Posts com a Tag ‘Natal’

AS PESSOAS MAIS PRÓXIMAS…

- domingo, 27 de novembro de 2016

FIM DE ANO Sempre existem algumas pessoas que teremos que passar muitos mais momentos com elas, as vezes a vida toda; pais, filhos, netos, sobrinhos, cunhados, sócios, vizinhos e alguns amigos. São pessoas que mesmo problemáticas, com muitas coisas indesejadas, a maioria não consegue se livrar delas. O que eu não entendia e que poucos ainda percebem é que, essas poucas pessoas, mesmo complicadas, são as mais importantes, para eu mesmo praticar mais e mais, a Lei da Permissão e a Lei da Criação Deliberada. As milhares de outras pessoas que ainda passam por minha vida, eu posso muito bem nunca mais vê-las ou até ignora-las. Mas, essas poucas, que estão de uma maneira ou outra, bem mais ligadas a mim, essas são as que fazem eu jamais deixar de desejar mais e ainda ficar muito mais habituado e alinhado, com a minha própria permissão de mais Bem Estar.

A primeira coisa a fazer é, eu mesmo parar de amplificar essas coisas indesejadas delas e nelas, seja com as minhas palavras, dizendo o que elas fazem de errado, apontar os erros, nunca serviu para nada. Eu identifiquei o que não quero no meu filho, ou em qualquer outro, eu só preciso lançar um foguete de desejo, exatamente do que eu quero dele, e passo a visualizar mais, isso desejado, imaginar mais isso já realizado, e voltar ao meu hábito de aguardar, estar sempre mais feliz, na espera daquilo que eu mais quero, até estar em paz comigo mesmo. Sempre quando eu ativo o que quero de uma pessoa com o meu foco e dou atenção ao o que quero dela, mesmo que visualizando ou imaginando, eu mesmo recebo os benefícios dessa minha experiência, porque tudo melhora, momento a momento. É incrível, é maravilhoso.

Mas, sempre quando eu ampliava isso que eu não queria deles, dizendo isso para eles, ou tentando criar um meio qualquer, para exatamente evitar isso que eu não quero deles, ainda me preocupando com o que eles iriam fazer. Eu sempre incluía mais, disso tudo que eu não queria, até criar uma situação em que ninguém mais se suportava, e as vezes até vinha uma ruptura, mas na verdade, eu mesmo sem querer, rapidinho, eu atraio alguém exatamente igual para ficar no lugar dele. E assim, eu continuava a não me permitir mais e nem mesmo criava deliberadamente, aquilo que eu mais queria, que era o meu próprio Bem Estar. Hoje eu percebo, que quando algo indesejado acontece, é exatamente para eu mesmo, jamais deixar de desejar mais, tudo aquilo que eu ainda mais quero. E agora faço disso tudo, mais uma escandalosa forma de mais comemoração, de mais Bem Estar fluindo em minha vida.

OU EU ESCOLHO MAIS CONSCIENTEMENTE, OU…

- quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Natal rn Ou deixo o ego, esse sistema de crenças que eu mesmo formatei de uma maneira ou de outra, tomar conta da minha realidade inconscientemente, me fazendo reagir cada vez mais a tudo que se passa em minha volta, afinal nessa minha escolha de ser mais inconsciente eu mesmo parei de deliberar mais o que quero mais. O ego existe para que eu permaneça vivo nesse mundo físico criado por mim. Ele precisa estar repetindo em menos de um nanosegundo, tudo que já pensei para tudo continuar existindo, cada coisa pensada e emotizada precisa ser repetida infinitas vezes em exaustão, para dar essa ilusão de realidade física que eu vejo agora.

