Posts com a Tag ‘fé’

EU GOSTO, EU ADORO QUE ME APRECIEM…

- domingo, 10 de março de 2019

esther-hicks O apreço e o amor-próprio são as maiores e melhores ferramentas mais importantes que eu mesmo poderia nutrir agora. A apreciação dos outros e a apreciação de mim mesmo é, a correspondência vibracional mais próxima da minha Fonte de Energia de Bem Estar, do que qualquer coisa, jamais testemunhada em qualquer lugar desse Universo…

Só o Bem Estar existe, e tudo está bem. Se de algum modo ainda não está, é porque eu mesmo ainda estou manifestando a ausência desse mesmo Bem Estar, que é realmente tudo o que existe em eterna expansão. Tudo o que eu tenho que fazer é relaxar, respirar fundo e me concentrar, focar no que já me traz mais Bem Estar e dar mais atenção a isso que tudo voltará ao eterno Bem Estar…

EU ATIVO TUDO O QUE QUERO, COM MEU FOCO…

- terça-feira, 1 de maio de 2018

drone tripulado A maioria das pessoas ainda não aceita isso, que o meu cérebro é só um mecanismo de foco, e que é apenas o meu foco, quem realmente ativa tudo o que existe em minha vida agora. E por elas ainda resistirem a essa clareza ou a essa informação, elas mesmas, só reformatam mais seus pensamentos, em mais uma sincronia resistente à Fonte de toda energia/informação que existe e é livre e de fácil acesso. E assim, elas só usam mais, as poucas crenças limitadas e resistentes, para sempre reforçam ainda mais, a sua própria sincronicidade resistente no seu dia a dia, momento a momento. E com isso, elas mesmas ainda duvidam que, é tão fácil criar um castelo quanto um botão, que tudo é apenas uma questão de saber no que eu estou focado, em um castelo ou um simples botão. A sincronicidade perfeita é sempre focar mais, na prosperidade e abundancia que é o normal, o natural em todo o Universo…

E eu adoro mesmo focar mais em minhas sensações de mais; felicidade, liberdade e expansão, sempre com muito mais dinheiro sobrando. Eu adoro esperar e me permitir mais, muitas coisas boas entrando facilmente e divertidamente em minha vida. Eu escolhi ser sempre mais otimista em tudo e com tudo na minha vida. Adoro essas minha fé, essas minhas expectativas positivas com tudo o que eu foco e dou atenção. Aprecio muito toda essa felicidade que jorra facilmente em minha vida, só isso já me faz sentir mais, toda essa vivacidade que eu aprecio e muito. Adoro estar entusiasmado com a vida. É maravilhoso estar sempre mais apaixonado por uma coisa ou outra e até por alguém, e porque não, por mim mesmo? Adoro esse amor incondicional que eu me permito ter. Adoro e aprecio toda essa liberdade que eu já consegui e que quero mais. Isso me faz sentir ainda mais, muito mais poderoso. Adoro ter acesso a todo esse conhecimento da Fonte. Eu escolho sempre o caminho mais feliz, que sempre é o caminho de menor resistência…

EU ESTOU NO LADO DO BEM ESTAR?

- quarta-feira, 25 de abril de 2018

ano novo Essa deveria ser a pergunta mais usada pelas pessoas no seu dia a dia, momento a momento. Muita gente ainda vive se contentando em sentir um “mal-estar” qualquer ou um pequeno “desconforto” que até se acostuma ou já acha normal, ver tanta gente doente e sentindo dor. A indústria farmacêutica sacou essa falsa premissa que as religiões criaram e que ainda fomentam hoje em dia e trataram de transformar todas as pessoas em viciadas em se sentir melhor, apenas melhor, nunca as permitindo chegar no seu natural fluxo de Bem Estar…

A resposta para essa pergunta é. Se estou realmente no meu natural Bem Estar, de dentro do meu vórtice criativo, eu jamais penso com os pensamentos do ego limitado, muito menos com os pensamentos resistentes ao Bem Estar. É como eu estar apaixonado por uma pessoa, só consigo enxergar o melhor, ninguém consegue me fazer enxergar menos do que o meu natural Bem Estar, que é vivenciar mais; esperança, otimismo, fé, expectativas positivas, felicidade, vivacidade, entusiasmo, paixão, apreciação, amor, liberdade, poder, conhecimento e alegria…

Se sabe que não se está ainda no seu natural Bem Estar, quando a própria pessoa, mesmo se sentindo melhor e muito contente, começa a agradecer, e logo ela volta a sua base, de toda a sua racionalidade, desses poucos pensamentos repetitivos do ego limitado e resistente, ao demonstrar, seja pelo que diz ou escreve, e até pelas suas atitudes e ações, que ele mesmo “não tem escolhas” e que “precisa sobreviver”. E é só perceber que, eles sempre voltam a se justificar, a usar pessoas, coisas, circunstâncias passageiras e eventos, como suas desculpas para ainda voltarem a não se sentir bem, a não estarem no seu natural Bem Estar…