Posts com a Tag ‘ancoragens’

Qual a minha dieta?

- segunda-feira, 30 de junho de 2014

adoro comer Muita gente me pergunta, como você consegue emagrecer, comendo picanha com aquela gordurinha deliciosa, feijoada e dobradinhas, bebendo todas e ainda fazendo muito pouco exercício, e o mais espantoso, não indo a academia? A verdade é que eu sempre fui magro, até os meus 47 anos nunca havia passado de 60 kg, mesmo com 1,82 de altura, eu quando vim para o nordeste desejei engordar e acabei quase que dobrando de peso, quando eu cheguei a 114 kg eu comecei a me sentir incomodado, como eu não gosto de remédios e nem dietas que me privem de comer ou ter de fazer coisas por obrigação, eu só faço o que me dá prazer, eu resolvi andar de bike, nadar mais e criar a minha própria dieta feliz, que está funcionando muito bem, já venho emagrecendo permanecendo no meu mais puro Bem Estar.

Existem várias ancoragens; naturais, químicas e mentais, tudo para eu me comunicar melhor com o meu próprio cérebro e fazer ele funcionar melhor, todo remédio é uma ancoragem, ele só informa ao meu cérebro aonde ele tem de atuar, quem cura tudo é a minha vibração, são as minhas próprias células. Além dos alimentos e plantas medicinais que também são ancoragens naturais, afinal tudo é energia e informação ao mesmo tempo, os alimentos além de me dar prazer, eles levam informações para o meu corpo se preparar para tudo que tenha nesse local onde eu vivo, por isso eu adoro comer legumes e verduras frescas, geralmente eles são da minha região onde moro, ou de onde eu estou curtindo um fim de semana ou as férias, e ainda existe a saliva da minha boca que é uma ancoragem maravilhosa. Já notou que todos os bebes babam muito? Ele tem muita saliva na sua boca, e é porque ele precisa ter todas as partes do seu cérebro atuando para comandar suas células para formarem todos os componentes do seu corpo.

Sabendo disso eu formulei minha dieta. Eu acordo geralmente com a boca seca, sinal que o meu cérebro está quase que parado, está com pouca atividade, é como quando se está muito doente que os médicos fazem o paciente ficar em coma induzido, tudo para que seu cérebro não resista ao tratamento, o que na verdade ele está fazendo isso para o cérebro não gastar a energia que as células recebem naturalmente do fluxo de energia e informação de Bem Estar, e assim poder se recuperar mais facilmente, é o sinal que os medicamento já não estavam mais passando a informação pela ancoragem química. Tudo mais depende de quais vibrações o paciente está copiando durante o coma. Por isso lembre-se, nunca sofra perto de alguém doente, procure ser o mais feliz que puder…

Então, ao acordar eu ainda deitado, sinto a boca seca, eu não provoco em nada a minha saliva e nem tomo água nesse momento, eu ainda na cama, apenas dou minha intenção de estar com um corpo leve e flexível e passo alguns minutos, apenas focado na minha respiração, no ar entrando e saindo, se algo vem a minha cabeça, algum pensamento, eu não brigo e nem tento resistir, eu apenas volto a focar na respiração, é tudo que tenho a fazer.

Durante o dia, eu tomo muita água, dois litros em média, fora qualquer outra bebida que eu tenha vontade; cerveja, caipirinha, vinho ou qualquer outra coisa deliciosa, a água mineral faz as células se comunicarem entre si mais rapidamente e com melhor resultados por ela ser um condutor de energia natural, e eu converso muito com o que como, mentalmente ou falando, quando estou em casa ou estou só, eu só coloco no meu prato o que mais me estimula, não importa o que, eu me habituei a seguir apenas o meu estimulo em tudo. Então, eu digo apenas aquilo que já vem na minha cabeça e que me faz ainda mais feliz. Olho para um tomate e digo, você me deixa com água na boca que delicia, aprecio o agrião fresquinho, o palmito delicioso e macio, e digo que nada é melhor do que comer o que só me vai me fazer ficar melhor.

Depois da salada eu vou exercer o meu direito de escolhas, antes eu olho tudo que tem para a minha apreciação, aquilo que mais me estimula é o que vai no meu prato. E nesses momentos de espera ou de montagem do meu delicioso prato, eu procuro apreciar gente que tenha um corpo lindo que me estimule mais a me sentir bem. O mais importante, mastigar cada coisa separadamente no minimo 17 segundos e no máximo 69 segundos, tudo é uma viagem emocional de informação, depois eu passo para outro que mais me estimule a mastigar, eu procuro deliberadamente salivar bastante, para meu cérebro se preparar para receber a informação do alimento, dessa ancoragem natural. Tem coisa mais fácil e natural do que isso?