Posts com a Tag ‘brincar’

Um mundo melhor… Seria um mundo muito mais livre…

- terça-feira, 4 de março de 2014

carnaval-2014-olinda1 Olinda já foi um dos melhores carnavais do Brasil… Onde as pessoas se sentiam completamente; livres, felizes e expansivas em todas as suas imaginações. As pessoas brincavam como queriam, os de fora alugavam suas casas e todos, inclusive os próprios moradores, colocavam o som que queriam ouvir, curtiam o bloco que passavam esporadicamente, os que eles queriam, todos faziam suas guerras de lama, de água, faziam pedágios de beijos, vinha gente do mundo inteiro em busca dessa total liberdade. Foi realmente o melhor carnaval de rua que já existiu, uma festa totalmente livre e irreverente. Eu vivi isso na pele…

O que acabou com o melhor carnaval? A falta da total liberdade, foi o que inibiu ou diminuiu a total felicidade, as pessoas já não podem colocar o seu som que querem em suas próprias casas, mesmo aqueles que pagam caro, por um aluguel para estar lá, é repressão para todo o lado, ninguém mais pode brincar com lama, não podem ouvir musica baiana… Só Maracatu e Frevo… Com isso, lá se foi tudo, o que todo mundo ainda muito quer… Alguns egos ainda se preocupam, com todo mundo agindo de uma forma para eles egoísta, todo mundo brincando, se alegrando como queriam… Então esses egos escravizados por suas crenças limitadas, se perguntaram… “Se todos continuassem a fazer exatamente o que eles queriam fazer, que tipo de carnaval seria esse?”

E eu posso afirmar, “o melhor carnaval do mundo”, um muito, mas muito melhor do que esse. Porque se todos ainda fizessem o que eles queriam fazer, todo mundo iria se sentir muito mais livre. E se você se sentir livre, você se sente totalmente poderoso. E todas as emoções negativas que existem, prestem muita atenção sobre isso… Todas as emoções negativas que existem hoje no carnaval é porque há de alguma forma, a sensação de perda de liberdade, em algum lugar, lá onde todos ainda querem muito estar… Tudo que se quer de tudo, no final de tudo que se fás é… Se sentir, feliz, livre e expansivo…

Não só em Olinda… Se você notar até no carnaval do Rio, uma das únicas coisas que trazem a violência a tona, é a competição antes e depois da alegria. As pessoas se divertem, são criativas, se unem e criam coisas belas, mas a competição as desunem antes para se ter a grana para estar na avenida, os desunem no final com os pontos por escola. E em Salvador, é também a competição por grana, a grande maioria da garotada da própria terra, não tem como pagar para estar no trio, dentro das cordinhas, e essa falta de liberdade, sempre gera menos felicidade e mais violência e muito mal estar… Só não vê quem finge que não quer sentir…

Sou muito grato a todos os contrastes…

- sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Brincando lama Eu ainda me pego as vezes, querendo fazer com que alguém faça o que eu faço, porém, isso só provoca em mim mesmo, ainda mais resistência a tudo o que eu ainda mais quero. E olha que eu relembrei disso faz tempo, eu sei que qualquer coisa que desejo, o Universo pode facilmente encontrar uma maneira de deixar isso acontecer dentro desse contexto de desejos naturais e alegres, de que todas as pessoas tem acesso livre, igualzinho a mim. Afinal somos todos individualizações da mesma Fonte.

E isso deve ser assim mesmo, pois este é um universo baseado em muita alegria e liberdade, que sempre está se expandindo para mais de tudo. E assim, como eu vejo crianças brincando na lama e sinto uma grande alegria nelas, seus olhos brilham mesmo de pura alegria, eu poderia até não gostar de brincar na lama também, mas elas adoram sempre fazer isso, e dai? E assim, haverá sempre alguém desfrutando e fazendo algo que eu mesmo não quero fazer. E isso praticamente se aplica a tudo. Há sempre alguém que gosta de fazer alguma coisa que eu não quero e nem gosto de fazer. E se ela realmente veio até onde realmente não havia uma pessoa disposta a fazer aquela coisa, eu mesmo posso desenvolver uma outra maneira de abordar esse assunto.

Hoje, eu já encaro quase tudo o que eu não gosto como mais um contraste, eu apenas desejo o oposto do contraste e volto a desejar sempre mais. Eu apenas tenho que lembrar de brincar mais e de alimentar mais e melhor a minha mente, o ego, com todas essas coisas que eu ainda quero muito nessa vida. E como eu sei que, quem realmente alimenta o ego, essa individualização da Fonte de Bem Estar que sou eu, esse ser físico, aqui e agora, é somente as minhas crenças, e que, as crenças são somente quaisquer tipo de pensamentos pensados muitas e muitas vezes, e que eu só tenho que envolver esses pensamentos com fortes emoções, para que elas virem as minhas crenças dominantes.

