Posts com a Tag ‘auto ajuda’

TUDO É MUITO SIMPLES…

- segunda-feira, 28 de março de 2016

bom dia Na maioria das vezes as pessoas justificam que elas dão a sua atenção para algo, porque isso é verdade. Mas, só porque isso é verdadeiro, isso não significa que é uma boa razão para sua total atenção, porque qualquer coisa que alguém dá a sua poderosa atenção não dividida, torna-se verdade para ela mesma, sacou? Isso é o que é a sua realidade. Ou você ainda não entendeu como tudo funciona ou você não quer aceitar. Enquanto você mesmo escolher ser mais um mero observador reagente, mas fácil é fazer você focar no que eu quero e ainda continuar a dar mais atenção não dividida a tudo o que eu quero que seja sempre mais…É assim que os políticos conseguem tudo o que eles querem, eles fazem as pessoas observarem o que não querem, dando sua total atenção ao que não querem e fazendo isso se tornar sempre mais, e então eles dizem, eu não disse? Só agora! Eles dizem, eu tenho a solução, que na verdade eles já tinham, antes mesmo de fazerem você tornar o problema que eles mesmos criaram junto com você, em sua realidade. E as pessoas caem que nem patinhos.

E isso não funciona só para fazer as pessoas escolherem o que não querem, funciona também para quem quer ter mais; sucesso, prosperidade e abundância, com a sua alegria aflorada. É também, exatamente isso que algumas pessoas felizes, de muito sucesso, que só fazem aquilo que mais lhe trás mais Bem Estar, mais fazem. Elas fazem um grande numero de pessoas como você, focarem mais na alegria dela e em tudo que elas mais vibram, e assim onde quer que elas estejam, elas prendem mais a sua atenção, em cima do que elas fazem com mais alegria, e assim nessa cocriação feita de muitos focos e infinitas atenções de muita felicidade, elas prosperam mais e mais, fazem muito sucesso. E isso não é mais uma filosofia do ego, e nem mais uma auto ajuda barata como fizeram com que milhões de pessoas também focassem no The Secret, que fez exatamente isso que escrevi, com quem leu ou viu o video. Isso é pura física Quântica. A partícula tem que dar a forma que o observador foca e continua dando atenção, para o ego poder interpretar vibracionalmente isso… Ou eu aproveito isso que agora eu sei e me dou bem, ou serei um eterno bundão que não sabe aproveitar mais a vida… A melhor pergunta que se pode fazer agora é: “Será que eu quero experimentar mais disso?”

Esse mundo é maravilhoso… Você não concorda?

- terça-feira, 30 de abril de 2013

Tudo é, uma questão de perspectiva pessoal, na minha perspectiva de criador magnífico que sou e que, vejo que todo ser humano também o é. Tudo vai bem no meu mundo, o fluxo de energia de Bem Estar nunca esteve tão forte e caudaloso. As respostas e os desejos estão sendo atendidos quase que prontamente. O volume de contrastes não para de crescer e com isso o numero de novos desejos se expandem exponencialmente. Tudo me leva a cumprir a minha tríade de intenções; liberdade, felicidade e expansão. A Internet me fornece hoje, um volume de informações nunca jamais vista, isso nunca foi tão grande nesse mundo físico e, com isso eu sou bem mais livre para fazer as minhas escolhas, o numero de contrastes também nuca esteve tão grande, antes até se tinha algumas duvidas, o PT e o PC do B, não tinham tido a oportunidade de estar no poder, agora podemos ver que todos partidos são exímios contrastes, assim como as próprias leis criadas pelo próprio congresso nacional que, também tem se mostrado ser, de igual poder de contraste, então isso sempre me faz desejar ser muito mais feliz, e melhor, com isso o mundo nunca produziu tanto novos desejos, o que me faz cada vez mais expansivo em tudo.

