Arquivo de novembro de 2014

OU VOCÊ É PRÓSPERO OU VOCÊ ASSISTE TV

- domingo, 30 de novembro de 2014

PROGRAMADO Olá, eu sou o Bruno J. Gimenes escritor autor de vários livros, entre eles, Decisões – Encontrando a Missão da sua Alma e também sou coautor (junto com a minha amiga e sócia Patrícia Cândido) do livro o Criador da Realidade – A vida dos seus sonhos é possível.

Eu quero lhe explicar nesse texto um dos principais venenos da vida de qualquer pessoa que busca prosperidade. Muitas pessoas sofrem nesse caminho, não encontram o que buscam e também não encontram o motivo dessa falta de prosperidade. E o motivo que vou falar é tão sutil que chega a ser ardiloso, e por ser tão sutil, acaba que se infiltrando na vida de qualquer pessoa e tornando-se um hábito completamente destrutivo.

E se você não sabe tecnicamente o que é um hábito, para resumir eu lhe digo: é uma rotina!
O seu cérebro, na tentativa de preservar o máximo de energia possível, faz de tudo para criar padrões de comportamento, ou seja, caminhos conhecidos que serão repetidos sempre que determinadas atitudes forem disparadas. Quando você se acostuma a agir sempre do mesmo jeito, seja em uma rotina saudável ou em algo ruim, você constroi um hábito. Quando o hábito surge, a maioria das suas atitudes acontece “no automático”, ou seja, você não fica presente para viver a realidade de forma plena. Isso quer dizer que você acaba construindo rotinas que fazem com que você seja levado pelos hábitos que você mesmo construiu.

Eu precisei falar dos hábitos para que você entenda a importância de saber escolher bem tudo que você faz de forma repetitiva, porque essas ações se tornarão hábitos, e uma vez que tornarem-se hábitos, você passará a agir em grande parte por impulsos ou de forma automática.

E como quase tudo que você faz na sua vida acontece por força dos hábitos, nada é mais importante do que garantir que eles sejam saudáveis e positivos, não é mesmo? Então me deixe falar sobre o poder da autossugestão…

Tudo que você vê, inala (sente o aroma), ouve ou percebe na pele, de uma forma ou de outra, consciente ou inconsciente, afeta a sua consciência. Por isso, por mais que você ache que o mundo ao seu redor, as pessoas ao seu redor, as notícias ao seu redor, os acontecimentos ao seu redor não sejam tão relevantes na influenciação da sua personalidade, eu posso garantir, com base em pesquisas feitas pelos grandes gurus da área, que “tudo influencia tudo”. Ninguém sai ileso a “noticiosfera”, que é a atmosfera psíquica criada com tantas informações, notícias, mensagens, preocupações, pessimismos, euforias e lamentações coletivas.

“O que acontece ao seu redor tende a impregnar a sua consciência e determinar a pessoa que você será em breve.”
E é por isso que assistir TV vai lhe levar para a mediocridade e fará de tudo para lhe manter lá. Desde um filme de sucesso, a uma novela, até um tele jornal, tudo, efetivamente tudo que é feito pelas grandes redes, é perfeitamente projetado para gerar um engajamento com você. Obviamente que você deve saber que cada emissora de TV faz de tudo para conseguir manter você conectado com a programação dela, acho que isso você já sabe, certo?

Acontece que você pode não saber que para que essa conexão aconteça (que é a chave da audiência) é necessário gerar um relacionamento com você. Esse relacionamento acontece por meio de gatilhos específicos (conhecidos como gatilhos mentais ou emocionais) que despertam o seu lado inconsciente para a conversa existente no processo. Essa conversa informal se estabelece no momento que o conteúdo da programação envolve você em pensamentos e sentimentos que prendam a sua atenção.
Eu acho que até aqui você está entendendo bem… Mas acontece que nada, absolutamente nada gera mais gatilhos emocionais e respostas diretas do seu inconsciente do que emoções negativas. Liderando essas emoções temos situações que geram em você: medo, culpa, tristeza, abandono, raiva, sentimento de injustiça, isolamento, baixa estima, preocupação, revolta e depressão.
Acredite: 99% de toda a programação televisiva é criada com esses gatilhos mentais, pois são as emoções as responsáveis por prender a pessoa na programação.

