O legado da Copa no Brasil…

14 de julho de 2014 por
Publicidade

Copa-do-Mundo-do-Brasil-2014 O verdadeiro desejo que existe em todo objeto de desejo é; mais felicidade, mais liberdade e muito mais expansão. Toda Copa do mundo tem sempre três grandes objetos de desejo; O poder financeiro da FIFA, a Copa no país sede e ganhar a Copa. Só que as pessoas estão tão focadas nos objetos de desejo que estão esquecendo o DESEJO. O futebol está ficando feio, sem brilho e sem grandes jogadas, os times são treinados para não deixar os outros jogarem e não para dar espetáculos, os jogadores fenomenais, são caçados para não brilhar, com toda a tecnologia que existe, eles só colocam em ação algumas tecnologias apenas aquelas para atender os interesses exclusivos da FIFA. E assim ainda pode haver desonestidade até por parte da própria FIFA, em beneficiar quem ela quiser, escalando árbitros que mudem os resultados. Onde está; liberdade, felicidade e expansão? Nunca o objetivo é ter mais lisura e fazer do espetáculo ser uma coisa muito mais bonita e feliz. a começar com a falta de liberdade de poder se fazer uma abertura da Copa dedicada a mostrar o melhor do país sede e com o que o país tem de melhor. Os políticos querem a Copa apenas para ganhar prestigio e poderem fazer verba para a próxima campanha junto com empreiteiras desonestas, e até se locupletar pessoalmente. Onde fica a liberdade do povo? A FIFA não está nem ai… O certo seria está havendo desvio de verba publica, ou não cumprimento dos prazos para infra estruturas antes de dois anos. Os países que já tem um infra estrutura pronta, seriam sorteados entre os que quisessem para sediar a Copa. E acabaria com essa sacanagem que é apenas uma Copa de interesses financeiros.

Mas eu vou falar bem pouco do que se poderia fazer… Porque quando se fala mais sobre o que se quer e por que realmente eu quero qualquer que seja o meu objeto de desejo, normalmente há menos resistência dentro de mim mesmo do que quando eu falo ou escrevo sobre o que eu quero e como eu estou pensando e que poderia fazer para obtê-lo. Quando eu coloco questões que eu mesmo não tenho respostas para; como, onde, quando e quem, eu mesmo crio uma vibração contraditória que torna tudo o que eu ainda mais quero experimentar agora, muito mais lento para se tornar a minha própria realidade.