Arquivo de abril de 2015

A IMPORTÂNCIA DE SE PERCEBER A VIBRAÇÃO DO MOMENTO…

- quinta-feira, 30 de abril de 2015

casas-com-piscina-na-praia Eu desejei algo e consegui… Perceber isso é muito importante. Reconhecer como aquele pensamento me fez sentir e o que ele manifestou é imprescindível. Só isso pode mudar toda a minha vida se eu mesmo souber replicar isso em outros assuntos importantes. Eu só preciso aprender a replicar essa relação vibracional com o pensamento. Quero me sentir exatamente daquele jeito de novo, com isso aqui que eu quero ou sobre aquilo também. Aqui encontra-se a oportunidade de eu mesmo conseguir tudo o que eu quero sobre qualquer coisa. Esse é o ato da manifestação deliberada. Para isso eu primeiro preciso reconhecer que é assim que tudo funciona, todas as manifestações de todas as coisas, para todas as coisas. Pensei sem resistência alguma, o próximo passo é a manifestação. Todas as coisas que eu quero e que estão acontecendo, acontecem sempre igualmente agora, o processo é sempre o mesmo.

Até as que não acontecem, é pelo mesmo motivo, o mesmo processo. Tudo é igual. Eu acredito ou eu não acredito. Eu permito ou eu não permito. Eu geralmente oscilo menos nas coisas que estão dando certo do que nas que não estão. E eu quero me pegar no ato de oscilar, eu vivo introduzindo frases que mantém esse tipo de oscilação como: isso podia ser bem mais fácil, só espero que venha mesmo o que pedi… Isso mostra a minha incerteza. E nesse Universo que é baseado na atração, nunca existiu a possibilidade de exclusão. Só existe eu oferecer uma vibração que está sendo respondida pela Lei da Atração e que ainda está sendo combinada com outras vibrações. Então, como eu não posso eliminar vibração alguma, eu posso sim, enfatizar outra, e isso é realmente um grande passo. Não é uma questão de eu querer parar as coisas, ou o que está acontecendo, eu não posso pensar em parar de pensar em algo, sem já estar pensando de novo no que não quero pensar.

O que eu posso e é também o que eu quero, é pensar em outra coisa, trocar de pensamentos, e isso é tão simples que me faz perguntar, isso funciona mesmo? Isso pode ser verdade, de verdade? Quando eu encontro um pensamento em que eu já acredito, algo com o qual eu me importo e já acredito. e me foco em outra coisa da mesma forma, sem resistência alguma, o que eu pratico é a vibração, e não o pensamento. Porque quando eu encontro um pensamento, uma crença, alguma coisa, um assunto, no qual eu tenha um desejo, e no qual eu já acredito como: Eu quis estar aqui tomando meu café da manhã. com todas essas frutas gostosas e estou, eu sabia que essa seria a minha experiencia. Eu consegui, eu sabia disso. Então, se eu descanso nesse sentimento… Eu sabia disso! Eu pude sentir isso, essa ausência da oscilação, havia uma clareza, uma certeza sobre isso, eu pude sentir, eu senti o alinhamento sobre isso, pude sentir um momentum suficiente ocorrendo aqui, era o mais provável, seria uma experiencia onde eu poderia; ver, cheirar, tocar e sentir, não só para mim, mas para todos que tivessem naquela selfie. E eu pude sentir aquilo, isso é o quanto eu pude sentir sobre aquilo.

Eu ao fazer isso, pratiquei a vibração disso. E o que mais eu sei com toda a certeza? Eu sei que eu crio a minha própria realidade. eu sei que sou um criador deliberado, eu sei que posso focar no que eu quero, sei que pensamentos se tornam coisas, sei que a energia da Fonte está ciente de mim, eu sei que tenho um ser interior, eu sei que eu tenho um vórtice. Junto com todo essa vibração de saber o que estou praticando agora, como acabei de fazer sobre o que sei, eu estou praticando, estou mantendo e praticando a frequência vibracional que me permite os mesmos resultados, em relação com quaisquer outros assuntos que já estiveram em minha experiência. A menos que eu mesmo tenha um outro pensamento contraditório a tudo isso… Mas, que eu também posso resolver, praticando pensamentos daquilo que eu já sei. eu só preciso pensar mais sobre o que eu quero e que já está funcionando agora.

