Posts com a Tag ‘carinho’

ESCOLHENDO O QUE EU QUERO EXPANDIR…

- segunda-feira, 15 de julho de 2019

SEI SÍNDROME Ninguém pode perceber o que é, e reclamar sobre algo ou alguém, e ainda ser uma combinação vibracional para a solução disso. Sempre quando eu estive vivendo um problema, ao mesmo tempo eu estava pedindo a solução, e a fonte disse que sim imediatamente para mim em cada momento desse. E isso ainda está se acumulando no meu vórtice criativo, onde tudo o que eu já desejei ainda está. E como não existe exclusão de nada, nem mesmo de um só pensamento, eu já tenho tudo o que eu já desejei; cada carinho desejado, cada brinquedo divertido que eu apreciei e até mesmo, cada centavo dos bilhões de dólares que eu já coloquei lá. Meu vórtex está transbordando. Só eu posso trazer algo de lá para minha vida. Então, nunca há uma razão logica, para eu ainda estar me afundando em um problema por mais de um segundo. E eu já posso ficar tão bom nisso que, antes mesmo que eu perceba que o problema começou, já no seu início ou no princípio de tudo, eu já tenho a solução perfeita em andamento…

A sua doença é, só um desejo seu realizado… Então, deseje saúde…

- sábado, 17 de agosto de 2013

mosaico 2 Antes, quando eu comecei a ouvir os Abraham dizendo que, não há estado de declínio físico ou um dano qualquer, que eu jamais poderia me recuperar, ou seja que não há nenhuma doença incurável, nem haveria sequer doenças, se eu realmente concebesse que… Tudo o que eu realmente quero eu já sabia que eu poderia; ser, ter ou fazer. Eu já não tinha duvidas alguma sobre isso, por já ter sentido isso na minha própria pele, e em toda minha vida; primeiro foi com a minha hepatite na adolescência, onde diziam que eu nunca mais poderia beber, colocar uma dose de álcool na minha boca, e eu tomo todas até hoje nas praias. Os meus dois pneumotórax, onde diziam que eu nunca mais poderia colocar um só cigarro na boca, e eu fumei mais vinte anos depois, só larguei porque desejei. O coração da minha filha Nayana, que teria de se operar aos dois anos de idade e nunca se operou, já viajou o mundo e ainda me deu dois netos lindos. E mais um caso maravilhoso, o câncer da minha mãe outra Zizinha, que ia morrer quando me casei e viveu, para ver e se distrair com seus netos e bisnetos.

E isso é todos esses milagres que as pessoas falam sobre isso dia a dia. Porém eles nunca foram milagres de verdade, essas mudanças de vibrações, estão na ordem natural das coisas. Mas, porque eles são raros, as pessoas pensam que eles são um milagre. Mas, eles nunca o são. Essa é a forma de como tudo é suposto ser na vida. Todos deveriam prosperar.

É só relembrar de como tudo é formado nesse mundo, somos puros átomos, meu corpo, os animais, os objetos, o planeta, as galáxias e até o próprio Universo. Os átomos tem autoconsciência, e eles atendem a cada desejo meu. O que é um desejo? Apenas um pensamento envolvido em emoções. Então, os átomos se agrupam, diminuem suas vibrações, ganham densidades, tudo para dar a forma exata de cada coisa, pensada e sentida por mim, depois de passar pelo período natural de tempo e espaço que existe nesse mundo físico, e logo depois se manifestando em minha realidade, aqui e agora.

Só que, fomos e continuamos a ser enganados, pelas escolas que não deixam as nossas crianças aprenderem como o Universo realmente funciona, porque se elas estudassem a física Quântica desde pequenas, e concebessem a experiência da dupla fenda, e principalmente as aplicações disso na sua própria vida, não haveria mais uma só religião, que ficasse de pé nesse mundo, não haveria mais limitações, todas cairiam por terra, um novo paradigma seria implantado e realmente voltaríamos a viver o Bem Estar em sua plenitude.

A única coisa que falta para tudo dar certo…

- sábado, 6 de julho de 2013

apreciar 14 Eu passei a minha vida, até a alguma anos atrás, procurando saber o que realmente faltou de verdade em minha vida, para que eu pudesse ter conseguido realizar todos aqueles meus grandes sonhos, que eu por mais que me esforçasse, mesmo assim não pude realizar. Alguns eu realmente realizei, outros deixei para lá, e assim fui levando a minha vida…

Eu me lembro muito bem agora, que ao sair de Nova Friburgo, ainda muito pequeno, fomos morar em Niteroi, porque ainda estava faltando alguma coisa para os meus pais serem felizes. Depois fomos para Manaus, porque ainda faltava uma coisa para tudo estar bem. E depois voltamos para Friburgo porque ainda estava faltando uma coisa. E assim eu mesmo fui incorporando essa falta de algo em minha vida. Habituei-me a isso, mesmo sem eu sequer perceber. Então, sempre me faltava algo e isso se tornou quase que uma constante em minha vida, sempre estava me faltando algo.

