ABUN DA MOLLY…

11 de fevereiro de 2019 por
Publicidade

como Este final de semana eu revi duas histórias fantásticas, uma eu criei em 2015 que foi a história de ABUN, que fala sobre as crenças de ABUN, que pode ser você, e a outra eu revi pela Netflix, “Como não esquecer essa garota”. Que é uma história do cara que não quer esquecer a Molly, sua namorada, mas ele tem a perda das memorias novas, todos os dias, dia a dia. E o mais incrível é que cada vez que eu vejo, eu tenho uma nova percepção de cada uma dessas histórias. A de ABUN, eu escrevi, primeiro com o intuito de mostrar como as pessoas ainda estão amarradas em suas velhas crenças resistentes, e ao rever eu percebi que eu posso me divertir ainda mais, colaborando com milhões de pessoas, porque não com bilhões delas, a todos criarem suas novas crenças, afinal crenças são só pensamentos semelhantes pensados, muitas e muitas vezes, e pensamentos viram coisas… E eu adoro me divertir ganhando muito dinheiro…

Já o filme do cara que perde as memórias, não só quem escreveu, mas quase todos que veem o filme, pensam que a trama principal é ele o Gus, e nunca a Molly, eu também tive essa percepção na primeira vez. Mas, agora eu quero explorar a minha nova paixão pela Molly, ela sim é a peça mais importante, porque ela me mostrou o que é mais importante e que eu não via. Nós, pessoas normais, esquecemos de ser novos todos os dias, a grande maioria só é mais do que é, por justamente ficar preso nas memorias dos dias passados, que quase sempre se repetem, mudam os personagens, a locação, mas as histórias são as mesmas. A maioria não perde a memória, porque ainda repete quase sempre os mesmos pensamentos. E a Molly, me mostrou que eu posso acordar todos os dias, já construindo novas crenças, e que isso pode ser maravilhoso para todas as pessoas, escandalosamente divertido, fácil e ainda pode ser uma ideia de alguns bilhões de dólares. E é isso que eu vou fazer, transformar pensamentos em coisas, e eu adoro me divertir sempre ganhando muito dinheiro…