Posts com a Tag ‘câncer’

SEM CRIAR NOVAS CRENÇAS, NADA FEITO…

- domingo, 20 de setembro de 2015

crenças As crenças inconscientes são esses nossos hábitos de voltar a pensar no mesmo, e elas são tão fortes que as pessoas mesmo tendo informações comprovando que, o que elas acreditam ainda ser verdade, é na realidade uma grande mentira, elas ouvem, leem sobre, mas não aceitam e continuam com as suas mesmas velhas crenças resistentes, realimentando sempre suas falsas premissas. Veja que as religiões queimavam livros, bibliotecas inteiras, para que ninguém tivesse informações de suas mentiras. Nunca sem antes eles terem um exemplar na sua biblioteca particular da sua igreja. Então, as pessoas agora com a Internet ficam sabendo de que, quem realmente escolheu o que tem na sua Bíblia, foi o imperador Constantino que não era Cristão. Se passou por Cristão para se manter no poder, mas pediu uma cerimonia do Deus Sol no seu funeral. E mesmo assim, ainda dizem que é um livro sagrado. Todos sabem que milhões de pessoas morreram para que hoje as pessoas acreditassem nisso. E elas continuam acreditando nas suas velhas crenças religiosas. Há mais de duzentos anos atrás foi feita a primeira experiência da “dupla fenda” que prova que tudo é energia e que os átomos tomam a forma que o observador espera. Partícula ou onda. E mesmo assim as escolas ainda ensinam essa física Newtoniana que não funciona, onde todos ainda pensam em matéria que não existe. Infinitas possibilidades limitadas por uma simples crença resistente a verdade, ao Bem Estar, realimentada pela sociedade.

Nikola Tesla, o cara que mais acessou informação do Universo e que possibilitou o mundo ter há 100 anos atrás, muito mais tecnologia do que temos hoje. Que foi escondido pelas escolas, por simplesmente ter oferecido energia de graça ao mundo. Tudo o que existe de tecnologia, de modernidade; energia elétrica alternada, telefone, motores, controles remotos, Wi-Fi, Internet, smartphones e tudo mais de moderno, esse cara recebeu a informação completa para realizar cada coisa dessa, há mais de 100 anos atrás, detalhe por detalhe, direto do universo, nunca foi informação que veio de uma escola, ou de faculdade alguma. Ele nem precisava colocar no papel suas ideias, quando o fazia era só a parte do que alguém ia fazer, nem mesmo ele ficava anos e anos testando suas ideias, ele recebia informações inspiradas. E mesmo sabendo disso, as pessoas ainda passam anos em suas escolas só aprendendo repetir abobrinhas. A China cura câncer que a nossa medicina das escolas ocidentais ainda dizem ser incurável, em apenas 2,40 (dois minutos e quarenta segundos). E as pessoas ainda correm as farmácias, todo dia abre mais uma. As suas velhas crenças não as permitem aceitar a verdade. E sem novas crenças elas só ficam criando mais do que é…

Qualquer um pode se curar de qualquer coisa, desde a sua pobreza material e até de um câncer…

- quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Tem um vídeo que circula na internet, de uma cura de um cancro da bexiga de três polegadas de diâmetro, dentro do corpo de uma mulher que, pelos padrões médicos ocidentais teria sido diagnosticado como inoperável. Em última instância, depois de desenganada, ela tinha ido para um hospital não médico em Pequim, na China. [Agora encerrado pelo Governo Chinês - VisualizeDaily.com]

Nesse documento registrado em vídeo, mostra a mulher, deitada num quarto de hospital. Ela está completamente acordada, plenamente consciente, e o principal, ela realmente acredita no processo que se irá seguir.

Atrás dela está um técnico que maneja uma vara de ultrasom no baixo abdômen, que se pode ver representado no visor de uma televisão. Na parte esquerda do visor, a imagem parada de um instante de tempo para se ter referência. Podendo ver a sua condição naquele exato instante. No lado direito do visor, podemos ver o tempo real, em quanto os três médicos estão de pé, atrás dela, trabalhando com a energia do corpo dela e com as sensações/sentimentos nos seus próprios corpos.

E o que fazem é que começam a entoar uma palavra como se fosse um cântico, pois tinham concordado que reforçaria o sentimento dentro deles, de que ela já estava curada. O cântico, essencialmente, dizia, “Já curada”, “Já curada.” E quando eles começam a ter esta sensação e a dizer estas palavras, podemos ver no visor da televisão, em tempo real este tumor cancerígeno, momento a momento enquanto ele vai desaparecendo, isso em menos de três minutos de tempo real.