Casei com uma mulher linda e maravilhosa, cheia de vida, uma friburguense, também descendente de italianos, e logo fomos morar em Manaus, porque algo estava me faltando em Friburgo. E assim logo veio à primeira gravidez, e lá fui eu voltar de novo a morar em Friburgo, tudo porque algo estava faltando em Manaus.

Meus negócios sempre deram muito certos, mas na hora das coisas ganharem uma expansão exponencial, eu sempre achava que estava faltando alguma coisa. E assim eu mesmo, sempre criava mais e mais resistências ao meu próprio sucesso, muito mais do que as expectativas positivas, que eu mesmo deveria ter, para eu realmente poder de chegar lá onde eu queria estar.

Então, me separei da minha primeira mulher, já com três filhos, e vim para o nordeste. Mas, sempre continuava me faltando algo. Então, conheci uma baiana maravilhosa, que é a minha namorada até hoje, mas sempre me faltando algo. Mesmo ela sendo uma pessoa maravilhosa, me permitindo ser; livre, feliz do jeito que eu quero, expansivo em tudo. Olha que quando ela me conheceu, eu era um quarentão muito galinha mesmo. Como tudo sempre estava faltando para mim, eu tinha sempre muitas mulheres em minha vida. A esposa de um amigo meu espanhol, dizia para a kk… Carla esse cara é muito doido… Como você pode namorar com ele mulher? Ele aparece na minha casa com uma garota de manhã, de tarde já é outra, a noite às vezes já são duas diferentes, sai fora enquanto ainda tem tempo. E mesmo assim ela me ganhou de vez. Mas, pra mim sempre ainda estava faltando algo…

Até eu descobrir que o que estava me faltando, era descobrir que nada estava me faltando, que tudo estava bem, aqui e agora. Que eu não precisava provar nada para ninguém, nem me justificar, nem mesmo fazer alguma coisa para merecer o que eu quero. Tudo o que eu precisava realmente fazer era, me permitir e permitir tudo.

E assim eu passei a deliberar muito mais o que eu mesmo quero sentir, e então eu dou o meu foco exclusivo, apenas para aquilo que eu gosto muito, porque eu sei que é isso que virá com toda a certeza para mim. Porque tudo o que eu procuro eu certamente acho, aqui e agora.

O desejo de se ter uma saúde maravilhosa…

- domingo, 24 de fevereiro de 2013

Em toda a minha vida, nunca me prendi muito, à diagnósticos médicos, sobre o que a medicina diz ou deixa de dizer, ou até nessas estatísticas idiotas sobre, o que alguém fez com ele mesmo que, programas do tipo “Bem Estar” veiculam diariamente. Eu mesmo já dei vários relatos sobre isso; A hepatite e recaída que tive, e como me disseram que eu nunca mais ia poder beber, e eu bebo até hoje. Minha filha que também afirmaram categoricamente que, se ela não morresse antes dos dois anos, teria de operar o coração, de qualquer jeito. E a Nayana, uma modelo linda que já viajou o mundo e, já me deu dois netos mais lindos e nunca se operou. Minha sogra Zizinha que, também deram seis meses de vida e, depois disso, ela viu seus netos e bisnetos nascerem.

E é por esses motivos que eu digo que, se os médicos e as fármacias, dependessem de pessoas iguais a mim, já estariam todos falidos, e isso há muito tempo. E isso era uma coisa minha, intuitiva. Mas, era também por eu deliberar muito a minha vida, isso já desde cedo, eu nunca tive medo de desejar o que eu realmente queria. E também foi por esse motivo que eu coletei durante todos esses anos de vida, essas muitas respostas as minhas perguntas.

Hoje eu sei muito bem que, se eu não estou me sentindo bem, aqui e agora. É porque eu não estou pensando de uma forma em que, eu mesmo permita que a energia natural do Bem Estar, flua por mim. Veja bem, eu poderia em um determinado momento, até ficar muito bravo, mas muito bravo mesmo, com alguém que, eu amo muito e assim fazer com que, todos os meus músculos tivessem um enrijecimento imediato. E a pergunta é, “Por que o meu corpo se sentiu dessa maneira?” E foi apenas porque, nesse exato momento, eu mesmo tive uma espécie de cabo-de-guerra vibracional, acontecendo dentro de mim mesmo… O meu “eu não físico” já está a muito tempo me chamando no meu vórtice, junto com o meu desejo, com tudo o que eu quero de quem eu amo, que é… Ser apenas mais feliz com ela do que já sou e… O meu “eu físico”, focado e se sentindo mal, ainda está dando a sua total poderosa atenção, apenas naquilo que não quero.

Quando eu mesmo parei de olhar para todas as outras coisas, para tudo aquilo que não seja o meu estado mental e emocional, desse meu ser físico, aqui e agora, como sendo as únicas respostas exatas, ao porque eu me sinto e como se sente o meu corpo agora. Foi que eu mesmo pude perceber e conceber que, tudo é vibracional, sem qualquer exceção! E quando eu percebi isso, então, agora mesmo é que, nunca mais importará qual o diagnóstico que me é apresentado, realmente não importa mesmo. Porque eu sei que, isso é totalmente temporário. Eu posso vibrar diferente agora e assim também mudo os resultados, aqui e agora. Sempre!