Posts com a Tag ‘doenças’

ATENDENDO O EGO CHEIO DE FRESCURAS…

- quinta-feira, 12 de outubro de 2017

ESCALA E SINCRONIA A verdade é que só precisamos dessa escala das emoções para atender as frescuras do ego ainda formatado no modo resistente ao seu natural fluxo de energia e informação de Bem Estar, que é eterno e que se expande ininterruptamente. Só existe o Bem Estar e a ausência dele mesmo. Só existem duas emoções, ou eu me sinto bem ou eu me sinto mal. As dores físicas são apenas extensões, essas frescuras criadas pelo ego cagão, medroso, da mesma emoção de falta de Bem Estar. Ou seja tudo é a mesma coisa… Bem Estar ou falta de Bem Estar. Ou eu me sinto bem ou eu me sinto mal. O que significa que eu estou conectado com o natural fluxo da Fonte de energia e informação de Bem Estar ou eu mesmo não estou permitindo que esse mesmo fluxo chegue até mim, aqui e agora… Sem frescuras e sem deixar de apreciar mais a vida…

SE SÓ O BEM ESTAR EXISTE, DE ONDE VEM TANTAS DOENÇAS?

- terça-feira, 4 de agosto de 2015

woman thinking Tudo que não é Bem Estar vem da sua própria resistência ao seu natural fluxo de energia e informação de puro Bem Estar que está sempre tentando passar por você, para que esse ser físico que é você, essa extensão da Fonte em eterna expansão, possa assim sentir, tudo isso fluir com total liberdade, felicidade e voltar por você a Fonte, expandindo toda a consciência Universal. E sempre a sua resistência a principio é mental, você se prende a pequenas coisas que não lhe permite sentir o Bem Estar, mesmo tendo infinitas escolhas, infinitas possibilidades de se divertir e se tornar sempre muito mais feliz, agora…

Então, em vez de você sentar na praia de Boa Viagem em plena segunda de Sol maravilhoso, depois de um fds maravilhoso em Salvador e se divertir ainda mais, apenas apreciar tudo que é belo, você liga o seu smartphone e procura as ultimas noticias dos egos resistente e se sente vingado ao ver o Zé Dirceu preso novamente, e volta a ficar com raiva porque o Lula ainda não foi preso e também porque blindaram a Dilma. E ai aparece uma pessoa que a muito tinha deixado de parar para conversar com você, por não vê-lo triste e nem dando brecha para ele derramar as ultimas resistências, mas ele agora se sente em casa, e como se tivesse ouvido seus pensamentos, e continua o seu papo interno agora com ele sobre os últimos acontecimentos políticos.

Na verdade, tudo isso é uma desculpa pessoal, uma justificativa para não se estar mais alinhado com o seu natural fluxo de Bem Estar, já que a maioria também não está, e assim se deixarmos, voltamos a achar que é normal se sentir mal, e ai vem as doenças do corpo, que é uma fase mais aguda da sua própria resistência ao fluxo de Bem Estar, já é uma resistência a um nível celular, é você mesmo quem não mais está deixando os átomos continuarem em estado de ondas de probabilidades, que formaram esse seu desejo, desse seu corpo sadio, e você mesmo vai se alto-descolapsando lentamente, e acaba chamando isso de doença, como se fosse natural ficar doente, ou como se existisse um fonte de doença, o que nunca existiu, tudo é a sua simples resistência ao fluxo de Bem Estar, aqui e agora…

A TROCA DO DESEJO PELO OBJETO DE DESEJO…

- sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

doutor-alegria Uma amiga perguntou num grupo do Facebook… Como é que os médicos não costumam atrair coisas ruins para eles mesmos, apesar de estudarem sobre as mais variadas doenças e até por passarem muitos anos diagnosticando-as? A maioria que colocou sua opinião, ainda trocavam as bolas e deixaram bem claro que, a maioria de suas divergências sobre o fato, se dá porque quase todos, ainda estão trocando o objeto de desejo pelo desejo. O desejo de um médico não é a cura, isso é o objeto de desejo. O desejo de um médico que não foca nem na falta do contraste e nem no objeto de desejo, e sim no seu real desejo em si, que é ele mesmo sentir o poder, em ele ser sempre mais; livre, feliz e expansivo no que ele mesmo faz… É a sua felicidade em ter esse poder, todo esse conhecimento, é apreciar o que ele mesmo faz, é sentir a alegria no rosto de alguém.