Então imagine que você assista “apenas” duas horas por dia de televisão, seja um filme, seja uma novela, ou mesmo um noticiário. E se diariamente você mergulha em uma dieta de informações que envolvem você energeticamente para emoções negativas, ( mesmo que você não perceba, são emoções negativas) automaticamente por ação da autossugestão e da natureza humana de construção de hábitos que geram rotinas, você será completamente programado para a escassez e para falta de prosperidade.

Nesse momento é provável que você diga: “como eu posso parar de assistir TV??? Isso é um absurdo!!! Você deve estar louco!!!” ou ainda “ televisão é a única diversão que eu tenho, não posso parar!!!”.

Eu realmente respeito você, eu realmente entendo o seu comentário, até porque antes de encontrar a condição de prosperidade que eu me encontro atualmente, com a saúde dos meus sonhos, com o carro dos meus sonhos e com a renda muito acima dos meus sonhos, eu também agia assim, eu também achava que não podia viver sem uma televisão. E hoje, mesmo tendo uma TV de última geração na minha sala, eu quase sempre prefiro mantê-la desligada para que eu possa curtir o silêncio da minha sala lendo um livro.

Eu aprendi a desligar a TV e hoje, somente 2 horas de uma consultoria minha representa a um mês inteiro de salário que eu recebia na época que eu não vivia sem a TV. E isso tudo porque eu aprendi a focar no meu crescimento, na minha evolução e na minha felicidade real, para que o resultado me proporcionasse a agregar tanto valor ao que eu faço atualmente, que simplesmente não preciso mais me preocupar com dinheiro para viver e o foco principal do meu trabalho é a missão existente nele. Em outras palavras: eu trabalho por paixão e amor ao que faço!

Eu desejo isso para você e hoje eu sei também que existe uma fórmula para a prosperidade, composta por várias etapas, e seguramente uma dessas etapas é definitivamente abandonar o mergulho diário na “noticiosfera” televisiva. É provável também que você me crucifique por conta de tudo que eu estou falando, e eu afirmo realmente que vou lhe entender, porque o fato é que para ter prosperidade é preciso pensar e agir muito diferente da maioria das pessoas, e sinceramente é tarefa possível para pessoas realmente focadas e comprometidas.

Eu escolho deliberadamente o que eu mesmo vibro agora?

- domingo, 30 de novembro de 2014

boemia Uma coisa é eu escolher o que eu quero sentir antes de tudo, outra, é eu usar apenas a minha observação sobre os acontecimentos ou as ações alheias, para como eu vou reagir, ou como a razão para o que eu mesmo sinta agora e ainda deixar com que essa vibração, seja a base dos meus relacionamentos. Isso é uma coisa que deve ser deliberada para todos os temas mais importantes da minha vida, momento a momento. O meu ponto de atração sempre deve ser bem mais deliberados por minhas próprias intenções. E isso eu faço já de manhã, antes de me levantar e a noite antes de fechar os meus olhos e dormir. E depois é só seguir aquilo que mais me entusiasma, sempre fazendo as minhas escolhas sobre o que eu quero sentir mais agora…

E isso não é uma coisa para se fazer só com os meus filhos ou meus netos, é com a minha mulher, é com meus amigos, é com as pessoas que se divertem ganhando dinheiro comigo, é para as pessoas que eu me relaciono na praia, nos barezinhos, até com quem me serve de alguma maneira em todos os lugares. Eu não posso jamais deixar que uma circunstância qualquer, seja mais importante do que o que eu mesmo desejo sentir agora; onde quer que eu esteja, com quem quer que eu esteja. Sempre quem decide o que eu quero sentir agora sou eu, se eu for mais deliberado e jamais deixar o lado da falta dos contrastes passar mais de 17 segundos com o meu foco. Eu mesmo passo a ser uma pessoa muito mais feliz…

Alguém faz uma coisa que eu não gosto, que eu me sinta desconfortável ou até com um pequeno mal estar, eu preciso procurar um alivio imediato, nunca importa o que seja esse alivio, pode ser a primeira bunda bonita que eu encontrar para focar, pode ser imaginando eu num lugar maravilhoso ou pode até ser eu pensar estar recebendo naquele momento um telefonema de um dos meus filhos, o que eu encontrei para mudar o meu foco, para dar a minha total atenção naquele momento, para eu mesmo não deixar o mal estar ou o desconforto ser a base do que eu vou emanar em vibração serve. E depois é eu focar na alegria do desejo que nasce no encontro de todo e qualquer que seja o contraste, e eu estarei sempre no comando da minha atual realidade, aqui e agora.

