Posts com a Tag ‘Friburgo’

O PORQUÊ DAS COISAS…

- domingo, 23 de junho de 2019

eu-e-danilo Eu nasci em Nova Friburgo, uma cidade serrana do Rio de Janeiro, um lugar muito frio e em uma família meio complicada e ainda Testemunhas de Jeová e bem pobre financeiramente. E mesmo assim, eu vivia me divertindo no meio disso tudo, vendo todas aquelas cagadas que eles faziam com suas vidas e com as suas as crianças. Eu já sentia alegria vendo tudo isso acontecendo bem na minha frente…

E eu comecei a minha expansão a partir daí. E foi vendo o crescimento disso tudo que eu não gostava, que eu decidi e escolhi algo bem diferente disso para viver, ainda pequeno, isso ainda com os meus 8 anos de idade. Tudo pelo desejo de produzir mais pensamentos que me levassem a me sentir melhor, nunca importando as circunstâncias, até eu me tornar muito mais; alegre, livre e divertido, já aos meus 13 anos…

E foi quando eu sai de casa e fui morar só em Manaus, lá em cima, na outra ponta do Brasil, sem conhecer ninguém além do meu pai. E hoje eu sei que eu sou quem eu sou hoje, porque eu nasci na família em que eu nasci, na cidade em que eu nasci e nas condições que eu nasci e ainda aprecio tudo isso que me fez; ser quem eu sou, ter o que eu tenho e a fazer o que eu faço, aqui e agora, me divertindo ainda mais…

O ACESSO AO MELHOR SENTIMENTO…

- sexta-feira, 17 de maio de 2019

DODGE 2 Encontrar o melhor sentimento que eu tenha acesso no momento, em toda e qualquer circunstância ou evento, principalmente os indesejáveis, é uma arte. E eu pratiquei isso desde muito jovem. E agora eu sei que, alcançar o melhor sentimento pelo qual eu tenha acesso agora é uma jornada permanente e, é isso o que me coloca, momento a momento, no meu natural fluxo de Bem Estar…

Eu me lembro, de estar trabalhando no Rio de Janeiro e morando em Friburgo, eu ainda não tinha carro, sonhava com um, então nessas horas em que eu era obrigado a passar viajando, é um saco ter de passar duas horas e meia para descer a serra e mais duas horas e meia subindo, todos os dias, fora os deslocamentos para as rodoviárias. Mas, eu não perdia o meu tempo. Eu sentava sempre lá trás e na janela, fixava o meu foco no horizonte e procurava algo que me desse acesso a um melhor sentimento…

Eu sonhava acordado e já sentindo, tudo o que eu fui realizando, um por um. O carro dos meus sonhos, um Dodge Charg, vermelho com teto de vinil preto. Ter dinheiro para fechar boates, onde aquele dia só entrava quem eu convidasse. Montar o meu próprio negócio em Friburgo, onde eu não teria mais que viajar a negócio, só a lazer. Eu procurava pensar em tudo que fosse um acesso a um melhor sentimento. Era uma coisa tão louca, tão gostosa que, tinha dia que eu não queria que a viagem terminasse…

EU PENSO E TENHO O QUE SINTO…

- quinta-feira, 9 de maio de 2019

praia Boa Viagem Eu pratico todos os dias a “arte de permitir”. O que significa eu mesmo alcançar um pensamento que me parece melhor, não o pensamento que é o pensamento real, não o pensamento que está dizendo como já é. Contar como é, apenas me segura onde estou agora: Eu ouço as pessoas dizerem. Que droga cara, eu vou dizer como é. Eu vou continuar dizendo como é, porque todo mundo quer que eu diga como é, eu não posso fugir da realidade…

Eu penso assim. Eu só digo como é, se eu já estou gostando de como é. Mas se eu não gosto de como é, então eu não digo como é. Eu digo como eu quero que seja. E sempre quando eu digo apenas o que quero que seja, isso o tempo suficiente para isso se tornar um padrão vibracional, eu mesmo começo a sentir como eu gostaria que isso fosse. E quando eu sinto como eu quero que seja, tudo é sempre como eu quero que seja…

