Posts com a Tag ‘libredade’

A MAIORIA NUNCA ESTÁ CERTA…

- domingo, 20 de janeiro de 2019

Barrabás ou Jesus Eu mesmo, sempre achei a maioria sempre muito limitada e que isso é uma coisa meio irracional. Até nas suas histórias mal contadas, a maioria só fez merda. A maioria escolheu Barrabás e ainda todo ano comemora. A maioria apoiou Hitler. A maioria escolhe o que uma meia dúzia escolheu, para que todo mundo tenha que fazer e até o que querer. A maioria é religiosa. A maioria ainda estuda num mundo quântico. A maioria ainda trabalha duro sem sentir prazer. A maioria aceita ganhar mal. A maioria acredita nas mentiras dos políticos e até nas mídias de massa. A maioria só se dá mal na vida. A maioria é viciada em drogas licitas e ilícitas. A maioria sente uma grande atração para ver mais; violências, crimes, roubos, acidentes, problemas e gente doente ou morrendo, A maioria parece que sente prazer de ver o pior, elas ainda comem vendo suas desgraças…

Mas, a maior destruição que ainda ocorre nesse planeta, segundo Abraham, e também a maior tristeza que também é provocada como resultado disso, nunca foram suas doenças, seus problemas ou desastres naturais, são sempre suas próprias guerras induzidas pelo próprio homem e causadas também pelo homem. E, no entanto, quando os Abraham sentem a vibração das massas envolvidas (não apenas os líderes, mas das massas envolvidas) dentro do conflito, é sempre uma aventura satisfatória. As guerras são criadas porque estão satisfazendo algo dentro de um grande número de pessoas ou não seria assim. Até mesmo as guerras contra tudo que não se quer, dá prazer, para as pessoas verem cada vez mais leis serem criadas, por um bando de políticos que eles chamam de corruptos, que se continuar assim, todos nós ainda seremos criminosos um dia…

SÓ SE PODE INCLUIR MAIS…

- sexta-feira, 7 de setembro de 2018

nayana-e-nara Adoro fazer minhas muitas e infinitas escolhas. Eu aprecio mesmo, cada escolha que faço agora. A gente geralmente tem uma ou outra crença em relação a nós mesmos, sobre aquela situação ou aquele sentimento ruim, por conta de alguma coisa que já vivemos no passado. Pois é. Eu já volto lá naquela cena ou naquele momento e escolho reviver mais, como eu gostaria que tivesse realmente acontecido. Vou dar alguns exemplos para ficar bem mais fácil conceber. Eu sempre fui um homem de muitas ideias, e por certo já tive ideias de alguns negócios que não deram certo. Aí veio aquele sentimento de. “Eu talvez não seja bom o suficiente”. Eu volto lá naquela cena e revivo aquele momento como se eu tivesse conseguido realizar mais esse grande e maravilhoso negócio às mil maravilhas. Isso é uma forma de eu fazer as minhas muitas escolhas, que na verdade é eu estar fazendo literalmente uma nova escolha. Escolhendo colocar algo de novo no lugar. E isso é maravilhosamente escandaloso de bom…

Outro exemplo claro que eu posso usar e o de um relacionamento: Uma de minhas filhas por um momento na vida, deixou de falar comigo por algum motivo bobo, e eu cabei ficando com aquele sentimento idiota de que: Eu não sou mais bem aceito, ela não me ama mais incondicionalmente. Sou realmente inadequado como ela disse no Whastsapp, não mereço ser amado por ela. Eu volto lá e ouço ou leio ela me dizendo, pai você é maravilhoso, eu te adoro. Essa nova escolha pode e deve ser usada para mudar tudo o que ainda me faz mal, que ainda poderia me atrapalhar se eu continuasse a realimentar isso. As vezes nós vivemos experiências que geram esse tipo de crenças na gente, e nem sempre essas crenças são boas ou reais. E agora quando penso nessas crenças que, ainda estão me atrapalhando e volto lá naquela cena que causou essa crença resistente, eu revivo a cena. Só de reviver eu já estou mudando o meu pensamento em relação aquilo. E o melhor é que essa arte fazer as minhas muitas e infinitas novas escolhas, pode sempre ser feita em todo e a qualquer que seja o momento, em qualquer lugar e sobre qualquer assunto. Eu não preciso esperar chegar nem na hora de dormir para fazer essa nova escolha. Posso fazer agora mesmo…

