Posts com a Tag ‘Hunza’

PODERÍAMOS AINDA VIVER MAIS QUE O POVO DE HUNZA…

- sábado, 8 de julho de 2017

MULHER DE HUNZA O povo de Hunza vivia de 120 ou 140 anos; alegres, saudáveis e sem doença alguma, viviam felizes e se divertiam muito, suas mulheres com 65 anos tinham aparência de garotas de 20 anos, as mulheres pariam filhos normalmente aos 65 anos, os homens não ficavam doentes e nem acamados, os seus corpos não definhavam, eles agiam como jovens até baterem as botas na idade que eles decidissem parar de desejar mais. Tudo porque eles acreditavam que isso era possível e o normal para eles, e eles mesmos mantinham esse desejo vivo, eles simplesmente deitavam aos 140 anos para dormir e voltavam para o não físico. E olha que eles não sabiam que um chinês viveu feliz até os seus 256 anos. E nem conheciam a física Quântica e muito menos os Abraham…

E qualquer um ainda hoje, mesmo sem nascer e viver em Hunza, poderia realmente viver da mesma forma; confortável, alegre e saudável, sem jamais se importar com as circunstâncias, dando muito mais importância em manter o seu foco e atenção no seu natural Bem Estar, desde que mantivesse vivo os seus desejos, que é o que convoca a energia da vida através dele mesmo, ainda ativando pelo seu foco e atenção, apenas aquilo que mais quer. As pessoas até hoje, não morrem só porque o tempo passa para elas. Eles morrem porque elas mesmas não permitem mais, que esse espaço de espetáculos que é esse mundo lindo e maravilhoso, que chamamos de Terra, ainda as estimulem mais a mais decisões. A única razão pela qual as pessoas já morreram é porque elas pararam de tomar decisões sobre estar aqui, ou elas tomaram decisões sobre voltar a ser não físicos… “Os átomos tem de se comportar assim como é observado”. Isso não é uma filosofia barata, para criar mais uma religião ou apenas para ainda manter uma delas, isso é física Quântica…

O POVO DE HUNZA, ONTEM NA PRAIA…

- quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Hunza Eu estava falando com um amigo na praia sobre o povo de Hunza, que vivem até 140 anos ou mais, sem ter tido nenhuma doença, suas mulheres de 80 anos com aparência de 20 anos, mulheres engravidando com 60 anos, homens com 120 anos ainda fazendo o que qualquer jovem faz. Mas, a maioria do resto do mundo foi programada para esperar um declínio físico. E mesmo que seja algo que ninguém quer, ainda somos programados para ainda esperar mais disso que não queremos. E a própria física Quântica comprova que qualquer pessoa só encontra aquilo que ela mais observa. E assim todos recebem isso que elas mesmas mais focam e dão atenção, esse declínio indesejado, e isso é eternizado, não porque isso que eles ainda esperam seja a realidade que todos vivem, basta focar e dar atenção a Hunza. Mas, inevitavelmente todos vivem a realidade que cada um espera encontrar…

A ESCOLHA DA SUA REALIDADE É AGORA…

- sexta-feira, 20 de maio de 2016

drone tripulado Um criador deliberado e bem mais consciente de quem ele realmente é, sabe muito bem que, quando as coisas parecem estar dando tudo errado, quando aparece muitos e muitos problemas, como esses que a maioria já está vivendo, e cada vez mais coisas indesejadas e eventos estão pipocando mais, não só Brasil, mas no mundo inteiro. Uma extensão da Fonte em eterna expansão na linha de ponta do pensamento, como eu, sabe muito bem que isso é um sinal claro, de que infinitos desejos estão sendo lançados cada vez mais. E assim, mais e mais simultâneo e caudaloso está ficando o fluxo de energia e informação de Bem Estar, o que faz com que as pessoas que ainda estão muito resistentes ao fluxo, sentirem mais e mais essa ausência do Bem Estar, se sentindo muito mal e cada vez mais desconfortáveis com tudo isso que, essa sociedade ainda baseada na física Newtoniana, ainda tenta valorizar; políticas, religiões, ensinos, disputas, doenças, empregos e negócios.