Os que ficam doentes são aqueles que se perderam no caminho, em algum momento focam mais na falta que todo contraste tem, na cura que é o objeto de desejo e não no seu verdadeiro desejo, que é ele mesmo deixar fluir mais por ele mesmo o fluxo de puro Bem Estar não impostando a circunstâncias… Essas pessoas que morrem ou pegam as próprias doenças que tentam curar, é porque em algum momento, elas pararam de deixar a sua energia fluir, preocupada apenas com a falta dos contrastes ou no objeto de desejo, como nesses momentos em que ele pensa em como ele ainda não conseguiu a cura da falta de fluxo de energia nas pessoas que ele atende.

O normal é que, quem exerça a medicina, em cada pessoa que ele atende e fica boa, que ele mesmo sinta muito mais; alegria, liberdade e expansão no que ele faz. O foco dele está no desejo de se sentir bem e não na cura em si, a cura é só mais um objeto de desejo ou a falta que o contraste lhe apresenta. Isso tudo é para ele mesmo chamar, mais energia da vida a passar por ele em todos esses momentos. É sempre bom lembrar que todos nós somos contrastes, temos a falta e o desejo inerente a nós mesmos… A escolha é sempre sua no que você vai focar e atrair agora…

O Bem Estar é tudo o que você precisa…

- terça-feira, 3 de abril de 2012

Nesse mundo de hoje existem remédios e ações Incontáveis, são; medicamentos, complementos alimentares, cirurgias e exercícios físicos de todo o jeito, mas não existe nada nesse mundo que, supere a falta da energia do fluxo do Bem Estar, todas essas ações juntas oferecidas, não são suficientes para compensar a sua própria resistência vibracional ao seu próprio Bem Estar.

Se você apenas usasse pequenos periodos de meditação, para limpar a sua mente por alguns minutos, enquanto acordado, pelo menos no periodo inicial de sua enfermidade, isso iriá lhe fornecer uma base diária, ou um núcleo, para uma melhoria física consistente, o que iria melhorar qualquer tratamento e também o efeito de quaisquer; remédios, exercicios ou complementos que, você pode já estar envolvido, no seu dia a dia.

Uma vez que cada doença ou condição física indesejada existe apenas porque, o seu Bem Estar não é permitido por você mesmo, então, na ausência de tal resistência, o seu Bem Estar vai voltar naturalmente, porque ele nunca deixou de fluir pra você, e assim você pode deixá-lo fluir por você e para todo o Universo expandindo tudo.

É uma coisa muito comum e até tão natural que, é suposto que, as pessoas doentes possam começar por si só, a se inclinar na direção da sua própria recuperação, ao apenas parar de criar algum tipo de resistência, isso, logo no inicio dos sintomas, ao desejar imediatamente a ter uma saude gostosa e imaginar-se completamente saldavel, ficando muito feliz apenas, com esse pequeno pensamento de alivio não resistente.

Só que, quando elas encontram os sintomas indesejados ou as condições físicas desfavoraveis, e então, elas oferecem pensamentos resistentes, como ficar focado na dor, na doença, reclamando e falando sobre isso, ou querendo se justificar por ter pego essa doença, qualquer coisa que coloque esse problema sobre os holofotes, piora a situação, e assim elas perdem muito mais terreno do que ganharam.

Em contrapartida com a liberação de sua resistência consistentemente, apenas procurando um pequeno e poderoso alivio, a cada vez que, um pensamento qualquer, mas indesejado vier a voltar, com certeza, todas as condições indesejadas irá diminuir gradualmente, retornando assim, ela mesma, ao seu próprio estado natural de Bem-Estar.

O desejo de se ser saudavel, esbanjar saúde…

- quinta-feira, 8 de março de 2012

As pessoas foram condicionadas a só usarem o hemisfério esquerdo do seu cérebro, e assim, elas mesmas se desligaram da milhões de possibilidades de se comunicar com o seu “eu interior”, a sua parte não física que geralmente faz contato com essa sua parte física, usando sempre mais o seu lado direito, onde as pessoas recebem; suas inspirações, suas intuições, suas respostas e o seu entusiasmo. Fora disso, seu eu interior só pode te dar dicas, quando você se sente bem, é ele que está tentando te avisar que você está indo muito bem, mas as pessoas nem percebem mais que. o sentir-se mal, quer dizer pare imediatamente, e assim elas continuam…

E assim se tornaram escravas do fazer, umas até dizem, essa não é a hora de se sentir bem, agora é hora de dar duro na vida, só tem quem trabalha muito, seja saúde ou dinheiro, e não enxergam um palmo na frente do nariz. Porque as pessoas que ganham muito dinheiro e estão sempre muito saudaveis, são as que mais se divertem com tudo o que fazem, elas sentem muito mais alegria durante todo o fazer do que só no final, e para elas o fazer nunca é um fardo, elas não fazem o que fazem só pelo dinheiro ou por uma recompensa depois, elas recebem o retorno em felicidade, agora.