Fecho os olhos e revivo o momento. Estou escolhendo trocar um sentimento por outro, uma crença por outra completamente diferente. E isso é simples e altamente eficaz. É importante que eu entenda que não tem como eu excluir permanentemente uma coisa porque ela continuará existindo. Eu posso “escolher” mudar o meu foco da pobreza para a riqueza, e mudar a minha consciência de escassez para abundância, mas aquele estado de pobreza continuará existindo e a qualquer momento eu poderei voltar nele novamente, desde que eu volte e substitua a ideia de abundância, de volta pela de pobreza. Ou seja, não se exclui nada, apenas se substitui, se escolhe um novo estado de consciência, uma nova crença, uma ideia por outra. Mas elas continuarão existindo. Qualquer pessoa precisa escolher; mais, mais e mais, para sempre, todos os dias em todos os seus momentos. As memorias estão sempre sendo reencenadas. O que se quer dizer que, quando eu faço uma nova escolha, diferente, eu tiro o foco daquilo que eu estava resistindo ou ativando, e ainda “dedicando minha atenção”, mas aquilo continua existindo e é por isso que é necessário, eu estar sempre escolhendo e me sentindo ainda melhor. E é escolher mais, sempre o que já me faz sentir bem. Não importa como e nem o que vou fazer, eu apenas faço o que escolhi fazer agora, já me sentindo bem…
.

REPETINDO A MINHA PODEROSA CRENÇA…

- quarta-feira, 23 de novembro de 2016

adoro-ser-novo Eu ainda sou pura energia e informação, essa minha maior parte, que é uma consciência não física, em uma percepção de um corpo físico e todas as suas fisicalidades, essa extensão física que eu sou agora, em eterna expansão agora, na linha de ponta do pensamento. O meu cérebro é só um mecanismo de foco, que estou utilizando aqui nesse mundo físico. Tudo o que eu foco eu ativo e tudo aquilo ativado, se eu dedico a minha atenção não dividida, isso se expande, sempre é mais… Esses pensamentos semelhantes repetidos muitas e muitas vezes, sejam por eu; copiar vibrações alheias, por eu observar coisas, visualizar ou imaginar, são separados e armazenados por temas que se transformaram em crenças, e esse sistema de crenças formataram o ego que sou eu físico, que me faz ficar cada vez mais um contraste bifurcado.

E como todo contraste tem um sistema de reforço de sincronicidade também bifurcado, com um lado mais permissivo a mais energia e informação de Bem Estar, e um outro lado resistente as novas informações, que poderiam estar eternamente, simultaneamente e ininterruptamente, chegando a mim, por um natural fluxo de energia e informação, que é sempre chamado por mim, ao eu desejar ou perguntar qualquer coisa nesse mundo físico. O lado resistente do ego é inconsciente, são esses meus hábitos. O ego só vai até onde essas crenças que o formataram e que por sincronia realimenta ambos, as permitem ir.

Mas, eu ainda sou também a consciência maior, que está completamente fora do foco do cérebro humano. Que é totalmente vibracional, uma mistura de sempre mais; vibração, energia e pensamento de Bem Estar. E, eventualmente quando um impulso suficiente ocorreu, eu sinto uma emoção, que só o ego consciente, reconhece essas emoções que ele sente agora, como manifestações. E nesse mundo físico eu preciso estar bem mais consciente e deliberado, por que sempre há uma quantidade significativa de impulsos que ocorrem antes que as emoções me mostrem, o quão eu estou alinhado ou não, com a minha consciência não física que tem uma perspectiva, escandalosamente mais ampla. E como ego, eu só tenho que fazer melhor as minhas escolhas…

Mesmo eu sendo um contraste para alguns, ou um exemplo de Bem Estar para outros, eu me adoro do mesmo jeito…

