EU RECEBO DE VOLTA O QUE EU VIBRO AGORA…

23 de julho de 2015 por
Publicidade

pensando no Então, pelo o que eu já tenho na minha vida agora eu mesmo sei o que eu estou; dando, oferecendo ou vibrando. É só eu mesmo olhar a minha volta, e refletir sobre o que tenho agora. Sou mesmo prospero em tudo o que eu gosto? Tenho mesmo as coisas que eu mais adoro e aprecio em abundância? E tudo isso é muito subjetivo. Jamais é o que os outros entendem de prosperidade ou abundancia, é o que eu escolhi ser, porque as escolhas dos outros também são subjetivas. Mas, aquilo que cada um acredita ser evidência de prosperidade e abundancia, tem de estar em eterna expansão.

O cara que mora na roça pode acreditar que a sua prosperidade e abundancia, seja ele ter fartura de água em sua propriedade, animais se reproduzindo, suas plantações com resultados satisfatórios. Mas, isso também tem que se expandir, nada pode deixar de se expandir ou começará haver resistência ao Bem Estar que é pura expansão sem limites. Eu que moro na cidade, jamais posso ficar com o mesmo negócio, no mesmo tamanho, sem expandi-lo, ou estarei eu mesmo criando resistência ao fluxo de Bem Estar. E se eu estou mesmo; dando, oferecendo ou vibrando, Bem Estar, tudo tem que ser mais, porque eu sou uma extensão da Fonte de Bem Estar em eterna expansão…

Deu para entender que somos nós mesmos que pedimos tudo, inclusive o que não queremos com aquilo que ofertamos agora? Os índios pediram para serem dizimados. Os judeus pediram o holocausto. As pessoas que morrem em eventos coletivos pediram aquilo. Todos os pedidos são atendidos. Se alguém vibra a falta de liberdade, escassez, frustração, preocupação, insegurança, tristeza e medo. Ele mesmo está pedindo para sair do jogo da vida agora. Ele mesmo recebe o que ele mesmo está teimando em emitir agora. Nunca é karma ou um efeito do passado. é tudo efeito da sua causa, da sua vibração, aqui e agora…