Embora toda essa gama de novas informações, já estejam chegando até nós, por causa desse aumento dos nossos muitos pedidos novos e sendo assim, já estarem sendo mais disponibilizadas, novas e infinitas realidades paralelas, que já existem, poucas pessoas estão tirando proveito disso. Tudo por sermos seres muito perceptivos e com muitos pontos de vista diferentes. Não importando quanta informação chegue até nós. Ninguém pode ver além dos limites vibracionais em que ele mesmo está agora. Ninguém pode ver ou viver uma experiência ou uma nova realidade, fora dos limites de suas próprias crenças individuais. E como sabemos que uma crença é apenas, os pensamentos semelhantes mais pensados, esses que mais repetimos no nosso dia a dia, é bem mais fácil ver que. muita gente ainda não percebe, quem dirá enxergar que, já existem novas fontes de energia limpa e de graça, e muito mais pessoas estão ficando mais livres das religiões e suas escolas Newtonianas, por já estarem entrando nesse novo mundo Quântico.

Aparelhos e aplicativos que já traduzem e ainda corrigem idiomas. Muitos garotos fazendo fortunas com seus aplicativos, nunca se teve tanta informação disponível e tão rápida pela Internet; Carros que andam sem motoristas, aparelhos que se recarregam eternamente sem bateria, carros que voam, drones tripulados, smartphones maleáveis e holográficos, pessoas curando doenças como o câncer apenas com suas próprias energias, pessoas vivendo até 120 ou 140 anos, com aparência de jovens, sem doenças, sem definhar e sempre muito felizes. São infinitas novas realidades sendo acessadas agora, e isso não tem mais volta. Ou as pessoas seguem com o fluxo de energia e informação de puro Bem Estar que é; simultâneo, ininterrupto em eterna expansão. Ou elas ainda vão sofrer muito mais, vivendo mais todo esse mundo limitado pelo medo da falta do que nunca existiu. Só o Bem Estar existe, tudo mais é ausência desse mesmo fluxo de Bem Estar.

Tudo prospera e é abundante…

- quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

extensão da consciência Só existe a vida que é eterna. Só existe a energia/informação de Bem Estar em eterna expansão. Tudo mais que não for isso, é apenas o meu próprio sentimento nas frequências baixas e densas, da ausência gradual da própria energia de Bem Estar em qualquer coisa focada, aqui e agora. Eu nasci com um inerente sistema de orientação emocional, uma especie de GPS emocional, que me mostra claramente quando eu mesmo desvio o meu foco e a minha atenção daquilo que sempre é prospero e abundante em tudo, o natural fluxo de Bem Estar. E sempre essa ausência de Bem Estar, causará ou provocará em mim, mais emoções negativas, me mostrando que estou me desviando do caminho de menor resistência ao meu natural fluxo de energia e informação de puro Bem Estar.

Eu jamais posso ir contra a ampla compreensão da natureza do meu ser que é; eterno, prospero e abundante, sem me sentir mal no momento. Porque estar focado e dando uma atenção qualquer para a falta de; saúde, de dinheiro ou até de mais um dia a mais, para ser ainda muito mais feliz, agora, é totalmente contrário a minha natureza eterna que é abundante e que sempre prospera, seja quando o meu foco e minha atenção está sempre no Bem Estar que existe em todas as coisas; pensamentos, pessoas, coisas e eventos, ou quando está na falta ou ausência de Bem Estar que também existe em qualquer coisa. Mas, quem sempre escolhe no que focar e dar a atenção, sempre sou eu e mais ninguém. Ninguém tem esse poder sobre mim. Sou eu quem faço tudo ser sempre mais prospero e abundante na minha vida, tanto o que não quero como tudo aquilo que eu ainda mais quero, e isso nunca terá um fim… A escassez só existe na mente do ego resistente ao seu natural fluxo de mais Bem Estar…

