Posts com a Tag ‘Esther e Jerry Hicks’

Eu jamais fui espirita… Sigo hoje a minha própria filosofia de vida…

- segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

E existem muitos tipos de espíritas, mas todos eles com resquicios de outras religiões, advindas da Europa, da Ásia ou da África, mas todos eles continuam acreditando em purgatório, castigos, em Karma e até em santos e seus milagres… E ainda tem aqueles que até acreditam, ter o poder de interferir na vida de outros, sem que essa outra pessoa o permita, doce engano…

Eu apenas acredito na energia, que somos pura energias da mesma Fonte, a única que existe, a do Bem Estar, tudo mais é eu mesmo resistindo a esse fluxo ininterrupto de energia de Bem Estar que cria mundos. Então, quando alguém diz receber um espírito, ele está na verdade recebendo as respostas que ele mesmo, ainda como esse ser físico, esta querendo agora, do seu próprio “eu não físico” que, tem acesso direto a Fonte de energia da qual todos nós, somos extensões dessa mesma energia.

Tudo o que pensamos individualmente, passa a ser eterno, jamais se exclui qualquer pensamento, qualquer desejo, só podemos acrescentar mais, incluir sempre mais. E todo pensamento vibra, e se torna sempre mais. Eu posso deixá-lo de lado por muitos e muitos anos, se eu voltar a pensar esse mesmo pensamento outra vez, ele vibra e atrai mais outros semelhantes a ele mesmo. É isso que faz tudo ser eterno. Então, se eu ainda não me despreendi de minhas crenças religiosas antigas que, eu mesmo alimentei e ainda venho alimentando; pensando, repetindo e sentindo. As respostas para todas as minhas perguntas, virão ainda baseadas no que eu tenho de crenças ativadas, nesse exato momento.

Então, na verdade, eu sempre converso comigo mesmo, quando vejo os videos ou leio os livros da Esther e Jerry Hicks, do Bashar e outros autores que me fazem sentir muito bem em ler o que eles escrevem. Eu adoro a simplicidade, e é isso que eles me dão. Eu até já li outros que tem as mesmas informações, como Seth, mas não me fazem sentir tão bem, é tudo muito prolixo, exatamente porque as respostas foram pedidas por seres físicos com cérebros femininos, e o cérebro feminino gosta muito mais de falar e muito, porque na maioria das vezes, ele nem mesmo quer as respostas, só quer mesmo sentir a sensação do bem estar, ao falar, escrever e até compartilhar. Todos os dias eu vejo, não só as mulheres, mas os homens que também tem o seu cérebro feminino, compartilhando coisas que ele mesmo nem leu… E se deixar eles passam horas e horas… Já o cérebro masculino quer sintetizar tudo…

E quando eu me sinto muito bem, nesse momento da resposta, eu sei que é o meu eu interior me respondendo de uma forma que atenda as minhas crenças ativadas, aqui e agora. Sempre é eu e, eu mesmo. Tudo nesse mundo físico é, apenas energias da mesma Fonte, agrupadas agora e ganhado densidades, diminuindo suas próprias velocidades de giro, apenas para criar e dar formas aos meus próprios desejos, nesse exato momento. E o meu AGORA é, esse momento certo de mudar tudo para mais, inclusive o meu tudo o que é… Porque tudo acontece exatamente aqui, no meu AGORA!

Contando historias e as realizando, aqui e agora…

- segunda-feira, 2 de julho de 2012

Eu comecei a mudar a minha vida muito cedo, aos 13 anos sai de casa, logo depois fui estudar filosofia oriental, mas, eu vivia mesmo, era contando historias de como eu gostaria de viver, e fui vendo que isso dava muito certo, e segui por esse caminho solitário, sendo chamado de louco, muitas e muitas vezes, ainda me chamavam de mentiroso quando meus sonhos eram grandes, e de gênio quando eles davam certo.

Até o dia que encontrei pela internet, algo sobre Lei da Atração de Esther e Jerry Hicks, tudo em inglês, eu traduzia algumas coisas pelo Google tradutor, isso quando quase ninguem aqui no Brasil nem tinha ou nem sabia que a internet existia, logo depois achei pela internet um livro traduzido pela Luciene Lima, o livro “Peça e lhe será concedido”, e nunca mais me senti só…

Eu já havia passado a minha vida toda contando histórias sobre os meus desejos, foi assim quando criei a minha primeira agência de publicidade, quando eu já tinha 80% de toda a publicidade da radio Sucesso FM de Friburgo. Foi assim quando eu fui pra Manaus em 82, recem casado e criei a campanha “Sorria Manaus”. E também quando voltei e montei o primeiro jornal de classificados grátis do mundo o Classitudo. Foi assim quando criei o primeiro supermercado de Moda Intima, e depois quando criei a campanha “Friburgo Capital da Moda Intima”. Eu poderia contar enumeras historias de sucesso, só que agora eu descobri como adicionar muito mais coisas a ela, os detalhes dos aspectos positivos que eu mesmo pudesse encontrar e que, correspondessem a esses meus desejos. E então depois disso eu as embelezava ainda mais, floreava cada vez mais e fantasiava muito mais essa minha expectativa positiva, especulando com o sentimento bom de…

Não seria bom se eu morasse na praia? Não seria bom se eu nunca mais precizasse trabalhar duro para ter muito dinheiro sobrando? Não seria bom se eu tivesse minha própria rede social? Não seria bom se eu tivesse aplicativos que bombasse na internet e nos smartphones?

Eu também poderia até dizer coisas como. Não seria bom se… Somente as coisas boas viessem para mim… Se eu viesse a descobrir como eu ir junto com toda essa expansão… Porque todas as vezes que eu mesmo conto essa minha história de melhor sentimento, eu me sinto muito melhor e os detalhes da minha vida melhoram a olhos nus. E quanto melhor fica, melhor ela fica…

O desejo de conhecer Esther e Jerry Hicks

- sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Eu desejo muito conhecer pessoalmente esse casal, já estive pensando em até contratar um interprete para ter o prazer de falar com eles via chat ou pelo iPhone, e poder fazer minhas próprias perguntas, eu adoro os livros e os vídeos deles, são simples, fáceis de entender e de colocar em pratica, acho que é por ser tão simples que muita gente não da o devido valor a simplesmente prestar e dar a sua total atenção a sentir-se bem, e continuam se apegando a um monte de coisas velhas, praticas antigas, sem nenhum efeito real, e vivem criando muito mais e cada vez mais o que não querem pra suas vidas, e muito menos o que realmente desejam.

http://www.vibreleve.com/desejos/de/Conhecer+Esther+e+Jerry+Hicks/3316

É muito bom poder olhar para todos esses contrastes que as pessoas criam e ver que eles já não me afetam mais, eu fico muito feliz em poder estar sempre com saúde, farmácia pra mim só para comprar o absorvente intimo da minha namorada, isso, só quando ela esquece de comprar no hipermercado, fico feliz de ver meus filhos e netos felizes sem estar atrelando a sua felicidade a alguma religião, simplesmente eles desejam, se permitem ficar na alegria e assim expandem com facilidade tudo o que fazem, adoro poder ver que eles estão cada vez mais antenados, com seus próprios blogs, sites e e cada dia mais logados em várias redes sociais no lugar de estarem bitolados pela redes de televisão.