Não é como um lapso de tempo, num documentário de TV, onde se vê uma rosa desabrochar em 30 segundos, algo que normalmente se leva dias gravando.

Isto aconteceu literalmente em três minutos. O seu corpo responde aos sentimentos dos médicos que foram treinados para ter essa espécie de sensações que eles estavam a ter. E o que eles estavam a sentir era a sensação pura que se sente quando se está na presença de uma mulher que já está curada. Completamente apta e capacitada.

Observem que eles não estavam vendo ela como uma mulher doente. Eles não estavam a dizer, “Cancro maldoso, tens de te ir embora.”

E se esses três praticantes não estivessem lá? Essa mulher poderia ter feito isso sozinha? Podia algum de nós fazer o mesmo em nós próprios?”

Com toda a probabilidade ela podia ter conseguido isso sozinha. Mas para isso é preciso primeiro a pessoa tenha a crença dominante de que isso funciona.

No entanto, há algo em nós, criaturas humanas, que nos potencializa e nos torna ainda mais fortes quando somos influenciados e apoiados pelos outros nas coisas que acreditamos nas coisas que escolhemos fazer.

E é isso que esse texto quer lhe fazer, lhe influenciar para que você mesmo possa criar uma nova crença dominante de que, o normal é ter saúde e se sentir bem. O tempo todo.

Qualquer coisa fora disso é anormal.

Essa eu escrevi pensando no Reynaldo Gianecchini e muitos outros..

- domingo, 28 de agosto de 2011

Você pode realmente incluir tudo o que desejar, tudo o que quiser, excluir algo, jamais!
Nós vivemos com esses corpos físicos uma experiência única em um mundo onde existem; tempo, espaço e distância, onde, dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo e onde as suas emoções são exatamente as distâncias, a serem percorridas.

O ponto mais distante entre o seu eu físico e o seu eu interior, que é a sua fonte do Bem Estar, que é uma consciência, um Ser de pura energia; livre, feliz e expansiva, é exatamente a depressão, este é o ponto mais baixo de energia que se pode criar nessa consciência momentânea que é o seu corpo físico, por isso mesmo nós, só temos isso, experiências momentâneas de vida.

O sofrimento maior é querer excluir o que não se pode excluir. O seu Ser interior, sua consciência maior, só inclui, e ai o ser humano, uma consciência momentânea nesse corpo físico, pensa que pode excluir, como é o caso de milhares de operações na inútil tentativa de excluir um câncer, mas, na maioria dos casos ele logo volta, a única coisa que tira o câncer de sua experiência é parar de incluir as vibrações baixas que você mesmo vem tendo e que foi a única coisa que criou o seu câncer, e que de tanto você usá-las no dia a dia, já se habituou a senti-las e a estar sempre se sentindo mal, e não tomar nenhuma atitude de voltar a subir por si só. Daí vem às drogas licitas; uma dor, um comprimido, uma gripe, um comprimido, uma coisa mais complicada, um montão de comprimidos.

Muitas pessoas realmente dão saltos quânticos em suas emoções, de depressão para alegria, mas, somente pelas drogas, outros artistas como Cazuza, Tim Maya e Cassia Eller, se viciam em drogas, porque no inicio eles fizeram esse caminho sem as drogas pesadas, alguns mesclaram com algumas bebidas e alguns até com um baseadinho, e foram subindo lentamente, mas por não saberem que isso é uma viagem puramente emocional, e por serem por demais observadores e em outros casos omissos, se deixaram aos poucos caminhar até a depressão, ninguém desce direto, a não ser que tenha subido direto, e ai é que entra as drogas pesadas, que os levam de uma única vez ao êxtase.

E ai que nasce a maior loucura para se entender isso tudo, a Lei da Atração diz que só os semelhantes se atraem, porém para existir a alegria é precioso existir também o seu oposto, assim como todo assunto ou tema, são na verdade dois assuntos, o seu desejo e a falta desse mesmo desejo, que são as duas pontas da mesma varinha de emoções, da mesma linha emocional, da mesma energia que não para, é quando você une estas duas pontas para continuar a expansão.

Quando alguém se deprime demais ele acaba voltando a ser pura energia, porque ele é atraído por ela, porque ela não pode deixar de existir, ai você diz que o cara bateu as botas, não, ele simplesmente voltou a ser pura energia.

Você jamais vai deixar de existir, por que seu eu físico é apenas uma experiência de uma consciência momentânea dessa consciência maior, você só vai deixar de ser momentaneamente focado nessa realidade física.