E todas essas coisas que eu ainda muito quero e que ainda não estão funcionando, passarão a funcionar daqui para frente. Eu só preciso pensar sobre as coisas que eu quero e que já me fazem me sentir bem agora e assim todas as coisas que eu pensei e que ainda não me faziam me sentir bem, começarão a me fazer me sentir cada vez melhor, agora. Isso é alcançar um ambiente vibracional que seja condutivo a mais pura permissão das vibrações que já se combinaram para fluir para minha experiência de muitas realizações maravilhosas. Porque é assim que toda a criação se manifesta agora. Eu me foco apenas naquilo que já está funcionando, e aproveito todo o sentimento daquilo, simplesmente isso. Ah! Eu sabia daquilo, eu me lembro daquilo, daquele sentimento. Eu adoro esse sentimento, esse sentimento de saber, de alinhamento. Eu sabia, eu simplesmente sabia disso. Eu sabia, eu sabia, eu sabia disso!!! E eu sabia que eu seria incrivelmente rico, meu apelido Billy é de bilionário, rsssss, eu sabia disso, nem sempre eu soube disso, mais ai eu queria um café maravilhoso e ele veio, e eu soube que tudo mais viria também, eu soube quando desejei estar apenas sentado nas praias do nordeste sem precisar fazer mais nada, e aqui estou eu, eu sabia disso. Eu sabia que estaria numa praia, e aqui estou. Eu posso chegar a qualquer lugar que eu quiser, porque eu tenho a evidência vibracional disso, eu não preciso de evidência física alguma antes para me sentir alinhado e permissivo para tudo o que mais quero…

UM BUSCADOR DE ALEGRIA…

- quarta-feira, 29 de abril de 2015

Meu boné Tem pouco tempo que eu enchi uma pagina de coisas que eu já fiz durante esses anos de vida, e olha que não foram poucas, e eu continuo me surpreendendo com mais. Mas, a coisa mais importante e mais divertida vem sendo eu ser sempre o maior “buscador de alegria” do mundo. Não importa onde eu vá, sempre tem gente querendo me chamar para voltar a focar no que não me trás mais alegria. Ontem mesmo, eu acabei de chegar na praia de Boa Viagem, o barraqueiro sabendo que eu estou sempre indo a Salvador, logo puxou o papo, e Salvador em? As coisas estão ruins por lá… Eu logo cortei, eu disse que passei alguns dias por lá e não vi nada disso que dizem aqui no Recife. Meu foco está sempre buscando mais alegria, e é isso que eu encontro.

Eu vivo num Universo de liberdade absoluta. Eu sou tão livre que tudo o que eu penso eu atraio para mim. Quando eu emito pensamentos agradáveis, eu estou em harmonia com quem eu realmente sou. Buscar alegria antes de qualquer coisa sempre foi o meu trunfo, porque assim todo o crescimento que eu puder imaginar chegará até a mim de forma abundante. Aqui estou eu, no primeiro dia do resto de toda a minha vida. Minha grande intenção, a partir desse momento, é buscar mais motivos para me sentir bem, e eu ando literalmente com isso escrito na minha cabeça, no meu bonè. Quero me sentir bem. Nada é mais importante do que eu me sentir bem. Estou sempre procurando razões para me sentir bem, aqui e agora…

Apple US$ 194 bilhões sobrando, adoro meu mundo BI…

- terça-feira, 28 de abril de 2015

Iate Esse mundo da Internet é fantástico, em questão de segundos bilhões de dólares passam de mãos, e isso é muito louco, porque as pessoas só podem ir até onde as suas crenças as permitem ir. Quem continua vivendo o mundo real das crenças resistentes, que ainda acreditam que o dinheiro só vem em troca de trabalho, essas pessoas nem conseguem perceber o que é se ter muito dinheiro sobrando. Para elas dinheiro é uma coisa física, elas ainda acreditam que todo o dinheiro do mundo está nos bancos, e na verdade eles são apenas números de computadores.

