Posts com a Tag ‘mídias’

TUDO O QUE EU ACREDITO É…

- terça-feira, 18 de junho de 2019

desejos Tudo o que existe na minha realidade é porque eu acredito nisso, e eu acredito porque eu vivo repetindo esses mesmos pensamentos e até mais outros pensamentos semelhantes, dia a pós dia, momento a momento. Tudo começou com o medo que gerou suas religiões, se alguém não repetisse as suas “verdades”, eram mortos, suas famílias dizimadas em nome do Deus que eles acreditavam. Depois que as religiões criaram territórios, faziam as pessoas repetirem tudo, agora em suas escolas, que funcionam até os dias de hoje, apenas para as crianças, quando os adultos começaram a pensar diferente e já não se podia mais matar livremente, em nome delas, elas criaram e até fomentaram as mídias de massa; jornais, rádios e canais de televisão, que vem fazendo as pessoas repetirem mais, tudo o que não querem mais, várias vezes ao dia; de manhã, de tarde e à noite, e agora até de madrugada, fora o repeteco das velhas doutrinas das religiões que pagarem mais…

E como as pessoas ainda são doutrinadas e induzidas a repetirem e fomentarem tudo, apenas com a velha física newtoniana, onde tudo ainda é só matéria, ou seja, ausência total da observação movimentando a energia e informação criando mundos e coisas. Onde o fazer é ainda é mais importante do que sentir. E isso, mesmo com a ciência já tendo comprovado há mais de 200 anos, que tudo é energia, que tem várias frequências e que vibra de acordo como ela é observada, que é a física Quântica que sempre existiu, que é responsável por toda nossa tecnologia atual. Ainda assim, as pessoas ainda pensam mais, que não podem nada, sem antes se esforçar, lutar e estudar suas abobrinhas, sacrificando toda a sua alegria, sua liberdade e diversão, criando ou realimentando as velhas crenças que não podem nada. Esquecendo que… Se esta realidade de tempo/espaço tem os meios para inspirar um desejo dentro de você, também tem os meios para entregá-lo a você em sua forma mais completa e satisfatória. Do mesmo jeito que ela já entregou para quem estava; alegre, livre e se divertindo, ou até só relaxado, tudo o que existe hoje e que um dia ainda não existia…

O que é na verdade a MÌDIA? Jornais, rádios, televisão e redes sociais…

- sexta-feira, 5 de julho de 2013

Globo Outdoor praia Vibreleve Olá Eduardo! Baseando-se no que você entende por lei da atração você crê que a mídia é uma criação em conjunto de todos nós? E a atuação dos políticos? Cada vez mais tenho visto que “o que está fora” na verdade “está dentro” ou seja… veio de nós… de nossa projeção em conjunto… olhe esta citação do Dr. Hew Len: “Nós criamos nossa própria realidade através de nossas convicções, expectativas, atitudes, desejos, julgamentos, interpretações, sentimentos, intenções, pensamentos…
Essa é a base de tudo. Nada existe que você não leve à sua realidade, com exceção dos seres humanos – ninguém pode criar um ser humano.

A minha resposta ao meu amigo foi… Vamos começar por partes… A primeira coisa que é preciso se entender é… Entender é bem diferente de sentir. Quem entendeu e não sentiu, ainda não tem consciência. Mas, quem sentiu, nem precisou entender isso, esse sim tem consciência de que isso existe. Porque tudo na realidade é apenas uma percepção vibracional sua.

Você é uma das poucas pessoas que chegou ao mesmo entendimento, sobre as mídias; jornal, rádio, Tv e agora as redes sócias… Tudo é… Respostas aos nossos desejos.

Agora! Vamos esclarecer outra coisa muito importante aqui. Muita gente ainda não entende isso, porque pensa que um desejo é… Você falar, escrever ou imaginar apenas o que quer… E isso é um tremendo de um engano. Você deseja tudo o que você mesmo pensa e sente. O pensamento só cria, todo pensamento seu criou exatamente o que você pensou, e jamais tem como voltar atrás, isso já existe e ponto final. Sempre fará parte da Consciência Infinita. Ninguém jamais poderá excluir isso. Mas, até ai, ele é só uma criação sua. Ainda não é um desejo. O desejo é todo e qualquer pensamento que você mesmo o envolveu com qualquer tipo de emoção.

Eu olhei uma mulher na rua e pensei, que cara feia daquela mulher, cheia de espinhas, e me senti mal ao pensar nisso, eu nesse momento já criei um desejo. Por enquanto ele é apenas um desejo de mais disso… Eu quero espinhas e uma cara muito feia igual a daquela mulher… Mas, se ao perceber a emoção negativa, antes dela chegar à casa dos 17 segundos, e imediatamente pensei no que eu realmente quero, um rosto perfeito e passei a me sentir bem… Nesse momento eu transformei esse desejo anterior em um “contraste”, algo que não quero. E lancei um novo desejo, tirando energia do anterior, com esse novo desejo de ser um cara com um rosto limpo, bonito e muito feliz…

Então, na verdade, tudo o que já tem na minha realidade, tudo o que existe em minha vida é, uma criação exclusivamente minha. São respostas; aos meus muitos sentimentos não deliberados, as minhas observações emotivas, as minhas reações impensadas sobre; pensamentos, pessoas, coisas e eventos, nunca importando onde eles realmente estão agora, se no meu: passado, presente ou futuro…