Posts com a Tag ‘Europa’

ADORO OS MEUS; FILHOS, NETOS E SOBRINHOS…

- quarta-feira, 9 de outubro de 2019

lyon e meus netos Nada é mais debilitante do que me preocupar com algo que eu não posso fazer nada. E eu não posso fazer nada sobre os meus filhos adultos que moram em Friburgo, nem sobre meus sobrinhos, estejam eles em Manaus, Salvador ou na Europa. Eu só posso querer, desejar o melhor para eles, e talvez até começar a fornecer algo para eles, mas a longo prazo, eu não posso fazer nada sobre a vibração de uma outra pessoa, a não ser mantê-la apenas no meu pensamento quando eu já estiver no meu vórtice, já formulando os melhores pensamentos possíveis mentalmente e depois projetá-los para eles. E, às vezes, a distância torna isso muito mais possível do que eu estar perto deles…

AS QUEIMADAS NA AMAZÔNIA…

- segunda-feira, 26 de agosto de 2019

amazonia O mundo está em uma grande guerra comercial, muitos interesses econômicos envolvidos, os europeus ainda tentam se livrar da sua imagem negativa, de terem sido enganados com as engraçadas mentiras da dupla Lula e Dilma, isso por mais de 14 anos seguidos, e só agora eles viram as queimadas, as piores aconteceram em 2005, segundo relatório da Nasa, e como explicar tantos milhões de euros envolvido e agora sendo negados, sem os efeitos esperados que eles dizem que deveriam servir o fundo da Amazônia, jorrando dinheiro por anos, impossível. E o que acontece é que muitas das vezes as pessoas acreditam que porque algo aconteceu, e que porque isso é um fato ou verdade, que deve ser focado e, portanto, mantido vibracionalmente ativo. E assim, muitas pessoas ainda mantêm, muitas dessas coisas ativas, que não mais as servem no seu dia a dia. Quem já acredita em Leis Universais, e até mesmo aceita a física Quântica, jamais manteria algo ativo em sua vibração, apenas porque algo aconteceu. Eles só manteriam as coisas ativas, que eles mesmos ainda querem repetir mais em suas próprias experiências de vida. E não é o que acontece com a maioria focada na nossa bela floresta Amazônica…

MEU PAÍS FOI MINHA ESCOLHA…

- segunda-feira, 11 de maio de 2015

diversidade Um das maiores resistência ao fluxo de energia e informação de Bem Estar é sem duvida as religiões, além de pregarem o conformismo, elas vendem uma ideia de destino traçado por uma divindade externa ou um karma, e ambos são coisas completamente auto-impostas. Então as pessoas vivem com essas falsas premissas, se veem em contendas constantes, sempre se jogando contra algo, tudo para simplesmente tentar provar a superioridade dos seus grupinhos; religiosos, políticos e raça, sempre dando bem mais valor a igualdade do que a diversidade. Então, vemos pessoas sempre se jogando contra algo, sempre em batalhas e competições constantes, e outras fugindo de seus países, de tudo aquilo que ela mesma escolheu para viver antes de nascer.

Tem pessoas que se mandaram para a Europa, outros pros EUA… E este país “subdesenvolvido” que é o Brasil, jamais é ou foi inadequado de alguma forma. Temos apenas diferentes desejos e usamos padrões diferentes, e não é menor do que qualquer outro que se diz desenvolvido, é apenas diferente. Nós todos não viemos aqui para fazer as coisas da mesma maneira. Nós todos não viemos para sermos totalmente iguais. Nós viemos como um grupo diversificado de energias não-físicas que querem experiências completamente diferentes. E viva a diversidade!

Adoro ganhar presentes em dinheiro XI

- sexta-feira, 24 de outubro de 2014

costa-mediterranea A historia de hoje será a de uma das muitas amigas professoras que começaram a gostar de mim me odiando. E como sempre, ela também não gostava muito de mim. Eu sei que era eu mesmo quem criava essa reação na maioria dos professores, e sabia também as duas razões disso: Primeiro eu era muito rebelde, nunca gostei de repetir coisas e nem de estudar algo que não me estimulasse muito naquele exato momento. A segunda é que tanto os religiosos como os professores, todos eles aprenderam apenas a repetir, repetir e repetir coisas, para que isso fosse a crença dominante neles, a maioria não usa muito a emoção positiva, as religiões que criaram as escolas sempre trabalharam em cima dos medos, as escolas não poderiam ser diferentes. E assim, eu não tinha saco e nem tempo para ficar repetindo coisas para eles mesmos começarem a criar suas novas crenças e deixar de lado as velhas crenças resistentes ao fluxo natural de Bem Estar.