- sábado, 31 de agosto de 2013

CEOs Eu adoro a mim mesmo, eu aprecio cada coisa que faço, dos contrastes, essas coisas que as outras pessoas não gostam em mim; de eu ser sempre muito mais feliz com qualquer coisa, em qualquer lugar, com qualquer pessoa, de eu ser sempre muito mais livre para desejar tudo, e permitir tudo isso fluir bem mais fácil para minha vida, sem nenhum esforço, sem justificativas, sem precisar fazer para merecer, e poder ser sempre mais prospero e abundante em tudo. Isso realmente incomoda muito mesmo, essas outras pessoas que acreditam que tem que ainda dar muito duro danado na vida, para quem sabe um dia ter o que quer. O engraçado é que tudo isso também serve para muitos outros, como exemplos de meu alinhamento com o Bem Estar. É tudo uma questão de ponto de vista, de perspectivas deles…

Eu realmente aprecio tudo o que eu já tenho; minha saúde perfeita, meu relacionamento amoroso, meus filhos e meus netos lindos e felizes, o meu modo de vida, meu apto maravilhoso, meus carros novos, meus brinquedinhos de criança grande, as minhas praias, o meu dinheiro sempre sobrando, meus aplicativos, minha rede social Vibreleve e a minha ONG de Bem Estar… Tudo o que é… Esse meu, Aqui e Agora.

E com isso, eu mesmo posso amenizar muito mais rápido, toda e qualquer resistência que, antes eu nem percebia, mas que era o que vinha mantendo longe de mim, todas aquelas coisas que eu muito ainda quero. Porque nunca haverá nada de pior, que eu possa fazer para mim mesmo, do que me fazer de vitima, ou fazer algo que eu mesmo ache que seja errado, que eu seja culpado, que eu tenha que justificar para poder quem sabe merecer. E sendo assim, tudo deve ficar bastante claro para mim mesmo e muito mais feliz, seja com qualquer escolha que eu mesmo venha a fazer.

Essa é a fórmula mágica que eu mesmo encontrei; me perguntando e desejando mais ao Universo. É a chave para; essa minha mistura, toda a minha permissão, para eu conseguir tudo o que realmente quero; a minha abundância, a minha clareza e o meu vigor físico. É a chave também para; a minha energia, toda essa minha vitalidade sexual, a minha flexibilidade para com tudo e até o meu próprio Bem Estar. É essa minha estranha atração, (Strange Attraction, adoro essa musica do The Cure) para todas as coisas que me fazem sentir bem, comigo mesmo.

Eu só tenho que aproveitar mais, cada chance que eu mesmo encontrar, em olhar para onde estou agora e, fazer o meu melhor, apenas para acalmar e apreciar ainda mais o meu agora. Sempre alimentar a minha “auto estima” é tudo de bom. Esse sem duvidas é o melhor exercício, o processo mais fácil e mais rápido que sempre me levará o mais longe que eu puder imaginar, que é eu mesmo encontrar uma maneira qualquer, de acalmar toda e qualquer resistência que, eu mesmo vinha dirigindo a mim mesmo. Porque quando eu acalmo essa resistência, o meu mundo volta a se abrir bem mais rápido, para toda a minha abundância e prosperidade que, sempre esteve alinhada à minha porta, esperando apenas a minha permissão, essa minha emoção visceral, essa sensação de Bem Estar. E agora ela pode fluir e chegar mais…

É possível ser totalmente; livre, feliz e expansivo? Você tem duvidas?

- segunda-feira, 18 de março de 2013

Qualquer pessoa pode ser tudo aquilo que ela quiser; ser, ter ou fazer… para isso, primeiramente é preciso que, ela mesma volte a conseguir perceber e conceber que, o Universo está apenas respondendo a sua própria vibração, então ela mesma entende que, se ela ou se alguém do lado dela, seja da sua família ou seus amigos, se alguém for vítima de qualquer coisa. É apenas a oferta desordenada de vibração que ela ou essa outra pessoa está emanando, lançando ao Universo, agora.