AS PAZES DO “EGO” COM O MEU “EU INTERIOR”…

- segunda-feira, 14 de setembro de 2015

mente humana O ego sempre tem uma visão muito limitada das coisas, ele depende daqueles poucos pensamentos repetitivos e envolvidos com uma forte emoção ligada ao Bem Estar ou a falta desse mesmo Bem Estar. Quando o ego não faz as pazes com seu eu interior que é ilimitado, tendo acesso a toda e qualquer informação do Universo, que tem uma visão do mundo inteiro, e não só da cidadezinha que o ego está vivendo. A vida dele passa a ser apenas mais do que é. Muitas das vezes continua a seguir falsas premissas, e apenas com suas poucas e velhas crenças que só o permitem ir até onde elas tem validade. São pessoas que só vivem mais o que é… Elas só enxergam a sua realidade.

Veja como isso é simples de se conceber, uma pessoa que tem crenças muito resistentes que pensa que o fazer supera o seu desalinhamento com o Bem Estar, vive com mais stress e fica muitas vezes doente, isso é a sua crença de que isso é normal. Essa mesma pessoa quando entra em contato com pessoas que tem crenças bem mais libertadoras, que, vivem tendo saúde a vida toda, onde as pessoas ficam até 80 anos com aparência de 20, que engravidam com 65 anos, que são felizes o tempo todo. Mesmo isso sendo comprovado com a descoberta do povo de Hunza que acredita e assim, tem essa realidade tão diferente. Em vez delas mudarem de crenças, elas preferem ignorar tudo isso que é o que todos querem, e preferem voltar a falar e repetir muitas e muitas vezes, mesmo se sentindo mal, como a vida dela ainda é.

Durante o tempo que fui dirigente budista, eu ria muito sobre essa separação do ego e o meu eu interior. Eu sentava e contava uma historia real para uma garotada avida por coisas novas, alguns viajavam mais longe do que eles já haviam ido na sua imaginação. O semblante deles mudavam, eles vivenciavam e assim aquilo poderia ficar vivo dentro deles se eles realimentassem mais pensamentos semelhantes aqueles. Mas, logo acabava minha historia, e já vinha um dirigente veterano dizendo, todo mundo gostou da palestra do sr. Eduardo Billy, mas agora vamos estudar budismo… Como se existisse algo que não fosse um caminho para a iluminação. A maioria ainda repete mais as historias que foi vivida por pessoas em pequenos vilarejos, como é o caso de Buda e de Cristo, e repetem mais a historia dos piores momentos em que eles não estavam alinhados, e querem só com essas poucas informações, conquistar o mundo, como pode, sem ter uma visão ampla?

VIVER É DESEJAR SEMPRE MAIS…

- quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Hunza Toda vez que você quiser alguma coisa e alcançar uma harmonia vibracional com essa coisa e deixa-la ou permiti-la vir até você, você não só ganha a satisfação de ter realizado esse seu desejo, como você também ganha uma nova perspectiva a partir da qual passa imediatamente a desejar mais coisas. Lendo isso que os Abraham nos relembram, eu fiquei pensando no povo de Hunza. Enquanto eles não tinham contato com a nossa civilização, eles mesmos criaram suas crenças e dentre elas tem a que eles viveriam bem, sem declinar nem na sua saúde como no seu físico até os 120, 130 ou 140 anos, eles mesmo limitaram essa idade de vida, eles dormiam e batiam as botas, apenas porque era até onde as suas crenças os permitiam ir…

