CONSCIENTE E MAIS DELIBERADO…

12 de setembro de 2018 por
Publicidade

Will e KK Só mesmo quando estamos bem mais conscientes e muito mais deliberados, que percebemos com mais clareza o nosso próprio padrão vibracional e até quando estamos deixando de ser criadores deliberados, para sermos por alguns momentos, apenas mais observadores reagentes, voltando a ser comandados por essas velhas crenças resistentes e inconscientes, esses hábitos que adquirimos ao longo da vida. E o mais engraçado é que as pessoas nem mesmo percebem, que estão sempre voltando e reforçando essa sua sincronicidade resistente, ao seu natural fluxo de Bem Estar…

Eu estive a pouco tempo em Salvador vendo meu sobrinho Will que está apenas com dois meses de vida. Embora meus cunhados tenham entendido que eles têm agora em suas mãos a coisa mais preciosa, que é muito mais fácil de se amar, de apreciar, que pode literalmente mudar a vida deles para melhor, em todos os sentidos, um ser com muito mais acesso livre e direto a Fonte de Bem Estar, na forma mais divertida que existe de todos estarem bem mais alinhados, sem resistência alguma, capaz de acessar toda e qualquer informação que eles desejem, sempre quando todos estiverem alinhados, mais alegres. E eles ainda desperdiçam todo esse poder…

Os Abraham me dizem que não se deve dar resposta para quem não pergunta, e meus cunhados me mostram com muito mais clareza, a velha frase que diz que não se deve jogar perolas para os porcos. O “momentum” é realmente o aspecto mais importante da criação deliberada que qualquer um poderia conscientemente contemplar. Porque o que o momento diz é: uma vez que você vá nessa direção, é mais provável que você continue nessa direção, perpetuando uma sincronicidade, seja ela qual for. E para as pessoas observadoras reagentes, elas sempre caminham mais na direção de fazer a sua realidade ser apenas mais o que é. Não existe um só dia que eu ligue para eles, que eles não falem sobre algum tipo de doença ou coisas que eles mesmos não gostam… Mas, isso é uma escolha deles, eu só tenho que permitir mais, o meu próprio Bem Estar…