Eu mesmo sou tudo o que eu também não quero. e eu sou isso tudo indesejado, a escassez ou o lado da falta de comida, saúde e tudo mais. sou também o político mais podre, o bandido mais violento, e isso acontece sempre quando eu mesmo fico vivendo mais inconsciente, de tudo o que eu mais quero. E isso sempre vai continuar a existir, não tem como excluir, tudo para que eu sempre deseje mais o que eu mais quero ao deparar novamente com esse lado da falta do Bem Estar que existe em tudo. Eu só preciso focar mais naquilo que já me trás mais bons sentimentos e dedicar muito mais atenção não dividida na; alegria, na liberdade e na expansão que eu crio sempre mais, quando estou apreciando mais e mais, as melhores coisas da vida.

A ALEGRIA ESTÁ NA VIAGEM…

- terça-feira, 12 de maio de 2015

Natal rn Mas, as pessoas ainda estão esperando a sua aposentadoria para fazer a sua tão sonhada viagem, outros menos ainda esperam as férias, outros menos ainda esperam um fim de semana que ele ainda tenha dinheiro sobrando ou algum crédito nos muitos dos cartões que eles usam como complemento de seus ganhos. Isso mostra claramente que elas mesmas raramente entendem o que estão dizendo.

Estar muito mais tempo, focado nessa realidade de tempo e espaço, focando e imaginando metas e objetivos que, em si já chamam a energia da vida é a grande viagem, porque ao identificar um desejo que literalmente convoca vida através de mim, isso me faz viver uma grande viagem. A vida convocada através de mim é o que é toda a viagem. Jamais é a conclusão de qualquer coisa. Jamais é eu ter ido para Natal passar um fim de semana.

ADORO VIAJAR E SENTIR MAIS O BEM ESTAR…

- quinta-feira, 7 de maio de 2015

PISCININHAS DE BOA VIAGEM Eu mal acabei de chegar de Natal e já estou escolhendo pela Internet os lugares para reservar mais momentos inesquecíveis, em outros lugares lindos que tem o nosso nordeste. E eu sei que todas essas coisas maravilhosas estão sempre entrando em minha experiência, em resposta exclusiva as minhas vibrações de agora. Eu ofereço uma vibração em forma de pensamentos, os quais eu estou pensando agora, e só eu posso dizer pelo jeito que me sinto agora, quais os tipos de pensamentos que estou pensando. Quando eu encontro pensamentos com bons sentimentos, as manifestações com boas sensações sempre devem seguir o fluxo de Bem Estar, e assim eu sempre encontro lugares especiais para viver mais, muitos momentos felizes…

Quando eu tomei a decisão de olhar mais para o que quero, para os aspectos de melhor sentimento, seja lá do que quer que eu venha dar a minha poderosa atenção, e de também só focar mais, apenas as coisas que já me faça sentir bem, a minha vida se tornou melhor e cada vez mais eu sinto os aspectos de bons sentimentos, nas coisas e nas pessoas a minha volta. Eu sinto que as pessoas sentem essa minha vibração gostosa, elas vão se chegando devagarinho, se sentem a vontade, mas se deixar elas voltam a resistir o Bem Estar, ao voltar para o seu vicio da realidade que ela vive e que ela mesma não quer mais viver… Ai eu tenho que voltar a fomentar os aspectos de bons sentimentos do local, do momento, para então voltarmos ao fluxo de Bem Estar. Ter esse poder de dominar o momento é fantástico… Quem já sabe como a Lei da Atração funciona, sabe o valor disso… Eu aprecio e muito a minha vida…

CAMARÕES POTIGUAR…

- segunda-feira, 4 de maio de 2015

Camarões Eu aproveito mesmo o meu tempo em Natal, adoro alinhar ainda mais a minha própria energia, em primeiro lugar, e assim, tudo mais fica irrelevante. E é praticamente impossível vir a Natal, sem ir nesse restaurante maravilhoso que é o Camarões Potiguar, aprecio e muito o jeito deles fazerem as pessoas alinhar as suas energias antes de se sentar nas mesas em seus vários ambientes. Ao chegar damos o número do celular, quantas pessoas que vão para a mesa e ganhamos uma caixinha como a da foto. Tem um entrada grande e um salão de espera muito bem montado, onde podemos já começar a degustar as delicias dos tira-gostos que eles preparam até chegar a nossa vez de adentrar ao lindo restaurante. E é uma festa quando essa caixinha começa a rodar as luzes vermelhas em toda a sua borda. O garçom nos leva a mesa e em menos de 10 minutinhos já estamos com o prato escolhido, pronto para a selfie, se a fome permitir.