Mas, assim que um médico pesquisador se infiltrou entre eles, com a sempre famosa desculpa de tentar entende-los e estuda-los, como fizeram com os nossos índios. Mas, ainda com o seu EGO inchado e muito mais resistente e limitado, em vez de aprecia-los, começou a fazer com que os jovens de Hunza pensassem em; Como? Onde? Quando? Tudo isso que já era mais do que natural para eles, como tudo isso começou a funcionar. igual como ainda fazem hoje com as nossas crianças nas nossas escolas, e em Hunza não havia escolas, por isso eles tinham essa crença menos limitada, menos resistente ao Bem Estar. E o ego resistente do pesquisador que, com certeza ou não sabia nada ou não aceitava a física Quântica, que confirma que os átomos vão sempre tomar a forma que o observador pensar, logo disse que tudo aquilo de maravilhoso, era fruto da sua alimentação e seus costumes. Mas, a verdade é que tudo só funcionava bem, por causa das crenças que essas pessoas tinham sem ter duvidas. Tanto que os jovens que saíram e vieram a nossa civilização de EGOs inchados, passaram a acreditar mais, nas resistências ensinadas a tudo o que eles mesmos já tinham, que era o seu próprio Bem Estar. E mesmo assim, aqueles que voltaram e continuaram com seus antigos costumes e alimentação, também começaram a declinar em tudo, como os que ficaram na famosa “civilização educada”, confirmando ainda mais a minha tese de que as escolas só emburrecem mais o ser humano.

ENTORTANDO A CABEÇÃO DOS MEUS AMIGOS PROFESSORES…

- quinta-feira, 9 de abril de 2015

Hunza O ego só é resistente ao fluxo de energia e informação de Bem Estar, quando ele começa a; pensar, sentir e focar em coisas que não lhe retornam mais Bem Estar. Só o fluxo de energia e informação de Bem Estar existe. Tudo mais é sua própria resistência ao mesmo fluxo de Bem Estar. O povo de Hunza, onde as pessoas vivem bem mais de 120 anos sem muitas doenças, com pessoas de 80 anos com aparência de jovens, tudo por elas não; pensarem, sentirem e focarem em doenças. Por elas não se focarem em resolver problemas que ainda não existem, enquanto não se observar e focar em pensar neles, porque ao se; pensar, sentir e focar, ele vai existir de qualquer maneira, é Lei. A coisa é simples, tudo o que se procura se acha. Agora é pura física. Na física Quântica os átomos sempre darão a forma que o observador pensar. Isso vai contra a nossa cultura de viciar as pessoas em pensar mais nas realidades que elas observam, em pensar mais e sentirem agora, o que elas sabem que não querem, e assim elas mesmas criam apenas mais do que elas não querem, para elas mesmas ficarem perdendo seus momentos de felicidade em criar e expandir mais felicidade, para ficar em salas para aprender a desfazer o que eles mesmos criaram ao, pensar, sentir e focar mais, no que eles mesmos não queriam experimentar em vez de simplesmente sentir mais o Bem Estar…

NOSSOS PAIS E NOSSOS FILHOS TAMBÉM SÃO RESPONSÁVEIS…

- terça-feira, 7 de abril de 2015

DOW E AUTISMO Todos nós somos os únicos responsáveis pelo que nos acontece e pelo que temos agora. Nossos pais desejaram experimentar a vida que eles tem hoje ou a que tiveram, ou eles teriam desejado e conhecido o povo de Hunza, onde é normal as mulheres terem filhos com 60 ou 80 anos, homens de 120 anos se divertindo (trabalhando) e com aparência de 45 anos, sem doenças graves, onde se morre naturalmente e bem mais velhos e não por doenças ou definhamento físico. Somente os mais jovens de hoje, que se viciaram na nossa realidade e que mudaram seus hábitos de; pensar, sentir e focar, e que já morrem bem mais novos e tem já algumas das nossas doenças, apenas por mudarem seus hábitos. Ou seja; os nossos pais não desejaram; viver bem, com saúde e envelhecer com saúde, do mesmo jeito que os jovens de Hunza que receberam influência dos americanos e ingleses, que descobriram essa coisa maravilhosa de viver sem; doenças, guerras e competições, acabaram levaram para lá, como fizeram com os índios, essa coisa de se esperar pelo declínio físico. E sendo assim, o resultado é o declínio de quem espera, afinal todos nós temos o que esperamos ter… E assim muitos dos nossos pais quando chegam ao senso da conclusão, do dever cumprido, eles definham, eles mesmos esperam adoecer e morrer, a sociedade os fez pensar assim, e nós filhos e parentes ficamos tentando segura-los aqui, mesmo os vendo sofrer mais. Nos devemos desejar vê-los sempre felizes, livres para ir na hora que eles quiserem, e não sermos sádicos em querer vê-los sofrer mais, com se isso nos trouxesse mais felicidade. Só eles mais felizes, nos trazem mais felicidade…

