NA REALIDADE QUE EU QUERO VIVER…

1 de novembro de 2018 por
Publicidade

POLLYANA Eu nunca tinha sequer ouvido falar sobre realidades paralelas e simultâneas, eu tinha apenas meus oito anos de idade, quando comecei a pular mais, para as muitas realidades que eu queria viver, eu não queria saber das realidades de ninguém, muito menos da realidade coletiva que dominava a vida da maioria, e como o meu próprio ponto de atração era sempre outro, eu sempre vivi a vida mais sozinho, enquanto alguns tinham sempre os mesmos amigos, brincando mais a brincadeira de sempre, eu tinha uma infinidade de gente e brincadeiras, com os quais eu sempre me divertia mais. No meu mundo não havia fronteiras, nunca existiu limites…

E eu demonstrava isso a todos a minha volta, que eu estava sempre mais alegre do que todo mundo, sempre fui uma das crianças mais otimistas, eu estava sempre muito feliz. Eu vivi desde cedo, sempre procurando o melhor pensamento que eu pudesse arrumar ou encontrar, e eu praticava tanto pensar no que eu queria viver, que muitas das vezes eu encontrava exatamente isso. E então, as pessoas diziam para mim, me acusavam de várias maneiras, sempre num tom de zombaria “Oh, você é um Pollyanna”. E eu nem sabia o que era isso. Mas, hoje eu posso afirmar por tudo o que já vivi, e que ainda vivo e até por ler e ter visto um filme com esse maravilhoso romance que, “Pollyanna viveu uma vida muito feliz”. E eu continuo a viver ainda mais feliz, sempre nas realidades paralelas mais distantes…