DESAPRENDENDO A SER RESISTENTE…

2 de maio de 2018 por
Publicidade

grazi massafera Ninguém nasceu resistente, o ego pode sim ser limitado as suas crenças que tem, reforçando essa sincronia de pensamentos que o realimentam, afinal ele só lida com essas poucas informações que ele mesmo repete muitas e muitas vezes, até que isso seja a sua verdade, que a sua constante observação do mesmo, seja apenas mais do que é. Isso, mesmo ele tendo infinitas possibilidades. Mas, nos foi ensinado pelos nossos pais, que foram doutrinados pelos seus muito medrosos líderes religiosos, os tementes a um Deus castigador ou aos seus muitos demônios, que formaram e designaram, uma legião de professores e especialistas na arte de ter medo e limitar mais as pessoas, formatando falsas premissas, para que elas não tivessem mais escolhas e que pensassem acima de tudo, apenas na sua própria sobrevivência…

Qualquer criança por instinto, por sua ligação direta com seu eu interior, com a sua simples permissão de deixar fluir, esse seu natural fluxo de energia e informação de puro Bem Estar, ela mesma formataria o ego, esse sistema de crenças, embora limitado, mais livre e expansivo, e continuaria a ser mais uma criadora deliberada, escolhendo apenas aquilo que lhe fizesse se sentir melhor. Qualquer criança tem essa sede de viver mais, tudo o que a vida tem de melhor. Os poucos pais que já permitem mais, já que nem é preciso ensinar aos seus filhos a serem mais; livres, felizes e expansivos, essa já é uma tríade de intenções, que é inerente a vida de qualquer ser humano. Se eles apenas estimulassem mais os seus filhos, a apenas apreciar mais, a própria vida dos seus filhos e até a deles já seria bem mais alegre e até espetacular de se ver…

E existem muitas evidências disso: Ronaldinho Gaúcho, Neymar, Zezé de Camargo e Luciano, Ivete Sangalo, Grazi Massafera e muitos outros, todos mudaram suas vidas e até a dos seus pais para melhor. Se as crianças tivessem apenas entendido, desde pequenas, que elas só precisariam procurar coisas para apreciar mais, todos teriam uma melhor qualidade de vida. Essa seria a única ferramenta que cada criança precisaria para se prender predominantemente com quem ela realmente é. E isso é tudo o que todas as nossas crianças ainda precisam se permitir mais, apreciar mais as belas coisas que avida tem em abundancia e com muita prosperidade em expansão…