E com os nossos filhos é a mesma coisa, eles sabiam onde e de quem eles iriam nascer, suas células antes mesmo de se formado o cérebro do bebe, já desejavam, tudo é feito das mesmas energias em diferentes; frequências, vibrações e densidades, todas as formas vieram dos átomos. Se alguém nasceu com uma síndrome ou uma outra doença ou até uma deficiência física, nunca é culpa dos pais. Todas as células são autoconscientes, eles também desejam, nossos filhos já desejam a partir da oitava semana de gravides quando seus cérebros já estão formados. Eles copiam vibrações, da mãe, do pai e das pessoas que mais ficam em volta interagindo com o seu mundo ainda pequeno. Ao nascer seus desejos são aflorados em querer experimentar mais de tudo. São os pais que tentam limitar sua; liberdade, sua felicidade ilimitada e sua expansão. Mas, eles já desejam e portanto já são totalmente responsáveis pelo que vivem. Tudo o que eles tem é fruto do desejo de experimentar, quem definiu o que é bom ou o que é feio foi a sociedade e somos nos que tentamos faze-los pensar igual. Porque para uma criança feliz, tudo é apenas mais uma experiência, nenhuma circunstância importa. As crianças mais felizes e que continuam sendo bem mais felizes, são as que se rebelaram, e assim depois de anos tendo de resistir o vicio dos pais em realidade, em voltar a dizer e repetir muito, o que a vida já é, e eles mesmos só contarem como a vida delas já é e como tudo já são agora. Elas então viram crianças especiais; gênios, seres iluminados ou crianças índigos. Ou os autistas e outras como as que tem síndromes como a de Down, que seus pais não podem controla-las nunca. Mas, até isso é uma escolha pessoal dela e nunca sua.

EU MESMO ME PROGRAMO PARA O SUCESSO, OU SÓ PARA SOBREVIVER…

- sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

MULHER IDOSA EM HUNZA É sempre eu mesmo quem me programo para tudo, seja para o sucesso ou para apenas sobreviver mais, esperando a hora de bater as botas chegar, sem muito experimentar. E eu mesmo me programei com todas essas experiências passadas por; meus pais, professores, religiosos e os mais velhos que se dizem experts, só que eles são ou eram bem mais experientes na realidade que eles mesmos criaram, se programando com seus antecessores que também esperavam por isso. Por isso até hoje a maioria ainda espera o seu próprio declínio físico. Ainda que seja uma coisa que ninguém deseja. Mas se tornou uma coisa normal se pensar assim, eu estava numa palestra muito interessante no GEAD Recife, quando o psicologo Luiz Schettini, soltou essa falsa premissa, que todos temos que definhar, as vistas, os ossos e tudo mais com a velhice. Então, todos que esperam isso terão o que eles esperam. Não que o que eles esperam seja a realidade imutável ou a que todos vivem, tem lugares como Hunza, que as mulheres tem filhos até com 80 anos, tem homens que se divertem plantado como se fossem jovens com 120 anos, eles não definham, eles saem dessa experiencia quando querem e como querem. A verdade é que, todos vivem a realidade de tudo o que eles mesmos esperam dessa experiencia momentânea de vida.