E foi assim em Friburgo, quando eu ainda dizia que ela ia ser a “Capital da Moda Intima”. E vem sendo assim também no Recife, eu dizia que queria morar em Boa Viagem, em um prédio novo com piscina e um lindo visual. E é onde eu moro hoje. Eu dizia que queria uma melhoria no transito e na segurança. Saíram duas favelas e no lugar fizeram a “via Mangue”, melhorando o transito e ainda criaram um acesso direto a minha rua. Eu queria uma barbearia descente, hoje tenho várias, eu nem precisei montar uma. Eu dizia que queria uma praia ainda mais limpa, uma orla ainda mais bonita e, com novos equipamentos de lazer e até com uma linda ciclovia. E eu ainda ganhei dinheiro me divertindo com isso tudo. E é exatamente isso tudo o que eu tenho hoje. Tudo isso em apenas poucos anos…

FOCO NO PROBLEMA NUNCA TRÁS SOLUÇÃO…

- domingo, 24 de fevereiro de 2019

foco Se alguém pretende ser útil a sociedade, o seu olho jamais estará nos problemas, mas sim na solução que a sua inspiração lhe traz, e isso é completamente diferente. Quando alguém procura uma solução, ele está sentindo uma emoção positiva, mas quando está olhando para um problema, está sentindo uma emoção negativa…

Eu sei disso, porque eu já vivi isso, na pele. Friburgo se tornou “A Capital da Moda Intima”, porque eu pensei e fiz todo mundo pensar nessa solução, para uma cidade, antes de grandes fabricas, a maioria voltadas para o setor de automóveis, mas que estavam falindo uma atrás da outra…

A solução para o Brasil são as pessoas que já inspiradas tragam soluções, e nunca ficar discutindo o que tem de errado, nem aqui e muito menos na Venezuela. Veja onde o foco das pessoas estão, sempre nos problemas, naquilo que elas não querem e esses pensamentos entram em uma sincronicidade que eterniza essas coisas indesejadas. Cabe agora, cada um, individualmente, escolher mais, onde colocar o seu foco, naquilo que mais vai dar a sua poderosa atenção, por pensamentos viram coisas…

APRECIO TUDO O QUE JÁ ME TORNEI…

- quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

adoro praia Só mesmo quem já sentiu isso na pele, entende e aceita isso como verdadeiro, a maioria choraria, se descabelaria e se sentiria mal. Os Abraham dizem… Se todos vocês, quando voltassem para casa hoje, descobrissem que suas casas haviam sido destruídas, ficariam mais felizes nos; dias, semanas e meses, que se seguiriam, do que se você fosse para casa e tudo estivesse normal, porque isso causa mais foco de desejo. Há todo esse material fresco derramando através de você. É como abrir espaços para nova concessão. Se todos os remanescentes de sucesso se foram de você, ainda assim, você permanece como a culminação de tudo o que já se tornou…

Eu já passei por isso várias vezes em minha vida, já aos 8 anos meu pai nos mudou de cidade, e foi uma alegria criar tudo de novo; novos pensamentos, amigos e novos lugares de diversão, quando estávamos acostumados em Niterói, meu pai nos levou para morar em Manaus, quando tudo estava maravilhoso, meus pais se separaram e minha mãe nos levou de volta a Friburgo, quando tudo estava quase no lugar, eu voltei para Manaus, e aos 13 anos eu sai de casa, fui literalmente morar na rua, quanta liberdade eu senti, quanta felicidade eu experimentei, eu me senti muito poderoso, e assim, eu mesmo já voltei a largar tudo o que construí para trás, muitas outras vezes, e hoje vivo pelas praias de Pernambuco, e sem arrependimentos…

Eu tenho sido uma criação que, está em eterno processo de mais criação, e aqui estou eu, posicionado como mais esta extensão, da Fonte de Bem Estar, em eterna expansão, aqui e agora, na linha de ponta do pensamento, mais claro, mais focado e mais rápido do que nunca. O que significa que eu já posso tomar o meu próximo suspiro de desejo e entrar em meu próximo lugar de permissão, e tudo o que eu já tive, é dez vezes mais. Eu jamais posso ser menor do que eu já me tornei, no meu mundo não existe exclusão, só mais inclusão. Eu estou me melhorando a cada dia, fluindo junto com tudo o que está sempre melhor, abundante e prospero…