Depois que eu descobri essa verdade escondida a sete chaves, pelas religiões e suas escolas, do fazer primeiro, para quem sabe um dia, talvez alguém ser feliz… O meu desejo real que, está sempre nascendo dentro de mim é; Eu quero vibrar de propósito. Eu quero deliberar ainda mais a minha vida… Eu quero criar e curtir a minha própria realidade…

E eu brinco com isso todos os dias, em casa, na praia, até no meu café da manhã, ou na hora de eu almoçar. A vida é um jogo muito interessante, e eu quero definir o meu tom de vibrar a cada momento. Quero desejar, concluir meu desejo e decidir apenas oferecer a minha vibração, de forma consistente e depois ver os resultados acontecerem bem na minha frente. Eu posso fazer isso sempre, e jamais tem como eu mesmo errar.

Então, a vida é assim… Eu posso desejar o que eu quero, ficar muito feliz antecipando mais alegria, fazendo sempre esse fechamento de lacunas, essa minha viagem emocional, de onde eu ainda não tenho o que desejei, até onde eu possa realmente apreciar o que, ainda não tenho, mas que, a única certeza que tenho nesse momento é que, terei esse desejo e o Universo nunca falhou em me entregar, basta eu vibrar a alegria do meu desejo… E depois disso é só eu mesmo, relaxar mais e começar a me divertir muito mais com tudo isso. Com essa maravilhosa alegria que nasce inerente a cada desejo lançado… Eu só preciso parar de resistir e seguir o fluxo natural e ininterrupto, de energia do Bem Estar, aqui e agora…

O desejo de liberdade… O que é ser realmente livre?

- terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Todos nos queremos; liberdade, felicidade e expansão… Mas, para sentir tudo isso junto, só quando você mesmo entender que, ninguém pode negar-lhe ou conceder-lhe qualquer coisa. Retome o seu poder, agora! Diga; aos seus pais, aos seus professores e religiosos. Eu vou ser muito feliz independente de qualquer um de vocês, seja de suas bênçãos ou suas pragas jogas sobre mim. Diga; aos políticos, banqueiros e as industrias farmacêuticas. Eu vou ser livre, feliz e expandir minha vida em todos os sentidos, sem depender de nenhum de vocês. Terei uma vida digna, muito dinheiro sobrando e saúde para dar e vender…

Todas as crianças são livres e felizes quando nascem, isso porque elas mesmas sabem, pelo seu “eu interior” que, não dependem de ninguém. Até que comecem a apanhar muito, que fiquem muitas vezes de castigo por fazerem apenas o que gostam, e até que adquiram algumas crenças limitantes que as fazem; escravas, felizes apenas as vezes e com pouca chance de se expandir de verdade, em todos os sentidos. Para poderem ter os seus míseros minutos de felicidade, como recompensa da sua eterna escravidão.

Mas, nunca é tarde para ser livre, e deixar a escravidão, soltar as amarras e jogar as correntes e as algemas para a reciclagem, e as transformar em rolimãs, para voltar-mos a brincar de carrinhos descendo a ladeira. Porque tudo nessa vida vem a você em virtude de sua própria vibração.

Volte a vibrar; liberdade, felicidade e expansão, independente de que situação você se encontre agora, independente de onde você está que, a sua vida será exatamente igual a tudo isso que você mesmo tanto deseja, aqui e agora.

O indicador do sucesso…

- sábado, 3 de novembro de 2012

A minha emoção é, o meu indicador vibracional, é o que indica a mais fina relação entre eu, e o meu desejo. Ela me mostra claramente se eu mesmo estou me dedicando atualmente, a qualquer crença ou pensamento que detém a realização do meu desejo ou não.

Quando eu sinto uma emoção negativa como, raiva de alguma coisa, ou medo… O nome da emoção nunca importa, ela sempre significa que, há nesse momento um forte desejo dentro de mim e que, neste exato momento, estou me contradizendo com algum outro pensamento. As minhas emoções são sempre sobre o meu relacionamento pessoal com o meu próprio desejo, e nada mais.

Então, eu nunca faço nada sem antes dar o meu próprio giro, em voltar a me sentir bem. Porque me sentir bem e, estar com o Bem Estar a flor da pele é, o mais perfeito indicador de que, eu estou permitindo tudo o que eu mais quero vir para mim. E isso é fantástico!