Ser inteligente é acumular conhecimento?

- sábado, 29 de novembro de 2014

prêmio inteligencia Para mim ser inteligente é ser bem mais feliz agora, é saber exatamente onde está o conhecimento e acessa-lo na hora e no momento que é preciso, já que eu tenho apenas um cérebro limitado, apenas um mecanismo de foco de onde eu apenas jogo mais a energia que passa e volta por mim a Fonte para criar sempre mais expansão. Ter conhecimento jamais é eu acumular mais pensamentos resistentes, que criam apenas mais uma crença de que isso é ter uma maior inteligência e que isso deve ser algo limitado a poucos, ou até para apenas consertar o que eu mesmo já criei de desconforto, sendo bem mais resistente ao fluxo de Bem Estar que me é natural. Toda informação que eu preciso já está na Fonte, no Vácuo Quântico, o ego só acumula pensamentos limitantes, nenhuma informação para se criar algo que nunca antes havia existido veio de alguma mente humana que só cria crenças limitadas ao momento, toda informação vem direto da Fonte a mente de quem já perguntou vibrando mais; a felicidade, a liberdade e a expansão que isso pode lhe dar, aqui e agora…

E a ficha ainda não caiu…

- sábado, 29 de novembro de 2014

Caiu a ficha Tudo o que ainda já existe e que realmente nunca desejaríamos experimentar, só se; repete, repete e repete, porque sempre fazemos as mesmas coisas de sempre, sentimos as mesmas sensações semelhantes as usadas anteriormente. As novelas são um exemplo claro sobre isso, sempre trazem as mesmas bases em todas as suas historias como; um vilão ou seja um culpado, inveja, medo, tristeza, desespero, raiva, acusação, opressão e pessimismo, em alguns poucos momentos curtos alguma alegria e só lá no finalzinho, depois de meses de mal estar disfarçado, o amor e a felicidade passageira aparece, antes de uma outra luta diária que já se anuncia, tudo se repete porque é isso o que todo mundo já faz no seu dia a dia, na sua vida, na sua própria realidade, e assim isso passa a ser normal, um hábito que todo mundo acha muito natural não ser feliz na maioria dos seus momentos. Mas, na verdade tudo isso é só mais uma resposta a tudo o que as pessoas mais vibram na sua vida real.

Se as pessoas parassem para pensar, elas mesmas chegariam a essa mesma conclusão. Se só existe um fluxo que é de Bem Estar. Porque eu tenho que, vira e mexe ter; algum problema físico, de relacionamento ou financeiro, para eu mesmo voltar a pensar em fazer algo para assim resolver? E sempre voltar a correr atrás de algo externo, para assim resolver uma coisa que é completamente interna. Se qualquer coisa que sempre volta a acontecer é sempre em resposta ao que eu mesmo estou sentindo agora, as coisas sempre acontecem porque eu sempre volto a correr atrás de algo novo, para o primeiro fazer milagroso que aparece como a moda da hora.

Tudo o que tem essa resposta milagrosa, mas que não me mostra o que realmente causou essa coisa anormal na minha vida, já que o normal é eu ser sempre mais feliz, e que sou eu quem faço essas coisas que apenas resistem ainda mais ao meu natural fluxo de puro Bem Estar, então isso só resolve momentaneamente o problema que eu mesmo criei vibrando, mas que nunca se resolve, eu mesmo sempre voltar a vibrar a atrair mais disso de novo. A coisa é bem simples, eu posso mesmo encontrar a falta em qualquer contraste, isso também é muito natural, nesse mundo repleto de contrastes, que sempre é bifurcado, todos tem o seu lado do desejo e o da falta do mesmo desejo, isso só me dá mais certeza de que eu tenho o meu direito ao poder, se eu exerço as minhas próprias escolhas e que eu aceito que o Bem Estar é maravilhoso, natural e abunda. Para isso, eu jamais devo deixar o meu foco ficar na falta, nesse problema, por mais de 17 segundos, ou estarei indo para mais essa realidade paralela de falta de tudo o que eu mais quero, ainda achando que existe um outro fluxo de mal estar e que também é abundante, o que é mais uma resistência minha mesmo a seguir o meu natural fluxo de Bem Estar.

