Posts com a Tag ‘Mal’

TUDO É ENERGIA, TUDO É FLUXO…

- quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

energia ains Eu sempre tenho a mão no interruptor. Eu escolho se deixo a energia fluir ou a diminuo gradativamente. E são as minhas emoções que me dizem o que estou fazendo agora. É fácil quando eu entendo a fórmula: quando eu me sinto bem, eu estou permitindo o bem. Quando eu não me sinto bem, eu não estou permitindo o bem…

Os Abraham nunca me disseram que, quando eu me sinto bem, eu estou permitindo o bem, e quando eu me sinto mal, eu estou permitindo o mal, embora isso possa parecer de alguma maneira para alguém em sua experiência diária. Mas, a verdade é que só existe apenas uma Fonte de Bem-Estar que. eu mesmo estou permitindo ou não…

Porque uma pessoa ruim se dá bem na vida?

- quinta-feira, 28 de agosto de 2014

ruim e bom Nessas épocas de “eleições”, essa é a pergunta que mais se faz, mas me diga você mesmo, o que é uma coisa ruim, afinal? Você pode tentar racionalizar, criar justificativas e colocar a culpa nas conspirações. Mas, não é só para mim não, para todas as pessoas, a única coisa ruim é algo que é diferente do que o que eu mesmo quero para mim, aqui e agora. Essa é a verdade que não quer calar. Quem decide o que é uma coisa ruim sou eu mesmo e mais ninguém. As religiões criaram essa ilusão do bem e o mal, como se existisse dois fluxos de energia e informação que é neutra, sendo assim o mal é só a falta do bem. Mesmo a vida mostrando que todas elas estão completamente erradas, veja que todas as próprias religiões matavam, algumas ainda matam até hoje, tudo para que as pessoas pelo medo viessem ou continuassem a aceitar os seus dogmas como verdades incontestáveis. Veja que nunca existiu uma só coisa na vida que fosse o maior motivo de tantas mortes como a religião. E até hoje as pessoas afirmam que só a sua é uma coisa boa. Eles sempre brigaram em nome do mesmo Deus que eles inventaram.

A historia nos mostra que não existe partido ou a própria politica sem ter armações e maracutaias, e uma grande parte das pessoas que nesse momento estão se beneficiando com ela, dizem que isso é muito bom, as outras que nesse momento não estão se beneficiando dizem que é ruim. O ruim é só quando a pessoa não está tendo o que ela mesma quer.

Então, ficam as pessoas escrevendo. Como pode um cara como Lula se dar bem na vida? Como pode Sarney estar sempre no poder? A maioria dos caras que as mídias dizem que são ruins, sempre voltam ao poder, como pode isso? No nordeste se abre uma igreja a cada semana. Os jornais estão cheios de casos mostrando pastores presos nas delegacias por coisas muito loucas de se acreditar: Um pastor passava óleo ungido nos seios e nas vaginas das mulheres. A mídia o chamando de criminoso, na porta da delegacia, mulheres e seus maridos defendiam o pastor. Outro fazia as mulheres de sua igreja engolirem seu esperma, outro fazia filhos em nome de Jesus, e também tinham muitos que os defendiam, dizendo tudo como obra do espirito santo. Para uns ele ainda é bom, e para outros eles são ruins. Uma coisa qualquer um pode ter certeza absoluta, nenhum dos caras que se deram bem, fazendo exatamente o que as outras pessoas dizem ser ruim. acreditava que isso era ruim para ela. E a verdade é que você só recebe o que você mesmo sente.

Eu nunca vou acreditar nisso… Eu digo não para uma coisa e recebo justamente o que eu não quero. Isso é loucura…

- domingo, 25 de março de 2012

Eu gosto muito de usar exemplos simples de como isso funciona, seja no meu dia a dia, ou na sua experiência, quer comprovar é só brincar, observar e sentir.

Eu acordei bem e estou me sentindo bem, e como quero continuar a me sentindo muito bem, uso a Lei da Criação Deliberada para dar “a minha poderosa intenção que é só ver o que eu quero ver e de que, nada é mais importante para mim do que, eu mesmo me sentir bem”… Então nessa minha busca por coisas para eu mesmo apreciar mais, durante a minha jornada diária, eu sempre me deparo com os muitos contrastes que, nessa vida é sempre muito farto, justamente para que eu mesmo possa sempre desejar mais, e se eu já sei disso, eu simplesmente olho e imediatamente o identifico como apenas mais um contraste, nunca deixo minha observação sobre isso passar dos míseros 17 segundos, porque sei que se eu deixar, eu mesmo estarei escolhendo outro caminho diferente ao que escolhi ao acordar.

Então imediatamente me lembro disso e me pergunto… O que eu quero mesmo? E assim volto a pensar no que eu mais quero que, é o oposto daquilo que, é o novo desejo que nasceu e saltou de mim para o Universo, e isso acontece comigo e com você sempre, e se eu me mantenho por mais 17 segundos me sentindo bem, viajando pelas minhas várias emoções a caminho da apreciação, do amor, assim eu consigo permanecer me sentindo bem.

Mas vamos à hipótese rara de eu mesmo, não ter deixado de me ligar, ou de continuar a me focar apenas no contraste, naquilo que eu não quero, e assim passei dos 17 segundinhos me sentindo mal, eu mesmo mudei toda a trajetória do meu dia, porque eu mesmo mudei o meu ponto de atração, então agora eu estarei mais ligado nas muitas coisas que eu mesmo não gosto e muito mais, nas que eu sei muito bem que, eu não as quero.

