Arquivo de outubro de 2014

O medo, a crença e a paixão…

- quinta-feira, 30 de outubro de 2014

estruturas de crenças Ontem eu escrevi algo sobre paixão, e hoje me deparo com essa citação dos Abraham que diz… “O medo só existe quando você não entende que você tem o poder de projetar o pensamento e que o Universo irá responder”. O ego tem suas crenças dominantes, porém limitantes, mas são elas quem ditam o que pode vir para a sua realidade, essas crenças foram criadas por muitas e muitas repetições de pensamentos e sentimentos bons ou resistentes ao próprio Bem Estar. Já o eu interior que; sabe, entende, percebe e concebe que tudo é Bem Estar, que não existe nada além de puro Bem Estar, tudo o que não é Bem Estar é pura resistência ao mesmo, ele sempre provoca nesse corpo físico um coquetel de hormônios para que voltemos a sentir quem realmente nós somos, puro Bem Estar, que é o que criam as nossas paixões. Paixão é isso, é puro Bem Estar.

Onde há uma paixão ou uma crença não resistente, o medo não se instala, ele pode até surgir por momentos, mas ele não perdura, ele é apenas uma ausência insignificante perto do puro Bem Estar. As pessoas não entendem, é como os Abraham disseram, tanto a paixão quanto as suas crenças não resistentes ou até mesmo as resistentes, precisam ser realimentadas para terem a energia da vida que as fazem nossas realidades. O ego tem esse direito inalienável de suas escolhas e principalmente de sua total liberdade, ou ele não seria um individualização autoconsciente, ele jamais estaria na linha de ponta do pensamento. E é ai que entra a sua parte, em escolher reforçar a sua sincronicidade positiva ou negativa, é sempre o ego quem escolhe. E para perceber isso não é preciso ser um psicologo, basta escrever ou falar e gravar sobre qualquer tema que é importante na sua vida, que você mesmo irá perceber qual o reforço de sincronicidade está usando agora, para criar essa sua própria realidade de agora.

Quando você está apaixonado ou realimentando suas crenças não resistentes, mas ainda limitadas, ou você não seria um ego. Você mesmo estará sempre ampliando seus limites. Você é pura simplicidade, você respira e inspira, total liberdade, infinitas escolhas e espera um crescimento em tudo e de tudo. Porque isso sim é pura reforço natural da sua sincronicidade positiva. Quando o ego resistente está no comando, ele sempre vai reforçar a sincronicidade negativa, que é pura resistência ao fluxo; ininterrupto, simultâneo e eterno, de pura energia e informação de Bem Estar. O resultado nem é precisa falar, é só olhar ao seu lado, pessoas sobrevivendo e trocando toda essa energia que passa por ela, por poucos momentos de euforia, que com certeza não é o que nenhuma individualidade quando veio para cá queria…

Adoro ganhar presentes em dinheiro XVI

- quarta-feira, 29 de outubro de 2014

dinheiro magavilha Não há nada que a felicidade não traga. E como eu adoro comemorar e ainda ser muito mais feliz com tudo. Eu fico feliz até com a realização dos outros, e para mim o que não falta é motivo de estar sempre mais feliz agora. Todos os dias eu tenho relatos de pessoas que conseguiram realizar algum desejo brincando no meu app “Attraction”, ontem mesmo eu estava lendo o que uma amiga me escreveu agradecendo de ter conseguido o dinheiro para a festa que ela queria dar, com a banda que ela sonhava em tocar para ela. O relato dela é emocionante, uma pessoa simples, sem muitas condições financeiras, trabalhando de diarista e conseguiu realizar o seu sonho. Ela tinha permissão para usar a Internet e o notebook de um dos donos dos aptos que ela cuidava.

Ela me contou que a maioria que ela atendia na época, eram pessoas que moram sozinhas, ela mesma escolheu isso depois que leu algo que eu escrevi sobre fazer suas escolhas, ela pensou, vou gastar menos tempo e atender pessoas mais felizes que adoram ter mais liberdade para poderem se expandir mais, e eu dando isso para eles, eles me pagam bem e terão até medo de eu não voltar. E uma dessas pessoas que ela atente, ligou para ela dizendo que ia viajar por um mês, e dizendo para ela que quando voltasse iria para um apto maior, mais queria ela arrumando tudo. Ela não entendeu nada, desligou o telefone e voltou a limpeza, ela já estava arrumando as roupas dele, já que ele havia dito que ia viajar.

