Adoro ganhar presentes em dinheiro VI

19 de outubro de 2014 por
Publicidade

eu adoro ter 90 kg A maioria das pessoas ainda vem colocando essa coisa de ganhar o seu dinheiro, na categoria das coisas que ela tem que fazer. E é por isso que o dinheiro muitas das vezes, só vem com muito esforço físico, ela mesma acredita que tem que dar um duro danado, fazer alguma coisa em troca ou até para merecer o seu dinheiro que ela muito quer.

Agora! Se eu já sou sábio o suficiente para seguir o rastro dos bons sentimentos procurando sempre bons pensamentos deliberadamente, procurando aspectos positivos ao longo de todas as minhas muitas jornadas diárias, eu mesmo entro em alinhamento vibracional com quem eu realmente sou e com todas as coisas que eu realmente quero, e uma vez que eu faço isso, o Universo deve me entregar um meio viável para eu mesmo alcançar meus objetivos ou desejos.

Eu sou como os pássaros ou até como os animais selvagens, não preciso fazer absolutamente nada para que as coisas venham a mim. E como tudo nesse mundo humano está ligado ao dinheiro, eu não preciso fazer nada para o dinheiro vir a mim, para eu poder realizar os meus desejos. E é isso que as pessoas ficam de boca aberta comigo, e a maioria dessas pessoas que realmente dão muito duro para ter seu pouco dinheirinho suado, tem muita dificuldade em acredita em mim, eles querem sempre provas…

Eu estava na praia sentado quando um amigo chegou, ele queria saber o que eu fazia da vida para poder estar todos os dias livres, sempre em alguma praia ou viajando. Eu disse que eu escolhi me divertir e ganhar o meu dinheiro com a minha diversão e sempre sendo mais; livre, feliz e expansivo. Eu disse para ele que todo e qualquer desejo meu o Universo tem que encontrar um meio de me dar. Ele riu e me disse, quer dizer que se você desejar dinheiro o Universo vai te dar e você vai continuar ai sentado na praia? Eu disse é isso mesmo. Ele não se conteve e começou a rir. Eu disse a ele, esse é sempre o primeiro passo, ficar alegre…

Perguntei a ele quanto ele ganhava trabalhando duro? Ele disse que nos meses bons, ele chegava a ganhar liquido cerca de 12 mil reais. Eu disse a ele, se eu desejar ganhar mais do que isso, o Universo vai me entregar algo aqui mesmo de qualquer jeito. Ele caiu na gargalhada. Eu ajudei ele a sorrir mais, e afirmei, isso é um bom inicio mesmo. Nisso uma senhora que quase se machucou com um guarda sol todo enferrujado que passou quase por cima dela, o vento forte derrubou, e ela reclamou. Isso aqui está de mais, tudo sujo, cadeiras, guarda sol, a barraca do pessoal que trabalha na praia, é muita sujeira e tudo muito velho. Eu disse pro meu amigo, eu não disse que o Universo me entregaria tudo o que eu quero, ele não entendeu nada.

Eu na hora tirei o meu celular do bolso e liguei e pedi, para a esposa de um amigo meu que eu havia ajudado recentemente num de seus negócios, se ela poderia me fazer um favor de pesquisar todas as fabricas de isopor em Pernambuco, já as empresas de guarda sol, cadeiras de praia, porta cerveja, bancos de plástico e lixeirinhas, em qualquer lugar e alguns serralheiros somente no grande Recife. Ela imediatamente me disse, considere já feito. E eu virei para esse meu amigo e disse, eu vou ganhar o dobro ou mais, do que você ganha no seu melhor mês, aqui sentado numa cadeira de praia. Ele quase se mijou de tanto rir.

Na semana seguinte nos encontramos novamente, eu disse a ele, senta aqui, olha só. Abri minha agenda, e mostrei a ele, os telefones de tudo que eu havia pedido a esposa do meu amigo, fora os escritórios em Recife das empresas; Pizza Hult, Mac Donald”s, Celpe, Bandepe, Ambev, Coca Cola, Frevo e outras mais. Além disso mostrei alguns modelos de contratos; Uma para barraqueiro com a empresa que eu dei o nome de Mídia Praia, outro das grande empresas com a Mídia Praia. E expliquei tudo que eu havia pensado. Eu montaria uma empresa que daria de graça para os barraqueiros todo o material que ele precisava com publicidades das empresas que colocaria suas marcas no equipamentos que eles seriam contratados para usar durante uma ano.

E falei para ele que, agora eu só precisava algumas coisas; um contador para abrir a Mídia Praia, duas meninas para fazer uma pesquisa para mim, e um local. Nisso um dos frequentadores da barraca onde eu estava, que era contador e ouviu a historia toda, se propôs na hora em abrir a empresa, já o barraqueiro que serviu para elaborar a pesquisa, ligou para a filha dele e pediu para ela vir com a sua amiga que era bonitinha, que elas iam fazer um trabalho na praia, e liguei para esse meu amigo que a esposa dele havia levantado tudo que eu precisava e pedi uma sala para alugar, ele na hora me cedeu uma sala na sua imobiliária para a Mídia praia, a duas quadras da praia.

Em uma semana o Universo já tinha me dado tudo. As meninas cadastraram todos os barraqueiros da praia de Boa Viagem, a Mídia Praia já estava sendo registrada e essas duas meninas foram contratadas para trabalhar só nos finais de semana, fiscalizando as barracas e seus equipamentos. Eu tinha um contrato de garantia de um ano com todos os fornecedores de equipamentos, e cobrava das empresas, uma taxa de r$ 300 reais por mês de manutenção e fiscalização de equipamentos por cada barraca patrocinada, e os barraqueiros assinavam um contrato que receberiam todo o material de graça e com a manutenção grátis de todos os equipamentos por um ano, permitindo a Mídia Praia fiscalizar semanalmente os equipamentos. Todos os fornecedores de equipamentos me davam 10% de tudo que eu vendesse para as empresas que iriam estar no projeto. E assim passei a ganhar muito mais dinheiro sentado na praia do que o meu amigo que dava um duro danado todo engravatado nesse sol escaldante desse nordeste maravilhoso…