MINHA FILHA E A CAPITAL DA MODA INTIMA…

- segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Nayana e netos Eu sozinho imaginei, visualizei e verbalizei essa minha nova história, a minha cidade sendo a Capital da Lingerie, mesmo com os próprios confeccionistas não acreditando nisso, muitos riam na minha cara, e com o tempo eu mesmo passei a acreditar mais, nessa minha nova história e, quando isso aconteceu, as evidências fluíram rapidamente para a minha experiência e como não existia nenhuma loja na cidade, eu montei o primeiro supermercado de moda intima, para ser o cartão de visita das confecções de minha cidade. E hoje ela é reconhecida até pelo estado do Rio de Janeiro, que já lhe conferiu esse título oficialmente…

Hoje eu lendo Abraham eu sei que uma crença é apenas um pensamento que eu mesmo continuo pensando; e quando minhas crenças correspondem aos meus desejos, então meus desejos devem se tornar a minha realidade. E eu estava conversando com minha sogra Margô em Salvador, sobre sua saúde. Isso não é só com as coisas, é com a nossa saúde também. Não há corpo físico que não possa melhorar, nem importa quais sejam as condições, sem essa de que não se pode alcançar uma condição melhorada de vida. Nada mais em sua experiência, responde tão rapidamente quanto o seu próprio corpo físico aos seus padrões de pensamento…

A minha filha Nayana, tinha dois meses quando começou a desmaiar ao mamar, baterias de exames, comprovaram que ela tinha o coração grande e deitado, e os médicos diziam que, se ela sobrevivesse até os dois anos, a minha filha teria de se operar de qualquer jeito. Eu levei uma semana meditando, limpando minha mente dos pensamentos do ego, e no “momentum” em que eu limpei e vi minha filha, linda e maravilhosa, com uma saúde de ferro, eu me levantei e mandei fazer todos os exames novamente, e para o espanto de todos, menos o meu, ela já não tinha mais nada, Nayana já me deu três netos e nunca teve mais nada e nem se operou do coração…

A VIDA É AGORA…

- segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

ano novo Esse fim de ano eu não fui em Friburgo, as pessoas de lá são muito saudosas, vivem mais relembrando o passado, eu encontro com amigos na praça, na lanchonete ou nos restaurantes, e lá vem eles falando da época tal, encontro com mais gente e eles querem lembrar o que eu fiz há mais de 30 anos atrás. E eles ainda adora falar em problemas da cidade. Eu vou logo dizendo, eu não resolvo problemas, eu mudo de pensamentos e todos os problemas vão embora sozinhos…

E realmente não há nada para eu voltar a viver ou consertar, ou até sentir um arrependimento agora. Cada parte da minha vida se desenrolou da maneira correta. E então agora, sabendo tudo o que eu sei, de onde eu estou agora, exatamente agora. O que é que eu quero? As respostas sempre estarão chegando agora para mim. Eu só tenho que estar mais consciente e me permitir mais e sair em alegria, prosseguindo apreciando mais, tudo isso que já vem por aí…

O PODER DO PRAZER AO IMAGINAR…

- quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

DODGE 2 A minha vida toda, isso desde criança pequena, eu já agia um pouco menos e pensava um pouco mais. Eu passava horas visualizando o que eu queria e isso era muito prazeroso e eficiente para eu conseguir tudo o que eu queria. E hoje ter acesso aos Abraham ainda me relembrando isso, é fantástico, porque eles confirmam que eu não tinha mesmo que parar de agir, para procurar fazer tudo em minha mente. E mesmo hoje, basta eu passar pelo menos uns 9 ou 15 minutos, em qualquer parte do dia que eu escolher, mesmo que eu ainda esteja fazendo horas e horas de ação física para ainda manter essas coisas físicas, que eu mesmo reuni ao meu redor, mas sempre ainda disposto à encontrar prazer em algum momento de visão…

E eles me dizem que se eu dispor desses 9 ou 15 minutos, eu mesmo estarei encontrando nesses momentos de mais prazer, o meu “momentum”, o que causará uma focalização dessa Energia dentro de mim, do que o Universo irá prontamente realizar ao meu redor. E realmente eu já tinha percebido que eu sempre fui muito mais produtivo, por causa desses 15 minutinhos de visualização, do que nas minhas 16 horas de ação física, e muitas vezes até se prazer…