A bola da vez agora é os números do russo Grigori, ou as comunidades Grabovoi, e as pessoas levam os seus mesmo problemas que já tentaram resolver com, EFT, Ho’oponopono, Tarô, I ching, numerologia, Feng Shui e tudo mais que aparece, para sempre ela mesma fazer sem antes estar se sentindo muito bem, o que seria o seu normal o seu natural estado de ser. Ninguém veio aqui para ficar atrás de correr atrás de resolver pepinos, de fazer coisas para sair de coisas desagradáveis que ela mesma criou, por ainda teimar em resistir ao seu natural Bem Estar, que é tudo o que existe, o resto é só a sua própria resistência em aceitar o Bem Estar como normal e natural em sua vida. E como sempre todo mundo corre atrás, em vez de ser feliz na frente de tudo, até nas comunidades que ainda se fala mais sobre mais. liberdade, felicidade e expansão, só se fala nessa nova onda de um novo milagre para resolver os seus problemas criados pela sua própria resistência ao fluxo. Isso não é muito hilário?

A maior descoberta já feita nessa vida…

- sábado, 29 de novembro de 2014

desejo realizados A minha maior descoberta nessa vida foi… Eu mesmo descobrir que quando parei de correr atrás da felicidade, procurando sempre por razões ou coisas externas para fazer, apenas para tentar voltar a me sentir bem, como eu já me sentia quando criança, com absolutamente nada, apenas brincando comigo mesmo, as vezes até todo cagado, e foi voltando a ser assim, uma criança grande, só troquei os meus brinquedinhos, que eu mesmo consegui ser muito mais feliz, apenas; pensando, imaginando e apreciando, as mais belas coisas que a vida já tem. Então, foi ai que eu percebi de verdade que todas as coisas que eu muito ainda queria, começaram agora a correr atrás de mim, apenas por causa da minha própria felicidade em simplesmente me sentir bem, aqui e agora. Sem precisar fazer absolutamente nada. Tudo o que eu faço hoje é apenas para dar ainda muito mais sabor a minha própria felicidade…

Eu realmente solto os remos? Sou livre?

- sábado, 29 de novembro de 2014

Daisaku Ikeda Tudo o que me faz resistir ao fluxo de Bem Estar é eu mesmo remar rio a cima. E o que é soltar os remos? O que é todo esse remar rio a cima? O que eu devo parar de fazer? É preciso soltar tudo aquilo ligado a racionalidade criada pelo ego e suas crenças resistentes, que já foram muito bem envolvidas com fortes emoções ligadas a cada vez mais, a falta do fluxo de Bem Estar. O que se deve perceber nessa equação é que as emoções da falta, são realmente muito importantes para eu mesmo perceber e sentir agora; a verdadeira liberdade, a maior felicidade que existe e toda a expansão da alegria, que somos nos mesmos nos amando mais ao voltarmos ao fluxo. Mas, passar mais de 17 segundos sentindo qualquer que seja, uma das emoções ligadas ao lado da falta de Bem Estar, é deliberadamente resistir ao fluxo, é voltar a remar rio acima.