Um alivio é o suficiente para eu mesmo mudar minhas emoções, de estar me sentindo mal, para estar a caminho do meu total Bem Estar. É que as pessoas tem vergonha de ser simples e de pensar em coisas bem simples…

Eu por exemplo, se estou em um lugar e, algo me fez sentir um pequeno desconforto, eu procuro logo alguma coisa que eu possa apreciar mesmo, pode ser uma roupa legal de alguém, uma carteira, ou os seios da mulher na minha frente, eu não ligo para o que seja que me dê uma poderoso alivio, eu coloco o meu óculos escuro e curto aqueles seios, logo estou sorrindo. As pessoas tem vergonha até do que elas pensam, então ficam presas no seu próprio mal estar.

Eu ainda quero ser um grande exemplo vivo, para os meus filhos e netos…

- terça-feira, 9 de outubro de 2012

Como pai, eu realmente sempre amei os meus filhos, e hoje tenho os meus netos, eu quero tudo de bom para eles. Porém, quando eu me separei da mãe deles, o meu filho mais novo já estava com oito anos. O maior presente que eu pude tentar dar pra eles, foi o dom da expectativa positiva. Mas ninguém pode dar realmente a alguém, esse dom da expectativa positiva, até que ele mesmo saiba de todos os detalhes e até já ter praticado as leis Universais mais amiúde. E isso deveria ser feito por um tempo o suficiente para que, essa pessoa que, você mesmo quer dar esse dom, esteja muito bem familiarizada com elas.

E naquela época, embora eu tenha sido a vida toda, uma pessoa criativa e sempre com expectativas positivas, eu apenas conhecia uma dessas Leis, que era a Lei de Causa e Efeito, e mesmo assim eu ainda tinha minhas próprias resistências. Porque mesmo estudando o budismo, eu pude perceber que todas as religiões, sem exceção, tem suas crenças baseadas no medo, por não a conhecer e nem praticar, e até muitos dos seus veteranos, ainda tentam ridicularizar, a Lei da Atração que é a mais importante pra mim, e felizmente hoje, a mais conhecida e divulgada, principalmente depois do filme documentário The Secret.

Embora essa outra Lei Universal, a Lei da Criação Deliberada fizesse parte integrante de minha vida, eu vivo isso constantemente desde que nasci, eu nunca à tinha estudado a fundo, eu já tinha lido algo em livros como; A Lei do Triunfo de Napolleon Hill, que é muito bom, e até de outros autores. Mas eu só comecei a estudá-la mais profundamente nesse últimos dezesseis anos pra cá. E assim, pude perceber e comprovar a sua veracidade, não só por eu mesmo, já tê-la usado desde pequeno, mas por ter apanhado muito na vida, por não perceber que o meu foco no que eu não quero, também criava. Então como em todas as religiões, e não é diferente no budismo, sempre que você começa a se sentir bem, e por causa disso, a sua vida a sua volta também melhora, os dirigentes logo tentam te impor o medo, para que você não saia das suas garras, então eles dizem para você tomar muitos cuidados com os obstáculos e as maldades que, sempre aparecem na vida de quem se aprofunda no ensino, essas coisas malucas de medo que toda religião tem. E ai, mesmo sem querer, eles te induzem e fazem, você mesmo a dar muito mais a sua atenção ao que você mesmo não quer, fazendo você apenas criar mais disso. Mas não é por maldade, é por pura ignorância sobre as outras Leis.

Mas a Lei que mais me apaixona, é a Lei da Permissão, e essa Lei, eu venho estudando e suado muito com o estudo dela, e isso, há mais ou menos uns quinze anos. Ela é muito difícil, porque com ela, tudo muda, sua vida e seu mundo já não é o mesmo. Tudo o que você aprendeu até agora, se fosse possível e não é. Você poderia jogar no lixo. Mas como não se pode excluir nada nessa vida. Você pode se quiser criar uma pasta no seu subconsciênte, com o nome de lixo, ou lixão e colocar tudo nela, e se puder, tente usá-la o mínimo possível.