Quando ela menos espera, chega ele em casa que nem um louco, desesperado da vida. Até que ele se acalmou e contou para ela tudo o que estava acontecendo, ele tinha ganho um prêmio na lotérica e tinha perdido o bilhete, ele sabia que ganhou porque sempre jogava os mesmos números. Ela calmamente se levanta, ele nem notou nada, e vai na gaveta da estante e apanha o bilhete e dá a ele, o senhor deixou no bolso da camisa que ia para lavar, eu tirei e coloquei aqui na gaveta. Ele se tremeu todo, ficou meio apático até que deu um estalo, e ele deu um beijo nas bochechas dela e um forte abraço de amigo, e agora quem tinha se tremido toda era ela, porque ele disse, se prepara que você vai viajar também, escolhe para onde você quer ir… Foi quando ela então contou o seu sonho de fazer uma festinha, mas com a banda que ela queria. Ele nem falou mais nada, antes de viajar alugou um local, a banda e fez aquela festa para ela e ainda lhe deu 50 mil reais em dinheiro. Hoje ela trabalha e mora no apto que ele comprou, e é tratada como se fosse da família e sempre lembra pros amigos o que ela fez por ele. E QUEM CONSEGUE NÃO COMEMORAR UMA HISTORIA DESSAS? Ela ganhou, eu fiquei feliz, eu também ganhei…

Se não fosse o desejo não haveria vida…

- quarta-feira, 29 de outubro de 2014

app attraction O desejo é o único condutor da energia e informação para ambas entrarem em ação. Quando eu escrevi sobre foco no desejo há alguns dias atrás, eu fui bem claro em afirmar que se focarmos no que queremos não teremos tempo de pensar no que não queremos. Porém, eu notei que a maioria ainda se perde quando se toca no assunto desejo. A maioria ainda pensa; na saúde, no dinheiro, na casa ou em qualquer outro objeto de desejo, e nunca no desejo que está embutido em todos esses objetos de desejo. Seja sincero com você mesmo, você quer saúde para se sentir mais livre para ir e fazer algo onde quiser, você quer é sentir mais felicidade em poder se divertir mais e você quer sentir o que esse seu corpo sadio pode expandir seus horizontes. A mesma coisa é com o dinheiro, com o carro e até mesmo com o seu relacionamento.

Você antes de ser esse ego, era puro energia de Bem Estar. Tudo o que é hoje não poderia ser se não fosse para o que era antes. As pessoas desperdiçam muita energia e informação apenas em cima de objetos de desejo, e esquecem do real desejo. E isso fica cada vez mais evidente nas famílias de hoje. Ninguém senta e tem um dialogo fazendo todos jogarem energias para o desejo de todos. Por exemplo, se seu negócio está prosperando ou você ganhou um aumento no seu local de (trabalho) se divertir ganhado dinheiro, ao chegar em casa em vez de grudar na Tv ou entrar nas redes sociais, o melhor seria chamar mais energia da vida de todos, para o desejo de todos e deixar com que cada um sinta essa energia passando focando no objeto de desejo que cada um quer.

O meu dialogo que eu faço com minha mulher é simples. Eu digo a ela… Coisa boa te ver, tenho boas noticias, tudo está indo bem, está na hora de pensarmos e sentir mais a liberdade que essa prosperidade está nos trazendo, na felicidade que vem junto com mais abundância, da expansão que acompanha todo esse processo. Ela na hora já pensa e fala nos objetos de desejo dela, um apto maior para o filho que ela muito quer, ela sabe que eu adoro carros e já me lembra que, o próximo tem que ter mais espaço para a baba, criança e todas as tralhas. E assim usamos vários objetos de desejo, para sentirmos muito mais o desejo de mais; liberdade, felicidade e a expansão em tudo e de tudo.

Adoro ganhar presentes em dinheiro XV

- terça-feira, 28 de outubro de 2014

Energia em forma de dinheiro Uma coisa que eu aprendi durante toda a minha vida é que, se eu realmente quero ter tudo o que já desejei ainda nessa vida, nessa experiência atual do momento, eu preciso parar com toda essa frescura de achar que na criação de qualquer realidade, existem; coisas difíceis e coisas fáceis, coisas grandes e coisas pequenas e coisas certas ou coisas erradas. isso é tudo frescura momentânea desse ego inchado, que nessas horas pensa que está só, isolado e ainda resistindo muito mais ao fluxo de energia e informação de puro Bem Estar que lhe é; natural, prospero e abundante.

