Vem chegando a copa, eleições e mais resistências ao Bem estar…

15 de maio de 2014 por
Publicidade

copa-do-mundo-2014 Os Abraham nos contaram uma historia bem interessante, que nos faz pensar… Um homem palestino jovem foi encontrado em Israel; ele tinha uma bomba amarrada a ele. E quando se detonou, o artefato não detonou corretamente e ele só foi ferido. Mas ele não conseguiu os resultados triunfantes que ele estava buscando; ele nem se explodiu e nem as pessoas que estavam ao redor dele. E assim ele foi capturado. Foi quando um jornalista perguntou a ele, por que você fez isso? Ele disse: “Eles mataram o meu amigo e eu queria morrer.” Em outras palavras, era tão simples: “Eles mataram o seu amigo e ele queria morrer.” Nós achamos que essas palavras puras e simples falam sobre acrise do Oriente Médio, da forma mais clara do que todas as outras palavras que já foram ditas. É aquela sensação de que, você fez isso comigo, então eu vou fazer isso para você, então você vai fazer isso comigo, e então eu vou fazer isso com você. E o que acontece no nosso dia a dia, no que já é: E isso só fica maior e maior e maior. E ninguém nunca ganha nada com isso. Não há triunfo que venha com alguma coisa como essa… Isso é lá… E aqui no Brasil?

Aqui, se pega um cara que tacou fogo num ônibus, um cara que jogou uma bomba no meio de uma manifestação. Ou em lugares de diversão, num campo de futebol ou um cara roubando e sendo espancado no meio da rua… Se você perguntar para os dois primeiros o porque? Eles vão dizer, eles acabam com o nosso patrimônio publico, eu aproveitei que me pagaram para fazer isso, e vim aqui me vingar desses políticos sujos… O cara do campo do futebol, diz que todo mundo bate em todo mundo, agora chegou a vez dele, o cara que roubou diz, todo mundo no PT rouba, os caras que batem no ladrão dizem, os políticos fazem isso quando alguém rouba deles, olha quantos assassinatos, Santo André, no nordeste ta cheio, eu só fiz o mesmo… As resistências ao fluxo de energia e informação de Bem Estar está ganhando volume em todo o mundo… Até quando você vai ser um observador reagente?