Na perspectiva das outras pessoas que, ainda não se redescobriram, ainda não percebem quem realmente elas são. Esses meus amigos criadores fantásticos que, passam muito mais a vida criando por observação, e produzindo assim, muito mais contrastes. Então, eles estão se sentindo totalmente perdidos nesse mundo de muitos contrastes e de exponenciais novos desejos. Eles em vez de criarem sempre mais do que realmente querem, reagem e são contra a tudo que é contraste, só fazendo aumentar o volume de tudo isso que eles mesmos não querem. Eles ainda tentam fazer o impossível, excluir coisas, e com isso só inclui mais disso que tentam excluir. Elas não percebem que sempre atraem muito mais coisas, sempre semelhantes ao que elas mesmas sentem, ao que as suas emoções vibram e que, também são as suas vibrações que fazem tudo ganhar forma e virar a sua realidade. Que o seu foco e sua total atenção pessoal, fazem qualquer coisa em foco, florescer e ainda ganhar muito mais volume. Que o seu maior poder de se tornar sempre mais; livre, feliz e expansivo, está no ato de permitir tudo e, que é, a sua emoção, a sua vibração quem o permite tudo.

Então, eles apenas pedem e recebem mais paliativos, mais leis para continuarem vivendo o seu jogo sem fim de; disputas, de guerras e de vencedores de contendas. No lugar de se viver no grande jogo divertido que deve ser a própria vida; de liberdade de escolhas, de felicidade em criar sua própria realidade e de ver que tudo está se expandindo ao criarmos sempre mais contrastes. Tudo isso para que, a eterna expansão dos desejos, perpetuem a própria vida e o Bem Estar. É bom lembrar que, sem os contrastes, a falta do Bem Estar momentâneo, ou sua própria resistência a ele, você jamais perceberia ou até conceberia, a grandeza do próprio Bem Estar e do seu real poder, de criar e fazer suas muitas escolhas.

Porque as nossas leis não funcionam? Porque existe a falta do Bem Estar?

- segunda-feira, 29 de abril de 2013

Todas as leis, sagradas ou seculares, são completamente diferentes das Leis Universais; Atração. Criação Deliberada e Permissão. Que são totalmente incondicionais e, completamente diferentes de todas as leis que foram criadas pelo próprio homem, seja na tentativa de preservar suas religiões ou para viverem outros tipos de relacionamentos em um ambiente social da época, ou até de hoje mesmo, no nosso dia a dia. Elas sempre vieram de um lugar de completa desconexão do homem, com o seu próprio e natural fluxo de Bem Estar, de um lugar de falta, de uma tentativa de amparo momentâneo, a sua própria resistência ao fluxo. Até mesmo os votos de casamento, o mais conhecido e difundido pelos meios de comunicação, o famoso… “Até que a morte nos separe” é, uma espécie de um mecanismo de autoproteção. Então eles dizem nesse momento: Eu não confio em mim, e eu não confio em você, para estarmos em um lugar, onde ambos estamos evocando sempre o melhor um do outro. Então, só para ter certeza, vamos prometer que, mesmo que não, vamos sofrer isso juntos.

E até fora do âmbito religioso, as muitas leis mutáveis, criadas pelo próprio momento resistente do homem, foram sendo redigidas sempre de acordo com os interesses; da época, de quem as fazia ou de quem as encomendava, apenas para tentar lhes dar, uma autosegurança, ou uma falsa segurança, de sua total insegurança, de seu total desalinhamento com o fluxo do Bem Estar, já que, elas as leis, sempre visam, apenas apaziguar as contendas, onde as resistências ao fluxo, devem sempre ser tidas como normais e, nunca o próprio Bem Estar, ou seja, nos momentos normais de aparecimento dos contrastes, que são inerentes a esse mundo, onde cada individuo tem o objetivo de cumprir a sua própria tríade de intenções que, é a mesma para todos; liberdade, felicidade e expansão. Onde os contrastes deveriam apenas servir para se desejar mais e, assim perpetuar a expansão de toda a vida, dos seus mundos e do próprio Universo. Jamais deveria servir, para aumentar ainda mais, a sua própria resistência ao fluxo, onde o normal deveria ser a busca constante de se voltar ao fluxo de Bem Estar, sempre seguindo o desejo que é lançado a cada encontro com os contrastes, nesse mundo maravilhoso de; tempo, espaço e distância.

Então, eles apenas criam mais paliativos, mais leis para continuarem vivendo em seu jogo sem fim de; disputas, de guerras e de vencedores de contendas. No lugar de se viver no grande jogo divertido que deve ser a própria vida; de liberdade de escolhas, de felicidade em criar sua própria realidade e de ver que tudo está se expandindo ao criarmos sempre mais contrastes. Tudo isso para que, a eterna expansão dos desejos, perpetuem a própria vida e o Bem Estar. Lembre-se, sem os contrastes, a falta do Bem Estar momentâneo, ou sua própria resistência a ele, você jamais perceberia ou até conceberia, a grandeza do próprio Bem Estar que, é o que você é, e que é, tudo o que é.