Eu mesmo venho tendo ao longo dos anos muito felizes de minha vida, vários acessos as infinitas informações, porque eu venho sistematicamente pedindo por isso, para assim poder ter o conhecimento e o poder de quem eu realmente sou. E tudo vem apontando para eu mesmo, apenas ser mais geral em tudo e focar mais no que eu realmente quero. A Fonte sempre me deu acesso livre desde pequeno, e a primeira individualização a me responder pela Fonte foi o Daisaku Ikeda, ele me mostrou o mundo mágico da leitura inspirada. Eu adorava os exemplos dele em saber um pouco de tudo, e sobre fazer uma revolução humana, e assim li muitos livros. Outro que mais me marcou como exemplo foi Napolleon Hill, com a sua tenaz atenção e foco no que era mais importante na vida de outras individualizações de sucesso. Outro fantástico foi Nikola Tesla, que me fez; repetir, repetir e repetir na minha cabeça. Se você quer entender o seu Universo, deve prestar muito mais atenção na energia, nas frequências e vibrações. Já o meu jeito despojado me trouxe Osho que adora chocar as outras individualizações, para que elas mesmas se desapeguem do ego. Já o Bashar veio responder ao meu lado intelectual, me mostrando como dominar mais o meu ego e como eu usar mais deliberadamente a sincronicidade positiva e reconhecer de longe a negativa, saindo da armadilha do reforço indesejado. Mas, a minha resposta mais simples, que mais me faz reconhecer quem eu realmente sou, ainda hoje, vem de Jerry e Esther Hicks com os Abraham, que me fizeram conhecer o que é realmente, literalmente soltar os remos.

Antes eu corria em direção para tudo que é racional. Eu passava horas meditando, e pronunciando um mantra budista na frente de um pergaminho, sem saber muito bem o porque. Na verdade eu só estava ali para limpar a minha mente. Eu mesmo fiz muita coisa acontecer com essas informações que acessei direto da Fonte, mas ainda dava muito valor ao fazer e ter antes de ser. Então, minha vida teve muitos altos e baixo, tudo bem, só que é muito melhor passar de faze do que ficar repetindo. Até há pouco tempo atrás, eu ainda procurava fazer coisas antes mesmo de estar me sentindo bem. Então, eu adorava correr atrás de muletas novas; recitar sutras budistas e meditação com mantras prolongados, EFT, Ho’oponopono, Tarô, I ching, numerologia, Feng Shui e tudo mais que aparecia para me fazer voltar a realimentar apenas o ego resistente e minhas crenças limitadas. E tudo isso só tem mesmo serventia em alguns momentos de minha vida, se eu mesmo já estiver me sentindo bem antes de fazer, e se isso por alguns segundos vai me levar mais rápido ao meu próprio Vórtice criativo, onde já estarei seguindo o fluxo e já não preciso mais de nada disso. E como dizem os Abraham… Os seres humanos ainda têm essa ideia completamente errada de que a Fonte não é mais que a expansão ou que a Fonte está acabada e perfeita, e que nós seres humanos estamos agora a trabalhar para alcançar a perfeição como a Fonte. Mas o que realmente está acontecendo é que a Fonte está se expandindo para maiores capacidades de amor por causa de que o homem está vivendo agora e seguindo o único fluxo que existe, o de Bem Estar. “Ser feliz antes de tudo é tudo”.

Escolho bem mais; a liberdade, a felicidade e a expansão, do que as resistências…

- sexta-feira, 28 de novembro de 2014

apreciar O melhor caminho para tudo é sempre o caminho da menor resistência, que é ser sempre mais livre do ego e de suas crenças limitantes. Porque sou eu mesmo quem moldo esse ego. E se eu já sou bem mais deliberado nessa formação, exercendo mais minhas infinitas escolhas, e sendo bem mais inspirado e sempre almejando mais um crescimento exponencial, eu mesmo estou mais alinhado com a Fonte. Agora! Quanto mais eu uso o meu cérebro para tentar entender e explicar essas coisas que o meu próprio cérebro e suas crenças, só tem uma minima capacidade de perceber, entender e em algumas vezes até em conceber, isso é, quando ele mesmo não está resistindo, porque quando ele está resistindo, ele só conseguir entender se for pela sua própria identificação com os pensamentos já armazenados em suas próprias crenças limitadas que o domina.

