Os Abraham só confirmam mais que eu estava certo…

8 de dezembro de 2014 por
Publicidade

Dupont-Lycra Quase tudo começa no encontro com os contrastes. Eu adoro criar coisas do nada, eu estava querendo ir embora de Friburgo, tinha vendido a minha editora e os jornais quando veio mais um filho e minha mulher agora mais ainda, não queria ficar longe da família. O comércio da cidade estava quase quebrando porque as grandes fabricas que eram os carros chefes dos empregos na cidade começaram a falir, o presidente Collor tinha liberado as importações e como Friburgo era praticamente comandada por grandes industrias fornecedoras de autopeças da área automobilística de São Paulo e até a Ypu que fabricava peças em couro também falindo, tudo estava indo pro brejo.

Essa era a hora de foco e escolhas. Foi quando eu notei que o irmão do meu sogro, o Silvio Montechiari, já tinha um grande depósito a Silvetex, só de matéria prima para moda intima, lingerie, e estava prosperando a olhos nus, ele empregava quase que a família toda, era a única coisa que eu via crescer na cidade, outros depósitos concorrentes estavam abrindo e crescendo rápido também. Pedi ao meu pai que tinha sido delegado do IBGE em Manaus, que fizesse uma pesquisa para mim, coloquei o primo da minha mulher que já trabalhava comigo em publicidades, pesquisando de rua a rua, para saber onde estavam essas confecções que não apareciam no mapa, e o que elas faziam, inclusive pedindo uma amostra, depois pedi ao Silvio a sua permissão para ver se eu não tinha deixado alguma confecção sem cadastrar, as mesma coisa fiz com os outros depósitos de Lycra.

Capital Ligerie Agora que entra a Lei da Atração, Uma grande academia, a maior da cidade, estava fechando porque seus clientes eram da maioria das fabricas que estavam fechando. Ela tinha dois salões enormes, e um corredor muito estreito até a rua, mas era muito bem localizada na praça Getúlio Vargas, a principal da cidade, propus ao dono um novo negócio, se ele concordasse arrumaríamos mais um sócio para financiar toda as mudanças e equipamentos, e montamos o primeiro supermercado de moda intima do mundo, que atendia as sacoleiras e aos turistas. Montei uma campanha “Friburgo a Capital da Moda Intima”. Consegui com grandes fabricas de tecidos e elásticos patrocinassem grandes outdoors de estradas, para as principais estardas que ligavam aos outros estados e algumas indicando o caminho para a cidade e até outras na serra dando Boas Vindas à Capital da Moda Intima.

A maioria dos políticos da cidade não deram bola, até os confeccionistas não acreditavam no que viria a acontecer. Em pouco tempo a cidade começou a receber ônibus de sacoleiras do Brasil todo, o nordeste era de onde mais ônibus chegavam. A cidade começou a ganhar nova vida, trazendo turismo de compras e as confecções que antes tinham suas próprias sacoleiras nas cidades que elas atendiam, começaram a se legalizar, ganhar olhos dos políticos, do SEBRAE e até da Dupont do Brasil que montou um centro de informação Lycra na cidade, dando suporte as confecções e um selo de qualidade Lycra agregando valor as peças. E a cidade se recuperou economicamente. Adoro ouvir os Abraham falarem que, as minhas metas financeiras são muito mais que apenas a mudança da minha vida, é até maior que a minha própria expansão e também a expansão de muita gente envolvida no que eu faço, eu fico rindo e apreciando tudo o que já fiz e ainda faço.