Dinheiro é energia pura, dinheiro é pura vibração, assim como as próprias pessoas também os são. Mas, elas batem na madeira, e dizem, eu sou de carne e osso, dinheiro é de papel ou moeda. E assim elas só tem aquilo que elas podem ver e observar em suas contas, em suas gavetas ou em seus cofres. Elas nem percebem, que uma só vibração, pode fazer todas as pessoas do planeta, focarem nela nesse exato momento e a enviarem a energia em forma do que ela mais quer, aqui e agora, tudo o que ela teria de fazer é estar feliz, aqui e agora, jamais importando as circunstâncias, o que realmente importa é o que se está sentindo agora…

Eu não vejo a hora dos óculus Rift entrarem em cena…

- segunda-feira, 27 de abril de 2015

óculos Caprica Eu estou assistindo a série Caprica de 2009 no Netflix, onde eles usam um tipo de óculos de realidade virtual igual ao equipamento da nova empresa do Facebook. Na verdade, existem várias empresas que já estão desenvolvendo hoje os óculos e esses jogos, esses softwares para todos esses aparelhos que vão pipocar em breve, já são várias grandes companhias que já estão desenvolvendo o mesmo produto. Porém, todos os softwares estão baseados em paradigmas vigentes, todos ligados aos sistemas de crenças resistentes ao fluxo de Bem Estar, todos eles ainda saíram de um lugar de total desconexão com o fluxo de Bem Estar. Então, as histórias dos jogos, tudo tem de ter justificativas, tudo tem que ter algo para se fazer para poder agora quem sabe merecer. Tudo tem que ter competição para alguém tentar continuar no controle da massa que vai se viciar nessa nova tecnologia de ponta.

Perceba uma coisa, antes, as pessoas passavam horas nos campos, depois dentro das fabricas de montagem, depois na frente das TVs, depois a Internet foi ganhando mais tempo de uso, agora com os tablets e smartphones, as pessoas já passam muito mais tempo conectados à rede, tem gente que come e até anda pelas ruas antenadas direto, e com os óculos isso saíra do controle, isso é será muito mais viciante que qualquer tipo de droga. Sem se ter seus próprios programas, não resistentes ao fluxo, todo mundo voltará ao controle total

O que eu quero fazer é iniciar uma produção de softwares com a filosofia do Bem Estar. Os óculos de realidade virtual, serão ótimos para quem perceber e escolher as crenças que estão por de trás dos jogos, a vida é si é um jogo divertido quando eu mesmo faço as minhas regras, quando eu deixo os outros escolherem as regras, eu mesmo estou voltando ao mundo do medo, só que agora com muito mais controle sobre o que eu sinto agora. Os jogos divertidos devem estar baseados nas três Leis Universais; Atração, Criação Deliberada e Permissão, ele só deve incluir mais, ser um self servisse de infinitas escolhas. Usando sempre um GPS emocional, mostrando que o foco deve estar sempre onde o torneira da energia de Bem Estar se manter aberta.

QUERER É MUITO BOM…

- segunda-feira, 27 de abril de 2015

desejos realizados Essa é uma frase que deveria estar gravada em letras garrafais em todos os lugares, o Universo é puro libido, o próprio ser humano é um desejo da Fonte de Bem Estar. Para qualquer uma individualização da Fonte, vir a ser concebida foi preciso que alguém desejasse fazer sexo naquele exato momento. As partículas do átomos desejam, os átomos desejam, as células dos nossos corpos desejam e até a morte é um desejo de não se desejar mais, mas é ainda um desejo. O Universo inteiro está configurado para produzir o desejo dentro de cada pessoa. Somos puros desejos.

A Causa do maior sofrimento no ser humano é ele mesmo abandonar de focar os seus desejos e passar a focar tudo aquilo que ele está mais do que certo que não quer. O que convoca a energia da vida é o desejo, sem o desejo não existe fluxo de Bem Estar, quando se olha para qualquer objeto de desejo, qualquer um se sente vivo, quando alguém foca em algo que ele mesmo não deseja, ele só sente mais a ausência do seu puro Bem Estar. Meu cérebro é um simples mecanismo de foco, eu sou uma extensão da Fonte em eterna expansão, aqui e agora…

SER FELIZ OU TER RAZÃO?