Esse alinhamento, essa certeza de saber que vou ser bem recebido, bem servido, e até me espantar com as sugestões da casa, é um verdadeiro potencial para eu mesmo copiar em outras ocasiões ou coisas que eu quero experimentar pela cidade. Eu quero ir a um outro determinado lugar, é só eu fechar os meus olhos e me imaginar no Camarões, sabendo tudo o que sei, e esperar que onde eu vá tudo aconteça como eu mesmo acabei de sentir e pré-pavimentar o meu próximo passo. Uma das coisas que eu faço e que sempre me surpreende é quando o garçom me pergunta o que eu quero, eu o faço brilhar os seus olhos ao dizer, me surpreenda, me mande o melhor, peça quem vai fazer o meu prato que faça o que ele mais tiver vontade de fazer. Eu sei que usar o meu tempo para me alinhar com o que eu quero é a coisa mais especial que eu posso fazer por mim mesmo, nenhuma ação física minha compensa eu deixar de me alinhar primeiro. E assim, a minha vida é uma pratica constante de como me permitir o melhor em tudo, e de tudo…

EU PRÉ-PAVIMENTEI O MEU FUTURO…

- domingo, 3 de maio de 2015

Praia de Natal Tudo o que eu vivo hoje, eu venho dizendo para mim mesmo, já há alguns anos. Eu dizia que queria morar bem e na beira mar, eu contava uma historia de viver viajando pelas praias do nordeste, que eu adorava trocar de carros de dois em dois anos, de poder ter dinheiro sobrando, eu iria ganhar o meu dinheiro, me divertindo e muito, que muito dinheiro iria me perseguir, como as milhões de abelhas perseguem o pólen, que eu iria ter muita clareza e muita simplicidade nessa minha nova filosofia de vida, que eu ia ser cada vez mais livre e feliz, que meus filhos e meus netos seriam pessoas muito felizes e saldáveis e que nada seria mais importante que a minha própria alegria. E é exatamente isso que eu tenho hoje.

Ontem, sentado na beira da piscina, eu estava olhando o céu quando um hospede de Fortaleza puxou conversa, e logo um outro de Pernambuco entrou no papo, e os dois contavam apenas como era a vida deles, onde eles moravam, um trabalha com gesso, o outro adora matemática, e até que começou a descambar para a violência de onde eles vivem. Foi quando eu cortei o papo e comecei a lhes dizer que, nos vivemos o que nós mesmos pré-pavimentamos o nosso futuro, falando sobre o que nós gostamos de viver. E todos nós estávamos ali para nos divertir. E é nessas horas que temos de ser o mais geral possível, ou eles voltam a racionalizar tudo, em vez de já sentir antecipadamente o seu natural Bem Estar em já estar falando no como e em que se vai viver no futuro. Eu adoro poder pré-pavimentar o meu futuro, agora…

