Os “contrastes” nunca são problemas…

29 de setembro de 2014 por
Publicidade

células A não ser que eu mesmo queira que eles sejam problemas para mim, usando-os como mais uma desculpa para não voltar a me alinhar com a Fonte de Bem Estar. Todo objeto físico, todo objeto de desejo ou melhor, tudo nesse mundo físico são duas coisas ao mesmo tempo, em vez de ser apenas uma só coisa para mim, inclusive todos esses infinitos contrastes que já foram criados pelos desejos das outras infinitas individualizações que, jamais poderiam deixar de ser realizados, a menos que elas mesmas tivessem resistido a eles e os transformado em seus grandes problemas a serem resolvidos apenas por eles fisicamente…

O que é um problema afinal? Todo e qualquer problema na verdade é apenas o lado da falta do que eu mais quero de qualquer coisa que, jamais ira me trazer mais felicidade e nem me deixará fluir facilmente com esse meu foco apontado para ele. O contraste é na verdade uma coisa boa, ele tem inerente o poder de me fazer desejar o oposto do que ele me faz sentir. Basta eu mesmo sentir a alegria que nasce ao eu lançar o novo desejo que inevitável surgir em todos esses encontros maravilhosos com os inúmeros contrastes. Eu só tenho que escolher o que eu mais quero agora.

Como tudo nesse mundo é pura energia e informação em onda de probabilidades momentâneas, a minha vibração pode fazer qualquer contraste, qualquer objeto de escolha, ser o que eu mais quero experimentar ou o que eu não quero. Quando eu estou feliz, vibrando o que eu quero, as energias, sejam de um objeto ou de um animal ou até de uma outra pessoa, elas passam a atuar exatamente como é o meu desejo. Os átomos mudam de frequências, de vibrações e até de densidades para dar a forma ideal a tudo o que eu estou focando agora em tudo. Todos nós podemos ser uma coisa boa para alguém ou uma coisa desastrada para ela, porque todos nós somos feitos dos mesmos átomos, todos somos apenas energias que dão formas momentâneas ao mundo físico desejado, aqui e a gora…