Portanto, ao só usarem seu intelecto, elas nem percebem que toda a dor ou mesmo uma doença qualquer, seja aquela que o seu cérebro esquerdo acha ser a mais fácil ou aquela que esse mesmo pensamento racional diz ser muito mais grave, ambas são apenas uma extensão da sua própria emoção negativa.

E sendo assim, toda intervensão cirurgica ou medicamentosa é paleativa, não se curou a causa da doença, e sim, apenas mudou-se o seu efeito no agora, que poderá voltar a qualquer momento, basta voltar a usar os mesmos pensamentos e sentimentos negativos qua as criaram antes.

Toda e qualquer emoção negativa é apenas a sua própria resistência ao fluxo de energia do Bem Estar que é provido ininterruptamente pela Fonte do Bem Estar.

Quando você não está mais sentindo nenhuma resistência ao seu próprio Bem Estar, nada é um problema, não existe nem dor, muito menos doenças.

Qualquer um pode se curar de qualquer coisa, desde a sua pobreza material e até de um câncer…

- quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Tem um vídeo que circula na internet, de uma cura de um cancro da bexiga de três polegadas de diâmetro, dentro do corpo de uma mulher que, pelos padrões médicos ocidentais teria sido diagnosticado como inoperável. Em última instância, depois de desenganada, ela tinha ido para um hospital não médico em Pequim, na China. [Agora encerrado pelo Governo Chinês - VisualizeDaily.com]

Nesse documento registrado em vídeo, mostra a mulher, deitada num quarto de hospital. Ela está completamente acordada, plenamente consciente, e o principal, ela realmente acredita no processo que se irá seguir.

Atrás dela está um técnico que maneja uma vara de ultrasom no baixo abdômen, que se pode ver representado no visor de uma televisão. Na parte esquerda do visor, a imagem parada de um instante de tempo para se ter referência. Podendo ver a sua condição naquele exato instante. No lado direito do visor, podemos ver o tempo real, em quanto os três médicos estão de pé, atrás dela, trabalhando com a energia do corpo dela e com as sensações/sentimentos nos seus próprios corpos.

E o que fazem é que começam a entoar uma palavra como se fosse um cântico, pois tinham concordado que reforçaria o sentimento dentro deles, de que ela já estava curada. O cântico, essencialmente, dizia, “Já curada”, “Já curada.” E quando eles começam a ter esta sensação e a dizer estas palavras, podemos ver no visor da televisão, em tempo real este tumor cancerígeno, momento a momento enquanto ele vai desaparecendo, isso em menos de três minutos de tempo real.

Não é como um lapso de tempo, num documentário de TV, onde se vê uma rosa desabrochar em 30 segundos, algo que normalmente se leva dias gravando.

Isto aconteceu literalmente em três minutos. O seu corpo responde aos sentimentos dos médicos que foram treinados para ter essa espécie de sensações que eles estavam a ter. E o que eles estavam a sentir era a sensação pura que se sente quando se está na presença de uma mulher que já está curada. Completamente apta e capacitada.

Observem que eles não estavam vendo ela como uma mulher doente. Eles não estavam a dizer, “Cancro maldoso, tens de te ir embora.”

E se esses três praticantes não estivessem lá? Essa mulher poderia ter feito isso sozinha? Podia algum de nós fazer o mesmo em nós próprios?”

Com toda a probabilidade ela podia ter conseguido isso sozinha. Mas para isso é preciso primeiro a pessoa tenha a crença dominante de que isso funciona.

No entanto, há algo em nós, criaturas humanas, que nos potencializa e nos torna ainda mais fortes quando somos influenciados e apoiados pelos outros nas coisas que acreditamos nas coisas que escolhemos fazer.

E é isso que esse texto quer lhe fazer, lhe influenciar para que você mesmo possa criar uma nova crença dominante de que, o normal é ter saúde e se sentir bem. O tempo todo.

Qualquer coisa fora disso é anormal.