Os meus desejos, para o que eles servem?

- quarta-feira, 17 de abril de 2013

É esse meu novo desejo que, eu mesmo lanço a cada momento ao espaço, como se fosse aquele foguete que gostamos de brincar nas festas, nas comemorações é, o que realmente chama a origem de tudo, a origem da própria vida, “a energia da Fonte de Bem Estar que cria mundos”. Essa energia vem através de um único fluxo natural e ininterrupto de vida. E essa energia vital precisa passar por mim e voltar ao fluxo em forma de novos mundos, para que eu mesmo permaneça aqui, agora como essa nova extensão da Fonte, esse ser físico que sou agora. E é o modo de como eu mesmo foco esse novo desejo, o que traz o meu agora, para a minha experiência futura.

Mas, o que é muito complicado para se entender, com essa mente humana, sobre essa minha experiência futura é que, o futuro nunca chega até aqui onde eu estou agora, porque no momento em que ele, o futuro se aproxima de mim, ele se torna o meu agora. Então o amanhã nunca chegará de verdade até mim, porque quando ele chega aqui, já é o meu hoje.

Então, se eu ficar aqui esperando um dia sentir, o como vai ser bom esse desejo se realizar no futuro, ele nunca se realizará de verdade para mim, para esse ser físico que sou agora. Mas, ele já se tornou real, apenas para o meu “eu interior” que foi imediatamente junto com esse meu desejo e, está me esperando e me chamando no meu próprio vórtice criativo. Para eu mesmo trazer esse meu desejo para o meu agora… Mas, para ele chegar até mim, eu preciso senti-lo agora e, é preciso eu mesmo fazer a minha própria viagem emocional, fechar as minhas lacunas emocionais, de onde estou agora, sem esse desejo, até onde ele já está me esperando e me chamando junto com meu “eu interior”.

Esse é o verdadeiro motivo das pessoas deixarem passar a vida e não conseguirem seus desejos, elas ficam sentindo só o que é, agora, exatamente a falta desses desejos que, nascem da própria falta sentida, seja por observação ou pelo próprio contraste criado por elas mesmas. E ficam rezando focadas na falta ou esperando por um milagre de alguém, para então quem sabe, um dia se encontrar com tudo o que já desejaram, e como nunca paramos de desejar, os desejos são realmente muitos, eles mesmos colocam o seu fluxo de energia muito mais rápido, e quanto mais eu deixo de seguir, a alegria que já nasce com cada desejo lançado por mim, mais resistências ao fluxo eu mesmo crio, e com isso, só vem mais disso que, eu realmente sei que não quero e que, é exatamente o que as pessoas chamam de; seus problemas, suas dores, suas doenças e até de morte. O que na verdade é apenas a sua própria resistência ao fluxo natural e ininterrupto de energia do Bem Estar da Fonte que cria mundos.

Tudo está no meu, aqui e agora… A minha vida é agora, a minha alegria é agora. Até o meu sofrimento ou seja, essa minha resistência ao meu próprio fluxo de Bem Estar, também é, aqui e agora. Nada esteve lá no meu passado, ou estará lá no meu futuro, tudo está aqui no meu eterno, livre, feliz e expansivo agora, no meu prospero e abundante e ininterrupto, aqui e agora. Eu mesmo demorei e custei a entender que, nada é daqui a um minuto, daqui a uma hora, um dia ou no próximo ano… O meu futuro é agora!

O que você esta pensando agora? No que deseja ou no mundo dos outros?

- terça-feira, 9 de abril de 2013

Eu sou, uma extensão da energia da Fonte de Bem Estar que cria mundos, aqui e agora, nessa forma desse ser físico e, estou sempre na linha de ponta do pensamento. Sou um ser que vibra e emite vibrações, e que, também recebo vibrações em resposta a tudo o que vibro; pensando, observando, me preocupando ou apreciando.

