Posts com a Tag ‘farmacias’

O POR QUE DE TANTAS DOENÇAS?

- terça-feira, 26 de junho de 2018

supermercados O normal, o natural é o Bem Estar, e por que tanta gente sobrevivendo mais na ausência desse mesmo Bem Estar que eternamente abunda? O Universo é abundante em tudo, tudo nesse mundo prospera. E por que só o lado da ausência de Bem Estar prospera mais? Por que tanta gente doente? Hoje, são tantas as grandes redes de farmácias crescendo no mesmo ritmo dos templos evangélicos que, já superam de longe o número de supermercados quase que em todas as cidades. Quanto mais hospitais se constrói, mais gente doente superlotam e os tornam obsoletos em tão pouco tempo de uso. E isso tem mesmo uma simples explicação…

Os Abraham me relembra que, não é a atenção para a falta de Bem Estar, o que faz as pessoas ficarem doentes. É a atenção delas para a falta de muitas coisas… A atenção crônica a coisas indesejadas é o que mantém qualquer pessoa em um lugar de não permitir o seu natural fluxo de Bem Estar físico, assim como não permite as soluções para outras coisas nas quais ela ainda está focada agora. Se cada um de nós, individualmente, focalizasse sua atenção não dividida, na experiência do Bem Estar físico, o tanto quanto se concentrasse na ausência dela, não apenas a sua recuperação aconteceria rapidamente, mas manter o seu Bem Estar e esse equilíbrio físico, também seria bem mais fácil…

Um ser feliz ou um homem emburrecido?

- terça-feira, 1 de abril de 2014

feira-legumes-frutas Desde pequeno eu percebi, que as pessoas que comem muito mais as coisas da sua localidade, tinham uma saúde melhor, eu tinha parentes no interior que tinham suas galinhas, porcos e até vacas, plantavam quase de tudo, e até trocava com vizinhos o que não plantava. O meu avô que morava em Friburgo, também tinha uma saúde de ferro, também gostava de tudo que era plantado ou criado em sua região. Só mais tarde eu fui saber que todo alimento é apenas uma informação para o cérebro, um legume ou um grão, leva a informação do que tem no solo ou no ar, tudo daquela região, e preparava o corpo para se defender de alguma coisa que ele ainda não estava preparado. Hoje, as pessoas comem alimentos vindo de lugares distantes, de outros países, o organismo recebe uma informação, as células gastam energia para se preparar e a informação que chega pelo ar, pela água, é completamente diferente da que o corpo se preparou. E as pessoas estão cada vez mais doentes. O numero de farmácias não param de crescer… O numero de pessoas que acham normal sentir um mal estar ou um desconforto também aumentou… O normal já não é mais se sentir bem, estar feliz…

Outra coisa é a liberdade, as pessoas hoje comem mais o que alguém recomenda, não come isso, aquilo, isso aqui tem muita calorias, parecem que estão comprando remédios em vez de alimentos. E assim, perderam o contato com sua felicidade interna, aquela que você via uma fruta, um legume e sentia uma vontade louca de come-lo, na verdade era o “eu interior” dizendo, coma isso, seu corpo vai ficar melhor, mais flexível com isso, e as pessoas tinham muito mais saúde… Está na hora de pararmos de fazer todas essas coisas, para só então poder merecer algo, para agradar alguém ou para ser igual a todo mundo. É a hora de pararmos de tomar tanta responsabilidade sobre nos mesmo, e viver mais felizes para sempre. É a hora de fechar as lacunas emocionais, entre onde estamos e onde queremos estar, em cada assunto, agora, agora, agora, agora e agora. Cavalgar a onda e ser mais feliz. Apenas colher o fruto… Você não tem que ser aquele que apenas coloca no terreno mais. Você pode simplesmente ignorar toda as partes que o ego criou das coisas, com suas crenças limitantes e só colher o fruto de todas as coisas que você quer. “Oh, frutas. Oh, delicioso isso, delicioso isso, delicioso isso e delicioso isso também.” Em outras palavras, está tudo bem lá para você, está tudo pronto para que você receba o mais rápido que puder permitir, e tudo virá assim que você mesmo permitir tudo entrar, vibracionalmente, se sentindo bem…