Posts com a Tag ‘amor apreciação’

O AMOR VERDADEIRO…

- domingo, 14 de maio de 2017

familia Eu sei que eu realmente amo incondicionalmente, porque eu sempre disse isso; a minha mulher, aos meus filhos, meus netos, parentes e amigos… A minha felicidade só depende de mim e de mais ninguém, eu sou feliz com você e sou feliz sem você, sou feliz acompanhado e sou feliz sozinho, e não importa aonde ou quando, eu sou sempre feliz. “Ainda mais agora, que quem escolhe quem vai estar comigo é a minha gerente, a Lei da Atração”. E o meu ponto de atração é a alegria. A minha felicidade não depende de ninguém e nem de algo. Comigo essa coisa já não cola mais… “Eu fiz isso por você”. Todos fazemos, e tudo que fazemos, é apenas para nós mesmos nos sentir bem.

E eu vivo demonstrando isso ao vivo e a cores, até pela internet. Porque é isso que eu vivo. Eu estou sempre feliz nunca importando o que estou fazendo. Eu pratico pensar mais o que me faz bem, e não importa com o que seja. Eu tenho amigos budistas que insistem em que eu volte as reuniões, e outros de outras religiões, que me querem na deles. Eu tiro o maior sarro disso, eu falo e escrevo que, “depois que eu passei a apreciar mais eu jamais precisei voltar a orar”, e me divirto muito com tudo isso. Eu até digo algo ainda mais chocante para eles, “se até o que eu penso é irrelevante, jamais o que alguém pensa sobre mim, será importante”.

Alguns me odeiam por isso, outros me amam, mas isso não tem nada a ver comigo, isso é apenas uma questão de alinhamento deles com o fluxo de Bem Estar, tudo é ele com ele mesmo. Eu sou feliz não importando o que cada um deles esteja fazendo agora. Eu jamais darei a responsabilidade a alguém, sobre como ou o que eu estou sentindo agora. Então, eu posso ama-los a todos incondicionalmente. A única razão ou motivo que as pessoas realmente ainda tem, para não amar as outras, é que elas ainda estão usando as outras pessoas para justificar, ou as usando como suas desculpas, para elas mesmas ainda não estarem se sentindo bem, no seu natural fluxo de Bem Estar…

Energia, frequência e vibração…

- sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

geometria sagrada O meu “eu interior” ou não físico, só recebe energia pura do fluxo de Bem Estar, já esse eu físico, esse ego que escreveu isso agora, só recebo a mesma pura energia do fluxo de Bem Estar, quando estou dormindo ou quando estou acordado e permitindo com que a energia flua através do meu foco. Fora disso eu só recebo a energia que volta, mas na mesma frequência que eu mesmo estou permitindo agora.

Estando acordado, estou sempre dando o meu foco de energia para algo, seja no que eu vejo agora, no que eu ouço agora, no que eu pego agora, no que eu cheiro agora ou no que eu saboreio agora. Mas, tudo depende da minha intenção no momento, se não dou intenção alguma, sou apenas um ser cooperativo no Universo físico, recebendo e emitindo energia na frequência do que eu observo agora, ou de alguma outra individualização deliberada ou não no seu foco.

Eu estou sempre emitindo energia em forma de vibração, em uma determinada frequência, que se for muito positiva, pode variar em algumas frequências semelhantes como; alegria, conhecimento, poder, liberdade, amor e apreciação, se for em uma frequência menor, é paixão, menor ainda é; entusiasmo, vivacidade ou felicidade, e se for diminuindo de frequência, mas ainda positiva pode até chegar em contentamento. E eu recebo sempre o que eu vibro agora…

Abaixo disso eu só emito energia numa frequência que é sempre mais resistente ao fluxo, que são frequências de falta de tudo que tem no fluxo de Bem Estar, mas que existem apenas para sabermos dar o devido valor ao que queremos ou não. É como os contrastes criados por outras individualizações, só servem para nos fazer desejar ainda mais o fluxo de Bem Estar ou resistirmos ainda mais ao mesmo fluxo.

Tudo o que eu preciso fazer é desejar mais e seguir ainda mais a felicidade inerente a cada desejo. Se eu concebo o que é realmente energia, frequência e vibração. Eu sendo feliz, vibrando felicidade, eu já não preciso fazer mais nada para continuar a merecer o que eu já tenho e ainda receber muito mais, porque ao vibrar felicidade, já é eu mesmo ser grato a tudo, ao que já tenho e até a tudo o que ainda está por vir. As pessoas ainda pensam que, para vibrar agradecimento, tem que primeiro, pronunciar palavras de agradecimento ou fazer alguma coisa para merecer o que deseja, tem gente que fica horas orando e agradecendo o que tem… E por isso a maioria tem tão pouco na vida… Os religiosos são uma grande prova disso, eles vivem louvando e agradecendo o que tem, e a maioria ainda continua na mesma realidade, entra ano e sai ano.

A razão do meu Ser…

- quarta-feira, 13 de março de 2013

Só eu mesmo e mais ninguém, é quem sabe sobre a minha verdadeira razão de Ser. E sou eu mesmo quem a faço, aqui e agora. E como é sempre, e somente é, a minha felicidade, quem realmente me orienta, na direção sempre correta, de tudo aquilo que realmente quero. Nesse caminho das realizações de todos os meus desejos. Quando eu sigo essa minha felicidade que nasce com cada desejo lançado, quando sigo nesse caminho para mais alegria, a minha conversa é sempre de mais alegria, meus sentimentos são sempre de mais alegria e, eu mesmo percebo que, estou agora, nesse momento, mais do que certo, seguindo o fluxo de energia da Fonte do bem Estar que expande o mundo, e todo o universo.

Essa jornada é completamente emocional. E eu sei muito bem que é isso mesmo que eu pretendia fazer aqui, quando vim para esse corpo físico. Tudo porque, a minha maior parte, esse meu “ser interior”, combinou comigo de continuar sempre se comunicando com essa extensão da Fonte de energia do Bem Estar que cria mundos que, agora sou eu, nessa linha da ponta do pensamento, apenas pelas vibrações que eu mesmo sinto agora. Então, se estou me sentindo bem, sei que estou no caminho certo. Se estou me sentindo mal, ou com um pequeno desconforto, sei que, estou empacado, apenas resistindo ao fluxo que sempre me levará de volta ao caminho mais do que certo, que é, o caminho do meu próprio Bem Estar.

Eu sei muito bem que, a minha ação física é sempre uma parte deliciosa, desse mundo que eu vivo agora. Mas, jamais pretendi criar pela minha ação física, isso é pura resistência ao meu próprio Bem estar. Eu realmente vim pretendendo usar esse meu corpo físico, apenas para usufruir de tudo aquilo que eu mesmo criasse com o meu próprio pensamento.

Então, em vez de, eu fazer a loucura que todo mundo faz, que é partir que nem um doido, imediatamente para empreender ações físicas. E é interessante que, eles acreditam mesmo que é necessário fazer alguma coisa. para obter as coisas que eles mesmos desejam. Eu decidi seguir um outro caminho, o da minha orientação emocional que, o meu ser interior me oferece a cada momento. Então, eu apenas imagino o que eu quero, aquilo que eu desejo, imagino isso acontecendo, até finjo que isso já aconteceu, ao ponto de ver isso já realizado e eu muito feliz. Então, apenas passo a apreciar a vida, a tudo que me faz sentir melhor e, isso que eu quero sempre vem… E depois uso a minha ação física para curtir tudo isso que eu mesmo criei pensando e sentindo.