E assim eu sei que, é de grande valor para mim, sempre eu mesmo dar essa minha poderosa atenção consciente, para o que eu realmente quero especificamente experimentar, caso contrário, eu posso muito bem, ser varrido pelas influências de tudo aquilo que me rodeia. Até mesmo as minhas próprias células, antes desse meu cérebro ser formado, ainda no útero de minha mãe, isso lá pela oitava semana, já desejavam e copiavam vibrações. E mesmo depois, quando nasci e ainda não falava, eu também copiava as vibrações a minha volta.

E até hoje eu realmente sou bombardeado pela estimulação dos pensamentos que eu mesmo recebo e dou o meu foco. Eu já experimentei e comprovei isso muitas e muitas vezes, já cheguei num determinado local, e pensamentos vieram a minha cabeça que, eram semelhantes aos que, as pessoas estavam ali conversando, antes de eu chegar.

E assim, a menos que eu esteja deliberadamente expondo meus pensamentos que, são realmente importantes para mim, eu posso sim, ser muito estimulado por um outro pensamento que, pode ou não ser importante para mim, aqui e agora. Então, eu prefiro ser muito mais deliberado, porque a maioria das pessoas não percebem e muito menos concebem essa gerência natural e certa da Lei da Atração, elas acham isso apenas um modismo, ou nem dão valor pelo uso pejorativo do termo auto ajuda, as pessoas foram doutrinadas anos e anos, pelas suas religiões e escolas, a não se darem o devido valor, então elas não acreditam que elas mesmas podem se auto ajudar, e ficam procurando justamente fora de si, quem nunca poderá realmente ajudá-las.

Hoje eu só confio no meu “eu interior”, e ele sempre fala comigo em formas de emoções, se estou bem, ele me diz vai fundo, me enviando mais e mais alegria, se me sinto mal, ele me diz, pare imediatamente e procure um alivio, ou você vai ter muito mais isso que não quer ter… Tudo e sempre mais, eu só posso incluir mais, jamais posso excluir algo…

E eu só recebo de volta o que eu vibro, se estou pensando ou me preocupando e me sentindo mal, eu recebo exatamente mais; pensamentos, pessoas, coisa e eventos semelhantes. Igualmente se eu estiver pensando ou apreciando algo, eu atraio mais; pensamentos, pessoas, coisas e eventos, semelhantes a minha felicidade, e assim eu crio o meu próprio vórtice, onde o Universo já reuniu todas as energias cooperativas, para dar formas a todos os meus desejos.

O desejo, o sucesso e as drogas…

- segunda-feira, 8 de abril de 2013

Porque as pessoas que fazem sucesso; os astros da musica, da televisão e até grandes empresários se drogam?

Geralmente quem faz sucesso, foi considerado um rebelde na sua adolescência, ele não aceitava deixar de ser; livre, feliz e expansivo… Então eles aboliram tudo o que os limitava, largaram as religiões de lado e até as escolas ou suas faculdades… E então, eles fazem sucesso onde quer que eles foquem e, e se dedicam a só isso que, traga pra eles muito mais alegria, liberdade e a sensação de prosperidade… Mas, a sociedade vendo eles sendo bem mais criativos, mais imaginativos, mais criadores deliberados, os tomam como seus ídolos, os fazem imortais, isso enquanto eles estão em cena… Porém vem o lado obscuro da coisa…

O submundo, os bastidores do sucesso… O sucesso realmente incomoda as pessoas em volta, e lá vem as cobranças, começa em casa, os pais querendo agora controlá-los por causa da grana, ou os seus companheiros conjugais querendo não perdê-los para os fãs, os empresários desses artistas, ou os advogados dos empresários, querendo que eles deixem de ser feliz, para faturar mais, quanto mais shows, apresentações melhor, quanto mais lojas, negócios melhor é, para eles que vivem do sucesso dessas pessoas. E depois vem os amigos que acabam tirando proveito da sua amizade, azedando essa relação, os amigos que querem mostrar a realidade deles dizendo, cuidado! Você está fazendo muito sucesso, vão querer te assaltar, você pode ser vitima de sequestro, não saia para as baladas, por que podem te pegar… Então, sua vida fora dos palcos, fora do seu divertimento em ganhar dinheiro fazendo exatamente o que eles gostam, vira uma merda…