Tentando me convencer que eu estava errado essa minha amiga me acompanhou desde o inicio do Orkut. E de tanto ler minhas ideias, foi relembrando como é bom ser muito mais feliz do que ter razão. Isso é uma coisa muito difícil para quem foi doutrinado a dar valor muito mais no lado racional, no lado esquerdo do cérebro, do que nas emoções. E quando eu vejo uma pessoa assim, fazer esse esforço absurdo em tentar mudar, como cooperativo da Lei da Atração eu tenho que lhe dar o que ela está pedindo. No começo é uma guerra, afinal competir é o lema das escolas, quem é o melhor? Como eu não estava nem ai para nada que não fosse a minha alegria, ela ficava com raiva, não tinha como competir. E assim começamos a trocar ideias em vez de tentar um mudar o outro.

A maioria dos professores ainda ganham mal e não estão satisfeitos com a sua realidade, eles desejam e tem sonhos como todo mundo, elas realmente adoram o que fazem, mas ficam perdidos não vendo o reconhecimento e nem as recompensas de que fazem parte do que eles mesmos ensinaram a vida toda aos seus alunos… Estudem muito, se esforcem e serão recompensados com uma vida melhor. E nesses desabafos, ela acabou me contando um grande sonho que ela tinha que era conhecer a Europa. Ela me contou que seu marido tinha conseguido uma vaga numa grande empreiteira, e iria trabalhar 3 anos na Europa, porque lá ninguém mais queria trabalhar como peão de obra. Ele vai e eu não vou conseguir realizar esse meu sonho, dizia ela.

Eu contei para ela algumas historias minhas de quando eu era pequeno, e como ela tinha um filho ainda pequeno, eu usei ele como uma forma dela aceitar brincar de contar uma nova historia melhorada de vida, visando mudar a vida do filho dela, já que ela mesma não acreditava poder mudar a sua. E assim ela começou a pesquisar junto com seu filho lugares especiais pelos países europeus, e os dois ficavam criando passeios imaginários por esses lugares que eles adoravam ver. Isso se tornou um hábito gostoso entre eles. O marido já estava lá, e isso estimulava ainda mais a eles inventarem seus encontros pela Europa.

Os meses se passaram até que um dia numa dessas pesquisas dos dois, eles encontraram um formulário que as pessoas que respondessem ganhariam o direito a concorrer a um cruzeiro pela Europa com tudo pago e mais dinheiro para as compras. Ela não acreditou muito não. Mas, aceitou minha opinião de que isso poderia dar mais emoção as suas historias que eles dois criavam, agora num Navio transatlântico. E nem preciso dizer que eles ganharam e passaram 10 dias, sendo 8 dias e 7 noites num Cruzeiro conhecendo a Europa e se divertindo muito. E mesmo ela ainda continuando a ser uma simples professora no Brasil. Esse foi um dos meus maiores presentes que eu ganhei em toda a minha vida… Gritamos nós três pelo Skype, todos nós estávamos muito felizes…

A cidade onde eu moro é maravilhosa, e a sua?

- quarta-feira, 18 de julho de 2012

Eu vejo meus amigos pernambucanos falando na praia, sobre a violência no Rio de Janeiro. E quando estou no Rio, ouço pessoas de lá, falando sobre Maceió, que é a cidade que mais se mata gente, e até sobre Pernambuco onde dizem que existe muita violência contra a mulher. Eu juro que eu não vejo nada disso, em nenhuma vez que fui a Maceió, nas muitas vezes que vou ao Rio, e nem mesmo morando aqui em Boa Viagem. Parece até que eles falam de um outro lugar, onde eu não conheço.

Na verdade, nem mesmo importa se você está vivendo em um estado ou em um país onde há frequentes ataques terroristas, como nos EUA ou Europa. Nem mesmo importa o que a cultura de cada lugar é.

Tudo isso que elas, essas pessoas falam é, apenas o resultado do sentimento de vulnerabilidade que sempre as colocam em uma harmonia vibracional com o que elas mais temem. Então elas atraem mais de tudo isso…

É o seu medo, a sua vibração de receio, o que faz com que você tenha tudo a ver com esses acontecimentos lá fora. Agora veja, como eu não tenho medo, como eu não me ligo a estas coisas, eu não me foco nisso, porque sei que existem muito mais “coisas boas”, acontecendo aqui e no mundo, do que essas poucas coisas ruins que, as TVs e jornais coletam e colocam seus holofotes sobre elas, e escolhem efeitos sonoros para te levar ao medo máximo, que é o que faz você se ligar nesses programas medíocres todos os dias. E o mais engraçado é que os jornalistas acreditam mesmo que estão fazendo algo importante pra sociedade, como podem ser tão tolos?

Quando você percebe que é, trabalhando para atingir o seu próprio sentimento de Bem Estar, que você realmente consegue viver num mundo completamente diferente do que eles querem te vender, num mundo maravilhoso, onde tem muitas coisas excitantes acontecendo, então para você é e sempre será, impossível encontrar com algo que seja diferente do seu próprio Bem Estar que, é o único lugar onde, a sua liberdade nunca será realmente atacada, mesmo você estando em qualquer lugar que escolher ir ou ficar.