Mas voltando a Permissão, essa Lei me mostrou que, foram apenas as minhas emoções, as minhas vibrações viscerais, o que permitiu tudo em minha vida, tanto o que já vivi, tudo que tenho ainda hoje e tudo que vou ser, ter ou fazer. Se eu me sinto bem e me mantenho alegre eu mesmo me permito ser, ter e fazer o que eu quero, isso enquanto eu esteja focando apenas no que quero, e deixando com a minha expectativa positiva, a Lei da Atração, reunir todos os elementos cooperativos para isso vir a ser, a minha realidade.

E do mesmo modo, se eu me sinto mal, eu também permito que tudo o que eu não quero, venha pra minha realidade, porque quando eu uso, a Lei da Criação Deliberada dando a minha total atenção ao que eu realmente não quero, eu mesmo estou permitindo com que, a Lei da Atração traga isso para a minha vida. O que é a Causa e o resultado, o seu Efeito.

Então com essa poderosa Lei da Permissão, de cara, já não existe mais injustiça, eu mesmo permito que tudo venha pra mim, de bom a ruim, atraindo tudo pelo meu foco, pela minha total atenção não dividida. Se todos a colocassem em pratica, jamais precisaríamos de advogados, ou de políticos para criar todos os dias, mais e mais leis que acabarão um dia, fazendo de todos nós criminosos, por apenas sermos totalmente ignorantes sobre essas Leis e não sabermos usar a Lei da Permissão, o que não nos permite passar o dom da expectativa positiva para quem, nós realmente queremos passar, para quem nós amamos muito.

A Lei da Atração, como funciona?

- quarta-feira, 4 de julho de 2012

A Lei da Atração é muito simples, “semelhante atrai semelhantes”, e é só isso, mais nada… Ela funciona para todos mesmo, independente de suas crenças, ideologias, idade ou qualquer tipo de pessoa.

As pessoas não a observam, por justamente serem muito mais criadoras observadoras do que criadoras deliberadas. E então, tudo começa a funcionar no dia em que o ovulo de sua mãe foi fecundado pelo esperma do seu pai, naquele momento suas células já desejam, porém elas recebem influência das vibrações a sua volta, tudo que sua mãe sente, ela transmite essa vibração para as células, geralmente as gestantes dormem muito, justamente para que as células dos bebes possam operar seus desejos de formar a maquina humana perfeita, esse seu corpo fisico, sem a interferencia das vibraões de sua mãe.

O bebe recebe crenças de sua mãe ainda no ultero, porque tudo o que ela pensa ele copia, só que ele copia a vibração disso para experimentar, afinal ele veio a esse mundo para isso, experimentar. Então ao nascer, antes mesmo de falar, ele já cria coisas, apenas copiando vibrações a sua volta, seja dos pais, de seus parentes ou visitantes.

Enquanto criança somos muito mais livres, felizes e expansivos em todos os sentidos, porque isso é a sua ecencia, isso é inerente a todo ser humano. Até que chegamos a uma idade em que nossos pais, nos obrigam a deixarmos de ser criadores livres e deliberados, para sermos de agora em diante criadores observadores como eles e a grande maioria a sua volta. Então eles dizem copiem apenas o que nos dissermos que é o certo, e assim muitos levam sua vida sem saber que, poderiam criar tudo o que quisessem criar, aqui e agora.

Ainda na adolecencia, somos empurrados para as escolas que também querem que todos nos sejamos meros observadores, apenas copiar e repetir o que eles querem que observemos, e ninguém te diz que você deveria seguir sua felicidade, todos dizem, a vida é dura, tem que suar a camisa, muito estudo, muita luta, e você passa a dar um grande valor ao que nunca é, e nem mesmo será importante na sua vida, a luta pela sua sobrevivencia. Porque é isso que todos eles fazem, lutam para sobreviver.

Então, você acorda igualzinho aos seus pais, todas as manhãs, seu dia depende de suas observações do dia anterior e, principalmente no que você mesmo ruminou antes de dormir, se a novela ou o jornal da noite, o deixou com raiva, ou feliz, é assim que seu dia começa na manhã seguinte. Você dá proseguimento a vibração que parou antes de pegar no sono.

