A felicidade é uma coisa muito contagiosa…

2 de janeiro de 2015 por
Publicidade

felicidade contagiosa.. PORQUE AS COISAS SEMPRE DÃO CERTO PARA VOCÊ? Essa é a pergunta que eu mais tenho respondido até hoje em toda a minha vida, toda hora tem gente dizendo. Porque tudo sempre dá certo para você? Você nunca leva nada muito a sério e ainda vive se dando bem em tudo, porque? Eu me esforço o máximo e não consigo ficar tão feliz como você é, assim, durante todo o seu dia, em todos os momentos, o que é que eu estou fazendo de errado? A minha resposta é sempre essa… A única coisa que você está fazendo de errado é pensar e sentir que, você mesmo está errado agora. Não existe coisa pior na vida de alguém do que ela mesma criar o seu próprio auto-flagelo… Eu mesmo já experimentei essa porra e nunca gostei…

Hoje quando leio uma citação dos Abraham como a de hoje que fala sobre a inteligência das minhas células, eu fico rindo de como as pessoas ainda não perceberam como tudo é tão simples. Eu mesmo cheguei hoje de Salvador, eu ia passar o Réveillon no Rio, já estou vendo agora voo para o Rio esse mês, o bom de poder ser feliz o dia que quer é maravilhoso. Posso ir para onde eu desejar na hora que eu desejar. Mas, ao chegar na Bahia, a minha sogra Margô (na foto) estava muito resistente ao seu natural fluxo de Bem Estar, e nada é mais importante que a minha própria felicidade, eu adoro saber que minha felicidade, minha liberdade e expansão muda tudo a minha volta, e não existe coisa melhor que aproveitar todos esses momentos do lado da falta dos contrastes, para usar mais todo esse meu poder e sentir como isso é bom e verdadeiro. Eu adoro ser feliz e minha amada é um grande objeto de desejo para mim. E mesmo, que a minha KK e seus familiares ainda não percebam coisa alguma sobre crenças dominantes. Eles estão sempre tão ocupados em procurar fazer algo para quem sabe um dia ser feliz, que nem conseguem enxergar as suas próprias crenças resistentes, que está estampada na cara deles…

Minha sogra estava tão ruim e triste quando cheguei, que eu mesmo levei um susto, eu não esperava encontra-la tão magrinha e definhando assim tão rapidamente, parecia que ela só tinha ossos pelo corpo e sofrimento para soltar. A minha campainha tocou na hora. Essa é a hora de alguém ser o mais porra louca que puder ser, fazer todos as outras pessoas, inclusive ela a Margô, em fim, todos tirarem o foco do que eles estão mais do que certos em saberem que não querem. Mas, que suas crenças não os permitem enxergar. De cara os separei em grupos, quem bebia eu dei um porre para relaxar, quem não bebia eu dei minha palhaçada e minhas loucuras para eles focarem mais em mim, e me chamarem de doido varrido e caírem muito nas muitas gargalhadas gostosas, em pensar que eu era o doido entre todos eles, o palhaço do momento. O mais incrível disso tudo é que, ninguém percebeu que eles mesmos pararam de resistir os seus muitos momentos felizes, e toda essa alegria deles mesmos, que já estava o tempo todo com eles mesmos, passou a jorrar. Eles só depois de alguns dias que começaram a dizer, a Margô já melhorou muito, ela até saiu de casa várias vezes com o Billy, ela antes nem se levantava muito de um lugar, vivia deitada e reclamando da vida, dos remédios, agora está até sorrindo, jogando cartas com os filhos e dando belas gargalhadas…