QUANDO EU QUERO ALGUMA COISA… EU COMEMORO MAIS…

3 de fevereiro de 2016 por
Publicidade

mulher_dinheiro1 O caminho de menor resistência para eu ter isso que eu quero, seja lá o que for é, eu ser sempre o mais geral que eu puder ser, gastar muito mais o meu tempo sentindo; a felicidade que isso me trás, a liberdade que isso representa para mim, sentir o crescimento disso em minha vida e criar uma boa expectativa da inspiração que vai surgir a partir disso. Como os Abraham me relembra a todo o momento, quando eu ego, essa extensão da linha do pensamento em eterna expansão, decido que quero alguma coisa, jamais importa o que quer que seja, o oposto disso que eu quero, também já faz parte da minha consciência limitada nessa extensão.

Quanto mais eu defino alguma coisa, mais do contrario eu mesmo coloco em futuras possibilidades. Se eu penso em dinheiro e começo a definir coisas como, ser muito honesto para justificar toda essa grana chegando, mais eu tenho a possibilidade de encontrar desonestidades nessa experiência, quanto mais eu penso em ajudar alguém, por definir quem precisa de ajuda, mais possibilidades eu mesmo tenho de me encontrar em situações onde eu precise de ajuda. Eu mesmo já perdi muito tempo definindo coisas, que só estava criando mais possibilidades. de eu mesmo encontrar mais, o lado de falta dessa mesma coisa que eu tanto queria, apenas por não ser mais geral, onde eu deveria apenas apreciar; mais, mais e mais…

O ego resistente ao seu natural fluxo de Bem Estar, em vez de; comemorar mais, festejar mais e de apreciar mais, ele logo parte para as suas muitas definições que ele mesmo arruma. Veja que ele quer, mesmo antes de ter o que quer, ainda no vislumbre da coisa, já resolver muitos pepinos. Ele decidiu agora, ter muito dinheiro e já pensa… Vou ser honesto porque tem muita gente desonesta nessa vida, vou ajudar mainha, painho e todos os meus irmãos e parentes, vou ajudar fulano e beltrano, se for muita grana vou ajudar os mais necessitados. Ele nem percebe que é ele mesmo quem vive mais necessitado de alguma coisa na vida, principalmente de dinheiro.