Eu me lembro que essas coisas muito malucas, essas coisas que as pessoas ainda chamam de “milagres”, sempre acontecia comigo, depois desses meus momentos de imaginação prazerosa. Eu me lembro de uma época em que eu ainda não tinha o meu primeiro carro, eu vi um advogado passeando em seu Dodge Charge vermelho sangue e teto vinil preto, coisa mais linda, e ele era o defensor público de minha cidade, eu me apaixonei pelo carro que ele só usava para sair nos fins de semana, para dar umas voltas pela cidade, eu trabalhava no Rio e morava em Friburgo, eu aproveitava as 2 e 40 minutos de viagem, sempre escolhendo a cadeira da janela lá no final do ônibus, e ia todos feliz sonhando, até que em poucas semanas depois, eu ganhei tanto dinheiro que, fui no fórum da cidade e comprei o carro desse advogado, o carro dos meus felizes e prazerosos sonhos lúcidos…

APRECIO VER A VIDA MELHORAR BEM NA MINHA FRENTE…

- terça-feira, 6 de novembro de 2018

quiosque-praia-boa-viagem-recife-pe A vida sempre funcionou muito bem para mim e sempre estará funcionando ainda melhor para mim. Eu gosto de perceber que as coisas estão sempre evoluindo, e embora existam muitas coisas que poderiam ser ainda bem melhores onde estou, isso já não é realmente um problema para mim porque “onde estou”, tudo está mudando constantemente para algo ainda melhor…

Foi assim quando sai de Friburgo nos anos 70 e fui morar em Manaus, foi assim quando voltei para Friburgo e a transformei na “Capital da Moda Intima” tirando minha bela cidade da falência financeira. Quando cheguei em Recife a orla era linda, porém, mal cuidada, eu desejei sua melhora e hoje é a orla mais linda e bem cuidada do Nordeste, com ciclovia, equipamentos novos, barracas de coco novas e tudo sempre melhorando ainda mais…

Eu gosto de saber que, enquanto procuro as melhores coisas ao meu redor, onde eu estou agora, pode ser até um belo café da manhã, carros novos e importados e até ruas mais bem cuidadas, essas coisas se tornam mais predominantes na minha experiência. É divertido saber que as coisas estão sempre funcionando muito bem para mim e enquanto eu vejo mais e mais evidências disso pipocando bem na minha frente. Eu sempre vejo mais evidências disso literalmente todos os dias…

A OPINIÃO DOS OUTROS…

- terça-feira, 23 de outubro de 2018

feliz escolha A opinião dos outros é sempre menos importante que o meu próprio sistema de orientação pessoal, esse meu GPS emocional, o qual eu nasci com ele, tanto que eu sai de casa com meus 13 anos, ainda um muleque e fui morar na rua. Eu nunca pretendi usar e nem mesmo usei as opiniões de meus pais para avaliar minhas crenças, meus desejos ou minhas ações, a fim de determinar a adequação as crenças deles. E olha que eu estava em uma cidade e em um estado completamente longe da minha cidade natal. Eu nasci em Friburgo e sai de casa em Manaus, não existia Internet, nem smartphone e eu ainda sem dinheiro…

Eu nunca abandonei as minhas escolhas, nem mesmo pensei em algum momento em sobreviver, eu sabia, eu ainda me lembrava, mesmo muito tempo depois de nascer, que era a relação entre a opinião ou conhecimento da Fonte dentro de mim e meus pensamentos atuais, em qualquer momento, que me ofereceria a orientação perfeita na forma de minhas emoções. Eu nunca pretendi e nem permiti substituir o meu Sistema de Orientação Emocional, com as opiniões de meus pais, mesmo se eles estivessem em harmonia com o meu próprio Sistema de Orientação Emocional, no momento deles tentarem me guiar…

Sempre foi muito mais importante para mim reconhecer a existência de meu próprio Sistema de Orientação e utilizá-lo, do que ser considerado um garoto corretinho ou obter aprovação das outras pessoas. E o mais gozado de tudo é que eu só fui conhecer os Abraham através da Esther e Jerry Hicks há uns vinte anos atrás, quando comecei a me perguntar se eu estava só. E eles só me relembraram que, o que eu tinha feito em minha própria experiência de vida era o certo. Hoje eu tento total clareza de que é o meu foco alegre, que ativa tudo o que eu mais quero, meu foco com ausência de alegria, apenas faz eu resistir ainda mais ao meu natural fluxo de Bem Estar. E o mais importante, tudo aquilo que eu dedico a minha poderosa atenção, seja isso indesejado ou muito desejado, jamais importa, isso sempre será cada vez mais em minha vida, porque é assim que o Universo se expande…