- sábado, 25 de abril de 2015

sorrindo Eu posso estar doente agora, posse estar sem dinheiro no momento ou posso estar sem liberdade para fazer o que quero agora, nada disso importa. Reclamar de qualquer uma dessas coisas é eu mesmo estar recusando receber tudo o que eu tenho pedido. E não é só reclamar não, me justificar por qualquer motivo, ou por estar passando por alguma situação parecida, também é eu recusar receber o que eu já pedi ao Universo. Culpar alguém por algo que me acontece é a mesca coisa. E se eu me culpo ou fico com raiva de mim mesmo, isso é eu mesmo inconscientemente me recusando a receber também o que eu tanto ainda quero. Nada justifica eu resistir ou recusar o fluxo de energia e informação de puro Bem Estar. Circunstâncias não importam, o que importa é o que eu estou sentindo agora. Eu só tenho que prestar muito mais atenção na maneira como eu me sinto agora. E em seguida buscar ou escolher pensamentos que já me façam me sentir melhor. Porque só assim eu estou administrando a minha própria vibração, ou seja, eu estou realmente no controle do meu próprio ponto de atração, o que significa que eu estou criando a minha própria realidade, aqui e agora.

UM MUNDO DE INCLUSÃO..

- sexta-feira, 24 de abril de 2015

vc decide Jamais existiu exclusão nesse mundo físico, quando eu digo “sim” para alguma coisa, eu mesmo inclui algo que eu quero em minha experiência. Quando eu digo “não” para alguma coisa, eu também inclui algo que eu sei que não quero em minha experiência, agora. Muitas das vezes passamos mais tempo tendo o que não queremos exatamente por esse motivo, darmos o nosso foco ao que sabemos que não queremos, então, fechamos o fluxo de energia que passa por nós, e nem nos livramos do que não queremos e muito menos temos condições de permitir o que queremos vir.

É como se eu tivesse doente, em vez de ficar ligado em coisas saudáveis, em passeios de Jet Ski, andar pelas areias da praia, ver muita gente bonita. Eu ficar deitado, cheio de remédios em volta, pensando em como me livrar dessa virose o mais rápido, quanto mais eu foco nela, mais ela fica, alguém liga, e eu logo falo, cara eu peguei uma virose do cacete, já estou de cama há tantos dias, meu corpo doí todinho… Na verdade eu só estou incluindo mais disso que eu não quero. O que eu tenho que fazer é esquecer o que eu não quero de alguma maneira e pensar apenas no que quero, focar no que eu possa chamar a energia e deixa-la passar para fazer isso ser mais na minha vida, agora.

O filme CHEF e a Lei da Atração…

- quinta-feira, 23 de abril de 2015

Chef O que esse filme mostrou para mim foi a formula de se viver muito mais feliz para sempre no Bem Estar. Ele mostra o inicio do sucesso, o declínio e a jornada emocional de volta ao Bem Estar. O começo do filme mostra o Chef Carl já se declinando, ele tinha vindo há dez anos de uma outra cidade para ser o chef de um grande restaurante, seu sucesso era fazer o que ele mais gosta de fazer, até que ele se sente tolido só fazendo as mesmas coisas e resolve mudar alguns pratos sem primeiro estar no seu vórtice, então ele não consegue passar sua felicidade para os pratos novos, ele mesmo esperava ficar mais feliz em ver os novos resultados, e como não veio o esperado, ele acabou se deixando dominar pelo dono do restaurante que cortou sua liberdade. Sem liberdade é impossível haver felicidade, ele acaba o casamento, se separa e continua perdido até que a vida lhe dá nova oportunidade por ele continuar apaixonado pelo que faz.

Um grande critico de culinária vai ao restaurante, ele quer fazer novos pratos, se empenha, mas o dono quer manter o que já dá certo, ele quer é casa cheia, e não as estrelas, e impede o Chef de colocar os novos pratos. O restaurante ganha criticas por se manter na mesmice, e ganha duas estrelas. Só com o mundo moderno, as redes sociais alavancam tudo para cima ou para baixo em questão de minutos, e todo mundo fica sabendo pelo comentário do critico no Twitter, o Chef entra em estado de pura resistência ao Bem Estar e quer resolver tudo fora do seu vórtice criativo e acaba perdendo o emprego.

Ai que o filme cresce, onde vemos o que nós fazemos para nós mesmos quando estamos resistindo o Bem Estar. Quando não deixamos as infinitas possibilidades se apresentarem. As pessoas gostam da alegria do Chef, do seu prazer em fazer uma bela comida, elas adoram o seu Bem Estar. Sua ex-mulher o chama para viajar e tira-lo de toda essa resistência e ele poder voltar as boas com o filho que o adora, e volta a falar no trailer de comida que ela tentou mostrar para ele a cinco anos atrás, que ali ele poderia voltar a ser livre. Até que ele topa, e como ele nunca tinha perdido o prazer de fazer o que ele gosta de fazer com a volta da liberdade já existe mais expansão e atração; mais pensamentos chegaram, pessoas apareceram para serem cooperativos, o próprio ex-marido da sua ex-mulher, seu amigo que havia sido promovido no restaurante, largou tudo e foi ficar com ele, seu filho se apaixona pela culinária, e depois de uma parte que talvez tenha sido a mais importante, quando o filho quer aproveitar um sanduíche queimado, o pai lhe mostra o que é estar alinhado com o seu desejo. Essa foi a grande sacada do filme.