Entender que o cérebro humano é só um mecanismo de foco é preciso. O cérebro apenas repete muitas e muitas vezes as mesmas vibrações que ele mesmo capta a sua volta, armazenando essas informações que, quando ganham um volume expressivo se tornam uma crença, e são essas emoções, vibrações que comandam essas crenças dominantes. A minha consciência física é sempre mais limitada, enquanto eu estiver apenas utilizando o meu cérebro, por estar ligado e respondendo apenas ao meu próprio sistema de crenças limitantes que eu mesmo criei e as realimento, momento a momento.

Eu percebo quando já não sou mais livre, quando troco a minha felicidade em escolher e focar apenas o que eu mesmo mais quero experimentar agora, por fazer coisas que talvez me façam voltar a dar valor apenas ao meu ego, as essas informações já armazenadas por mim ou qualquer outro ego. Eu sou um ser puramente vibracional, eu emito e recebo vibrações. Jamais uma só coisas materializada nesse mundo físico, foi fruto do cérebro humano. O fogo, a roda, o telegrafo, o telefone, a televisão, a Internet, o celular e até as redes sociais, nada disso se tinha antes alguma informação armazenada em algum lugar físico, nem num cérebro de algum humano, ou numa escola ou num livro. Um ego encontrou o lado da falta de um contraste qualquer e desejou o oposto, desejou e recebeu toda a informação já pronta da Fonte, onde já se tem todas as informações. E o Homem ainda teima em querer buscar informações nas crenças limitantes de alguém. Esse é o maior motivo de não se ir mais rápido para as realidades paralelas onde já existem todos os nossos desejos realizados. Resistência ao fluxo de informação, em troca de se continuar a cultuar o cérebro limitado de algum outro ego resistente ao fluxo é a base da nossa atual sociedade.

Eu só confio na minha própria felicidade…

- quinta-feira, 27 de novembro de 2014

pessoas felizes Nem mesmo no que eu penso agora eu devo confiar, porque o que eu penso geralmente é fruto de crenças limitadas que foram criadas por mim mesmo, apenas para realimentar o ego e assim o próprio ego voltar a identificar e coletar mais pensamentos semelhantes as minhas próprias crenças já estabelecidas, o que as fazem ficar no comando das realidades onde estou agora, onde eu já não tenho mais escolhas deliberadas. Já a minha vibração, essa sim nunca me engana, ela jamais mente para mim. Só assim eu sei se estou indo com o fluxo de Bem Estar ou não. Ser mais geral é uma recomendação dos Abraham, eles dizem bem claro que o meu cérebro é apenas um mecanismo para eu usar o meu foco, porque onde eu mesmo coloco essa minha poderosa atenção, é o lugar exato onde vou despejar toda essa energia e informação que vem e volta simultaneamente por mim à Fonte criando novos mundos, novas realidades paralelas.

Eu só sei que eu mudei de realidade quando eu sinto algo diferente do que eu sentia antes, mesmo que uma circunstancia desconfortável ainda não tenha mudado. Então, antes quando eu via novas formas de realimentar as minhas velhas crenças e o próprio ego, eu tentava raciocinar para ver se isso era uma coisa legal, mesmo sem antes eu estar me sentindo bem, agora eu uso mais a minha própria vibração. Só faço o que me faz me sentir melhor do que eu já estou. Estando sem sentir o Bem Estar eu não leio mais nada, não faço mais nada que algum outro ego criou e diz que isso vai mudar o meu mundo, por a única coisa que realmente me faz mudar de mundo ou de realidades é o meu próprio Bem Estar.

A armadilha da sincronicidade negativa é terrível, Quando eu era budista e estava mal, desconfortável como alguma coisa, eles diziam que eu devia fazer daimoku para mudar, eu passava horas até que meu próprio corpo cansava e eu mesmo limpava a minha mente dos pensamentos do ego e deixava o acesso a Fonte livre. Depois eu usei muitas e muitas ferramentas também sem antes me sentir bem, e todas essas ferramentas, só fizeram efeito quando eu primeiro já estava me sentindo bem. Foi quando eu descobri que eu estava sendo um idiota em querer resultados diferentes sempre fazendo as mesmas coisas, sempre atrás de ferramentas milagrosas, de códigos secretos e tudo mais criado por outros egos que acreditam que foi isso e não a sua própria felicidade quem fez toda a diferença na sua mudança para outras realidades melhores.

O EGO é inteligente?

