Posts com a Tag ‘atenção não dividida’

PRO DIA NASCER FELIZ… EXPERIMENTE!

- quarta-feira, 8 de março de 2017

pudim Eu adoro ter sempre esse poder em minhas mãos. Eu carrego comigo essas três frases na ponta do meu pensamento, cada um pode escolher as suas, mas as minhas são essas: “Eu sou sempre novo agora! Pensamentos se transformam em coisas. Ser feliz antes de tudo é tudo”. No início, eram outras frases e eu as sempre tinha escritas em um papel que eu colocava na minha carteira, quando os smartphones ganharam espaço, eu passei a colocar essas frases atuais que eu mais aprecio, como se fosse um app, eu bato o dedo e lá estão elas. Minhas frases preferidas e maravilhosas. Então, só depois de rele-las ou relembra-las, que eu começo a minha diversão em “escolher” mais, o que vai me fazer ser sempre mais feliz o dia todo, jamais importando as circunstâncias ou os momentos.

E saio focando em coisas até achar algo que eu possa me divertir em fazer isso ser sempre mais com a minha atenção não dividida… Às vezes eu entro numa padaria e escolho algo que me deu vontade de comer, pode ser um pudim. Eu uso os meus cinco sentidos para gravar bem esses poucos momentos preciosos, eu corto o primeiro pedaço procurando sentir a textura, a consistência desse pudim, que os meus olhos já me fizeram encher a boca do sabor de quero mais, e antes de colocar na boca, eu procuro sentir o cheiro maravilhoso dele, quando coloco na boca eu procuro tirar o máximo de prazer em me deliciar com cada colherada, se não tiver uma música tocando, para que eu possa marcar o momento, eu assovio uma ou faço um som com a boca, que mais me agrada no momento, e ai está o meu primeiro momento feliz, guardado em fatos vivos…

E desse momento em diante, agora, sempre que eu não sinto o meu natural Bem Estar, eu faço essa viagem emocional ao meu pudim novamente. Se alguém chega para mim com um papo que não me faz sentir bem, eu corto na hora e pergunto. Você já comeu o pudim da padaria Boa Viagem? E não dou nem tempo dela responder, e começo a dizer todos os momentos que ficaram marcados em eu saborear aquela delicia. Geralmente ou a pessoa vai embora antes que eu termine ou se ela ouvir tudo, ela já não vai saber nem o que estava dizendo antes. E se eu achar outra coisa durante o dia que me divirta ainda mais, eu faço a mesma coisa que fiz com o pudim, e assim, já tenho duas coisas ou mais, para nunca mais ficar sem me sentir no meu natural fluxo de Bem Estar. As pessoas diziam que eu enlouqueci, mas minha vida agradece com tudo aquilo que eu venho realizando, aqui e agora…

O VÓRTICE E AS PAIXÕES DO EGO…

- domingo, 19 de fevereiro de 2017

Ariel e sua Minie As primeiras paixões, sempre acontece quando ainda somos crianças. Todas as crianças já nascem no seu próprio vórtice criativo, no seu natural Bem Estar, por isso elas são sempre apaixonadas por tudo. Elas sabem dar, e dão a sua atenção não dividida, para exatamente aquilo que elas mais querem, e isso é um sintoma de se estar totalmente apaixonado. Não importa se é ou era uma coisinha qualquer, se era pequena ou grande, não importa se não tem valor, não importa nem se as outras pessoas não gostam, muito menos a opinião de quem quer que seja, ela gosta porque gosta. O seu pai pode estar sem dinheiro, sua mãe muito doente numa cama, o seu irmão cheio de problemas ou até acontecer uma circunstância ou evento indesejado. Elas ativam o que querem como seu foco e fazem isso ser sempre mais ao dedicar sua total atenção não dividida. Elas tem tudo para formatar o ego, o seu sistema de crenças, bem mais consciente e deliberado em tudo.

E depois vem as paixões da adolescência, quando temos as primeiras paixões amorosas. E do mesmo jeito, a pessoa apaixonada não ouve e nem aceita que ninguém diga algo indesejado do seu objeto de paixão. A pessoa por quem ela está apaixonada pode realmente não ser um bom exemplo de Bem Estar, ao contrário, pode ser um grande lado da falta ou ausência de Bem Estar, pode aprontar todas, que quem ainda está apaixonado, não se permite enxergar, ela é una como nunca foi com o seu eu interior, que só vê Bem Estar naquela pessoa amada. Pode a família toda ser contra o namoro, podem tentar de tudo para afastar os dois, mais quem está apaixonado faz de tudo para voltar a estar mais tempo junto, se deixar ficam 24 horas grudados, tudo porque ela ativa mais Bem Estar com o seu foco e ainda dedica sua atenção não dividida, naquilo que ela mais quer que seja sempre mais em sua vida.

E depois vem as paixões por exatamente aquilo que nos dá mais tesão em fazer por fazer. Seja ser apaixonado pelos nossos; hobbys, esportes, aventuras ou algo muito especial que podemos ganhar muito dinheiro, fazendo mais disso. Sempre quando a paixão está presente, ativamos mais o que nos dá mais Bem Estar como retorno, e dedicamos nossa atenção não dividida em cima daquilo que sempre queremos, que seja sempre mais em nossas vidas. Antes eu pensava que eram as mulheres quem menos sabiam aproveitar desse momento de paixão para a sua realização pessoal. Agora, eu percebo, que quem menos tira proveito das paixões, são todas as pessoas que mais formataram e ainda tem o ego, e seu paradigma, esse seu sistema de crenças ainda muito resistente. Então, elas pensam por demais mais, e por pensarem excessivamente; justificando, racionalizando e projetando coisas, e acabam entrando em paranoias de conspirações, e assim, acabam pouco aproveitando dos seus momentos de atenção não dividida, e isso é um sintoma da sua volta ao seu próprio sistema de reforço da sincronicidade resistente, de suas próprias crenças, que não o permitem ir além disso que elas mesmas mais se realimentam pensando, aqui e agora.

EM QUAL REALIDADE VOCÊ ESTÁ?

- segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

realidades-paralelas É sempre muito divertido, quando se tem consciência das infinitas realidades paralelas, dessas infinitas probabilidades maravilhosas. E eu já desfruto de muitas delas em muitos dos meus momentos. E sempre quando escolho estar nessa realidade, aqui e agora, eu ainda encontro muitas pessoas que duvidam dessas infinitas realidades paralelas e simultâneas. Elas ainda pensam que se tem que viver uma de cada vez, talvez por causa de sua própria recusa, em aceitar que tudo que se sente é apenas mais um dos infinitos contrastes bifurcados, inclusive a própria realidade atual. Toda e qualquer realidade é simultânea, e está se expandindo agora, nesse exato momento, é atemporal, uma para o lado da energia, da vibração de Bem Estar e a outra para o lado da ausência desse mesmo Bem Estar. Quem escolhe estar em cada realidade sou eu mesmo, aqui e agora. É o meu foco quem ativa qualquer realidade do lado da expansão do Bem Estar, e também do lado da ausência. E é também a minha poderosa atenção não dividida, quem expande tudo, em ambos os lados. E eu sempre ando por cada realidade em que eu já tenho algo, de tudo aquilo que eu já desejei nessa existência, a maioria não vê porque continua me procurando ou querendo encontrar os meus desejos, ainda nessa realidade, sem ela ir até lá onde tudo está… É tudo isso é muito divertido… Adoro apreciar tudo isso acontecendo, aqui e agora…