Então eles passam a ser presa fácil para os traficantes, porque eles também passaram a ser agora, tão inseguros, quanto os outros inseguros que não fazem sucesso, e agora, fora da sua diversão (aquilo que pra maioria é trabalho), eles se drogam para aturar essa massa de gente que tem uma realidade merda, de só coisas ruins que eles mesmos criam dando todo o seu foco não dividido a isso, agora dizendo e querendo que todos assumam que isso é a verdadeira realidade… Só quem já é sucesso na vida, sabe o que é lidar com tanta gente insegura a sua volta…

O desejo de se conhecer melhor e poder realizar seus sonhos…

- domingo, 7 de abril de 2013

Fazem poucos anos que eu reconheci de verdade o meu “Ser Interior”, ele sempre existiu. Mas, quando ainda pequeno todos diziam que ele era um Deus, depois ainda adolescente, me disseram que ele era o meu estado de Buda, e eu passei 26 anos ou mais vendo-o assim. Mas sempre colocaram um intermediário entre mim e ele. Que ao invés de me colocar bem mais alinhado, mais no fluxo, sempre tentaram me colocar, mais resistente, com o medo do castigo do meu próprio “Ser interior”. Então até os meus 13 anos minha mãe e meus parentes diziam, faz isso… Se não Deus vai te castigar… Ao conhecer o budismo, veio o mesmo método do medo, só de um outro jeitinho, agora japonês, cuidado com os obstáculos e as quatro maldades… Mas, todos eles adoram meter medo nas pessoas… Eles sabem que a maioria ainda é muito insegura.

E o meu “Ser Interior” não é e nunca foi assim, ele sempre gostou muito de pular, brincar e sorrir comigo. Adora pensar, sentir e apreciar sobre todas as coisas que eu foco, que dou a minha atenção. O meu “Ser Interior” gosta de oferecer elogios e sentir valorização e contemplar algo que, ainda não é totalmente compreendido por mim e, depois sentir o entendimento vir totalmente à tona, nesse ser físico que sou, nessa extensão da Fonte de energia de Bem Estar, que ainda está se divertindo muito de incluir sempre mais, aqui e agora.

E como eu sempre fui muito rebelde, já na minha infância, e não permiti que me moldassem totalmente resistente ao fluxo de energia do Bem Estar que cria mundos. Como a maioria das pessoas ainda se permitem nos dias de hoje, se deixaram levar pelo medo; elas não queriam apanhar ou levar bronca dos pais, dos professores e dos mais velhos, para não ficar de castigo, até para não sofrer as humilhações conhecidas hoje por bullying, para poder ter seus amigos, ou para fazer parte de um grupinho e ate para ser aceito em algum lugar e ganhar medalhas pelo seu condicionamento total. Tudo para ser igualzinho a todo mundo… Escravos do fazer qualquer coisa, para só no seu final de semana, poder quem sabe ser feliz, ou talvez nas férias, quem sabe na sua aposentadoria, mas a maioria mesmo, espera encontrar toda sua alegria no Céu, ou depois de bater as botas… Que desperdício de vida…

O meu “Ser Interior” sempre foi e ainda é, igualzinho ao garoto brincalhão que eu fui aos meus dois anos de idade, e que, ainda sou até hoje, sempre ansioso para experimentar toda e quaisquer tipo de vida. Então, as pessoas me perguntam o tempo todo. Como você consegue realizar tantas coisas? Ter uma vida com tantas histórias pra contar? E ainda passar seu dia todo se divertindo de ganhar muito dinheiro?

E elas ainda me vêem com a minha própria rede social Vibreleve, para realizar meus desejos, que permite gratuitamente á outras pessoas, declararem seus desejos e realizarem todos os seus desejos que, eles mesmos o permitirem, e ainda observam que eu também escrevo muito, das praias em que estou naquele momento, em outras redes sociais, blogs e sites, sobre como se voltar a entra no fluxo de Bem Estar… A resposta é sempre a mesma, para você se encontrar com o seu “Ser Interior” você apenas tem de ser mais assim como eu fui e sou, livre, feliz e expansivo, aqui e agora.

