O QUE FAZ UMA CRENÇA DOMINANTE…

26 de outubro de 2018 por
Publicidade

QUADSKI Desde muito pequeno, eu já tinha meus oito anos e percebia, e até hoje eu ainda vejo muitas pessoas presas em suas velhas crenças limitantes e resistentes, porque todas elas foram criadas, formatadas em cima da crença mais resistente e mais dominante, que só lhe faz mal, da qual todos ainda vem reforçando e mesmo com o passar dos anos, as pessoas as realimentam todos os dias momento a momento. Então, sempre antes de pensar em outras coisas, elas dizem para si mesmas. “ Eu não tenho escolhas” e “Eu preciso sobreviver”. Essa é a base de tudo o que elas mais pensam, todos os dias. Eu sei qual é o meu padrão de atração, pelas pessoas que eu atraio, então eu brinco pela Internet e assim eu percebo. O bom é que tenho atraído cada vez menos pessoas que ainda pensam como a maioria…

Se alguém prestar atenção no que as pessoas dizem e escrevem nas redes sociais agora, nesse momento de política, vai ver mais fácil. Perceba! Eu não tenho escolha, ou o Brasil vai se tornar uma Venezuela. Eu tenho que lutar, tenho que fazer campanha para eu poder sobreviver. O outro lado diz. Eu não tenho escolha, ou vão acabar com o nosso projeto de poder. Se o meu partido não ganhar como vou sobreviver? Vão privatizar tudo, onde vou ter emprego? Os dois lados só pensam que não tem escolhas e que precisam sobreviver. E na verdade, quando alguém diz: “Eu posso ter…” ou “Eu realmente gostaria de ter…” ou “O que eu realmente quero é…” E você pode citar qualquer coisa sob o sol, que possa evocar agora, de qualquer jeito, existem infinitas possibilidades, jamais é só “rezar”, “suplicar” ou “lutar”, e o Universo sempre diz calmamente ” Aqui está, “porque é conhecido pelo Tudo Que É, que qualquer coisa que alguém deseje pode ser. Então, “Sim, aqui está…”