MANTENDO O BEM ESTAR, LONGE DE QUEM EU AMO…

10 de outubro de 2017 por
Publicidade

mãe e gigi A maioria das pessoas ainda pensam que só se pode sentir bem, estando perto de quem se ama, dos seus filhos dos seus pais e parentes. E geralmente isso até atrapalha mais, porque tem muitos pais que querem impor várias regras para a felicidade dos seus filhos, se preocupando demais com seu crescimento, conhecimento e saúde e até com o declínio na saúde e velhice dos seus pais, criando na maioria das vezes todas essas coisas indesejadas que a maioria tem, tudo por eles mesmos ainda focaram mais e darem muito mais atenção, a tudo isso que ainda não querem, mas que quase todos têm… E nada é mais debilitante do que se preocupar com algo que não se pode fazer nada…

Todas as pessoas são eternas crianças, ser adulto é uma coisa cultural que nos foi imposta pela sociedade resistente ao Bem Estar. Eu mesmo sou uma criança grande. Ser adulto é aceitar ser doutrinado a largar a sua inerente tríade de intenções de mais; liberdade, felicidade e expansão, com a qual todos teriam acesso a toda energia e informação de Bem Estar, que existe no Universo, nunca deixando de ser um criador deliberado, para ser um ego resistente, fazendo coisas sem se sentir bem, a começar, deixando de brincar para ir na igreja dos seus pais, depois deixar de ser livre e ficar preso a maioria dos momentos em escolas, e com professores que só os fazem repetir as poucas informações que o ego resistente deles armazenou, tudo para que as crianças depois, como eles, não se expandirem tanto, e depois se dedicarem ao trabalho duro, em qualquer coisa que a sociedade crie para ele fazer, que é o que, aqueles quem a dirigem precisam no momento, apenas motivando todo mundo pelo medo e pela sua própria sobrevivência…

A verdade é que, ninguém pode fazer nada sobre as crianças grandes que, ainda existem dentro de cada um indivíduo. Assim como cada um de nós queremos de tudo em tudo, nos sentir melhor. Nós também queremos o melhor para quem amamos. Talvez até possamos fazer algumas coisas para eles ou fornecer algo, mas ao longo prazo, ninguém pode fazer nada sobre a vibração de uma outra pessoa. Eu não posso pensar e sentir uma emoção por ninguém. Tudo o que eu posso fazer é ao estar feliz, mantê-las em meu foco alegre e dedicar um pouco de minha atenção não dividida. Imaginando e apreciando mais o que eu mais quero para eles, e é só. E geralmente, na maioria das vezes, a distância até torna isso bem mais possível, do que estar muito perto ou do lado deles…