Posts com a Tag ‘individualização’

O QUE É O TEMPO?

- domingo, 22 de maio de 2016

woman thinking O tempo é apenas mais um pensamento individualizado, uma vibração, um momento ou uma frequência diferente. da mesma e única infinita energia e informação de puro Bem Estar, ou de ausência do mesmo Bem Estar, que só existe nessa individualização. Como só o Bem Estar que também é o Agora existe, e nós somos apenas mais uma das infinitas ondas de probabilidades do pensamento, em forma de extensão, dessa mesma Fonte de Bem Estar em eterna expansão, aqui e agora, na linha de ponta do pensamento, e tudo é sempre mais, só se pode incluir mais, por tudo estar em eterna expansão. Essa ida e vinda simultânea a Fonte dessas infinitas extensões da mesma Fonte de Bem Estar, fazem com que nós sintamos. como se o agora fosse, mais momentos de mais Bem Estar, ou mais momentos de mais ausência do mesmo Bem Estar, mas é tudo acontecendo no mesmo agora, e nós só sentimos isso, por sermos momentâneos contrastes bifurcados, que por nossa individualização, somos diferentes do Bem Estar, que só é Bem Estar, agora! Sem existir ausência ou tempo.

A vida é uma simples repetição de momentos dessas infinitas probabilidades momentâneas de mais Bem Estar ou de mais ausência de mais Bem Estar. Somos nós mesmos que eternizamos tudo nessa vida ao continuarmos repetindo mais e mais pensamentos de mais Bem Estar ou de mais ausência, e é isso o que provoca diferentes frequências da mesma vibração que é o Bem Estar. Ao pensarmos em mais Bem Estar, sentimos frequências altas e pouca densidade, quando sentimos frequências baixas, encontramos mais densidade, a energia parece que para, que são as nossas emoções, as nossas sensações de mais ausência desse mesmo Bem Estar, que é tudo o que queremos sentir de tudo em tudo. Tudo o que temos de praticar mais é a sensação consciente e deliberada de mais Bem Estar, e parar de repetir mais pensamentos que retornem mais sensações de ausência desse mesmo Bem Estar. Tudo é energia, frequência e vibração de Bem Estar.

A vida perfeita que eu desejo agora…

- quarta-feira, 10 de setembro de 2014

rindo 4 Acordei ainda a pouco, lembrando do sonho que tive onde eu estava me divertindo muito num jogo onde eu podia escolher tudo o que eu queria viver agora. E o mais gozado é que eu me via deliberando apenas as coisas que eu mais queria. Porque quando eu percebia iniciar um pensamento sobre o que eu não queria, eu nem deixava chegar perto dos 17 segundos, eu imediatamente mudava o meu modo de pensar mudando de foco imediatamente e voltava a pensar apenas naquilo que eu mais queria sentir agora. Foi um maravilhoso e divertido sonho.

Acordei com isso na minha cabeça, e fiquei rindo ao pensar, em como era a minha vida em todas as vezes que eu fui muito mais racional do que feliz, na verdade eu apenas racionava sem motivo algum o fluxo, esse volume de energia e informação que deveria passar por mim, porque ele vinha de qualquer jeito e ainda vem naturalmente com todo e qualquer que seja o chamado dos meus desejos agora. E era apenas isso que limitava e sempre limitou a minha realidade, Sempre quando nós mesmo abrimos mão da nossa natural felicidade, então nós mesmos racionamos a energia que poderia passar por nós e criar infinitas possibilidades. Isso seria como a nossas duas mil tentativas para fazer uma lâmpada de merda, como Thomas Edison fazia por ter a crença na ação antes da felicidade. Sacou agora o porque das escolas endeusarem Edison e esconderam Nikola Tesla?

Toda a individualização é igual e limitada, e sempre por suas próprias crenças que ela mesma formatou, copiando vibrações ou repetindo pensamentos. Todos nós pretendíamos vir para essa linha de frente, nessa linha de ponta do pensamento para continuar cada um individualmente; a expandir-se e crescer e mudar tudo que quiséssemos com a nossa própria escolha. E vendo o saudosismo no Facebook, pessoas sempre colocando fotos suas mais jovens, me vem a pergunta.

Qual é a idade ideal? Os Abraham me respondem que… “É a idade em que eu finalmente entendi a minha liberdade, e eu finalmente entendi que sou livre para criar, e é a idade que eu estou no meu momento mais bonito.” E as pessoas perguntam, quais os padrões? Em outras palavras, quem decide a idade perfeita? E os Abraham dizem. Em vez de determinar o que é a idade perfeita, porque não decidir apenas o que o perfeito estado de ser é… E assim, depois descobrir que você pode encontrar o perfeito estado de estar em qualquer idade agora…