EU ADORO ESSA MINHA VIDA FELIZ…

- segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

ofuro Chegando da viagem, eu pude ter um deslumbre de como minha vida é maravilhosa, poder viajar a vontade, estar onde eu quero, na hora que eu quero é muito bom, isso não tem preço. Eu fico rindo em ver que as pessoas com quem eu interajo pela Internet, muitos delas ainda pensam que eu estou o tempo todo no Recife, ou no meu apto ou na praia de Boa Viagem. Elas pensam porque assim como a maioria, vivem repetindo as mesmas coisas, todos os fins de semana, anos e anos, só viajam quando podem, nos finais de ano ou nas suas férias, isso quando sobra dinheiro. E esse FDS foi realmente fantástico, na sexta feira recebi um convite de um amigo para curtir o seu barco novo, fomos a algumas praias em João Pessoa e Natal, nada é mais gostoso do que frutos do mar fresquinhos, a esposa desse meu amigo estava doida para nos mostrar a banheira de Ofurô, que eu escolhi e sugeri ao marido dela para colocar no quintal da casa de praia deles, ela adorou a ideia, o visual ficou maravilhoso, dá para um mar lindo de se ver. A noite, eles nos convidaram para inaugurar, essa incrível banheira de Ofurô num Deck todo em madeira, que tem uma capacidade de até cinco pessoas. Foi uma noite inesquecível. Acordamos, tomamos nosso café e seguimos viagem, passamos o sábado curtindo praias desertas, jantamos no Camarões Potiguar em Natal e no domingo pela manhã voltamos ao Recife. O tempo voa quando estamos felizes, e sabemos disso porque sentimos uma vontade de que aquele momento durasse para sempre.

Confraternizações, Natal e Ano Novo… Comemoremos muito, o mundo é uma só festa…

- domingo, 21 de dezembro de 2014

foguetes de desejos Esse é o melhor momento de minha vida… Tudo está bem… Vamos aproveitar isso tudo para criar mais novas crenças libertadoras? Fui budista por quase 30 anos, desde os meus 13 anos quando sai de casa para comemorar mais a minha; liberdade, felicidade e ainda poder me expandir mais. Mas, mesmo assim, eu nunca deixei de comemorar natal ou qualquer outra data festiva, como dirigente budista eu já fiz um casamento caipira budista, bem no feriado de São João, alugando um espaço de freiras católicas que cuidavam de pessoas idosas e todos participaram e adoraram toda a festa, até os mais céticos budistas que viajaram só para ver como seria isso possível, e até alguns católicos da cidade também.

Ainda é um pouco difícil para as pessoas chegarem a ponto onde, elas mesmas não mais estarão dispostas a ouvir as outras pessoas criticarem umas as outras… Afinal! Cada um só vai até onde as suas crenças atuais o permite ir. Até para mim mesmo, que venho praticando a Lei da Criação Deliberada de minhas próprias e novas crenças libertadoras, ainda caio nessa sincronicidade negativa algumas vezes, porque como eu ainda carrego comigo essas velhas crenças resistentes que eu mesmo criei e que nunca poderei exclui-las, ainda não fico em alguns momentos, sem tomar nenhuma satisfação de alguém por eu mesmo, em alguns momentos achar que alguém ainda está errado…

Eu pratico e adoro a Lei da Permissão, eu desejo chegar a um ponto, onde o que mais importa para mim, é eu mesmo me sentir bem, onde eu só estou disposto a pensar mais em coisas positivas sobre pessoas… Como em algum momento do meu dia a dia, eu pensar assim… Eu prefiro que a minha KK esteja demorando a chegar em casa, por estar comemorando com os amigos, do que eu mesmo pensar em algo, para que eu mesmo venha só a me preocupar mais. Então, final de ano, incio de um novo, eu decido a só estar mais disposto a olhar para os aspectos positivos de tudo e das pessoas… Eu só estou disposto a procurar soluções, e eu só estou disposto a bater o tambor em cima de todos as comemorações felizes do mundo…

A minha vida é deliberada por mim… Por isso ela é maravilhosa…

- domingo, 29 de dezembro de 2013

salvador natal A maioria das pessoas vivem anos e anos, sempre fazendo as mesmas coisas e, ainda tem gente que não consegue sequer, mudar de cidade. Então quando elas me encontram pela vida, eu estou sempre viajando, sempre em lugares diferentes, fazendo coisas diferentes, elas me perguntam… Como você consegue ainda ter tanto fôlego? Você ainda é aquele garoto inquieto que conheci a 30 ou 40 anos atrás, cheio de sonhos, cheio de coisas novas, vive sempre na linha de ponta do pensamento, não conheço ninguém da nossa idade que, esteja mais por dentro desse novo mundo virtual de, apps, desses gadgats e redes sociais, e até da física Quântica, do que você.