E ai ele começa sua viagem emocional de volta ao Bem Estar, parando com seu Trailer em várias cidades até chegar novamente onde ele morava. toda sua trajetória de volta foi focada com muita alegria por milhares de fãs pelas redes sociais que o filho veio alimentando com fotos e mostrando onde eles estariam na próxima cidade, e quando eles chegavam, já existia filas enormes esperando pelos “cubanos”, isso mostra o poder do foco de felicidade das pessoas sobre a gente, seja pessoal ou pela Internet. Isso é o que faz de qualquer pessoa um Sucesso, estar sendo focado por milhares de pessoas felizes ao mesmo tempo pela sua própria alegria e prazer em fazer o que você gosta, até que ao chegar, consegue não só voltar com a ex-mulher e até recebe um convite de sociedade do critico que o levou a toda essa jornada de volta ao seu próprio Bem Estar.

A CONFUSÃO SOBRE O QUE É O DESEJO…

- quarta-feira, 22 de abril de 2015

esther Os Abraham dizem que… Cada um de nós chega a ter a nossa própria perspectiva a partir da qual desejamos ou que mostramos nossa própria preferência, e a Fonte de energia responde a cada um de nós. Não há falta na Fonte; não há falta de respostas; não há falta de substância. Não há falta de todas as coisas materiais ou não-materiais, que qualquer um de nós possa querer, não há falta de absolutamente nada. Ela se expande proporcionalmente à nossa própria capacidade de se desejar mais…

Mas, as vezes, nós mesmos que estamos relembrando isso já há algum tempo, esquecemos que, sentir a ausência do que queremos é também desejar mais isso. Então, em vez de estarmos procurando contar uma nova historia melhorada de vida e sentir ela, e assim ela poder vir a ser, muitas das vezes, nos pegamos voltando a contar como é ainda essa historia que estou vivendo agora e que eu mesmo não gostaria mais de viver. E o certo é que circunstâncias nunca importam, o que importa é o que eu estou sentindo agora.

Se eu quero uma nova historia de vida, eu preciso senti-la agora, contando uma historia boa, esquecendo o passado, sem consertar nada, sem justificar, sem ter de fazer por merecer. É eu contar uma historia deslumbrante, senti-la agora, porque é isso que eu quero, eu sou sempre novo agora, eu estou na linha de ponta do pensamento. Eu sou um extensão da Fonte, em eterna expansão. Eu não tenho como errar, eu só estou experimentando isso tudo de vários ângulos e aspectos… Eu sou apenas um mecanismo de foco, onde eu foco eu chamo e despejo mais energia, eu só não me sinto bem quando não permito a energia passar, por estar focado numa coisa que não quero, mas que eu só teria que manter o fluxo aberto, escolhendo e focando apenas o que eu quero. Eu só preciso lembrar que ser feliz antes de tudo é tudo. porque ser feliz é um desejo.

Eu sou o chef da minha vida…

- terça-feira, 21 de abril de 2015

Chef-Filme Hoje, nesse feriadão, vendo esse filme “El Chef”, que é pura Lei da Atração, a parte que mais me chamou a atenção, foi quando o filho do Chef estava na chapa fazendo um cubano para os operários da obra que ajudaram a colocar os aparelhos para dentro, e o sanduíche queimou, e o garoto diz ao pai, deixa passar esse é de graça mesmo, ninguém está pagando… E o pai tira o filho para fora e mostra o que é estar alinhado com o seu desejo, ele diz que adora o que faz, não importa se é pago ou não, que é o prazer de fazer que o mantém vivo, e o pergunta, você estava dando o seu melhor ali? A vida só te dá o que você mesmo sente. Não vou falar mais, porque se não eu conto o filme todo, mas é um maravilhoso filme para se ver e analisar o que estamos fazendo da nossa própria vida agora.