Posts com a Tag ‘experiências’

O MEU MUNDO E MINHAS AUTOESTRADAS…

- sábado, 26 de dezembro de 2015

estradas Em cada experiencia que eu entre nessa vida, já existem várias estradas secundarias (CONTRASTES), para que eu mesmo crie mais e mais autoestradas principais. A direção é uma escolha sempre minha, pessoal. Eu sou uma extensão da Fonte de energia e informação da Fonte de Bem Estar em eterna expansão, estou agora, na linha de ponta do pensamento. Só existe eu mesmo atuando e a Fonte de Bem Estar me assistindo, nessa jornada simultânea e emocional sem fim, aqui e agora. Tudo mais, são simples interpretações minhas, sobre tudo mais o que está acontecendo em minha própria consciência. Se estou gostando dessa experiencia momentânea de vida, aqui e agora, e ainda quero prolonga-la ao máximo, eu mesmo tenho que ter a intenção de vivenciar mais a cada momento, muito mais coisas que eu possa dedicar e manter o meu foco e atenção em cima disso, por muito mais tempo.

Eu só tenho que manter tudo indo junto com o fluxo de Bem Estar, que está em eterna expansão. Eu preciso continuar a desejar sempre mais, porque é o desejo quem chama a energia da vida a passar por mim e voltar simultaneamente a Fonte. Para isso eu também preciso manter a minha própria intenção de continuar a liderar a minha própria experiencia de vida, aqui e agora, criando mais e mais crenças expansivas e realimentando-as, e essas crenças tem de ser dominantes, que contenham mais e mais sensações de mais; liberdade, escolhas, inspirações e crescimento exponencial. Eu apenas tenho que continuar liderando essa minha historia, essa minha experiência de agora, ou eu irei ficar para trás e irei definhando com o meu foco e atenção, apenas nas estradas vicinais ou secundarias da minha vida, que estão sendo liberadas aos poucos, pelos próprios contrastes que, só deveriam me fazer desejar ainda mais, para eu mesmo continuar a pré-pavimentar as minhas autoestradas a liderar a minha própria historia melhorada de vida, aqui e agora…

Só mesmo minhas experiências, vividas ou vivenciadas, fazem o meu saber…

- quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Palavras realmente não ensinam nada a ninguém. É a experiência de vida o que me traz o meu verdadeiro saber. Essa experiência eu à adquiro, vivendo as minhas escolhas no meu dia a dia; desejando, permitindo e realizando coisas e eventos. Eu também me expando encontrando com os contrastes que, me fazem ter a certeza do que não quero e assim eu passo a focar só no que eu realmente mais quero, e com isso, eu sempre volto a experimentar desejar mais.

Outra fonte de experiências que, todos nós temos, são os livros e as historias das outras pessoas. Essas experiências apenas são minhas, quando eu as vivêncio, então elas passam a também ser minha historias de vida, minhas experiências vivenciadas. Os livros nos levam a viagens realmente maravilhosas.

Mas quando eu ouço palavras que tem uma correspondência vibracional ao saber que eu mesmo venho acumulando nesses anos de vida, como esse ser físico, então às vezes é muito mais fácil para mim, resolver qualquer coisa. Fazer as minhas próprias escolhas.

Todas as experiências que me trouxeram mais saber a minha vida, foram feitas de pensamentos e emoções vivas, são vibrações que eu mesmo senti, aqui e agora. Nunca importa se foram para eu saber o que eu não gosto, ou o que eu mais gosto, todas foram envolvidas com emoções. Em todas eu mesmo fiz uma viagem totalmente emocional, as que eu sei que não gosto, começaram a me prover um pequeno desconforto ou mal estar e foram fazendo eu descer na minha própria escala emocional.

E para as que eu mais adoro nessa vida, eu as vezes iniciei essa viagem emocional como o meu simples e poderoso “alivio” imediato, seja nas horas de minhas escolhas nesse eterno encontro com as diversidades de; pensamentos, pessoas, coisas e eventos, ou até mesmo pelo meu encontro com os contrastes que, a vida me oferece, apenas para eu continuar a fazer as minhas muitas e interminaveis jornadas emocionais. E então nesses momentos, eu mesmo subo na minha escala emocional. E eu faço isso aos pouquinhos, criando pontes sólidas entre as emoções, e também criando o meu vórtice criativo, fazendo a energia da vida girar sempre mais rápido ao passar por mim, em direção onde todos os meus desejos já estão, não só me esperando, mas me chamando sem parar, porque eu preciso, não só seguir o fluxo do Bem Estar, mas deixá-lo passar por mim e continuar a expandir tudo, inclusive o próprio Universo.

Um mundo de contrastes e desejos…

- sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Esse seu encontro com o contraste perfeito de sua realidade espaço-tempo continuará a lhe estimular em sua eterna sede por mais, e sempre ao mesmo tempo, manterá a promessa de cumprir todos os desejos que lhe foi inspirado.

E assim, se você ainda está focado sobre o contraste neste momento e, portanto, está em processo de ainda continuar a pedir, ou se ao contrario, você está agora focado em sua respiração, neste momento você está permitindo sem resistência alguma a tudo o que você mesmo pediu, é tudo parte de um processo, e é tudo o que você encontrará em seu caminho, nessa jornada pela vida.

Com o tempo, a sua apreciação para as questões se tornará o equivalente a sua apreciação pelas respostas, e sua apreciação para os problemas se tornará o equivalente a sua apreciação para as soluções. E em sua maior facilidade de encarar tudo como é, você vai encontrar-se no estado de permitir o que você realmente deseja. E então, todos os tipos de componentes cooperativos irão se revelar a você numa dança co-criativa e deliciosa da Criação Deliberada.

O foco nos problemas alheios…

Embora as questões e os problemas devam ser apreciados, pelo o que eles provocam de desejos de respostas e soluções “em nós mesmos”, nunca nos outros, jamais devemos ser caixas de ressonância dos problemas alheios, por que ao persistir em focar nesse ou em qualquer problema alheio, mesmo que tentando tirar a pessoa em questão do problema, você ainda estará focado no problema dela, achando que ela é incapaz de encontrar sua própria solução e o pior fazendo-a continuar no seu foco crônico no próprio problema, às vezes por meses ou anos.

Ninguém veio aqui para concertar nada, nem resolver os problemas alheios e nem mesmo resolver os problemas do mundo, viemos aqui para este maravilhoso mundo de contrastes, simplesmente para; desejar, brincar, se divertir de criar, realizar e querer sempre mais, porque sabíamos que os contrastes sempre provocariam em nós, novos desejos e, realizando-os, continuaríamos expandindo todo o Universo.

Palavras não ensinam nada a ninguém, experiências sim, então respondam os problemas alheios com suas próprias experiências de realizações, se puder…

Muita gente fica meses respondendo a indagações ou querendo ajudar alguém com palavras e esquecem as suas próprias experiências, muito do que eu mesmo escrevo aqui, tem nos livros e até pela internet, lá só não tem escrito as minhas realizações, nossas experiências, o que realmente pode influenciar outras pessoas a “elas mesmas” acharem suas soluções, o resto são palavras vazias.

É o mesmo que ter aulas e mais aulas de prosperidade e abundância com um ou mais professor que, mal ganha um salário para ele mesmo se sustentar.