- quinta-feira, 27 de novembro de 2014

ruim e bom Ou seja, eu sou inteligente? Veja bem! O ego que deliberadamente, apenas segue a sua própria felicidade é sim um ego inteligente, porque ele além de não resistir a toda essa energia e informação de puro Bem Estar que flui para ele e passa por ele, vindo e voltando simultaneamente, e que é completamente natural e inerente a sua própria vida, ele estará automaticamente sempre reforçando ainda mais a sua própria sincronicidade positiva. Já o ego que é apenas mais um mero observador reagente, esse, além de não ser inteligente nesse momento, porque ele mesmo escolheu continuar reforçando apenas a sua sincronicidade negativa, ainda é mais um ego resistente a tudo o que ele mesmo mais quer..

Todas as informações já existem, estão todas no Vácuo Quântico e estão sempre livres e disponíveis para todos, para todas as infinitas individualizações, isso é, desde a menor partícula do átomo até o maior astro físico já conhecido que, são feitos da mesma energia e informação e que são autoconscientes. Tudo o que existe fisicamente hoje, um dia não existiu, e jamais alguma coisa dessas saiu da mente humana, das crenças que realimentam o ego. Tudo veio do Vácuo Quântico, da consciência maior. Jamais algo saiu da mente, ou do ego que só se formou com as suas próprias crenças que ele mesmo criou repetindo e sempre repetindo mais o que o realimenta agora, sempre com muitas e muitas repetições de pensamentos e vibrações de coisas já acessadas por ele ou por outras individualizações antecessoras. Ou alguém ainda não sacou que as novelas e os jornais tentam sempre me fazer repetir vibrações de medo? Só eu sendo um cego por minha própria escolha…

Os Abraham dizem que, o cérebro é apenas um mero mecanismo de foco que eu estou utilizando aqui e agora. Mas não é a consciência que está fora do que a sociedade chama de foco humano do cérebro. É essa coisa vibracional que continuamente os Abraham sempre repetem para tentar nos relembrar de como nós mesmos criarmos mais crenças positivas. Eles falam de vibração pura. Falam sobre Energia. Falam de pensamentos. E, eventualmente, uma vez que o impulso suficiente já ocorreu, eu mesmo vou sentir uma emoção. Eu só preciso reconhecer que as emoções que eu sinto agora, são manifestações. E há sempre uma quantidade significativa de impulsos que já vem ocorrendo antes mesmo de minhas próprias emoções me mostrar, o como bem alinhado, ou não, eu estou com essa perspectiva mais ampla, com o meu eu interior agora…

ARMADILHA…

- quarta-feira, 26 de novembro de 2014

estruturas-de-crenças Todas as vezes que você se pegar querendo ou dando respostas muito bem racionalizadas, essas respostas que tem que ter uma RAZÃO muito certinha para os EGOs envolvidos aceitarem como mais uma justificativa para eles mesmos identificarem esses pensamentos como algo semelhante as crenças que os realimentam, vocês mesmos caíram de novo na armadilha, voltaram a dar o reforço as suas próprias sincronicidades negativas.

Tudo o que existe hoje que um dia não existia nesse mundo físico, não saiu das crenças de nenhum EGO, ninguém explicou nada para ele, ele não tinha escola, nem professor e nem livros mostrando como fazer isso, ele pediu e a Fonte, a consciência maior simplesmente respondeu ao seu desejo vibracional de mais; alegria, liberdade e expansão, que ele já sentia com isso ainda nem materializado nesse mundo físico. O que o EGO faz é só coletar mais pensamentos identificados com o que já foi repetido tantas vezes que isso já se tornou uma crença e se foi envolvido em fortes emoções virou uma crença dominante que na maioria das vezes resiste ao fluxo de energia e informação de Bem Estar..

Nunca existiu a possibilidade de alguém errar em nada, todos os átomos respondem ao seu desejo vibracional, a experiencia da dupla fenda mostra isso bem claro, eu não preciso nem fazer nenhuma ação física, só em pensar os átomos já se movimentam para manifestar tudo que eu penso e acredito ser possível ser minha realidade agora. Tudo mais é pura frescurinha do EGO inchado.