O EGO É APENAS A REPETIÇÃO DE PENSAMENTOS…

23 de março de 2016 por
Publicidade

repetições A coisa é até muito simples, é só o “ego resistente” que quer complicar mais as coisas, para ser o que ele mesmo deu esse significado de inteligente. O ego só se torna resistente quando ele mesmo deixa de ser mais Bem Estar, que é quando ele mesmo sai da sequência certa; Ser, Ter e Fazer, onde ele já é, já se tornou mais cada coisa que ele pensa, tendo mais e mais objetos de desejos e fazendo muito mais coisas acontecerem e se expandirem, aqui e agora. E ao trocar essas posições, ele passa a resistir; fazendo mais coisas sem ser preciso, para ter menos coisas que deseja e ainda sendo apenas poucas coisas. Mas, isso se consciente, não é de todo ruim, ele pode mudar na hora que desejar, serve apenas para ele também ser o lado de falta do Bem Estar, se tornando mais um contraste, um cooperativo da Lei da atração e também mais um objeto de desejo, capaz de sempre provocar novos desejos. O problema é passar muito tempo inconsciente, sendo apenas mais observador reagente, sempre dividindo mais a sua própria atenção, o que faz ele mesmo só se tornar mais do que ele mesmo já é.

E é essas infinitas repetições de mais pensamentos semelhantes, o que faz a sincronicidade nessa vida: positiva ou negativa, acontecer agora, ou seja, essa é a explicação mais racionalizada, feita pelo próprio ego ainda mais resistente, para a atuação da Lei Universal da Atração. Sem a repetição de pensamentos jamais haveria um só ego, ou uma nova extensão da Fonte de Bem Estar, porque é exatamente essa sensação de espaço e tempo que, essa ida e vinda da mesma partícula em todos os lugares, para dar a forma a tudo que pensamos e a todas as outras extensões que também estão eternamente na linha de ponta do pensamento, que acontece simultaneamente e ininterruptamente, o que faz todos nós, interpretarmos todas essas infinitas variações vibracionais da mesma partícula, aqui e agora.

O meu foco ativa qualquer coisa, a minha atenção não dividida, ou seja, essa minha atenção fixa, nunca separada por 17 segundos do objeto de desejo focado agora, faz qualquer coisa, qualquer objeto de desejo ser sempre mais. O que faz eu mesmo criar mais coisas indesejadas como mais; pensamentos doloridos, coisas ou objetos indesejados, pessoas e eventos desagradáveis é, apenas a minha própria falta de deliberação do que eu mais quero sentir agora, a minha falta de consciência de que, tudo o que eu escolho e deixo passar, por mais de 69 segundos focado agora, já existe mais, e jamais poderá ser excluído ou consertado, porque todas as vezes que o foco retornar para isso, ele sempre será mais…