A verdade é que, eu vivo uma vida longa e criativa, por que eu sempre tive a intenção poderosa de me manter desenhando o meu próprio futuro. Nunca deixei isso nas rédeas de outras pessoas, jamais segui o conselho dos meus pais ou dos mais velhos, muito menos o que as outras pessoas de sucesso na minha cidade diziam e, nem mesmo levo em conta ainda, o que me dizem as pessoas que eu amo, cada uma delas têm os seus próprios desejos, e eu realizo apenas os meus. Em outras palavras, eu estou sempre pré-pavimentando o meu futuro, em um continuo movimento para a frente, eu continuo focado no que eu mais quero viver agora, sempre dando uma nova intenção que, sempre atrai a energia e a informação da vida, a passar por mim e, também a voltar por mim em forma de muitas realizações.

Na verdade, é essa minha intenção de; uma vida longa, prospera e abundante, o que sempre me garante, de só eu mesmo, estar sempre liderando todo o enredo dessa minha historia gostosa de viver. Sou eu quem à imagino; eu à escrevo, eu atuo como o protagonista e ainda dirijo todo o espetáculo. Geralmente as pessoas começam a diminuir o ritmo de suas vidas, porque pararam de liderar as suas próprias vidas e começaram a atuar, apenas como figurantes, a maioria até como simples observadores de todo o espetáculo, que apenas tentam e se esforçam a fazer, o que os outros à estão levando-as a fazer, sem sequer perceber, com as suas próprias vibrações e foco, naquilo que elas mais observam, no seu dia a dia, o que é geralmente, naquilo que elas mesmas, estão carecas de saber que é, o que elas mesmas não querem.

Tendo resultados práticos, agora… Adoro Salvador…

- terça-feira, 24 de dezembro de 2013

barzinho Eu vim passar o natal em Salvador, tinha passado a tarde toda; namorando, passeando e fazendo compras no Shopping Iguatemi, almocei uma comida árabe deliciosa, e fomos as compras, compramos todos os presentes e voltamos para a casa da minha sogra Margo. Como todo mundo tinha ido dormir um pouco, eu resolvi tomar uma gelada no bar do tio da minha KK. Ao chegar lá, o papo estava muito pesado, só se falava em desgraças, bandidagem, lugares que a policia não entra, ligaram até a TV nesses programas de crimes e, logo tentaram me colocar na vibração deles, me perguntando sobre a violência em Pernambuco.

Eu delicadamente disse que eu poderia falar e muito, das praias maravilhosas e das lindas mulheres pernambucanas, que eu vejo e aprecio muito, todos os dias nas praias, onde eu me divirto ganhando dinheiro, e assim mudei o assunto para “muguegada”, e aos poucos o ambiente mudou e, eu pude agora saborear a minha gelada numa boa e, para garantir o foco da turma do bar, peguei o meu Galaxy e abri a pagina da Elitegirl, e todo mundo agora, só falava da linda loirinha Ananda e, lógico, desligaram rapidinho a TV, e meu smartphone fez um sucesso.

A habilidade mais valiosa ou o talento que qualquer ser humano poderia desenvolver é, a de direcionar os seus próprios pensamentos para o que ele quer e, ser um perito em avaliar rapidamente todas as situações e, em seguida, rapidamente chegar à uma conclusão, daquilo que ele mesmo mais deseja e, em seguida, dar a sua poderosa atenção para tudo o que é bom, sem frescura, direcionar para aquilo que lhe faz se sentir melhor, o mais rápido possível. E venhamos e convenhamos, não é uma habilidade enorme, nem um esforço tão grande, alguém dirigir deliberadamente seus próprios pensamentos que, com certeza, produzirão resultados que jamais podem ser comparados com os resultados que, uma simples ação física poderia lhe proporcionar. Se eu tivesse simplesmente ido embora, eu não teria realizado o meu desejo e, o ambiente do bar poderia ficar até pior… E assim, mais uma vez, eu mesmo mudei o meu mundo para melhor.