Eu estava na praia e meu amigo chegou todo triste que havia ganho apenas uns trocados no bicho, ele sonhava ganhar na milhar seca. Eu pulei da cadeira, segurei a grana da mão dele e disse, me dá esses trocados para mim… Ele disse meio melancólico, pode ficar… E eu já estando de pé, pulei e fiz uma zona total, comemorei muito a grana que ele me deu ali mesmo sentado na praia. E assim eu passei alguns momentos mostrando para ele, o porque dele nunca ter ganho muito dinheiro em sua vida. Qualquer coisa nessa vida deve ser comemorada e muito. Tudo o que existe é prova irrefutável de muita abundância e muita prosperidade. O Universo é infinitamente rico em tudo, tudo é mais…

O cara que banca o jogo do bicho, adora cada centavo que alguém joga, ele comemora toda essa grana indo direto para o bolso dele, por isso ele tem muita grana sempre. Passam os anos, os políticos, os delegados de policias e eles continuam cada vez mais ricos, e sempre com a soma do dinheirinho que você ainda desprezava antes de agora. Eu mesmo já ganhei vários prêmios, quadras da Mega-Sena já perdi a conta, mas não esqueço de uma só comemoração que eu mesmo fiz, ao ver que mais energia em forma de dinheiro estava vindo para mim. Eu comemoro tudo, até esses trocados maravilhosos que vão chamar mais para o meu bolso… E viva a prosperidade!

Se eu acredito, eu posso…

- terça-feira, 28 de outubro de 2014

adoro tudo isso Essa é uma das coisas em que eu sou unanime tanto com os Abraham, como com o Bashar ou a física Quântica. A minha realidade depende do que eu mesmo acredito, das minhas próprias crenças e de mais nada. E só não cria as suas próprias crenças dominantes quem não quer, porque a receita é só uma, é essa… Procure ficar o mais alegre que puder e depois apenas; repeita, repita e repita, muitas e muitas vezes o que você mais adora, tudo isso que você ainda muito quer. Aproveite os muitos momentos de grandes vórtices criativos para comemorar e muito, como; O momento de um gol do seu time, enquanto todo mundo ainda está vibrando o gol. Aquele momento em que todo mundo está pulando de alegria no SHOW do seu artista predileto. Quando estiver na praia e focar em muita gente feliz e se divertindo a valer. E é nesses momentos que você deve gritar com todas as suas forças para o Universo, tudo aquilo que você mesmo mais adora.

Estou me acostumando com à idéia de que não há realidade fora da minha cabeça, a não ser a realidade que eu mesmo defini de acordo com as minhas velhas crenças. Estou já me acostumando com à idéia de que não há realidade alguma lá fora, a não ser a que eu mesmo defini que seria a minha atual realidade. E eu já estou me acostumando rápido com à idéia de que não há uma “realidade básica” que seja a “mais real” do que qualquer outra realidade já pensada por alguém. Estou me acostumando bem mais rápido agora, com essa idéia de que não há uma só “realidade básica”, que realmente possa me servir de comparação, para eu mesmo poder avaliar e julgar o quanto é “real” essa minha nova crença.

A verdade de fato é que, não há uma “realidade inerente”. Existem apenas as realidades geradas por qualquer crença e todas elas são igualmente válidas para mim, igualmente reais. Estou me acostumando rapidamente com à idéia de que não há uma única definição de realidade que seja a mais real ou a mais válida, do que qualquer outra definição. Existem apenas as realidades geradas por qualquer crença e todas elas são igualmente válidas, igualmente reais… E eu vou; repetir, repetir e repetir esses dois últimos parágrafos desse testo, para que eles virem realmente a minha mais nova crença libertadora…

Adoro ganhar presentes em dinheiro XIV

- segunda-feira, 27 de outubro de 2014

padaria café da manhã Eu tinha dormido muito tarde, tinha ido pescar com uns amigos e cheguei da praia e fui direto para a piscina, e só me deitei depois das 3 da madrugada, minha amada acordou cedo e me pediu dinheiro, eu lhe respondi que poderia pegar na minha carteira que estava na minha mochila, ela apanhou o dinheiro e foi embora. Já eram umas 10 horas quando acordei com baita fome, e me lembrei, agora café da manhã, só padaria santa Rosa no Setúbal, e apanhei a minha mochila, coloquei nas costas e lá fui eu pedalando e curtindo todo o trajeto apreciando evidências de mais prosperidade, que é o que não falta em Boa Viagem.