Mais desejos, mais criadores magnificos…

- quinta-feira, 4 de abril de 2013

Todos nos ainda somos energia da mesma Fonte de Bem Estar, aqui e agora, embora em forma de extensões físicas, nesse corpo físico, mas, nunca deixamos de ser… Energias da Fonte. Quando nascemos, ainda tínhamos muito mais contato com o nosso “eu interior”, aos poucos nossos pais, que já esqueceram, ou apanharam muito para esquecer esse contato, por causa das suas religiões e suas escolas. Então, eles também nos fizeram confiar muito mais no fazer do que no nosso sentimento. Nossa alegria, a nossa felicidade, passou a ser sempre pra depois…

Então, a maioria parou de ser feliz, para passar um longo tempo estudando e se divertindo menos, para depois passar a vida toda, apenas se divertindo na noite de sexta e no sábado, porque no domingo tem que descansar, para voltar ao trabalho duro, então até hoje, a maioria das pessoas passam a vida toda desperdiçando 5,5 de seus dias alegres toda semana. Que merda em…

Cada ser que nasce aqui, já teve acesso a todo o conhecimento do Universo, a todo o pensamento já pensado, até o momento exato de, o seu próprio cérebro ser formado, daí para frente, é preciso desejar a informação que, esse ser físico agora precisar e, o Universo lhe responderá sempre, dando-lhe tudo pronto, sem faltar um só detalhe, mesmo daquilo que ainda não existe.

O medo pela vida e a insegurança dos homens, criaram o maior contraste até hoje criado… As religiões. Que são apenas as respostas as vibrações de insegurança das massas. E elas criaram um meio de impedir esse acesso, se colocando como intermediarias desse acesso a Fonte, dando-lhe o nome de Deus, Alá, Buda, e com isso atrasaram e muito a expansão de tudo, criando suas crenças limitantes e, depois ainda implantando essas mesmas crenças limitante nas suas escolas. Agora limitando os desejos da grande massa humana. As religiões tinham uma grande vantagem até então, durante seculos o fluxo de energia era bem mais lento devido aos poucos desejos. Na realidade, quem realmente faz o fluxo de energia da Fonte ser mais rápido, mais volumoso são os nossos desejos. São eles que expandem tudo…

Até então, tínhamos poucas pessoas que conseguiam, por algum motivo se safar das escolas e as religiões, como é o caso de Thomas Edson. Em 1853, a família dele se mudou para Port Huron. Na escola, a única da cidadezinha, o rapaz tinha problemas. Seu professor, o padre Engle, dizia que ele “tem o bicho no corpo, que é um coça bichinhos estúpido, que não pára de fazer perguntas o que lhe custava a aprender”. Além disso, o garoto rebelde recusava-se a fazer as lições. Vão-se três meses de aulas e Thomas Edison deixava a classe. Nunca mais voltaria a frequentar uma escola. Então, essas pessoas que não criaram resistências ao fluxo, nem pelas escolas e nem pelas religiões, tinham acesso a Fonte, e elas ainda hoje são chamadas de Gênios.

Nesses últimos anos, o glamour das religiões tem se deteriorado, os podres começaram a aparecer, e com isso cada vez mais pessoas se tornaram livres para pensar e passaram a desejar mais, e com isso temos hoje um fluxo de informação jamais sentido nesse planeta. Muitas crianças livres das crenças limitantes estão tendo acesso a Fonte e se reencontrando com quem elas realmente são, criadores fantásticos, embora as pessoas ainda os achem Gênios, diferentes dos demais, mas, na realidade eles são iguais a todo mundo, apenas não criaram resistência ao fluxo de energia da Fonte de Bem Estar.

Hoje, a criança que nasce, sem essa nefasta influência, sabe muito mais que qualquer professor de Harvard, muitos já deram provas disso, como Bill Gates, Mark Zurckeberg e agora muitos garotos… Só que agora não serão apenas poucas crianças, a maioria já está se rebelando dessa escola que, só emburrece o homem.

Porque eu criei, a rede social dos desejos, Vibreleve.com?

- sexta-feira, 22 de março de 2013

Eu adoro ler o que a Esther e o Jerry Hicks conseguiram da Fonte, essas muitas respostas que só mesmo a consciência maior que é, a Fonte de energia do do Bem Estar que cria mundos, poderia ter. Então, eles me dizem que, quando eu mesmo, delibero e conjuro uma imagem qualquer, com o propósito de criar, eu estou apenas praticando colocar a minha vibração, naquilo que eu mesmo já criei. E olha que muita gente ainda pensa assim, como… “Agora vou me sentar e criar”. E é preciso entender que, toda essa minha visualização é, apenas mais uma prática que eu mesmo faço, para a minha vibração ser a mais semelhante o possível, de tudo aquilo que, eu mesmo já criei e pedi vibrando num momento de alegria ao Universo.