Então, eu decidi dar sempre a minha intenção todas as manhãs de; ser sempre mais alegre, de repetir a todo instante que eu estiver muito feliz que; tudo é muito fácil para mim, que todas as respostas vêm rapidamente para mim, que eu adoro apreciar tudo que seja evidência de prosperidade e abundância, que eu vou sempre encontrar um jeito de me alegrar com os contrastes, de que nada é mais importante que a minha própria felicidade, que eu jamais confiarei no que os outros pensem, e nem mesmo no que eu mesmo penso, apenas confiarei na minha alegria que vem de dentro, por que é o sinal do meu GPS emocional, de que eu estou no fluxo de energia e informação do Bem Estar, indo e vindo a Fonte a todo instante. E isso é um jeito e um meio, muito gostoso e maravilhoso de se viver…

Todas as crianças têm muito mais para ensinar aos pais e seus professores, do que aprender…

- quarta-feira, 6 de novembro de 2013

aoaqNayana, Bia e Arthur Todas as crianças, são bem mais alinhadas com o fluxo da energia e informação da Fonte de Bem Estar que, seus pais e, elas ainda tem poucas ou fracas crenças negativas, e ainda tem muito mais facilidade de criar novas crenças positivas, o que certamente tira energia das crenças antigas por osmose, anulando todos os efeitos indesejados.

Então, para uma criança colapsar é muito mais fácil, só que ela só colapsa o que ela mesma já deseja, que é; seus brinquedos, seus doces, suas brincadeiras, seus relacionamentos e, assim os seus pais perdem ou melhor, desperdiçam toda essa energia mais pura, dos próprios filhos que, eles mesmos poderiam ganhar com o foco de seus filhos sobre os muitos desejos em comum, ao invés de apenas tentar fazê-los serem bem mais resistentes ao fluxo de Bem Estar, dizendo, não pode, não pode e não pode…

Por exemplo, uma família onde se tem crianças ainda pequenas, mas que já se comunicam de alguma forma deliberada com seus pais, todas elas tem sua inerente tríade de intenções, porém, muito mais externada do que seus pais que, também tem essa mesma tríade de intenções; liberdade, felicidade e expansão. Porém um pouco adormecida pelas suas próprias crenças limitantes. Mas, todos nós desejamos isso em tudo o que fazemos na vida. Se o pai quer melhorar de situação financeira, é bem mais fácil fazer um Máster Mind com suas crianças, com esses pequenos e poderosos cocriadores, do que só com adultos. Basta sentar e reunir a turma, e começar uma viagem deliberada e totalmente emocional…

Então, o pai ou a mãe começam a viagem… O que vocês acham de nos viajarmos de carro novo nos próximos finais de semana? E deixar as crianças emanarem vibrações gostosas, elas vão pular de alegria, e a viagem continua. Qual o carro mais bonito para a gente poder curtir com conforto uma viagem dessa? Mostrar as fotos… Deixe todos visualizarem e fazer suas escolhas, e tente por emoção fazê-los todos escolherem apenas um… Esse então é o melhor… Não seria bom se o papai tivesse muito dinheiro sobrando, para comprar sorvete para todo mundo na praia? Ao ver os olhos dos pequenos faiscarem de alegria, continue, e você, qual sabor vai escolher? Eu adoro de chocolate recheado de coco, e você? E você? Que tal papai comprar uns brinquedos pra gente levar e brincar na areia da praia? Vou anotar o que cada um quer, vamos lá diga seu desejo… E o seu… E o seu…

Uma brincadeira dessas que, qualquer um pode fazer facilmente uma vez por semana, já mudaria a vida de toda a família em pouquíssimo tempo, imagine isso, várias vezes durante a semana, tendo todos cocriadores felizes, vibrando desejos e por suas alegrias em conjunto, estarem todos de dentro dos seus próprios vórtices criativos; potencializados em energia e informação, imaginando e apreciando, tudo o que mais querem viver. Isso sim é pedir e ser prontamente atendido…

Brincando de dar formas físicas aos meus próprios desejos…

- terça-feira, 2 de abril de 2013

Eu sou apenas uma extensão de energia da Fonte de energia de Bem Estar que cria mundos, agora em uma forma física, formada pelo meu próprio desejo. Eu vim aqui nessa forma física para brincar de continuar a dar formas físicas a energia inesgotável e ininterrupta da Fonte, através de brincar com os meus próprios desejos que, apenas chamam mais energia de Bem Estar da Fonte, para passar por mim, agora nesse corpo físico e senti-la fluir; livre, alegre e expansiva, criando mais formas físicas a esses mundos mágicos e exuberantes que, eu mesmo já criei, apenas pensando e sentindo…

Então, se eu me sinto muito bem, eu dou continuidade a formar exatamente aquilo que já desejei, seja no momento em que me deparei com mais um contraste, aquilo que eu sei que não quero experimentar, e lancei esse novo desejo que passei a apreciar ou, até mesmo sobre aquilo que, eu apenas dediquei o meu poderoso foco e, dei a minha atenção por mais tempo, aqui e agora.

Mas, se eu resisto ao fluxo, então eu me sinto mal, porque nesse momento, eu apenas não estou permitindo o Bem Estar a passar por mim e assim, eu apenas dou forma a tudo aquilo que não desejo brincar de dar formas, mas que é impossível não dar formas físicas a mais disso, enquanto eu mesmo permanecer focado, dando essa minha poderosa atenção sobre isso que eu mesmo sei que, não desejo e nem quero experimentar isso, aqui e agora. Mas, tudo não passa de uma simples brincadeira de dar formas físicas aos meus desejos ou até mesmo à mais contrastes, para que a vida simplesmente não pare de fomentar cada vez mais desejos e expandir todo o Universo. E eu faço parte de toda essa expansão.