Posts com a Tag ‘folia’

A VERDADEIRA ALEGRIA, A FELICIDADE, ONDE ESTÁ?

- sábado, 18 de junho de 2016

recifolia Em perceber e conceber que eu não nasci para fazer nada acontecer, nem consertar nada, muito menos excluir algo. Eu nasci aqui e agora, para fazer isso aqui ser apenas um pouco melhor. Tudo já seria muito melhor, se cada um de nós estivéssemos apenas fazendo algo melhorar, apenas um pouco. Essa competição desenfreada, essa luta e esforço sem gloria para se chegar lá, só deixa as coisas sem mais diversão e sem mais alegria. E olha que a vida é suposto ser divertida. Veja o nosso futebol, esquecemos de nos divertir com as jogadas, com o futebol arte, em troca dos títulos, e hoje não temos nenhum e nem outro. O nosso carnaval mesmo é a mesma coisa, Olinda já foi um dos melhores carnavais irreverentes que já se teve no Brasil. Veio os políticos idiotas de plantão, e o que fizeram em tentar arrumar o que era só para ser mais divertido? Acabaram com o melhor carnaval do Brasil. Boa Viagem também era uma das melhores micaretas do Brasil. e hoje já não se tem mais diversão para a garotada na orla de Boa Viagem. Os velhos rabugentos e doentes, ainda vivem tentando excluir mais, o que lhes incomoda, a alegria e e diversão da juventude que eles apenas sentem mais saudades.

Desejos conflitantes…

- terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Se todo desejo é realizado. Como fica se o que eu quero e o que você quer, estão em conflito? Se você quer chuva, e eu acabei de desejar um Sol maravilhoso para ir a praia… como é que isso funciona? Se você vai se concentrar sobre a essência do que você quer, “a chuva refrescante”, e eu vou me concentrar na essência do que eu quero, um dia maravilhoso na praia… e se, qualquer um de nós, não ficar muito envolvido, nas especificações, nos detalhes de como você acha que você quer que o seu desejo seja realizado agora, então ambos desejos podem ser completamente satisfeitas. O Universo tem a capacidade e a facilidade de orquestrar circunstâncias e eventos para acomodar a todos.

Eu mesmo já cheguei na praia de Boa viagem e todo mundo já estava indo embora, até os barraqueiros que trabalham na areia, com suas cadeiras e guarda sol, eles vendem cervejas e refrigerantes, já estavam recolhendo tudo. Então perguntei para um deles, se fizer Sol você ficaria? Ele disse que sim, mas, disse que seria muito difícil porque as nuvens já se formaram. Eu apenas sorri e disse, fica frio meu chapa, me de uma gelada e me aguarde. Ele continuou a arrumar suas coisas, e eu apenas comecei a fazer, a minha viagem emocional, o meu fechamento de lacunas emocionais, de onde eu estava, em um dia na praia com o tempo fechado, até um dia de Sol, o que levou apenas um pouco mais que 68 segundos. Então abri a minha latinha e chamei o barraqueiro, e lhe ofereci um copo, e começamos a conversar sobre as coisas mais agradáveis, que eu sabia que nós dois gostávamos; cerveja, carnaval que está chegando e a mulherada bonita que vem de fora, e de repente um mormaço se abriu, logo depois uma nuvem jogou uma chuvinha bem leve por uns dois minutos no máximo e o Sol se abriu, nós olhávamos para o Pina e para Prazeres em Jaboatão, e o temporal caia solto, e nós em baixo de um Sol maravilhoso tomando umas geladas.

Agora! Se alguém ficar especificando demais o seu desejo, você mesmo vai começar a criar resistências ao seu próprio desejo, porque ao confrontar com o meu desejo, isso lhe criará duvidas que, com certeza vai gerar uma vibração muito diferente, a vibração do seu desejo. Você mesmo se distanciou da frequência exata do seu desejo, que pode estar agora com estáticas, ou até com a vibração na frequência da falta do seu desejo.