Quem está no comando? O ego ou a centelha divina?

23 de fevereiro de 2014 por
Publicidade

lda Conhecendo a física Quântica é fácil saber isso, o meu eu interior, essa extensão da Fonte que muitos chamam de centelha divida, sabe muito bem que tudo é ao mesmo tempo, onda e partícula. Então, para o meu eu interior tudo está bem, só existe energia e informação de Bem Estar. Pensou colapsou. Já para o ego sozinho, ele não consegue perceber isso, muito menos conceber ou aceitar. Para o ego, ou ele escolhe ver partícula ou ele sente a onda.

Então, quando ele vê partícula, para ele tudo é imutável, ele acredita que é preciso fazer algo fisicamente; estudar muito, trabalhar duro e orar e suplicar muito, ou até fazer algum tipo de técnica; EFT, Ho’oponopono, Reiki ou Ressonância Harmônica, ou até qualquer outra coisa, para só assim, poder mudar uma determinada coisa que, para ele ainda é imutável, é matéria fixa, acabada, até ele mudá-la, eliminá-la ou excluí-la, com o seu fazer físico.

Para o meu “eu interior”, ele sabe que um pensamento colapsa qualquer coisa, que o ego só precisa escolher de dentro do vórtice, para que a partícula se manifeste com plena perfeição o que ele quer, mas que ela ainda é e sempre será apenas uma onda de infinitas probabilidades mutáveis.


  • Marcos André Guimarães

    Caro Eduardo.
    Estive pesquisando alguns artigos e sugiro explorar mais o tema deste artigo ”
    Quem está no comando? O ego ou a centelha divina?” ou aqueles onde as pessoas possam entender a diferença entre Partícula e Onda. Note que por séculos e milênios fomos educados a entender que tudo precisa ter uma explicação física. E, sabendo que na verdade, não existe uma diferença entre partícula e onda, algo precisa ser feito para limparmos de uma vez a velha mentalidade e entrar em uma nova mentalidade.

    No artigo presente no segundo parágrafo, você comenta sobre as técnicas que as pessoas procuram para ajudar a mudar o seu entendimento sobre o assunto. Para você estas técnicas são eficazes para uma mudança ou você proporia algo diferente para ajudar as pessoas a mudarem a mentalidade? Um outro entendimento é que nenhuma técnica será eficaz se as pessoas não tiverem a intenção de mudar o pensamento. Daí por que você inicia o parágrafo quando diz que é necessário trabalhar muito para se conseguir algo.

    Sempre pesquiso algo sobre o assunto quando eu posso. Eu mesmo preciso também mudar meu pensamento.

    Abraços.

  • Marcos André Guimarães

    Lendo um pouco mais sobre seus artigos, vi alguns onde você propõe 15 minutos diários de meditação. Acredito que isto talvez seja a resposta para o que indaguei no comentário anterior.