medo, como eu não me ligo a estas coisas, eu não me foco nisso, porque sei que existem muito mais “coisas boas”, acontecendo aqui e no mundo, do que essas poucas coisas ruins que, as TVs e jornais coletam e colocam seus holofotes sobre elas, e escolhem efeitos sonoros para te levar ao medo máximo, que é o que faz você se ligar nesses programas medíocres todos os dias. E o mais engraçado é que os jornalistas acreditam mesmo que estão fazendo algo importante pra sociedade, como podem ser tão tolos?

Quando você percebe que é, trabalhando para atingir o seu próprio sentimento de Bem Estar, que você realmente consegue viver num mundo completamente diferente do que eles querem te vender, num mundo maravilhoso, onde tem muitas coisas excitantes acontecendo, então para você é e sempre será, impossível encontrar com algo que seja diferente do seu próprio Bem Estar que, é o único lugar onde, a sua liberdade nunca será realmente atacada, mesmo você estando em qualquer lugar que escolher ir ou ficar.

Recife já tem investidores anjos, financiando boas idéias de jovens empreendedores na WEB…

- terça-feira, 24 de abril de 2012

Recife já tem também seus investidores anjos, financiando boas idéias de jovens empreendedores, como acontece no Rio de Janeiro. No Brasil já são mais de 4 mil anjos espalhados pelo país e eles movimentaram muito mais R$ 500 milhões só no último ano. Agora Imagine um anjo passando na sua vida e lhe dando R$ 150 mil? Isso pode acontecer aqui e agora. Eles estão por aí a toda parte.

Você só precisa ter uma idéia maravilhosa e se tornar um grande empreendedor na Web, nos iPhones e smartphones.

No Rio de Janeiro alguns desses anjos se reúnem em um bar no bairro da Lapa, conhecido por ser um bairro boêmio. Eles os investidores anjos. São pessoas que têm dinheiro e querem investir em pequenas empresas de tecnologia que tão só começando. Por isso o nome anjos. E eles foram até lá porque eles estão prontos para ouvir idéias, como:

“Vamos revolucionar o mercado com uma venda completamente diferente”. “Nós estamos criando um novo modo de vocês interagirem com a TV”. “Vamos transformar empresas em Fontes de Desejos e seus produtos Desejos”.

Aqui no Recife eles estão sempre dispostos para investirem de R$ 50 mil a R$ 300 mil, ou até muito mais grana, se o negócio for muito bom mesmo, dinheiro é o que não falta.

Segundo a investidora do Rio de Janeiro, Dina Rosman. “O capital de investimento gira de R$ 1,5 milhão a R$ 3 milhões no primeiro round, podendo chegar a R$ 7 milhões no segundo round”. A gente reúne investidores com empreendedores. Nosso objetivo é fazer a ponte entre esses caras, segundo Cadu Alves.

A diferença é que eles fazem esses encontros de negócios em ambientes mais descontraídos, como acontece aqui também no Recife, na Companhia do Chopp no bairro de Boa Viagem, segundo Eduardo Billy.

Rock in Rio 2011 de volta a cidade maravilhosa, mais um desejo realizado

- terça-feira, 17 de agosto de 2010

O Rock in Rio está de volta. E o Rio vai ferver já em 23 de setembro de 2011, o festival começou no Rio em 85, e ganhou edições em Lisboa e Madri, agora volta a Cidade Maravilhosa. Nesta segunda-feira (16), o prefeito, Eduardo Paes, e o Roberto Medina, o idealizador do Rock in Rio, reuniu a imprensa no Palácio da Cidade para anunciar oficialmente.

O desejo de muitos brasileiros foi realizado e são esperadas 120 mil pessoas por dia.

Mais de cem bandas prometem movimentar a Cidade do Rock, que vai ser montado numa área de 150 mil metros quadrados na Barra da Tijuca. Medina garantiu não ter nenhuma atração internacional confirmada, mas que gostaria de trazer as bandas Radiohead, Guns n’ Roses e Iron Maiden. “Não temos nada fechado ainda”, ele afirma. Mas, fontes garantem que Lady Gaga, Metallica e Beyoncé podem se apresentar aqui no Rio. Roberto Medina confirmou os shows de Capital Inicial, Ed Motta, Pitty, Tony Garrido, Frejat, Jota Quest e Sandra de Sá. Mas, nem só de rock vive o Rock in Rio. “Vai ter dias de reggae, de pop, de música eletrônica, de rock e de heavy metal”, falou Medina.

Além dos shows no Palco Mundo, muitas outras atrações. Terá uma tenda de só música eletrônica que vai rolar com DJs nacionais e internacionais. Área vip para 2.000 especiais convidados, além de climatizada com serviço de bufê e telões, ainda terá o palco Sunset com encontros entre artistas brasileiros e internacionais. Mais uma rua inteira de lojas, restaurantes e bares. E ainda terá muitos desfiles, tirolesa, roda-gigante e outros brinquedos de parques de diversões.

O ingresso para cada dia de show não foi definido, mas segundo Medina o valor não deverá ser superior a R$ 180,00 a inteira. Disse ainda que iria criar uma cadastro de vendas antecipadas.