Posts com a Tag ‘Autismo’

VOCÊ SABE QUEM VOCÊ É?

- quarta-feira, 2 de setembro de 2015

DOW E AUTISMO Isso é o que eu diria para todo e qualquer ser humano nesse planeta, isso quando eu estivesse já no meu Bem Estar e ele também estivesse interagindo comigo, que é sempre pelo meu chamado vibracional, estando ele assim, cocriando comigo nessa realidade paralela… Se você ainda está vivo é porque você ainda pode vibrar, se pode vibrar, você sabe copiar, e se sabe copiar, sabe muito bem o que é Bem Estar ou a sua ausência. Portanto o seu desejo em tudo e de tudo é o mesmo de todo mundo de todo o Universo, o Bem Estar. Jamais importa se você é autista, ou se tem síndrome de down ou mal de parkinson, alzheimer, até mesmo se só tem um só sentido funcionando ou se ainda está em coma. E se você deseja o Bem Estar essa é uma feliz experiência de vida sobre a qual você ainda tem escolhas. A única coisa que eu posso fazer por você é lhe fornecer o máximo de Bem Estar para você copiar quando você pede, porque eu também sou um agente cooperativo da Lei da Atração.

É preciso entender que até uma criança doente, um mendigo de rua, todos tem o poder de escolha. Eles só precisam relembrar que é, o seu foco, a sua atenção, a coisa mais importante para tudo focado ser mais na vida deles. Que todos nascemos com um GPS emocional dentro de nós mesmos e que sempre funciona assim, se me sentiu bem, esse é o caminho, se me senti mal, esse não é o caminho a seguir, mas a escolha é dela. Que tudo na vida, pessoas ou coisas, tudo é um contraste e um objeto de desejo ao mesmo tempo e que tem sempre dois lados, o lado do Bem Estar que é o desejo em tudo e de tudo e o lado da ausência desse mesmo desejo. A maior ferramenta que existe nesse mundo físico se chama “alivio”, sentiu a ausência de Bem Estar em alguém ou alguma coisa, isso já lhe trás um desconforto ou mal estar, é a hora de se focar num poderoso alivio imediato. A outra maior ferramenta para sempre quando se encontra com o lado de Bem Estar em tudo é, a arte de apreciar. Sabendo apenas isso, qualquer um já sabe o que é preciso para viver a plenitude do Bem Estar, ainda nessa vida.

TUDO É UMA QUESTÃO DE HÁBITO…

- sábado, 21 de março de 2015

Messi autista Tudo o que eu tenho nessa vida é porque eu mesmo me habituei a sentir várias vibrações diferentes, e elas se tornaram um padrão para mim, porque eu mesmo criei esse hábito de esperar sentir isso novamente, todas as vezes que eu voltar a encontrar de novo; pensamentos, pessoas, coisas e eventos semelhantes, agora. Tanto o Bem Estar quanto a ausência do Bem Estar, são criados por muitos momentos repetidos de; felicidade, liberdade e expansão, ou de resistência a essa mesma tríade de intenções. Eu faço isso deliberadamente momento a momento; pensando, sentindo e focando, ou apenas observando e reagindo ao que eu; foco, sinto e passo mais tempo pensando.

Todas as crianças, são formadas por átomos conscientes, que também desejam, mesmo aquelas que exerceram o seu direito de escolhas e copiaram as vibrações de ausência de Bem Estar, seja dos seus pais ou das pessoas que mais momentos permaneceram do lado da mãe, enquanto elas permaneceram no útero, e assim nascem com doenças ou com algum tipo deficiência de formação física, elas, mesmo assim, são muito felizes, livres e expansivas, como qualquer outra criança. E muitas com síndrome de Down e até os autistas que não se tem como alguém, controla-los ou modifica-los, esses sim, são os verdadeiros professores para seus pais e parentes do que é ser totalmente; livre, feliz e expansivo, incondicionalmente. Um grande exemplo é o Messi da foto, que é um autista, vou até postar um artigo sobre ele depois…

E o mais gozado e que as crianças que chamamos de normais, a maioria quando cresce, se habitua a ter menos momentos de; liberdade, de felicidade e expansão. Poucos conseguem como os autistas e os com a síndrome de Down, permanecerem com essa tríade de intenções, aflorada e exaltada, mas quando acontece, a sociedade primeiro os chama de rebeldes, de crianças desajustadas e algumas são obrigadas a tomarem remédios de tarja preta, isso só até elas fazerem algum tipo de sucesso, porque o que faz qualquer um ser um sucesso é passar mais momentos; felizes, livres e se expandindo. E mesmo assim, a sociedade os fazem voltar ao controle, oferecendo muito dinheiro e fama, e os chamando de gênios, de pessoas super dotadas, se seres especiais, tudo para que as outras crianças pensem que elas jamais poderão ser como eles, que na verdade só são isso tudo por se rebelarem, e assim se tornaram seus ídolos. Porque é só a felicidade, com mais a liberdade, o que trás todo o sucesso de tudo em tudo…

2012 um ano para se valorizar as diferenças…

- domingo, 1 de janeiro de 2012

Ninguém conectado à Fonte de Energia do Bem Estar jamais prejudicaria outra pessoa. É até uma coisa muito interessante o que acontece na nossa sociedade atual: as injustiças, o desconforto e mais a infelicidade são projetadas em cima dos outros, sob o nome de justiça, sob o desejo dos que se dizem cumpridores das leis autocriadas, leis que tentam limitar de todas as maneiras a liberdade e a permissão alheia, sob o nome de direito, e o pior, ainda sob o nome da religião como se ainda vivêssemos na época das cruzadas, muito mais do que sob todas as outras coisas juntas.

Em outras palavras, não se preocupem com isso, nunca houve e nem existiu injustiça, vivemos num mundo onde cada um individuo, só recebe exatamente o que ele mesmo dá pra vida, aquilo que ele mesmo emana, e é a sua vibração o que atrai tudo, tudo aquilo que lhe é semelhante, tudo mesmo; mais pensamentos, mais pessoas, mais coisas e eventos, todos os elementos semelhantes ao que você mesmo vibra a cada instante.

Até mesmo a imperfeição é perfeita!

Uma criança que nasce autista, ou com a síndrome de Down ou a de Crouzon, ou até mesmo aquelas crianças que já nascem com a sua natureza Gay, não importa a cara que você faça ao olhar para elas, nem mesmo o que você pensa sobre elas, nem mesmo se você as aceita como elas são ou não, todas elas escolheram nascer e viver, completamente livres de qualquer tipo de preconceito social, elas apenas vieram nos mostrar diariamente que não podemos mudar os seus próprios desejos, e por mais que as pessoas tentem, jamais conseguirão mudá-las, elas são as nossas provas vivas de que, devemos permitir sim, todas as diferenças.

E viva as diferenças em 2012