Cheguei, cumprimentei o dono e todos os meus amigos e fui preparando os meus pratos, um com muitas frutas, eu adoro; mamão, melão, abacaxi e melancia bem vermelhinha. No outro prato uma macaxeira com costelinhas de bode ao molho delicioso que só ali sabe fazer e coloquei muito molho suculento por cima da batata doce, pedi mais uma café com leite e um suco de laranja. E me deliciei com tudo aquilo, me senti maravilhosamente pronto para mais um dia de praia com um sol pra ninguém botar defeito.

Quando chego na fila dos caixas e procuro a minha carteira na mochila, cadê? Ligo para casa e a diarista diz que minha carteira está junto com o meu notebook na sala. Eu nem falei nada com ninguém, antes de eu pensar em me desculpar e voltar em casa, o dono da padaria me chamou e disse, eu nem sei se você tinha visto, no sábado passado deu um probleminha nas maquinas de cartões e foi cobrado duas vezes o seu café que você tinha vindo tomar com seus amigos, eu sabia que era você pelo valor, você tinha pago o de todo mundo da sua mesa, aqui está o seu dinheiro, me desculpe. Eu ri muito e voltei para fila rindo mais ainda, adoro ganhar esses presentes em dinheiro do Universo. E ainda sobrou dinheiro para eu poder ir a praia sem precisar voltar em casa. Adoro essa minha vida maravilhosa…

Você sabe o que é vivenciar?

- segunda-feira, 27 de outubro de 2014

cerdadinho Muita gente não sabe o que é vivenciar, ela mesma ainda acredita que precisa passar por todos aqueles acontecimentos, para poderem assim absorver um pouco mais de conhecimento daquilo focado. E todos nós podemos sim, sentir tudo aquilo sem precisar jamais passar por todo aquele aparato, e que muitas das vezes tem alguns aspectos indesejados juntos, porque isso se trata de desejos realizados de outras pessoas, mas que são importantes para a expansão de tudo, e é por isso que eu não preciso fazer de tudo para poder sentir tudo. Afinal é para isso que existem infinitas individualizações na linha de ponta do pensamento…

Essa semana eu assisti algumas vezes o filme “Sem Limites”. A maioria dos filmes que mostram toda essa expansão da consciência, mesmo o mais recente “Lucy”, ainda usam o reforço da sincronicidade negativa, eles tem de justificar essa expansão, eles tem de dar uma recompensa ou fazer algo para que o personagem principal possa merecer toda essa expansão, que é mais que normal é eterna em todo o Universo. Até mesmo esse filme que não me canso de assistir, “Jumper”. Todos tem que responder aos muitos desejos das outras individualizações ainda ligadas nas suas velhas crenças resistentes ao fluxo de energia e informação de puro Bem Estar. Então, a violência, o medo e a morte nesse mundo físico, é um dos requisitos básicos para o enredo dessas tramas. Eu até fiquei muito feliz em ser atendido no filme “Sem Limites”. Afinal o personagem consegue administrar essa expansão sem precisar voltar a resistir ao Bem Estar e continuar nessa experiência física, aqui e agora.

Lucy 2O que eu quero afirmar para mim mesmo nesse meu relato é que, eu posso vivenciar tudo o que eu mais gostei de cada um desses filmes e reescrever uma historia só minha, com tudo o que mais me agrada. Do Jumper, eu posso vivenciar viagens fantásticas com meus filhos, meus netos e meus amigos por todo esse mundão, tudo num piscar de olhos. Que é o que eu já fazia quando a minha mãe me colocava num cercadinho de madeira e me deixava só. Eu viajava por infinitas realidades ali mesmo, só depois que fui crescendo que foram me podando aos poucos, esse meu poder maravilhoso de viajar na imaginação expandindo consciências e infinitas realidades paralelas.