Então se você assistiu um bom filme, ou coletou durante o seu dia anterior, coisas boas para se lembrar, ao despertar, você intuitivamente se recorda daquilo, e assim começa a sua atração diaria, pela vibração que voltou a ser dominante, e você levanta legal, tudo começa bem. E se nada acontecer de ruim, se alguém não ligar a Tv ou a radio onde, certamente estará noticiando tudo de ruim que aconteceu nas ultimas semanas, seu dia continuará bem, até que seu foco vá para uma coisa que o faça se sentir mal, como a maioria não sabe que é nesse momento que se tem que dar um giro, voltar a pensar em coisas boas, ela deixa que esse sentimento ruim passe dos 17 segundos seguidos initerruptamente que ativa a Lei da Atração, para o que se está se sentindo agora.

E assim, a Lei da Atração agora ativou, o seu sentir mal, e ela começa a te dar pensamentos que ela coleta no seu próprio subconsciênte e também do consciênte coletivo, tudo que é semelhante a seus ultimos pensamentos, e assim você atrai mais pessoas que vão falar coisas semelhantes, e apareceram coisas semelhantes e eventos semelhantes.

E assim é a vida das muitas pessoas nesse planeta, elas vivem em ativar vibrações que observam durante o seu dia a dia, se observam coisas ruins, que é o que mais tem nos noticiarios e jornais, nos programas sensacinalistas também. Então, elas passam a vibrar mais disso, e atraem mais disso, se algo acontece de bom e ela consegue passar mais de 17 segundos focado nessa coisa boa, a sua vibração muda, o que é muito raro, a maioria nem passa dos 9 segundos, e volta a observar e procurar evidências da sua emoção ruim, e pode ter certeza que pela poderosa lei da atração, elas sempre encontram o que procuram…

O homem é o bicho mais teimoso e burro que eu já conheci…

- quinta-feira, 14 de junho de 2012

E foi assim que eu descobri que eu também sou o bicho mais inteligente dessa vida… Eu apenas me olhei no espelho e vi o contraste que eu mesmo era para mim mesmo…

Se todo mundo quisesse mesmo saber de verdade, qualquer pessoa encontraria em si mesmo toda a verdade de sua vida, todas as soluções, e realizaria todos os seus desejos de liberdade, de felicidade e expansão.

Mas você passa anos dentro de uma escola que, só ensina o que alguém já descobriu ser, ter ou fazer, e o mais ridículo, sem ele estudar nada, porra nenhuma, todas as grandes invenções, saíram de momentos onde o homem que a criou, quem recebeu a ideia pronta, tudo Já mastigado, ele apenas limpou a sua mente por momentos, ou passou a permitir, mesmo sem saber, ou ele se permitiu vir todo esse conhecimento da Fonte, ao simplesmente passar a apreciar mais qualquer coisa a sua volta. As vezes uma flor, outras uma pipa no ar, as marolas, ou uma bela mulher. Apreciar é o maior ato de permitir, o maior ato de toda a criação…

O Deus, Alá!, Buda, Eu Interior ou qualquer outra nomenclatura que alguém pôde arrumar para a Fonte, está sempre aqui dentro de mim, e eu era como um desses muitos idiotas que ainda pagam, para um babaca qualquer, para ele ser um intermediário de merda, que só me separava cada vez mais de mim mesmo, de quem eu realmente sou… eu era mesmo um grande e verdadeiro idiota…

Mas felizmente caiu a ficha… E foi ai que descobri que a vida é uma grande brincadeira, ninguém deve levar nada muito a sério, a não ser a sua própria diversão, a sua alegria. Descobri que a minha própria apreciação as coisas que eu mais gosto, é o meu próprio permitir, e sou eu mesmo quem permito tudo, cada coisa que venha pra mim.

Porque se eu não gosto de uma coisa, eu apenas zôo com ela, coloco logo uma placa “contraste”… E me pergunto… O que é que eu, realmente mais quero e que, vai me fazer ainda mais feliz? E o meu eu interior sempre vai direto a Fonte, trazendo tudo o que vai me fazer ainda mais feliz, aqui e agora…

E hoje eu sou realmente livre, posso gritar a todo pulmão, e dizer ao mundo que sou realmente muito feliz e estou em eterna expansão em todos os meus sentidos, aqui e agora.