A vida é repleta de contrastes e, eles mesmo já me fazem desejar sempre mais, a vibrar mais, a criar mais e continuar a lançar esses muitos pedidos ao Universo. E tudo acontece no momento que eu mesmo tenho a certeza absoluta de que eu não quero isso. A minha vibração já é mais do que o suficiente, para criar o que já imaginei, nesse momento do encontro com o contraste.

Tudo mais é, somente mais uma prática vibratória. Toda essa minha visualização não está fazendo nada acontecer. Nadica de nada… Está apenas deixando com que venha pra mim, aquilo que já existe, porque eu ou alguém já o criou. E está é uma importante distinção. Eu não estou criando nada com as minhas afirmações, como também não estou criando com as minhas visualizações, eu estou apenas praticando a vibração que permite com que o meu desejo se manifeste.

E foi por isso eu criei a rede social Vibreleve.com… Assim como o próprio aplicativo Attraction… Com o propósito de se ter um lugar especifico para armazenar muitas fotos, de tudo aquilo que eu já criei, e poder voltar sempre a visualizar e passar a vibrar algo semelhante. Assim, quanto mais eu pratico, mais eu entro no tom vibratório que, permite com que, mais coisas, mais desejos meus se manifestem, aqui e agora.

O que é minha realidade?

- sexta-feira, 22 de março de 2013

Quando eu digo que, eu mesmo crio a minha própria realidade, muita gente vira o olhos, alguns duvidam, outros até me acham meio louco. E não é de se admirar, porque a maioria está vivendo a realidade que os outros criaram, apenas por perceberem que ela existe, por apenas compreender isso através dos seus cinco sentidos limitados. Eles dão um significado a isso que, a sua inteligencia humana limitada percebeu, mesmo que não a conceba de verdade. Porque conceber é eu mesmo criar o que desejo, aquilo que eu mesmo quero viver, é eu mesmo inventar, imaginar uma situação qualquer, e sempre usando a sabedoria do meu eu interior, apenas criando um conceito, e jamais uma coisa definida, eu apenas crio algo que eu mesmo possa acrescentar sempre algo a mais, basta eu desejar.

Então elas se perguntam, isso que eu vivo é a minha realidade, ou não é a realidade? Todas as coisas que percebemos são nossas realidades. Mesmo que seja apenas uma coisa que eu mesmo estou imaginando, já é uma realidade em que, esse pensamento que está sendo oferecido e, alguém que, tem a capacidade de traduzir essa vibração, irá percebê-la. Então é justo dizer que, qualquer coisa que pode ser percebida deve ser uma realidade. Porque, como criadores, a minha realidade depende do que eu estou disposto a imaginar e a permitir.

Muita gente ainda duvida de que uma criança que ainda não fala, ou um bebe, já cria a sua própria realidade. Só que, não é só o bebe, até as suas células copiam as vibrações alheias, antes mesmo do cérebro do feto ser formado, elas já copiam a vibração de quem à está mais próximo, emitindo vibrações nesse momento e, com isso, se a mãe ou as pessoas a sua volta estão se sentindo mal, elas as células não realizam o seu próprio desejo de liberdade, felicidade e expansão, se tornando células defeituosas.

A coisa maravilhosa é que, mesmo como seres físicos que somos, ainda somos energia da Fonte de Bem Estar que cria mundos, somos extensões dessa Fonte. Portanto eternos e livres para criar o que desejarmos, no momento que quisermos, basta mudar minha vibração e eu mesmo mudarei o meu mundo. Minhas células se regeneram, meus problemas desaparecem, e tudo se transforma no que eu desejo, se eu assim o permitir. E para permitir é muito fácil, eu só preciso procurar razões para me sentir bem, um alivio qualquer é o primeiro passo, depois é focar apenas no que eu quero, e apreciar tudo que a vida já tem de bom, aqui e agora. E se algo que não quero, um contraste aparecer, apenas agradeço por ter a certeza de que isso é algo que realmente não quero e, penso no oposto disso, lançando mais esse desejo em forma de vibração, que será atendido pela minha gerente que a Fonte me concedeu, a Lei da Atração.