O ÚNICO MEIO DO DESEJO VENCER UMA CRENÇA RESISTENTE…

29 de setembro de 2015 por
Publicidade

Eu realizado e feliz Sempre que eu não tenho o que eu desejo, é porque ai existe uma velha crença resistente em cima disso e ainda mais dessas minhas falsas premissas que a sustenta, que sempre vence o meu desejo. Eu levei muito tempo para relembrar isso, eu jamais tinha me dado conta é que o verdadeiro desejo é sempre o mesmo, é eu mesmo sentir mais o “Bem Estar” com a realização desse ou de qualquer outro objeto de desejo que eu foco agora, e só existe um meio de eu vencer uma crença resistente, que é estar “inspirado” em algo que nem precisa ser o meu objeto de desejo em foco. Mas, se eu quero manter o meu desejo realizado por mais tempo, que é estar em mais momentos de Bem Estar, eu preciso deliberadamente e conscientemente estar mais sensível as minhas emoções, para eu mesmo nunca mais voltar a realimentar as minhas velhas crenças resistentes. Ou meu objeto de desejo vai embora. Eu preciso estar sempre apreciando mais todos os meus objetos de desejo, os já realizados ou os que eu ainda não realizei.

A própria vida me dá muitos exemplos vivos, a todo o momento. Tem sempre quem volta a realimentar suas velhas crenças. Se eu vivenciar isso por alguns momentos, eu mesmo nem preciso passar por essa mesma situação que senti ao presenciar isso que não quero para mim. Então, eu vejo pessoas realizarem o seu desejo de ter um bom relacionamento e logo depois se separam. Pessoas que ganham muito dinheiro e logo depois voltam a ficar sem dinheiro. Eu tenho um amigo que ele me faz rir muito, ele vive nessa vida gangorra, de ter tudo e perder tudo logo depois. E ele mesmo continua dizendo não só para ele mesmo, mas para todos que estão ao seu lado. Eu não acredito que eu consegui, cara eu fico até com medo de perder isso tudo de novo. E o Universo volta a atender esse desejo vibracional, dele não ter mais disso de novo. E eu sei que para manter minha vida sempre melhor, eu preciso comemorar mais, provocar em mim, mais sentimentos de melhores sentimentos, apenas procurando mais razões para me sentir bem, aqui e agora.

Um outro amigo me disse, você deveria ajudar esse cara em vez de ficar rindo muito dele. E assim eu pude relembrar a todos que estavam conosco na mesa, a “arte da permissão”. Cada pessoa é um mundo diferente, somos seres totalmente individuais, ninguém pode pensar ou sentir por outra pessoa. Eu apanhei muito para chegar a uma conclusão que sempre esteve na minha cara, eu jamais vim aqui para criar um mundo igual para todos, pensando que todo mundo pode desejar e receber as mesmas coisas. A vida seria um saco. Eu estou aqui para; ser, ter e fazer, tudo aquilo que eu quero. E eu só tenho tudo o que eu quero, se eu também permitir com que cada um de vocês possam; ser, ter e fazer, tudo o que cada um quer. Ou eu não mais estaria alinhado, só aos meus desejos. Se eu focar no que eu não quero e sentir qualquer coisa que não seja meu natural Bem Estar, eu estou atraindo isso que eu nunca quis ter. Portanto eu adoro focar apenas no meu próprio Bem Estar.