VÓRTICE, PAIXÃO E DESEJO…

9 de abril de 2018 por
Publicidade

amantes Eu posso tudo, e tudo é tudo, já de dentro do meu próprio vórtice criativo, eu devo entrar nele estando totalmente consciente e por minha própria escolha e deliberação, para só assim poder ter muito mais clareza e conhecimento de quem eu realmente sou e de como funciona toda essa minha vida física, ainda nesse mundo físico, repleto de contrastes bifurcados, o que sempre me permite sentir e apreciar mais, todas essas infinitas jornadas emocionais de cada saída e volta ao meu próprio vórtice, ao meu natural fluxo de energia e informação de puro Bem Estar, ainda nesse corpo físico, aqui e agora. E eu sei que eu quero sempre viver mais e mais essa experiência física, e estou disposto a fazer tudo o que for necessário para entrar em alinhamento e obter tudo o que eu mais quero…

Tudo é energia, tudo é vibração, eu sou um ser muito mais vibracional do que físico, eu sei que quem comanda tudo é a Lei da Atração, e que ela só responde as minhas próprias vibrações, e sei que se eu quiser, eu tenho um certo controle sobre a vibração que estou emitindo agora, sei que tenho muitos pensamentos, ou seja, muitas crenças, algumas que me dificultam voltar ao fluxo e outras que me são bem mais úteis. E eu tenho total capacidade de enfatizar sempre as melhores e mais úteis, enquanto eu mesmo deixo de lado as inúteis. E eu sei que posso sentir toda a diferença dessa escolha que estou fazendo agora, apenas mudando os meus pensamentos. E são essas minhas emoções que permitem que eu saiba disso. E se eu achar deliberadamente uma onda de pensamentos que já me façam sentir bem, isso me é útil por demais. E eu sei e sinto, que isso está ficando cada vez mais fácil…

Eu sei que a vida é feita de infinitas jornadas emocionais sem fim, que é, eu sair do vórtice, procurar o caminho de menor resistência, apenas para acompanhar o novo desejo que sempre é lançado, a cada encontro com qualquer lado dos infinitos contrastes bifurcados, sempre para voltar ao meu vórtice. E foi muito fácil perceber isso, eu mesmo já nasci de um forte desejo físico por sexo, é sempre uma sensação muito gostosa de entrar e sair, um orgasmo que não dá vontade de parar, mas como no vórtice, eu sou sempre jogado para fora, para voltar a desejar mais, um novo orgasmo, essa volúpia, essa paixão arrebatadora que é a vida, de novo e de novo, que é o que mantém a vida em eterna e plena expansão. Eu sei também que, se eu mesmo diminuir meus desejos ou deixar de desejar mais, eu mesmo diminuo a vida ou bato as botas mais cedo, apenas por parar de desejar mais, voltando a ser apenas energia, no fluxo de Bem Estar…