Posts com a Tag ‘marlene’

AS MÃES: MARLENE E MARGÔ…

- sábado, 14 de janeiro de 2017

marlene Eu acredito que essas duas tem pensado muito em mim ultimamente, para eu poder estar pensando mais nelas também, em curtos espaços de tempo, eu como sai de casa muito novo, não tenho tanta essa ligação toda que o ego cria, para reforçar a crença família, afinal tudo é uma crença. Mas, pensando em minha mãe eu acabei pensando nas outras idosas, que também moram na mesma casa em Friburgo, e acabei pensando na minha sogra Margô, mãe da minha KK, que mora em Salvador, mas que tem suas irmãs da mesma faixa etária, tanto no Vapor que é zona rural, quanto na pequena cidade de Cruz das Almas, a maioria delas já estão perdendo suas memórias, e poucas delas, tem seus momentos de felicidade, de puro Bem Estar.

Eu me lembro da minha avó Belinha, ela recebia visitas constantes dos seus netos, ela tinha uma atividade constante, fazia seus doces, e isso à enchia de alegria e Bem Estar. E assim, ela se manteve lucida por muito mais tempo, como a Margô consegue, quando vai para a zona rural, ao se sentir uma criança; pegando manga no pé, colhendo laranjas e cajus. Ela realmente é uma criança grande mesmo, quando está lá, e tem ido com muito mais frequência e duração, o que melhorou e muito a sua saúde. Vendo e relembrando tudo isso, eu tive uma ideia, de como melhorar a vida dessas pessoas mesmo não estando lá com elas, no seu dia a dia.

Ontem mesmo eu escrevi que, “ao sorrir qualquer um volta a fazer tudo fluir”, e isso é verdadeiro, tanto que, basta alguém alcançar um bom sentimento que ela tem acesso a tudo que ela quer. E eu estou falando das suas células também. Todo mundo sabe que de dez em dez anos, todas as células são trocadas, todas são completamente novas, tem células de alguns órgãos que se renovam em questão de dias, outras em meses, mas todo mundo é completamente novo há cada dez anos. E todas as nossas células são autoconscientes, elas também desejam o fluxo de energia e informação de Bem Estar, os alimentos levam essa energia e informações para elas. Mas, são as nossas emoções quem as permite acessar ou não. Então, se colocarmos essas pessoas idosas, ‘focadas’ em coisas que já lhe retornem bons sentimentos, e isso se pode fazer; através da Internet, nos smartphones e até em tablets. Já que é bem mais complicado as pessoas de hoje estarem mais presentes, junto com os mais velhos, as crianças mesmo estão bem mais ligadas aos seus smartphones, algumas já convivem muito pouco até com seus pais que moram em suas próprias casas. Mas, com isso, essas pessoas idosas, teriam muito mais acesso a Fonte de Bem Estar, que é o que interessa e é o que é mais importante. E eu acredito que até a memória pode voltar.

A MINHA MÃE E OS NOSSOS VELHOS AMIGOS BUDISTAS…

- quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

minha-mae Acabei de visitar minha mãe, nessa viagem de final de ano à Friburgo, ela começou a tentar reclamar sobre a ausência das pessoas que também ainda são budistas, que nem ela. Minha mãe está vivendo agora, em uma ótima casa, ampla e arejada, que cuida muito bem de pessoas que já não podem morar mais sozinhas ou com seus parentes, que tem as suas próprias vidas para gerir. Eu nem deixei ela continuar a falar. Eu tentei lhe mostrar que isso é até muito bom. Embora ela esteja sendo muito bem cuidada e num lugar ainda melhor do que, aquele em que ela morava antes. Mesmo assim, ela ainda quer passar para as pessoas, a sua situação de falta de liberdade para sair a toda hora, seu desconforto de sentir as necessidades, até de ter mais visitas. E é isso que à impede de atrair o que ela mais quer, mais pessoas lhe visitando. E tem mais, as pessoas que por também estarem desalinhadas com o Bem Estar delas, que enxergarem essas suas necessidades, essa situação de falta, elas lhe visitando, jamais podem lhe ajudar em alguma coisa. Ao contrário, elas só vão expandir ainda mais e mais a sua falta e as suas necessidades.

Ninguém pode ajudar alguém sem ele mesmo já estar no seu próprio Bem Estar, e quem está no seu natural Bem Estar, jamais vai enxergar falta ou necessidade de alguém ou em alguém. E por ele ir lhe visitar e levar o seu Bem Estar, ele sim pode mudar a sua vibração, e assim lhe ajudar com suas células que ainda estão muito carentes de energia e informação de puro Bem Estar que você mesma resiste ainda pensando nisso que não quer. Só quem já se sente inspirado em levar o seu próprio Bem Estar, com o intuito de apenas participar mais, da sua felicidade do momento, desse encontro, tem algo realmente que pode lhe ser útil e benéfico para a sua saúde e paz. Seja mais feliz e atraia apenas mais pessoas felizes, que apenas lhe façam se sentir criança novamente. Esse é o melhor presente que um visitante pode lhe dar. E agora, vem o mais importante, para a energia, não existe distância, se a senhora pensar em mim, num momento seu, estando feliz, eu me benefício com isso, do mesmo jeito eu também lhe benefício, pensando muito feliz em você, aqui do Recife, ou de onde eu estiver no momento.