Já o filme “Lucy”, eu como já sei que os átomos dão formas a tudo o que eu mais quero, ao que eu mesmo mais desejo, eu não preciso das drogas para sentir a expansão, nem preciso largar esse mundo físico, só porque eu mesmo acessei agora, infinitas informações livres no Vácuo Quântico. Eu posso usar isso tudo para realizar todos os meus desejos, sem precisar jamais voltar a usar a sincronicidade negativa como reforço das minhas velhas crenças. Eu poderei ser o homem que eu quiser ser, sabendo como tudo funciona a meu prazer, controlando tudo para que seja do jeito que eu quero ainda nessa forma física, apenas porque eu quero.

Sem limites Já o filme “Sem Limites”, me mostra em imagens o que eu já acessei de informação com os Abraham e Bashar, comprovando mais uma vez que eu posso; ser, ter e fazer tudo o que quero, aqui mesmo e agora. Jamais é preciso esperar uma evolução, ou tomar qualquer tipo de droga. Veja bem que, com todo o conhecimento que já temos hoje com a física Quântica, e até de como é formada as nossas crenças, de como as transformamos em crenças dominantes e como elas ditam e recriam a nossa realidade, podemos sim, realizar grandes historias melhoradas de nossas vidas e viver uma vida plena de muito Bem Estar, aqui e agora…

Liberdade é criar suas próprias crenças…

- segunda-feira, 27 de outubro de 2014

LOGO_EU_DESEJO_VIBRAR_POSITIVO 5 Tudo nesse mundo é energia e informação viva e em eterna expansão. Até o ego mais racional, aqueles doutrinados a serem os mais resistentes ao fluxo de energia e informação de Bem Estar, não poderiam resistir mais, em fim criaram suas novas crenças, chegaram a física Quântica que é uma das únicas coisas nesse mundo racional, que pode dissolver suas amarras, suas correntes, essas suas grades que são as suas próprias crenças resistentes ao fluxo de energia e informação de puro Bem Estar, criando um novo paradigma, um novo sistema de crenças.

Foi o homem quem criou suas próprias crenças, não foi mais ninguém, ele mesmo criou isso tudo; repetindo, repetindo e repetindo, muitas e muitas vezes os mesmos pensamentos e sentimentos que as fizeram dominantes. E foram essas crenças que formaram o ego, esse sistema complexo e natural que mantém a vida, que mantém a individualização física viva, essa sua própria identificação com mais pensamentos semelhantes que manteriam, não só essas mesmas crenças realimentadas, mas também realimentariam o próprio ego. Mesmo hoje em dia, as pessoas ainda não perceberam que a maioria dessas crenças são resistentes a sua felicidade, ainda estão muito ligadas ou tem como base o medo, a essa forma mais densa da energia que formam todos os objetos de desejo da humanidade, criando apenas mais resistências ao próprio fluxo de Bem Estar.

Esse sentido de preservação da espécie e sobrevivência os fez criar seus próprios cercadinhos, como aqueles de madeira que as crianças ficavam até a pouco tempo atrás. Esses cercadinhos não físicos, são as religiões e suas escolas, que tem a principio o intuito de perpetuar essas crenças ligadas ao medo, a preservação da espécie e a sobrevivência. Agora não mais existe os cercadinhos físicos de madeira, os homens trouxeram os seus cercadinhos mentais para as nossas próprias crianças, colocando-as nas escolas com 4 anos, tudo no intuito de tentar segurar tanta criatividade e liberdade que vem surgindo nos últimos anos, Só que isso é impossível. Ninguém pode ser menor do que já é.

Assim como é somente o meu foco quem faz jorrar mais energia da vida, é também apenas a minha atenção a qualquer coisa, o que faz criar mais informações sobre isso, e é a minha ação física prazerosa nesse corpo físico, o que faz com que toda essa energia e informação entre em ação, nesse mundo físico em eterna expansão de mais; liberdade, felicidade e da própria expansão. Os poucos que já não mais aceitam os velhos cercadinhos, já provaram que é a alegria o que é, o objetivo de tudo nessa vida, e que é somente ela, a felicidade, quem nos realiza e nos faz manifestar e materializar todos os nossos objetos de desejos, que nós mesmos idealizamos, imaginamos e sentimos, como mais uma forma de voltar a nos realinhar. com o fluxo de energia e informação de puro Bem Estar ainda nesse corpo físico…

