SÓ SE PODE INCLUIR MAIS…

7 de setembro de 2018 por
Publicidade

nayana-e-nara Adoro fazer minhas muitas e infinitas escolhas. Eu aprecio mesmo, cada escolha que faço agora. A gente geralmente tem uma ou outra crença em relação a nós mesmos, sobre aquela situação ou aquele sentimento ruim, por conta de alguma coisa que já vivemos no passado. Pois é. Eu já volto lá naquela cena ou naquele momento e escolho reviver mais, como eu gostaria que tivesse realmente acontecido. Vou dar alguns exemplos para ficar bem mais fácil conceber. Eu sempre fui um homem de muitas ideias, e por certo já tive ideias de alguns negócios que não deram certo. Aí veio aquele sentimento de. “Eu talvez não seja bom o suficiente”. Eu volto lá naquela cena e revivo aquele momento como se eu tivesse conseguido realizar mais esse grande e maravilhoso negócio às mil maravilhas. Isso é uma forma de eu fazer as minhas muitas escolhas, que na verdade é eu estar fazendo literalmente uma nova escolha. Escolhendo colocar algo de novo no lugar. E isso é maravilhosamente escandaloso de bom…

Outro exemplo claro que eu posso usar e o de um relacionamento: Uma de minhas filhas por um momento na vida, deixou de falar comigo por algum motivo bobo, e eu cabei ficando com aquele sentimento idiota de que: Eu não sou mais bem aceito, ela não me ama mais incondicionalmente. Sou realmente inadequado como ela disse no Whastsapp, não mereço ser amado por ela. Eu volto lá e ouço ou leio ela me dizendo, pai você é maravilhoso, eu te adoro. Essa nova escolha pode e deve ser usada para mudar tudo o que ainda me faz mal, que ainda poderia me atrapalhar se eu continuasse a realimentar isso. As vezes nós vivemos experiências que geram esse tipo de crenças na gente, e nem sempre essas crenças são boas ou reais. E agora quando penso nessas crenças que, ainda estão me atrapalhando e volto lá naquela cena que causou essa crença resistente, eu revivo a cena. Só de reviver eu já estou mudando o meu pensamento em relação aquilo. E o melhor é que essa arte fazer as minhas muitas e infinitas novas escolhas, pode sempre ser feita em todo e a qualquer que seja o momento, em qualquer lugar e sobre qualquer assunto. Eu não preciso esperar chegar nem na hora de dormir para fazer essa nova escolha. Posso fazer agora mesmo…

Fecho os olhos e revivo o momento. Estou escolhendo trocar um sentimento por outro, uma crença por outra completamente diferente. E isso é simples e altamente eficaz. É importante que eu entenda que não tem como eu excluir permanentemente uma coisa porque ela continuará existindo. Eu posso “escolher” mudar o meu foco da pobreza para a riqueza, e mudar a minha consciência de escassez para abundância, mas aquele estado de pobreza continuará existindo e a qualquer momento eu poderei voltar nele novamente, desde que eu volte e substitua a ideia de abundância, de volta pela de pobreza. Ou seja, não se exclui nada, apenas se substitui, se escolhe um novo estado de consciência, uma nova crença, uma ideia por outra. Mas elas continuarão existindo. Qualquer pessoa precisa escolher; mais, mais e mais, para sempre, todos os dias em todos os seus momentos. As memorias estão sempre sendo reencenadas. O que se quer dizer que, quando eu faço uma nova escolha, diferente, eu tiro o foco daquilo que eu estava resistindo ou ativando, e ainda “dedicando minha atenção”, mas aquilo continua existindo e é por isso que é necessário, eu estar sempre escolhendo e me sentindo ainda melhor. E é escolher mais, sempre o que já me faz sentir bem. Não importa como e nem o que vou fazer, eu apenas faço o que escolhi fazer agora, já me sentindo bem…
.