Então, tudo aquilo que antes eram apenas contrastes, passaram a ser problemas para mim, e passaram a fazer parte ativa da minha experiência, porque meu ponto de atração mudou. Só que, eu nunca preciso ficar vivendo isso para sempre, isso só é parte da minha experiência até que eu mude de direção novamente.

Vamos a pratica, você pode fazer depois uma simulação sobre o que quiser, no meu caso eu estou indo agora para praia, feliz da vida, estou andando de bike, apreciando as pessoas que passam, sentem minha vibração e sorriem, os carros novos e os apartamentos novos com sua arquitetura moderna e de repente, um acidente acontece, se eu apenas o observei e o vi como um contraste, eu sigo o meu caminho desejando saúde alegria e proteção, e aquelas pessoas paradas junto ao acontecido não tem nada a ver com a minha experiência, e nada muda no meu dia.

Quando já estou na praia, ainda mais feliz, eu me deparo com outro contraste, agora é uma mãe brigando com uma criança sem parar, e eu imediatamente desejo uma praia tranqüila com crianças felizes e sorrindo, geralmente acontecem coisas como; ou chega alguém que a faz focar no que quer, ou alguém lhe telefona e ela para imediatamente de brigar, ou ela sente a minha vibração e sem saber o porquê, sente uma vontade imensa de sair dali e arruma as coisas e vai embora brigando e mal humorada.

Todas as vezes que eu não mudei imediatamente de foco, que dei minha total atenção ao contraste, tudo foi completamente diferente, esse acidente que eu dei atenção e parei, e que fiquei tentando ajudar, mesmo não sendo médico, mesmo sabendo que alguém já fez o que se tinha que fazer, já ligou para um socorro, e eu continuo ali, e me sentindo mal, ali mesmo. Eu já encontro alguém que vai me contar outro acidente bem maior e muito pior, muitas das vezes nem a praia vou mais…

E se eu for, mal chego e já não encontro cadeira limpa sobrando, ou até o guarda sol que eu gosto e que preciso, e isso me aborreci ainda muito mais, pessoas discutindo sentam-se do meu lado, o cara da carrocinha dos CDs piratas com o som lá em cima, para bem na minha frente, o meu celular toca com noticias desagradáveis, e se eu continuar a me sentir mal, meu dia será mais disso tudo que eu mesmo não quero na minha vida, quando estou me sentindo bem.

Todos os dias têm gente perguntando…

- segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Porque de uma hora para outra, sem nenhuma razão aparente eu fico me sentindo mal? Às vezes eu estou feliz e de repente fico triste, meio que deprimido, o que é isso? O que está ocorrendo?

É tudo muito simples, quando você deseja uma coisa, quando um desejo por alguma coisa nasce, você precisa primeiro se sentir bem, antes mesmo de ter esse desejo realizado, e você deve buscá-lo, realizá-lo, a fim de se sentir bem, essa é a sua função aqui nesse mundo, você precisa fazer essa sua viagem emocional individual até essa felicidade completa desse seu novo desejo, jorrar em você para continuar sua expansão e contribuir com a própria expansão do Universo.

Você sabe o porquê? Porque é impossível reverter esse processo, você está em eterna expansão, e não se pode excluir nada, só podemos incluir mais, e você nunca mais vai poder ser menos do que já se tornou.

Uma vez identificado o desejo para o Bem Estar ou por ter o que deseja em sua vida, você nunca mais conseguirá focar sua atenção na falta desse desejo sem se sentir negativo.

Toda vez que algo semelhante lhe lembra o seu desejo já desejado e não permitido, ele volta a te chamar, e se você foca de novo na falta, se sente mal.

E isso só alimenta ainda mais as suas crenças negativas!

Existe o bem e o mau?

- segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O que realmente existe?

Apenas o fluxo do Bem Estar existe, o mau com “u” nunca existiu, o mal, é um sentimento interno, é só a distância que você mesmo cria deixando de ser quem você realmente é, simplesmente para que, você mesmo se divirta e muito com o tempo e o espaço para voltar a sentir o seu próprio Bem Estar nesse corpo, nesse Ser físico.

O seu eu físico pode ser comparado a um velho brinquedo de criança, a uma língua de sogra, enquanto você estiver assoprando ela espicha, o barato todo é ficar indo e voltando, curtindo todas as emoções.

A distância mais longa que existe e também a que poderá chegar e entre quem realmente você é, “uma consciência infinita, uma fonte eterna de energia, um fluxo sem fim de Bem Estar ou isso tudo num único Ser; livre, poderoso, conhecedor de tudo, apreciador, alegre e amoroso” e o seu eu físico, “essa consciência momentânea de vida” é o medo, a tristeza, o desespero, a depressão e a impotência.

Uma coisa muito interessante!

Como somos seres infinitos, em eterna expansão, não existe fim para nada, sempre que tentarmos ir mais longe que isso, voltamos a Ser quem nós éramos.

Se você vir a querer ficar só no seu vórtice, só sentindo o Bem Estar, como os caras que se drogam para ficar sentindo só o êxtase, você deixa de ser essa consciência momentânea de vida.

E se você também ficar parado sentindo medo, tristeza, depressão, desespero e impotente, você também deixa de ser essa consciência momentânea de vida.

Nos dois casos, você só volta pra casa.

Você é apenas um desejo.

A única coisa real nessa experiência que você chama de vida é a própria experiência da consciência maior nessa consciência momentânea de vida.