Adoro visitar realidades paralelas…

- domingo, 26 de outubro de 2014

Filmes ADORO FILMES QUE ME FAZEM EXPANDIR A MINHA IMAGINAÇÃO EXPONENCIALMENTE… Mas, o mais importante de tudo, em poder vivenciar todas essas realidades paralelas tão distantes como essas que nos são apresentadas nos filmes atuais, é saber focar e dar atenção no que é mais importante, naquilo que mais me trás prazer, mais felicidade naquele momento. Eu adoro filmes que provocam a minha imaginação como: Jumper, Lucy e Sem Limites. Esse ultimo é o que mais se parece com o que eu mais gosto de viver. Tanto Jumper quanto Lucy respondem muito mais aos desejos das pessoas que ainda são focadas no medo e assim realimentam mais suas crenças resistentes ao fluxo de Bem Estar.

As pessoas por motivos de suas crenças, que ainda acreditam que tem que viver no mundo do medo para poder expandir suas consciências, tentando mudar as coisas, tentado consertar as coisas e até excluir tudo aquilo que não quer, então elas são muito mais focadas na violência que elas mesmas pedem nesses filmes. Afinal, tudo que se tem é em respostas aos nossos pedidos. Já o filme Sem Limites, o artista principal, ele só apela para a violência quando ele está ainda no domínio do medo, sem acesso a todo o conhecimento do Universo, que é quando ele mata os três que foram mata-lo e lhe tomar a droga. No final do filme vem a mensagem que mais conta para mim. Quando De Niro tenta fazê-lo voltar ao mundo do medo, e ele descarta. O seu conhecimento e poder, já não tem mais nada a ver com a violência e o medo que sentia antes… Agora sim, ele era o criador de sua própria realidade…

Adoro ganhar presentes em dinheiro XIII

- domingo, 26 de outubro de 2014

Tiririca Como hoje é dia de eleição, a maioria vai continuar a pensar que é livre e que também escolhe em quem votar, a historia não poderia ser outra. Uma historia de; liberdade, felicidade e expansão, no meio de toda essa confusão. Eu tinha me casado e ido morar em Manaus, a minha mulher engravidou no sétimo dia de lua de mel. Era um ano político, eu em pouco tempo havia conseguido ser o diretor comercial do jornal “O Turista”. Ainda era o cara de criação, mídia e ainda atendia contas na agência de publicidade “Ponto de Vista”. E ainda fazia freelancer para políticos.

Eu precisava de muito dinheiro, vinha ai a minha primeira filha, na cidade eu só tinha o meu pai de conhecido, a minha mulher ainda queria ter o neném em Friburgo, perto das nossas famílias, passagens aéreas eram caras, eu estava tentando comprar um apart hotel. E me veio a ideia. Era comum no amazonas os políticos darem cestas básicas de alimentação em troca de votos, outros davam motores pequenos de barcos para o pessoal do interior, todo mundo sabia disso, só não via quem não queria ver, eles precisam mesmo fazer esse carnaval todo, quem banca as campanhas precisa que o povo acredite ser livre e que tem escolhas. E mesmo assim, alguns políticos ainda diziam que, todos acabavam votando mesmo em quem lhes prometia mais coisas ou lhes dava algo a mais no dia da eleição.

Eu mesmo sabendo que ninguém vota mesmo em ninguém, que toda eleição é uma farsa, mesmo assim bolei uma faca gráfica para fazer chapéus e leques de cartolina grossa, com o nome e o numero do candidato impresso. Eram tantos os pedidos que eu tive de contratar algumas gráficas grandes para trabalharem só com esse produto que eu havia criado. Então, era até muito gozado o que acontecia. As filas eram imensas e demoradas, a maioria nem ler e escrever sabiam, todos levavam cola, eles iam com a camiseta do cara que havia dado algo, com a cola já de um outro na mão, e ainda colocavam um chapéu de outro candidato para fugir do sol e se abanavam nas filas com os leques dos candidatos que haviam comprado meu material. E assim, era muito mais fácil copiar os números grandes dos leques e chapéus que os da cola que ficavam jogados no chão das filas. Eu nunca havia ganhado tanto dinheiro vivo junto, em toda a minha vida. comprei um carro novo, mandei minha mulher para Friburgo e adorei os presentes em dinheiro que ganhei por eu ser muito mais; livre, feliz e expansivo…